REVOLUÇÃO FRANCESA:Santa Guilhotina, protetora dos patriotas, rogai por nós;Santa Guilhotina, terror dos aristocratas, pro...
- Instrumento de Justiça Revolucionária- 25 mil franceses perderam, literalmente, a cabeça nela- Libertação do povo- Santa...
Revolução FrancesaCaracterísticas da França às vésperas da Revolução:- Sociedade estamental:- Primeiro Estado: Alto Clero ...
- Privilégios do Primeiro e Segundo Estado- Contradições Econômicas: Burguesia X Economia Feudal.- Intervenção do Estado n...
O Problema- Ministros: Tirar os privilégios do 1º e 2º Estado?- Necker e a Assembléia dos Estados Nacionais: 1º, 2º e 3º E...
As Primeiras Medidas- Abolição dos direitos feudais- Extinção da servidão- Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão: ...
Convenção Nacional- Conflitos Externos: Prússia e Áustria – depois Inglaterra, Espanha, Holanda,Rússia e Sardenha- Girondi...
1%2%97%1º ESTADO: CLERO2º ESTADO: NOBREZA3º ESTADO: BURGUESIA +CAMPONESES + SANSCULOTES: obrigações e impostos.Terras,carg...
Luis XVI
Queda da Bastilha
CONSTITUIÇÃO DE 1791•Liberalismo econômico;•Separação entre Igreja e Estado;•Fim dos direitos feudais (indenização porpart...
DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOSDIREITOS DO HOMEM E DOCIDADÃO.• NO DIA 26, OCORREU UM PASSODECISIVO EM DIREÇÃO À CONQUISTADAS LIBE...
DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DO HOMEM E DOCIDADÃOI - Os homens nascem e permanecem livrese iguais em direitos; as distinções so...
III - O princípio de toda a soberania resideessencialmente na razão; nenhum corpo,nenhum indivíduo pode exercer autoridade...
V - A lei não tem o direito de impedir senão asações nocivas à sociedade. Tudo o que não énegado pela lei não pode ser imp...
VII - Nenhum homem pode ser acusado,detido ou preso, senão em caso determinadopor lei, e segundo as formas por ela prescri...
IX - Todo homem é tido como inocente até omomento em que seja declarado culpado; se forjulgado indispensável para a segura...
XII - A garantia dos direitos do homem e docidadão necessita de uma força pública; essaforça é então instituída para vanta...
XIV - Os cidadãos têm o direito de constatar,por si mesmos ou por seus representantes, anecessidade da contribuição públic...
XVI - Toda a sociedade na qual a garantiados direitos não é assegurada, nem aseparação dos poderes determinada, nãotem con...
FASE DA CONVENÇÃO NACIONAL:RADICALISMO TERROR.• ATRAVÉS DO LIDER MAXIMILIENROBESPIERRE, FOI DOMINADO OPROCESSO REVOLUCIONÁ...
LUÍS XVI FOI PRESO E CONDENADOA MORTE EM 1793.
A REAÇÃO BURGUESA: OGOVERNO DO DIRETÓRIO• DIANTE DA AMEAÇA DE MUDANÇA PORPARTE DOS JACOBINOS, RESTAVA AOSGIRONDINOS RETOMA...
ROBESPIERRE• ROBESPIERRE FOI VÍTIMA TAMBÉMDA GUILHOTINA.
O GOVERNO DO DIRETÓRIO• FOI MARCADA PELA REPRESSÃO AOSMOVIMENTOS DE CARÁTER POPULAR.• A ALTA BURGUESIA FOI CONDUZINDO AFAS...
