Jornal da Física - Física em Foco - 5ª edição

516 visualizações

Publicada em

5ª Edição do Jornal da Física, publicado no Instituto de Educação de Minas Gerais (IEMG), Belo Horizonte, MG

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
516
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
129
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal da Física - Física em Foco - 5ª edição

  1. 1. IEMG - PIBID F ÍSICA - UFMG F ÍSICA EM F OCO A NO : 001 - E DIÇÃO : 005 C ONTATO : CONTATOFISICAEMFOCO @ GMAIL . COM 15 DE OUTUBRO DE 2013 Edição Especial: I Feira de Ciências do IEMG Olá estudantes do IEMG! Estamos na 5ª edição do jornal Física em Foco e neste mês traremos pra vocês a cobertura dos maiores eventos ocorridos nos últimos bimestres, que fizeram todos os alunos e professores saírem da rotina e mudarem completamente seus modos de lidar com o conhecimento e ver o mundo. Além do projeto Feira de Ciências do IEMG que foi apresentado no mês de maio, contamos com debates e palestras de professores, desenvolvimento de projetos dentro da Feira de Julho à Agosto, apresentações dos grupos durante todo o mês de Setembro e ainda uma apresentação “bônus” de alguns grupos na II Mostra de Ciências da UFMG. Além disso, houve trabalhos excelentes no núcleo de Língua Portuguesa! Não deixem de acompanhar esta valiosa edição do nosso jornal e conhecer as experiências fantásticas vividas por todo o IEMG! Fique por Dentro - Física.Net O Física.Net é um dos sites mais recomendados para qualquer ocasião de estudo. Lá você confere conteúdos diversos, vídeos de Física e Astronomia, conteúdos de física moderna, aplicada e quântica, testes resolvidos, provas e até métodos de estudo pra quem não consegue se concentrar muito bem. Todos os textos podem ser lidos no próprio site e tanto estes quanto os vídeos podem ser baixados. Não deixe de conferir! Tudo bem simples, de qualidade e muito efetivo. Acesse agora! http://www.fisica.net N ESTA EDIÇÃO : 005 Piadas Cientificas 2 Tirinhas Científicas 2 A Feira de Ciências IEMG 2013 3 Feira de Ciências: Bate Papo 4 Feira de Ciências: II Mostra da UFMG 5 Acontece no IEMG: Revista Escolar 6 Acontece no IEMG: Música e Poesia 7 Desafio Para os Alunos 8 Referências Bibliográficas 8 Equipe Física em Foco Ano 001 - Edição 005 8
  2. 2. P ÁGINA 2 F ÍSICA EM F OCO Piadas Científicas Tetra Quiz (Biologia) O que um cromossomo disse para o outro? - Cromossomos felizes! O que a célula disse quando foi ao barbeiro? - Por favor, Mitose. Por que a célula foi ao psiquiatra? - Porque ela tinha complexo de Golgi. O que são dois pontos pretos no microscópio? - Uma blacktéria e um pretozoário. Esconde-Esconde Científico Lá no além estavam reunidos os grandes físicos de todos os tempos: Einstein, Newton, Pascal, Hooke, etc. Como tinham a eternidade pela frente, resolveram brincar de esconde-esconde. Einstein foi contar e foi um correcorre pra todo lado, todos procurando se esconder. Exceto Newton, que pegou um giz, desenhou no chão um quadrado de exatamente 1m x 1m e ficou em cima dele. Quando Einstein terminou de contar deu de cara com Newton paradão ali. — Ué, Newton, não quis se esconder? Haha — e já estava virando pra “bater” o nome de Newton. — Espere! — disse Newton.— Não é Newton que você está vendo… É Pascal. — Óbvio que não! — disse Einstein contrariado. — É sim. — disse o outro tranquilo apontando para os pés. — Newton por metro quadrado é um Pascal, há! (Pascal (Pa) é uma unidade de Pressão e Tensão no SI.) Tirinhas Científicas Vitória Armanelli - 3º C
  3. 3. A NO : 001 - E DIÇÃO : 005 P ÁGINA 3 A Feira de Ciências — IEMG 2013 Prof. Alfonso Chíncaro Bernuy Cerca de quinhentos estudantes do 1º e 3º ano, dos turnos da tarde e manhã do IEMG, apresentaram no mês de Setembro aproximadamente oitenta projetos de pesquisa na Feira de Ciências organizada pelos professores Alfonso Chíncaro, Daniela Freitas e Ana Cristina, junto com os bolsistas do PIBID-Física-IEMG: Guilherme Nazareth, Ludilan Marzano, Breno Henrique e Natália Cordeiro. A organização do evento teve o apoio e a colaboração do coordenador do PIBID-Fisica Orlando Aguiar e do professor do colégio Logosófico, Ivan Pontelo. A proposta da Feira de Ciências foi apresentada aos estudantes no final do mês de Maio, de modo que durante o mês de Junho foram organizados os grupos e escolhidos os temas que seriam desenvolvidos pelos estudantes nos meses de Julho e Agosto. No dia 27 de Setembro um dos grupos voluntários do 1º ano, orientados pela professora Daniela