PROJETO: “Escola educada, escola bem cuidada”.
Conscientização e conservação do patrimônio público escolar”.
( Proposta / ...
JUSTIFICATIVA
A escola é um espaço onde os alunos aprendem coisas significantes para toda a vida.
Além de ler e escrever a...
OBJETIVO GERAL:
Promover a conscientização quanto à valorização, conservação e preservação do
Patrimônio Público Escolar a...
PERÍODO DE REALIZAÇÃO:
Junho a dezembro de 2015.
RESPONSÁVEIS:
Projeto desenvolvido através das propostas elaboradas na Fo...
AVALIAÇÃO
A avaliação dos alunos será feita pela observação da mudança comportamental dos
mesmos. Os profissionais da educ...
ANEXOS
Figura 1. Planilha para controle avaliativo da cozinha e salas de aula
Figura 2- Planilha para controle avaliativo/...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto "Escola educada, escola bem cuidada" . Conservação e preservação do patrimônio público escolar

2.993 visualizações

Publicada em

Projeto "Escola educada, escola bem cuidada" . Conservação e preservação do patrimônio público escolar. OBJETIVO GERAL:
Promover a conscientização quanto à valorização, conservação e preservação do Patrimônio Público Escolar através de ações práticas que levem ao cuidado e o zelo por parte de toda a classe estudantil.

Publicada em: Educação
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.993
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto "Escola educada, escola bem cuidada" . Conservação e preservação do patrimônio público escolar