Revolucao francesa
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Revolucao francesa

592 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
592
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revolucao francesa

  1. 1. REVOLUÇÃO FRANCESA:Santa Guilhotina, protetora dos patriotas, rogai por nós;Santa Guilhotina, terror dos aristocratas, protegei-nos.Máquina adorável, tende piedade de nós.Máquina admirável, tende piedade de nós.Santa Guilhotina, livrai-nos dos nossos inimigosÓ celeste guilhotina,Você abrevia rainhas e reis,Por sua influência divinaReconquistamos nossos direitosSustenta as leis da pátriaE que teu soberbo instrumentoTorne-se sempre permanentePara destruir uma seita ímpiaEnriquece, enriquece tia bagagem com cabeças de tiranos
  2. 2. - Instrumento de Justiça Revolucionária- 25 mil franceses perderam, literalmente, a cabeça nela- Libertação do povo- Santa da Salvação e Libertação
  3. 3. Revolução FrancesaCaracterísticas da França às vésperas da Revolução:- Sociedade estamental:- Primeiro Estado: Alto Clero e Baixo Clero. 0,5% da População- Segundo Estado: Aristocracia – Nobreza: de sangue(nascimento) e de toga (burgueses que compravam títulos de nobreza).1,5% da População- Terceiro Estado: 98% da População.Alta Burguesia: Banqueiros, grandes comerciantes,manufatureiros etc.Pequena Burguesia: Profissionais liberais como médicos,advogados, jornalistas etc.Sans-Cullotes: Pequenos lojistas, artesãos, aprendizes,funcionários etc.Camponeses: Pessoas ligadas a terra – 80% da População
  4. 4. - Privilégios do Primeiro e Segundo Estado- Contradições Econômicas: Burguesia X Economia Feudal.- Intervenção do Estado na Economia: Falta de liberdade econômica- Déficit Público Crônico: governo gasta mais do que ganha- Guerra dos Sete Anos (França x Inglaterra)- Independência dos EUA.- Crise Agrícola- Excessiva carga tributária sobre o 3º Estado: 80% das rendas de umcamponês eram destinadas a impostos.- Miséria das massas urbanas: 88% das rendas eram utilizadas somente nacompra de pão.
  5. 5. O Problema- Ministros: Tirar os privilégios do 1º e 2º Estado?- Necker e a Assembléia dos Estados Nacionais: 1º, 2º e 3º Estados se reúnem emuma assembléia para decidir como suprir o déficit.- Votação por cabeça ou por ordem??? – cada Estado tem 1 voto ou cadadeputado tem 1 voto???1º Estado: 250 deputados2º Estado: 270 deputados3º Estado: 580 deputados- Assembléia Nacional Constituinte- Tomada das ruas parisiense pelo terceiro Estado- Tomada da Bastilha 14 de junho de 1789- Grande medo (pânico)
  6. 6. As Primeiras Medidas- Abolição dos direitos feudais- Extinção da servidão- Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão: Baseado nos ideais Iluministas.- Soberania ao Povo- Igualdade jurídica- Liberdade de Expressão- Propriedade privada- Apropriação dos bens da Igreja- Constituição civil do Clero: separação entre - Estado x Igreja.- Carta constituinte de 1791.- Monarquia Constitucional: Rei com poderes limitados.
  7. 7. Convenção Nacional- Conflitos Externos: Prússia e Áustria – depois Inglaterra, Espanha, Holanda,Rússia e Sardenha- Girondinos x Jacobinos: Moderados x Radicais: Alta Burguesia x sans-cullotes ePequena Burguesia.- Prisão e Morte do Rei Luiz XVI- República Jacobina (radicalização)- Guilhotina e terror: líder Robespierre
  8. 8. 1%2%97%1º ESTADO: CLERO2º ESTADO: NOBREZA3º ESTADO: BURGUESIA +CAMPONESES + SANSCULOTES: obrigações e impostos.Terras,cargosprestígio,privilégios, eisenção fiscalPirâmide Social
  9. 9. Luis XVI
  10. 10. Queda da Bastilha
  11. 11. CONSTITUIÇÃO DE 1791•Liberalismo econômico;•Separação entre Igreja e Estado;•Fim dos direitos feudais (indenização porparte dos camponeses);•Liberalismo político: cidadãos ativos (capital epropriedade) e passivos.•Declaração dos direitos do homem e cidadão•Poder monárquico, poder executivo delegadoao rei para ser exercido por ministros.
  12. 12. DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOSDIREITOS DO HOMEM E DOCIDADÃO.• NO DIA 26, OCORREU UM PASSODECISIVO EM DIREÇÃO À CONQUISTADAS LIBERDADES INDIVIDUAIS.• PRIMEIRO DOCUMENTO ESCRITOQUE GARANTIA IGUALDADE DECONDIÇÕES A TODOS OSFRANCESES
  13. 13. DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DO HOMEM E DOCIDADÃOI - Os homens nascem e permanecem livrese iguais em direitos; as distinções sociaisnão podem ser fundadas senão sobre autilidade comum.II - O objetivo de toda associação política é aconservação dos direitos naturais eimprescritíveis do homem; esses direitos sãoa liberdade, a propriedade, a segurança e aresistência à opressão.
  14. 14. III - O princípio de toda a soberania resideessencialmente na razão; nenhum corpo,nenhum indivíduo pode exercer autoridadeque dela não emane diretamente.IV - A liberdade consiste em poder fazer tudoque não prejudique a outrem. Assim, oexercício dos direitos naturais do homem nãotem limites senão aqueles que asseguramaos outros membros da sociedade o gozodesses mesmos direitos; seus limites nãopodem ser determinados senão pela lei.