Freitas apresentou seu projeto relacionado com a Lua. Ao incentivar a pesquisa em áreas de ciência, com a elaboração e execução de projetos científicos, contribuímos na construção do conhecimento por parte dos estudantes. Nosso agradecimento aos estudantes do 1º e 3º anos que se envolveram no processo de elaboração da feira de Ciências no IEMG. Muito aprendemos, mas muito nos resta ainda aprender. Contamos com a sua parceria para futuros empreendimentos! Banner com a chamada para a feira de Ciências no IEMG 2013. Material que foi gentilmente doado pelo bolsista Guilherme Nazareth. Estudantes do grupo voluntário 3º ano da turma C expondo seu projeto sobre a Física dos instrumentos musicais. O grupo foi orientado pelo bolsista Guilherme Nazareth. Durante todo o processo de estruturação do projeto, os grupos entregavam periodicamente um caderno de registros dos encontros realizados com as decisões tomadas (diário de bordo). Este registro foi um meio encontrado pelos professores orientadores de acompanhar mais de perto os trabalhos desenvolvidos por tantos grupos. A grande maioria dos grupos foram compostos de seis ou sete integrantes que apresentaram seus projetos na primeira quinzena do mês de Setembro. Das quatorze turmas envolvidas na feira havia um grupo representante (grupo voluntário) em cada turma que recebeu um acompanhamento mais individualizado dos professores organizadores da feira. Os grupos voluntários juntamente às turmas do 3º ano da manhã apresentaram seus projetos nos dias 20 de Setembro e no dia 27 de Setembro, as oito turmas do 1º ano da tarde.
  4. 4. A NO : 001 - E DIÇÃO : 005 P ÁGINA 4 Feira de Ciências - Direto dos Bastidores, Bate-Papo com Alunos Todos nós acompanhamos a Feira de Ciências do IEMG e vimos o excelente trabalho desempenhado pelos alunos. Para muitos deles, tratava-se da primeira experiência em um evento como este e as expectativas eram grandes. A equipe do PIBID Física bateu um papo com os alunos Gabriel Teixeira e Stefany Mendes da turma 1ºB enquanto eles trabalhavam em seu projeto de tema “Cidade Sustentável”, uma semana antes da Feira ocorrer. Qual a ideia de vocês do que seria uma feira de ciências? Stefany: Pra mim uma feira de ciências é a exposição de vários conhecimentos... sobre ciências, ué. (risadas) Gabriel: Pra mim é uma forma de as pessoas interagirem com o meio, por exemplo, uma feira de física: é uma forma de conhecê-la melhor, se aprofundar, fazer experimentos, essas coisas. Quais estão sendo os maiores desafios para seu trabalho na feira de ciências? Stefany: Interagir com pessoas diferentes, trabalhar em grupo, opiniões diferentes... Gabriel: Apesar de haver desavenças e discussões, no final a gente se entendeu. Acabamos de sair do 8º ano, chegou no 1º ano agora, no ensino médio. Então, uma feira de ciências nunca tinha acontecido, esse negócio de a gente montar invenções, fazer, apresentar e explicar esse conteúdo todo que foi feito por nós. Qual está sendo parte mais legal no desenvolvimento do trabalho de vocês? Stefany: Montar maquete, experiências... Gabriel: Se aprofundar no assunto, fazer experiências, ver dando errado... (risadas). A gente consegue perceber muito mais coisas quando a gente mesmo faz. O que foi aprendido até agora, tratando-se de “ciência”? Gabriel: Aprendemos muita coisa, ainda mais que o nosso tema é sustentabilidade. Eu não sabia que se podia criar energia a partir de um parafuso, então deu pra aprender muita coisa. Como colega de sala, aluno e membro de um grupo da feira de ciências, o que vocês aprenderam? Stefany: Aprendendo a trabalhar em equipe! Gabriel: Realmente. Aprendendo a lidar com desafios, experiências diferentes, essas coisas. É muito bacana este projeto. E as expectativas para a apresentação do trabalho de vocês? Stefany: A expectativa é poder apresentar uma coisa bonita para os outros conhecerem. Gabriel: Ainda mais sobre “sustentabilidade”, o que a pessoa está fazendo errado na casa dela e poderia aprimorar, mesmo com coisas simples. Fotogênicos! Aline Soares, Anne Caroline, Danielle Giovana, Gabriel Teixeira, Polliana Antero, Stefany Mendes da Turma 1F. Parabéns pela ótima apresentação! Qual a mensagem que vocês gostariam de deixar pra todo mundo que está trabalhando na feira de ciências? Stefany: Que todos nós vamos apresentar um bom trabalho. Gabriel: Realmente todos nós temos desafios, esse é o primeiro desafio né, mas cabe a nós saber como ele vai ser, como lidar com isso, pois é uma grande oportunidade que estamos tendo.
