PREENCHIMENTO DA FICHA DE
NOTIFICAÇÃO
Preenchimento manual/computador-SINAN –
Parte IV
g1.globo.com
Após o estudo de pneumoconiose
(Introdução, Silicose e Asbestose) você já
adquiriu conhecimento que permitirá a
notificaçã...
Os itens de 1 a 30
são comuns a todas
as fichas , e
correspondemaos
dados de notificação
no SINAN
Não esqueça
de preencher...
Número de série da ficha
 O número de série da ficha é fornecido pela
Secretaria de Saúde do município, a série é
modific...
Para a numeração das fichas de
investigação dos agravos e
doenças relacionados ao
trabalho, deverá ser utilizado o
número ...
Algumas recomendações...
Os campos da ficha de 1 a 30 (ficha de investigação) são
iguais para todos os agravos e doenças.
...
Link: CBO
http://www.mtecbo.gov.br/cbosite/pages/home.jsf
Ocupação – campo 31-
Usar a CBO http://www.mtecbo.gov.br/cbosite...
O que é a CBO?
Classificação Brasileira de Ocupações
 A CBO é o documento normatiza o reconhecimento (para fins
classific...
Estrutura da CBO-2002 – Grandes Grupos
GG Título do Grande Grupo Nível
competência
0 Forças Armadas, Policiais e Bombeiros...
Exemplo do Grande Grupo 7 – Trabalhadores da
produção de bens e serviços industriais
 Trabalhadores na indústria extrativ...
Estrutura - Famílias ocupacionais
Grande Grupo (GG) - 7
7- Trabalhadores da Produção de Bens e Serviços Industriais
Subgru...
Ocupações que compõem a família 7165
Aplicadores de Revestimentos Cerâmicos, Pastilhas, Pedras e Madeiras
Código Título da...
Descrição Sumária
Planejam o trabalho e preparam o loca de trabalho. Estabelecem os
pontos de referência dos revestimentos...
Ocupações que compõem a família 7165
Aplicadores de Revestimentos Cerâmicos, Pastilhas, Pedras e Madeiras
Condições Gerais...
O que é a CNAE?
CNAE é o instrumento de padronização nacional dos
códigos de atividade econômica e dos critérios de
enquad...
Classificação Nacional de Atividades
Econômicas / CNAE
Exemplo de uma atividade de trabalho em administração pública:
Obs:...
Recomendações para a coleta das variáveis
Ocupação e Atividade Econômica
 Pergunte e escreva na ficha da forma mais detal...
Algumas recomendações...
 Atividade econômica – campo 36.
Cada agravo ou doença possui campos
obrigatórios, o não preench...
Na notificação, as informações sobre o CID do diagnóstico da doença deverão ser consultadas no prontuário do paciente
ou c...
É a Classificação Estatística Internacional de Doenças e
Problemas de Saúde, padronizada pela OMS e utilizada
pelos países...
www.bulas.med.br/cid-10/
Na notificação, as informações sobre o código da CID da causa do acidente e do
diagnóstico da les...
A informatização dos dados
registrados nas fichas
Fluxo de dados do SINAN
Unidade de Saúde
Secretaria Municipal de Saúde
Diretoria Regional de Saúde
Diretoria de Informação...
Qual o prazo para conclusão dos casos?
 O tempo entre a notificação e a investigação
não deve ultrapassar 180 dias.
 Sem...
Atenção!!
 Até 2010, os agravos e doenças relacionadas ao trabalho
eram notificados apenas após confirmação diagnóstica,
...
Registro da notificação no computador
- SINAN
 Quando vamos registrar os dados no
computador, o registro notificação está...
www3.saude.ba.gov.br/cesat
Acessando os dados dos agravos e doenças
relacionados ao trabalho no SINAN-Net
www3.saude.ba.gov.br/cesat
link tabnet
Selecionar agravos ST-
IE Ocup. =
Agravos e doenças
relacionadas ao
trabalho por
pn...
 Incluir o print Quando vc fornece o dado...
10. Noções de uso do SINAN NET para análises
epidemiológicas
Depois dê um cl...
