Psicologia humanista no brasil

1.850 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre psicologia Humanista

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.850
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Psicologia humanista no brasil

  1. 1. Psicologia Humanista no Brasil Disciplina História da psicologia Professora: Francine
  2. 2. Grupo: • Leidilene dos Reis • Amanda Ferreira • Amanda Fartes • Michele • Raphael A. M. de Oliveira
  3. 3. Humanismo • A psicologia humanista surgiu na década de 50, ganhando força nos anos 60 e 70, como uma reação às ideias psicológicas pré- existentes - o behaviorismo e a psicanálise - embora não quisesse revisá-las ou adaptá-las, mas dar uma nova contribuição à psicologia. • O movimento humanista teve forte influência das filosofias existenciais e da fenomenologia.
  4. 4. Humanismo • O existencialismo fenomenológico, enquanto método apreendido pelo movimento humanista, se pauta em três questões: • - redução fenomenológica : • Recurso para se chegar ao fenômeno em sua essência, considerando a sua totalidade e visando, a incorporação de uma atitude crítica perante o cotidiano • - intencionalidade : • Atribuição de sentido do fenômeno, onde a consciência e o objeto, o sujeito e o mundo estão unificados. • - subjetividade e intersubjetividade : • O encontro entre a própria subjetividade e a do outro é chamado de intersubjetividade
  5. 5. Humanismo • É importante frisar que a fenomenologia não visa a explicação do objeto; as coisas, sim, que quando apreendidas, se tornam um momento fenomenológico. A função de sua abordagem é permitir a elaboração de conceitos que expressem adequadamente o fenômeno que se pretende estudar
  6. 6. Humanismo • A teoria humanista tem como principais teóricos Abraham Maslow (1908-1970) e Carl Rogers (1902- 1987), os maiores responsáveis pela projeção dos seus postulados no mundo. Abraham Maslow Carl Rogers
  7. 7. Humanismo • O psicólogo Carl Rogers, conhecido internacionalmente, veio ao país – mais precisamente ao Rio de Janeiro e Recife -, para realizar workshops e difundir suas ideias. Em entrevista à revista Veja em 1977, Rogers cita os principais pontos de sua teoria e afirma, categoricamente, que a abordagem centrada na pessoa é de fácil convivência na democracia.
  8. 8. ACP • A Abordagem Centrada na Pessoa (ACP), tem um papel de destaque na história da psicologia. Abriu o trabalho psicoterapêutico aos psicólogos, antes uma atividade exclusivamente médica, e introduziu a pesquisa rigorosa e quantitativa ao estudo da efetividade psicoterapêutica. Também incentivou o uso de métodos qualitativos em pesquisa psicológica.
  9. 9. ACP • A ACP caracteriza-se pela crença nas potencialidades de desenvolvimento e crescimento psicológico em condições comunicativo-relacionais realistas, sensíveis e compreensivas. • No brasil a influência rogeriana se fez sentir já na década de 1940, com o trabalho de Mariana Alvim (1909-2001), que conheceu Carl Rogers pessoalmente, em visita a Chicago.
  10. 10. ACP • Em 1951, a Abordagem recebia a contribuição de Ruth Nobre Scheeffer, que teve papel importante na divulgação do aconselhament não-diretivo através de seus livros (Aconselhamento Psicológico e Teorias do Aconselhamento). • No Rio Grande do Sul, ainda na década de 1950, a teoria de Rogers era estudada pelo irmão Lassalita Henrique Justo. O interesse de Justo pelo aconselhamento psicológico se deu em razão da oposição dos psiquiatras gaúchos ao exercício da psicanálise por psicólogos. Justo tornou-se uma das mais importantes lideranças no desenvolvimento da pesquisa e da prática da ACP no Brasil. Ele ainda coordena um curso de especialização em ACP em Canoas -RS.
  11. 11. ACP • Na década de 1960, com a criação dos cursos de graduação em psicologia, as teorias humanistas ganhavam espaço nos currículos e a ACP estudada nos cursos do Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e Rio Grande do Sul. • Em Pernambuco, a teoria de Carl Rogers foi lecionada com competência e elegância por Lúcio Flávio Campo(1923 - 1988) e Maria Auxiliadora Moura (1931- 1986), na Universidade Católica. Campos fundou em 1961, no Recife, o primeiro curso de graduação em psicologia no nordeste brasileiro, e um dos primeiros cursos do Brasil.
  12. 12. ACP • O professor Campos introduziu a teoria do aconselhamento psicológico de Carl Rogers no curso de psicologia na Universidade Católica e o trabalho com grupos terapêuticos. Maria Auxiliadora e Maria Ayres formaram-se na primeira turma, dedicando-se também ao ensino e a prática da ACP. Maria Auxiliadora foi coordenadora do curso de psicologia da Universidade Católica. Maria Ayres é hoje uma referência histórica no desenvolvimento da ACP no Brasil.
  13. 13. ACP • Em São Paulo, Oswaldo de Barros Santos (1918-1998) vinha desenvolvendo trabalho em Orientação e seleção de pessoal, interessando-se pelo aconselhamento não- diretivo. Rachel Rosemberg, além de trabalhar como sua assistente, participou da criação do Centro de Desenvolvimento da Pessoa do Instituto Sedes Sapiential.
  14. 14. ACP • No final da década de 1960 e início da década de 1970, as versões norte-americanas da psicanálise que circulavam no Brasil eram criticadas por apresentar uma compreensão determinista e mecanicista da natureza humana. As interpretações psicanalíticas eram acusadas de ser muito abrangentes e generalistas. Por outro lado, o behaviorismo ainda ensaiava sua proposta para tratamento psicológico, baseado em teorias de aprendizagem. Tal quadro favorecia o desenvolvimento do pensamento humanista, que recebia muita atenção por parte de profissionais e estudantes de psicologia.
  15. 15. ACP • Em contraste, na mesma década de 1970 a ACP seria intensamente estudada na academia. • Não seria exagero afirmar que a ACP, na década de 1970, despertava nos seus estudiosos grande entusiasmo pela pesquisa empírica. • A ACP influenciou muito o trabalho pedagógico, exercendo forte crítica às avaliações externas dos alunos através de provas. • Na década de 1990, o pensamento rogeriano foi representado por duas publicações importantes. •
  16. 16. Posição de Rogers sobre o Brasil na ditadura • Acusado de "romântico" durante a ditadura militar no Brasil, Rogers chegou a acreditar que a democracia brasileira seria viável caso os governos militares - instalados no poder nacional de então - se submetessem aos Grupos de Encontro e à Psicoterapia. Esse pensamento obviamente impunha, no mínimo, aos psicólogos brasileiros, da época, uma questão ética: Tratar ou não daqueles que eram torturadores?
  17. 17. Carl Rogers • Rogers expôs suas práticas em inúmeras gravações, tendo também se apresentando num programa de televisão sob o comando de Júlio Lerner,na TV Cultura (8 de março de 1977). Nessa ocasião,foi realizado no estúdio, em tempo real, um Grupo de Encontro com a participação de voluntários, incluindo os próprios funcionários da TV, facilitado por Maria Bowen ,que foi posteriormente comentado por Bowen, John Wood , Raquel Rosemberg e o próprio Rogers. • O CVV (Centro de Valorização da Vida) segue a idéia de conduta em seu atendimento estilo Rogers, onde os volutários atendentes acreditam na tendência atualizante da pessoa sendo atendida.

×