  1. 1. PROJETO: “Escola educada, escola bem cuidada”. Conscientização e conservação do patrimônio público escolar”. ( Proposta / Sala do Educador, 2015) “... causar dano a qualquer bem pertencente ao patrimônio público, deteriorando-o, por descuido ou má vontade, não constitui apenas uma ofensa ao equipamento e às instalações ou ao Estado de Mato Grosso, mas a todos os homens de boa vontade que dedicaram sua inteligência, seu tempo, suas esperanças e seus esforços para construí-los.” (17. Lei Complementar n° 112/2002, artigo 2°, XI ) Profissionais envolvidos: Direção: Benedito Santana da Silva Secretaria: Gustavo da Silva Brito Coordenação: João G. de Araújo Neto e Raimundo Soares de Andrade Funcionários/ Educadores: Alice Teresinha Botton Alicéia Rezende Carneiro Andriele R. T. A. Gimenes Elisângela Meazza Eurides Alves de Souza Felipe Martins Xavier Gustavo da Silva Brito Lair de Paula Machado Luzinete Barros dos Santos Mariley da Silva Rodrigues Meirielle Alves de Souza Rosana S. de Santos Farineli Sandra Lúcia dos Santos Lara Sandra R. de Souza Almeida Rondonópolis-MT, 2015 Escola Est. Prof.ª Eunice Souza dos Santos Fone - (66) 3426-6256 Rua Dom Pedro II. Nº 4154. B. Monte Líbano CEP: 78710-230 Rondonópolis - MATO GROSSO
  2. 2. JUSTIFICATIVA A escola é um espaço onde os alunos aprendem coisas significantes para toda a vida. Além de ler e escrever aprendem também a amar, dividir, respeitar, socializar, interagir e cuidar. Para muitos alunos a escola é uma extensão de casa, um segundo lar. Nesse sentido, a escola, como formadora de caráter, tem a função de fazer a diferença tanto na vida do aluno, quanto dos pais e da comunidade em geral. Observa-se, porém que a falta de cuidado com a conservação e preservação deste patrimônio é um problema constante e existente nas unidades escolares do Brasil. Segundo a Lei Nº 4.717/65, “o Patrimônio Público é o conjunto de bens e direitos de valor econômico, artístico, estético, histórico ou turístico, pertencentes aos entes da administração pública direta e indireta. Segundo a definição da lei, o que caracteriza o patrimônio público é o fato de pertencer ele a um ente público – a União, um Estado, um Município, uma autarquia ou uma empresa pública”. Em se tratando dos danos causados ao patrimônio público, o (ECA) Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei Nº 8.069/90) afirma que: Art. 116. Em se tratando de ato infracional com reflexos patrimoniais, a autoridade poderá determinar, se for o caso, que o adolescente restitua a coisa, promova o ressarcimento do dano (...). Constatou-se que há uma necessidade urgente de se trabalhar tal projeto na unidade escolar pelas evidências presentes da ausência de cuidado e zelo na mesma. Sabendo que a escola é um espaço público criado para o compromisso com a educação, a ética e a prática da cidadania, e que todos precisam zelar pelo seu bom desenvolvimento, se faz necessário que as ações deste projeto sejam inseridas no (PPP) Projeto Político Pedagógico como projeto contínuo. Acreditamos que uma boa proposta em parceria com os seguimentos da comunidade escolar será de grande enriquecimento produzindo resultados positivos, melhorando assim o aprendizado e a qualidade do ensino. Acreditamos que o trabalho realizado de forma colaborativa irá proporcionar bons resultados, haja vista que dessa forma todos podem agir e interagir, contribuindo para a prática do mesmo. “A literatura indica que o desenvolvimento de atividades de maneira colegiada pode criar um ambiente rico em aprendizagens acadêmicas e sociais tanto para estudantes como para professores, assim como proporcionar a estes um maior de grau de satisfação profissional. O trabalho colaborativo possibilita, além disso, o resgate de valores como o compartilhamento e a solidariedade – que se foram perdendo ao longo do caminho trilhado por nossa sociedade, extremamente competitiva e individualista.” ( DAMIANI, 2008)
  3. 3. OBJETIVO GERAL: Promover a conscientização quanto à valorização, conservação e preservação do Patrimônio Público Escolar através de ações práticas que levem ao cuidado e o zelo por parte de toda a classe estudantil. OBJETIVOS ESPECÍFICOS:  Trabalhar a concepção de que cuidar do Patrimônio Público é um dever de todos.  Mostrar que a depredação do Patrimônio Público é crime como consta no Código Penal (Lei Nº 2.848/40)  Incentivar a conservação de todos os bens da escola.  Criar um senso de responsabilidade pela boa higiene, limpeza e organização do espaço escolar (Sala, Laboratório, Quadra, Refeitório, Banheiros, Biblioteca, Pátio)  Propor momentos de reflexão sobre a importância do aluno como agente mediador de proteção e cuidado sobre as coisas da escola.  Estimular o respeito e zelo pelo meio ambiente e a natureza como um todo dentro da unidade escolar.  Promover a importância quanto à responsabilidade dos cuidados com os pertences pessoais e materiais didáticos ( livros, cadeiras, mesas, ventiladores, armários, portas)  Criar um ambiente agradável e sociável em todo o espaço escolar incluindo os alunos portadores de necessidades especiais. OBJETIVOS COMPORTAMENTAIS: Acredita-se que a execução do projeto possa provocar mudanças de atitudes comportamentais nos alunos tais como: 1- Conscientização de sempre jogar o lixo nas lixeiras. 2- Procurar deixar as carteiras e mesinhas sempre arrumadas ao final das aulas. 3- Manter carteiras, chão e paredes limpas e organizadas. 4- Zelo pelos trabalhos expostos nos murais da escola. 5- Respeito pelo meio ambiente e a natureza. 6- Consciência de que é preciso cuidar, zelar e preservar cada coisa existente na unidade escolar. 7- Compromisso no cuidado pelos utensílios utilizados na hora do lanche. Usar e devolver no lugar específico.