Parte IV - Nnotificação Investigação no SINAM
Parte IV - Nnotificação Investigação no SINAM
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Parte IV - Nnotificação Investigação no SINAM

1.554 visualizações

Publicada em

Parte IV - Nnotificação Investigação no SINAM

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.554
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.016
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parte IV - Nnotificação Investigação no SINAM

  1. 1. PREENCHIMENTO DA FICHA DE NOTIFICAÇÃO Preenchimento manual/computador-SINAN – Parte IV g1.globo.com
  2. 2. Após o estudo de pneumoconiose (Introdução, Silicose e Asbestose) você já adquiriu conhecimento que permitirá a notificação e o início da investigação dos casos. A confirmação será realizada pelo médico com a leitura radiológica e os exames clínicos necessários. Como notificar e investigar casos de pneumoconioses?
  3. 3. Os itens de 1 a 30 são comuns a todas as fichas , e correspondemaos dados de notificação no SINAN Não esqueça de preencher Todos os campos são importantes!!
  4. 4. Número de série da ficha  O número de série da ficha é fornecido pela Secretaria de Saúde do município, a série é modificada anualmente.
  5. 5. Para a numeração das fichas de investigação dos agravos e doenças relacionados ao trabalho, deverá ser utilizado o número impresso da ficha de notificação, transcrevendo-o manualmente para a ficha de investigação, sendo que essa ficha de notificação deverá ser inutilizada (será aproveitado apenas o número impresso). Caso você ainda esteja utilizando a ficha antiga de notificação. Para a numeração das fichas de investigação dos agravos e doenças relacionados ao trabalho, deverá ser utilizado o número impresso da ficha de notificação, transcrevendo-o manualmente para a ficha de investigação, sendo que essa ficha de notificação deverá ser inutilizada (será aproveitado apenas o número impresso).
  6. 6. Algumas recomendações... Os campos da ficha de 1 a 30 (ficha de investigação) são iguais para todos os agravos e doenças. Na área de saúde do trabalhador, alguns campos são fundamentais:  Idade – detalhar se hora, dia, mês ou ano
  7. 7. Link: CBO http://www.mtecbo.gov.br/cbosite/pages/home.jsf Ocupação – campo 31- Usar a CBO http://www.mtecbo.gov.br/cbosite/pages/home.jsf
  8. 8. O que é a CBO? Classificação Brasileira de Ocupações  A CBO é o documento normatiza o reconhecimento (para fins classificatórios), a nomeação, a descrição e a codificação dos títulos e conteúdos das ocupações do mercado de trabalho brasileiro.  Foi revisada em 2002, pela CONCLA – Comissão Nacional de Classificação (IBGE) e é gerenciada pelo Ministério do Trabalho e Emprego.  Possui descrição detalhada, utilizada pelos serviços de emprego, de qualificação e treinamento de mão-de-obra, de imigração.  E classificação (códigos) , para uso estatístico, análises de mercado de trabalho, da estrutura social e econômica da sociedade, estudos sociológicos, epidemiológicos, de condições de trabalho.  A CBO-2002 é organizada em grandes grupos e famílias ocupacionais (4 dígitos), podendo ser desagregada em até 6 dígitos (títulos da ocupação). A descrição é feita para a FAMÍLIA OCUPACIONAL.
  9. 9. Estrutura da CBO-2002 – Grandes Grupos GG Título do Grande Grupo Nível competência 0 Forças Armadas, Policiais e Bombeiros Militares Não definido 1 Membros sup poder público, dirigentes organizações, de empresas e gerentes Não definido 2 Profissionais das ciências e das artes 4 3 Técnicos de nível médio 3 4 Trabalhadores serviços administrativos 2 5 Trab serviços, vendedores, comércio 2 6 Trab agropecuários, florestais, caça, pesca 2 7 Trab produção bens e serviços industriais (artesan) 2 8 Trab produção bens e serviços industriais (op.máq) 2 9 Trabalhadores de manutenção e reparação 2
  10. 10. Exemplo do Grande Grupo 7 – Trabalhadores da produção de bens e serviços industriais  Trabalhadores na indústria extrativa e da construção civil  Trabalhadores na transformação de metais e compósitos  Trabalhadores na fabricação e instalação eletrônica  Montadores aparelhos e instrumentos precisão  Joalheiros, vidreiros, ceramistas e afins  Trabalhadores na indústria têxtil, de curtimento, vestuário e artes gráficas  Trabalhadores na indústria da madeira e mobiliário  Trabalhadores em funções transversais GG 7 e 8 – exceto funções que requerem aplicação de conhecimentos profissionalizantes de escolas técnicas ou nível superior.