  15. 15. V - A lei não tem o direito de impedir senão asações nocivas à sociedade. Tudo o que não énegado pela lei não pode ser impedido e ninguémpode ser constrangido a fazer o que ela nãoordenar.VI - A lei é a expressão da vontade geral; todos oscidadãos têm o direito de concorrer, pessoalmenteou por seus representantes, à sua formação; eladeve ser a mesma para todos, seja protegendo,seja punindo. Todos os cidadãos, sendo iguais aseus olhos, são igualmente admissíveis a todas asdignidades, lugares e empregos públicos, segundosua capacidade e sem outras distinções que as desuas virtudes e de seus talentos.
  16. 16. VII - Nenhum homem pode ser acusado,detido ou preso, senão em caso determinadopor lei, e segundo as formas por ela prescritas.Aqueles que solicitam, expedem ou fazemexecutar ordens arbitrárias, devem serpunidos; mas todo cidadão, chamado ou presoem virtude de lei, deve obedecer em seguida;torna-se culpado se resistir.VIII - A lei não deve estabelecer senão penasestritamente necessárias, e ninguém pode serpunido senão em virtude de uma leiestabelecida e promulgada ao delito elegalmente aplicada.
  17. 17. IX - Todo homem é tido como inocente até omomento em que seja declarado culpado; se forjulgado indispensável para a segurança de suapessoa, deve ser severamente reprimido pela lei.X - Ninguém pode ser inquietado por suas opiniões,mesmo religiosas, contanto que suas manifestaçõesnão perturbem a ordem pública estabelecida em lei.XI - A livre comunicação dos pensamentos eopiniões é um dos direitos mais preciosos dohomem; todo o cidadão pode, pois, falar, escrever eimprimir livremente; salvo a responsabilidade doabuso dessa liberdade nos casos determinados pelalei.
  18. 18. XII - A garantia dos direitos do homem e docidadão necessita de uma força pública; essaforça é então instituída para vantagem detodos e não para a utilidade particulardaqueles a quem ela for confiada.XIII - Para a manutenção da força pública epara as despesas de administração, umacontribuição comum é indispensável; ela deveser igualmente repartida entre todos oscidadãos, em razão de suas faculdades.
  19. 19. XIV - Os cidadãos têm o direito de constatar,por si mesmos ou por seus representantes, anecessidade da contribuição pública, deconsenti-la livremente e de vigiar seuemprego, de determinar sua quota,lançamento, recuperação e duração.XV - A sociedade tem o direito de pedir contasde sua administração a todos os agentes dopoder público.
  20. 20. XVI - Toda a sociedade na qual a garantiados direitos não é assegurada, nem aseparação dos poderes determinada, nãotem constituição.XVII - A propriedade, sendo um direitoinviolável, e sagrado, ninguém pode serdela privado senão quando a necessidadepública, legalmente constatada, o exijaevidentemente, e sob a condição de umajusta e prévia indenização.Íntegra da declaração em francês
  21. 21. FASE DA CONVENÇÃO NACIONAL:RADICALISMO TERROR.• ATRAVÉS DO LIDER MAXIMILIENROBESPIERRE, FOI DOMINADO OPROCESSO REVOLUCIONÁRIO,INAUGURANDO O CHAMADO PERÍODODE TERROR, MARCADO PELAVIOLÊNCIA.
  22. 22. LUÍS XVI FOI PRESO E CONDENADOA MORTE EM 1793.
  23. 23. A REAÇÃO BURGUESA: OGOVERNO DO DIRETÓRIO• DIANTE DA AMEAÇA DE MUDANÇA PORPARTE DOS JACOBINOS, RESTAVA AOSGIRONDINOS RETOMAR O CONTROLE DOPROCESSO E DETER AS CONQUISTASPOPULARES.• EM 1795, A REVOLUÇÃO TOMOU OUTRORUMO: INICIOU-SE A REAÇÃO BURGUESA,RESPONSÁVEL PELO GOLPE QUEDERRUBOU ROBESPIERRE E PÔS FIM AOPREDOMÍNIO DOS JACOBINOS.
  24. 24. ROBESPIERRE• ROBESPIERRE FOI VÍTIMA TAMBÉMDA GUILHOTINA.
  25. 25. O GOVERNO DO DIRETÓRIO• FOI MARCADA PELA REPRESSÃO AOSMOVIMENTOS DE CARÁTER POPULAR.• A ALTA BURGUESIA FOI CONDUZINDO AFASE FINAL DO PROCESSOREVOLUCIONÁRIO GARANTINDO SEUSINTERESSES.• A INSTABILIDADE POLÍTICA ESOCIOECONÔMICA CONTINUAVA.• OS GIRONDINOS BUSCAM ALIANÇA COM OSMILITARES.

×