  5. 5. P ÁGINA 5 F ÍSICA EM F OCO Feira de Ciências do IEMG na II Mostra de Ciências da UFMG Aconteceu no dia 05 de outubro na Praça de Serviços da UFMG no Campus Pampulha a II Mostra de Ciências da UFMG, organizada pelo Centro de Ensino de Ciências e Matemática (CECIMIG) e aberta à participação e visitação de alunos e professores das instituições de Ensino de Minas Gerais e outros interessados. Os grupos voluntários da I Feira de Ciências do Instituto de Educação de Minas Gerais, dos 1º e 3º anos, participaram do evento que contou ainda com 80 trabalhos técnico-científicos de estudantes de todo o estado. Os melhores trabalhos foram premiados com bolsas de iniciação científica júnior. O horário do evento foi de 10 às 17 horas e consistiu da mostra de trabalhos técnico-científicos selecionados, nos formatos de mostra e banners digitais e teve como tema “ciência e tecnologia no mundo dos esportes”. Entre os objetivos estão o de promover o engajamento científico dos estudantes da educação básica e divulgar a ciência do esporte. A importância da participação de alunos do IEMG na mostra se dá pela experiência adquirida pelos estudantes e professores em eventos da área acadêmica e para a aproximação dos alunos com a Universidade. Além disso, os alunos tiveram a oportunidade de concorrer à bolsa de iniciação científica. Com toda certeza foi um evento de altíssima qualidade que pôde ser apreciado por todos os participantes e visitantes que estiveram no local, sem contar com os conhecimentos adquiridos nos mais diversificados trabalhos apresentados na mostra. Por Ludilan Marzano
  6. 6. A NO : 001 - E DIÇÃO : 005 P ÁGINA 6 Acontece no IEMG I - De todos para todos: Revista Escolar Mais uma iniciativa vem fazendo a cabeça dos alunos do IEMG e surpreendeu a todos neste semestre. É a Revista Escolar, um trabalho idealizado pelo professor de português Maurício Fonseca, que foi desenvolvido com alunos e professores da nossa escola promovendo interação entre diferentes disciplinas, conhecimentos e experiências que envolvem todos os setores e segmentos da comunidade escolar. Cada turma elabora sua respectiva revista e os editores são os próprios alunos. Além da interação interdisciplinar que a Revista proporciona ao trazer notícias e matérias curiosas, expõe questões culturais e temas transversais em todas as etapas do No Salão Nobre do IEMG houve uma “coletiva de imprensa” formada de estudantes, professores e coordenadores para o lançamento da revista Contemporânea. desenvolvimento desta. É então que entram em ação os valores da Língua Portuguesa, o incentivo ao hábito da leitura, a descoberta de coisas novas, pesquisas e o senso crítico. Do início ao fim, os envolvidos neste trabalho são beneficiados com as devidas condições para construção do conhecimento frente à situações específicas. Cada leitor comprova e aprova. Usando a informática, instrumentos e informações proporcionados pela tecnologia, os alunos puderam se comprometer na criação, elaboração e edição da revista, tornando estre trabalho uma oportunidade única, cujas experiências poderão ser levadas para toda a vida acadêmica (e certamente, muito além dela). Revista Contemporânea, da turma 2F, fruto da dedicação e empenho dos jovens críticos. A equipe do Física em Foco parabeniza a todos os alunos e professores envolvidos nesta iniciativa exemplar. Continuem sempre buscando e compartilhando sabedoria, conhecimento e experiências. Aguardamos ansiosamente o lançamento da próxima edição! Fotos de Paula Vitória, turma 2F e texto adaptado do Prof. Maurício Fonseca. Mais uma vez, obrigado! Professor e alunos responsáveis pelo trabalho. Guardem bem estes rostos, pois a qualquer momento alguns deles podem se tornar escritores ou jornalistas!