  11. 11. Estrutura - Famílias ocupacionais Grande Grupo (GG) - 7 7- Trabalhadores da Produção de Bens e Serviços Industriais Subgrupo Principal (SGP) - 71 71 – Trabalhadores da Indústria Extrativa e da Construção Civil Subgrupo (SG) - 716 716 – Trabalhadores de Acabamento de Obras Civis Família Ocupacional do Grupo de Base (GB) - 7165 7165 – Aplicadores de Revestimentos Cerâmicos, Pastilhas, Pedras e Madeiras
  12. 12. Ocupações que compõem a família 7165 Aplicadores de Revestimentos Cerâmicos, Pastilhas, Pedras e Madeiras Código Título da ocupação Sinônimos 7165-05 Assoalhador – colocador de assoalho 7165-10 Ladrilheiro – azulejador, azulejista 7165-15 Pastilheiro – calceteiro, colocador de cerâmica 7165-20 Lustrador de piso - aplicador de resina 7165-25 Marmorista (construção) – piseiro, polidor 7165-30 Mosaísta 7165-35 Taqueiro – colocador de tacos
  13. 13. Descrição Sumária Planejam o trabalho e preparam o loca de trabalho. Estabelecem os pontos de referência dos revestimentos e executam revestimentos em paredes, pavimentos, muros e outras partes de edificações com ladrilhos, pastilhas, mármores, granitos, ardósia ou material similar, tacos e tábuas de madeira. Fazem polimento e lustram revestimentos. Formação e Experiência Para o exercício dessas ocupações requer-se ensino fundamental concluído e curso básico profissionalizante oferecido por instituições especializadas, com carga horária até duzentas horas-aula. O exercício pleno das atividades ocorre após um ou dois anos de experiência profissional. Ocupações que compõem a família 7165 Aplicadores de Revestimentos Cerâmicos, Pastilhas, Pedras e Madeiras
  14. 14. Ocupações que compõem a família 7165 Aplicadores de Revestimentos Cerâmicos, Pastilhas, Pedras e Madeiras Condições Gerais de Exercício Atuam no ramo da construção civil, geralmente trabalhando por conta própria. Realizam o trabalho de forma individual, sob supervisão de mestres ou encarregados de obras. Trabalham em posições desconfortáveis, em horários diurnos e em lugares fechados e abertos. Estão sujeitos a inalação de pó e podem se expor a riscos ao furar e cortar material e trabalhar em grandes alturas. Código Internacional CIUO 88 7132 – Parqueteros Y colocadores de suelos Recursos de Trabalho Desempenadeira denteada; Lixadeira de centro/canto; Martelo (picadeira); Martelo de unha; Pincel; Serra mármore/disco diamantado; Traçador.
  15. 15. O que é a CNAE? CNAE é o instrumento de padronização nacional dos códigos de atividade econômica e dos critérios de enquadramento utilizados pelos diversos órgãos da Administração Tributária e do sistema de trabalho e emprego do país. Muitas vezes não encontramos na CNAE a atividade específica da empresa e ou da que o trabalhador está inserido. Nesses casos, você deverá procurar dentre as opções existentes aquela que mais se aproxima.