  4. 4. PERÍODO DE REALIZAÇÃO: Junho a dezembro de 2015. RESPONSÁVEIS: Projeto desenvolvido através das propostas elaboradas na Formação Continuada do Sala do Educador, sendo executado pelos profissionais da educação da área 21. Obs.: Os profissionais que não fazem parte da formação continuada terão seus nomes colocados no projeto pelo fato de ajudarem na execução do mesmo no dia a dia do seu trabalho. Entretanto, ficam cientes que tal projeto não está sendo executado fora da sua carga horária de trabalho, sendo assim, não será aceito como projeto extra para a contagem de pontos no final do ano. PARCEIROS: Alunos, Professores, Coordenação, Direção , Funcionários/Educadores METODOLOGIA A proposta do projeto será apresentada em slides no laboratório de informática para todos os alunos da escola dos períodos matutino e vespertino onde será aberto um espaço para perguntas e respostas. Os alunos serão ouvidos também por meio de conversas e atividades realizadas em sala de aula/redação sobre o tema do projeto. As propostas: limpeza/cuidado/conservação. Serão discutidas com ambos e apresentadas em cartazes, slides, vídeos e palestra sobre higiene e saúde como também princípios éticos e morais e regras de convivências. Serão apresentadas as consequências geradas pela falta de higiene na saúde, os problemas que o lixo pode causar e os cuidados que devemos ter bem como a função de cada um na unidade escolar. Por meio de planilhas, serão levantados dados concretos sobre limpeza e organização das salas, refeitório e pátio e apresentados como transposição do projeto Sala do Educador. Serão confeccionados mais baldes plásticos para serem usados como lixeiras no pátio da escola. Será realizada uma pesquisa interativa com todos os alunos do 4º ao 9º anos, por meio da ferramenta Google Drive, utilizando o blog da escola e os dados colhidos servirão para análise e reflexão das ações propostas. Ao final do projeto, será montado um vídeo com os profissionais da unidade escolar sobre todas as ações desenvolvidas e publicadas no blog da Escola, bem como mostrado na reunião de pais. AÇÕES PROPOSTAS: -Confecção de cartazes e avisos -Montagem de vídeo sobre as propostas citadas -Palestras educativas e apresentação de Teatro -Concurso de redação com o tema do projeto -Publicação dos trabalhos no blog da Escola. -Premiação para as salas mais limpas e organizadas
  5. 5. AVALIAÇÃO A avaliação dos alunos será feita pela observação da mudança comportamental dos mesmos. Os profissionais da educação da área 21, higiene e nutrição, observarão as salas após cada período e pontuarão as mesmas de acordo com o grau de limpeza e organização; o mesmo será feito no espaço do pátio refeitório, quadra, laboratório, biblioteca etc. As salas de aula poderão receber uma avaliação por turma com uma premiação no final do semestre por mais organizada e limpa. Obs: Cada profissional envolvido deverá entregar relatórios, planilhas e evidências para serem anexados ao projeto. BIBLIOGRAFIA -ENTENDENDO o trabalho colaborativo Damiani, M. F. Educar, Curitiba, n. 31, p. 213-230, Editora UFPR, 2008 -ESCOLA limpa: Disponível em: http://escolaluzamachadodemiranda.blogspot.com.br/ Acesso em 30/07/2015. -ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ( ECA) /Secretaria Especial dos Direitos Humanos; Ministério da Educação, Assessoria de Comunicação Social.- Brasília, 2005. -LEI Nº 4.717, de 29 de junho de 1965. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L4717.htm. Acesso em 31/07/2015 -LEI COMPLEMENTAR n° 112/2002, artigo 2°, XI. Cartilha AGE, Você faz a diferença. Cartilha Orientativa aos Servidores do Poder Executivo do Estado de Mato Grosso, Cuiabá, 2013. -LEI sobre a depredação do Patrimônio Público. Disponível em: http://www.editoramagister.com/doc_101886_DECRETO_LEI_N_2848 -PROFISSIONAIS DA ÁREA 21: Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/pceb016_05.pdf. Acesso em 30/07/2015
  6. 6. ANEXOS Figura 1. Planilha para controle avaliativo da cozinha e salas de aula Figura 2- Planilha para controle avaliativo/salas de aula Figura 3. Planilha para organização/limpeza do pátio e corredores Figura 4. Apresentação em Power Point do projeto no Laboratório de informática. Disponível em: http://eeprofeunicesouzadossantos.blogspot.com.br/ Figura 5. Realização da pesquisa Interativa no Google Drive

×