  7. 7. P ÁGINA 7 F ÍSICA EM F OCO Acontece no IEMG II: Encerramento do Projeto ‘Música e Poesia’ O dia 2 de Outubro marcou o encerramento do Projeto Palavra ENcantada, que foi aplicado no IEMG por meio do trabalho desenvolvido por parte dos bolsistas do PIBID de Língua Portuguesa da UFMG. O dia foi comemorado com bastante entusiasmo com as apresentações musicais e poéticas dos alunos e convidados. Nessa etapa do projeto, os estudantes do 2º ano do ensino médio dividiram-se em grupos, nos quais cada qual trabalharam, por décadas, as músicas e poesias de destaque do Brasil entre os anos 1960 e 2000. Em seguida, se organizaram com o intuito de musicar poemas e prepararam-se, então, para apresentá-los no palco, logo após recitá-los. Houve também a participação de alguns convidados dos alunos que tocaram diversos instrumentos e ainda, a saudosa presença do MC, compositor e poeta Kdu dos Anjos, a convite da professora-supervisora do PIBID de Língua Portuguesa do IEMG, Alexandra Moraes. Devido ao diálogo que o seu trabalho desempenha com o projeto, Kdu foi convidado para cantar, rimar, “poetizar” e mediar as apresentações no IEMG, uma vez que foi também estudante da escola, por volta de 2006. Ainda nesse dia, o coral formado pelos alunos do IEMG se apresentou pela primeira vez na escola, com acompanhamento do regente Paulo no piano. Da mesma forma que Kdu dos Anjos, Paulo também foi aluno do IEMG há alguns anos atrás e, há pouco tempo, retornou à escola com a ideia de fundar o coral. O coral, por sua vez, tem conquistado os alunos cada vez mais. As oficinas acontecem nas terças e quintas após a aula, no início da tarde. Por fim, o encerramento do projeto proporcionou a todos um momento de prática e reflexão sobre o fazer poético que envolve a música e a poesia. Apesar de essa etapa ter sido concluída, ainda há muito que se fazer, pois será criada, ainda, uma revista que irá registrar tudo o que foi feito dentro do projeto. Aguardem! Por Naiara Lelis - PIBID Português Show do Kdu (abaixo) e apresentação dos grupos (acima) no Anfiteatro do IEMG.
  8. 8. A NO : 001 - E DIÇÃO : 005 P ÁGINA 8 Desafio para os Alunos Na edição anterior, ficou uma questão no ar: Como funciona o acendimento dos postes de iluminação pública? Os postes são equipados com sensores conhecidos como fotocélulas ou relés fotoelétricos, que detectam o momento em que a luz do Sol não é mais suficiente para iluminar o local. Quando o sol se põe e a incidência de luz diminui, aciona o relés fotoelétrico e em seguida as luzes das lâmpadas são acesas. Quando amanhece, ocorre o contrário: a fotocélula detecta os primeiros raios de luz e avisa o sistema que as luzes já podem ser apagadas. Mesmo que o Sol não apareça em dias nublados ou chuvosos, seus raios ainda são detectados. Por fim, dependendo da estação do ano, os postes se acendem mais cedo e apagam mais tarde. Em algumas cidades no Brasil e no mundo, um único relés pode acender até 40 lâmpadas. Em outras (como Belo Horizonte), cada poste possui seu próprio sistema de acendimento automático. O próximo desafio é ainda mais complicado: Por que no deserto, onde faz muito calor, os beduínos usam túnicas escuras? Arrisque e mostre que você sabe tudo, enviando a resposta para o nosso email contatofisicaemfoco@gmail.com Legendas: Acima: Praça da Sé (São Paulo). Direita: esquema básico do circuito de um poste de luz. Esquerda: Exemplo de construção de um poste de iluminação pública por um dos grupos da Feira de Ciências do IEMG Referências Bibliográficas  MUNDO ESTRANHO. Como são ligadas as luzes públicas? Cotidiano. Disponível em: <http:// mundoestranho.abril.com.br/materia/como-sao-ligadas-as-luzes-publicas>. Acesso em: 10 de outubro de 2013  Imagens retiradas da Internet. Equipe Física em Foco - Ano: 001 - Edição: 005 Equipe Física em Foco: PIBID - Física - IEMG - UFMG: Diretor Administrativo: Alfonso Chíncaro Coordenador PIBID-Física: Orlando Aguiar Diretor de Redação: Breno Pinheiro Professores: Alfonso Chíncaro, Daniela Freitas, Natália Cordeiro, Guilherme Nazareth, Ludilan Marzano, Leonardo Caetano e Breno Pinheiro Diretor de Circulação: Guilherme Nazareth Redação: Alfonso Chíncaro Bernuy, Breno Pinheiro, Guilherme Nazareth, Leonardo Caetano, Ludilan Marzano Revisão: Naiara Lelis (PIBID Português) Diretor: Orivaldo Diogo Vice-diretores: Silvana Gonçalves e Alexandra Morais Supervisores: Ângela Machado, Norma Lúcia e Maria Cristina

×