  16. 16. Classificação Nacional de Atividades Econômicas / CNAE Exemplo de uma atividade de trabalho em administração pública: Obs: os números e os códigos devem digitados exatamente como se apresenta abaixo. Na notificação colocar o nome da atividade e o código CNAE Consultar em: http://www.cnae.ibge.gov.br/
  17. 17. Recomendações para a coleta das variáveis Ocupação e Atividade Econômica  Pergunte e escreva na ficha da forma mais detalhada possível: o que faz, como faz, com que, produz o que ...  Deixar claro nível de escolaridade da ocupação  Ex.: Professor de escola pública de 2º grau; se colocar só “professor” o sistema pode não oferecer a opção a ser usada  Sempre registrar o ramo de atividade econômica: que tipo de trabalho e atividade, que tipo de empresa, fabrica ou faz o quê ...  Procure conhecer as duas classificações antes: CBO e CNAE  A CBO tem dicionário alfabético, sistema de busca de palavras e sinônimos do título ocupacional  Sempre que em dúvida, consultar descrição das ocupações  Persistindo dúvida, consultar o site do MTE/CBO.  A CNAE está acessível no sítio do IBGE
  18. 18. Algumas recomendações...  Atividade econômica – campo 36. Cada agravo ou doença possui campos obrigatórios, o não preenchimento prejudica o registro no SINAN. No Dicionário de Dados – SINAN Net há o detalhamento de campos específicos para cada ficha. Esse dicionário está disponível no site da SUVISA. Você pode acessar através do Link: http://www.suvisa.saude.ba.gov.br/sites/default/files/sinan/arquivos/2012/01/11/dic
  19. 19. Na notificação, as informações sobre o CID do diagnóstico da doença deverão ser consultadas no prontuário do paciente ou com o médico que realizou o diagnóstico.
  20. 20. É a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas de Saúde, padronizada pela OMS e utilizada pelos países para classificar as doenças e causas de morbidade e mortalidade. Está na décima versão. O código da CID-10 é composto por letra e número, não existindo espaço entre eles como neste exemplo. Um dos erros mais frequentes é a digitação do código na sua forma diferente da descrita na tabela de classificação. O que é a CID?
  21. 21. www.bulas.med.br/cid-10/ Na notificação, as informações sobre o código da CID da causa do acidente e do diagnóstico da lesão deverão ser consultadas no prontuário do paciente ou com o médico que realizou o diagnóstico. Alguns exemplos de CID relacionado às Pneumoconioses
  22. 22. A informatização dos dados registrados nas fichas
  23. 23. Fluxo de dados do SINAN Unidade de Saúde Secretaria Municipal de Saúde Diretoria Regional de Saúde Diretoria de Informação em Saúde Ministério da Saúde Fichas preenchidas E-mail com os arquivos SINAN net SINAN net Acesso aos dados na internet Envio semanal dos dados
  24. 24. Qual o prazo para conclusão dos casos?  O tempo entre a notificação e a investigação não deve ultrapassar 180 dias.  Semanalmente a unidade de saúde deve informar à vigilância epidemiológica municipal a situação da notificação: negativa ou positiva
  25. 25. Atenção!!  Até 2010, os agravos e doenças relacionadas ao trabalho eram notificados apenas após confirmação diagnóstica, ou seja, não eram notificados casos suspeitos, e nem pelas unidades sentinela.  Com a Portaria Estadual nº 125/11 a notificação passou a ser UNIVERSAL; devem ser notificados os casos suspeitos desses agravos por todas as unidades de saúde, públicas ou privadas.  O Manual do SINAN está sendo adequado a essas novas recomendações.  A Portaria Estadual está em processo de revisão, após republicação da portaria nacional em junho de 2014. Entretanto, serão mantidas as definições acima.
  26. 26. Registro da notificação no computador - SINAN  Quando vamos registrar os dados no computador, o registro notificação está separado da investigação.  Compreende os campos de 1 a 30 da ficha de investigação.  É necessário preencher inicialmente os dados da notificação para depois preencher a investigação.
  27. 27. www3.saude.ba.gov.br/cesat Acessando os dados dos agravos e doenças relacionados ao trabalho no SINAN-Net
  28. 28. www3.saude.ba.gov.br/cesat link tabnet Selecionar agravos ST- IE Ocup. = Agravos e doenças relacionadas ao trabalho por pneumoconiose
  29. 29.  Incluir o print Quando vc fornece o dado... 10. Noções de uso do SINAN NET para análises epidemiológicas Depois dê um clic na célula “mostra” e você terá a tabela correspondente ao que se deseja pesquisar.

×