Análise através de hipóteses

668 visualizações

Publicada em

Como garantir que você não está tomando decisões baseadas em conhecimento questionável e está usando critérios vagos! Seja um real analista.

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Análise através de hipóteses

  1. 1. RAFAEL “JAGUÁ” CAMARGO @rafajagua BUSINESS Como garantir que você não está tomando decisões baseadas em conhecimento questionável e está utilizando critérios vagos! Seja um real analista
  2. 2. Estamos mesmo fazendo uma análise? Quando começamos um projeto ou produto, como garantir que estamos mesmo fazendo análise?
  3. 3. Quais são os pressupostos que temos?
  4. 4. Qual a veracidade dessas informações? Muitas vezes assumimos verdades “falsas” Geralmente são um misto da expectativa sobre o retorno, informada pela alta hierarquia
  5. 5. Um passo antes Quais seriam as fontes corretas para cada informação? Temos todos os envolvidos?
  6. 6. Exemplo Quero um produto novo, que nos ajude a vender mais. Perdemos vendas sem essa plataforma Queremos aumentar as vendas em 30% É uma ótima ideia!!!!! Nem tento
  7. 7. Geralmente... PAGA PLANEJA SOFRE
  8. 8. Você recebe informação de quem tem a expectativa, mas não de quem tem as “informações” Garantir que todas as pessoas que compõem a cadeia de análise estão envolvidas e ter acesso a elas
  9. 9. Explicando... QUERO EXPANDIR, VENDER MAIS, GANHAR MERCADO PRECISAMOS DE UMA FERRAMENTA NOVA, MAIS EFICAZ É SÓ MELHORAR O TEMPO DE CONTATO COM O LEAD...
  10. 10. Dificuldade em enxergar a realidade Empresas que procuram soluções, geralmente não conseguem analisar seus problemas numa visão global
  11. 11. A solução pode ser bem mais simples Só obter a expectativa sem averiguar a realidade vai fazer tudo ser mais caro e mais demorado
  12. 12. Exemplo...
  13. 13. Tempo e dinheiro depois... UHUUU, DEU CERTO, O SOFTWARE NOVO TA NO AR! COM ESSA FERRAMENTA NOVA VAMOS BOMBAR ERA SÓ TER MUDANDO DOIS CAMPOS...E A USABILIDADE ANTES ESTAVA MELHOR
  14. 14. BABOK E ÁGIL VÃO TE FALAR ISSO... Mas se você não tiver a coragem de colocar isso em prática, não há método que ajude
  15. 15. É só fazer uma matriz, de pessoas e informações... Isso ajuda, mas ainda não cobre o risco da informação ser duvidosa
  16. 16. Validando a informação QUAL O TEMPO MÉDIO DE CONTATO DO LEAD? QUAL O MOTIVO FUNDAMENTAL PARA ESTE TEMPO? QUAL A DIFICULDADE TE IMPACTA NO SEU OBJETIVO? QUAIS SÃO OS NÚMEROS REAIS DE VENDAS? QUAIS INICIATIVAS TEMOS PARA AUMENTO? QUAIS SÃO OS PROBLEMAS ATUAIS? QUAL A EXPECTATIVA DE CRESCIMENTO? QUAIS SÃO OS VALORES HOJE? QUAL O TIME TO MARKET?
  17. 17. OK, pessoas e informações, e agora? Agora é hora de formular sua HIPÓTESE!
  18. 18. O que é uma HIPÓTESE? É uma formulação provisória, com intenções de ser posteriormente demonstrada ou verificada, constituindo uma suposição admissível É a evolução da intuição à teorização e da teoria que levará à prática
  19. 19. E pra que serve uma HIPÓTESE? Hipótese é uma determinada forma de resolver um problema
  20. 20. Hipóteses vem antes de soluções... Até você ter algo pronto, tudo o que você tem é informação e conhecimento E até isso virar solução pode demorar muito
  21. 21. Dizem que analistas ajudam a encontrar soluções... Eu digo que melhor ainda se você criar e testar hipóteses
  22. 22. Hipóteses vem antes de soluções... Parece que há problemas com o tempo do lead... Se diminuir esse tempo, pode gerar um aumento nas vendas...
  23. 23. Hipóteses vem antes de soluções... Estamos mesmo perdendo dinheiro com o sistema atual, sendo afetado pela demora nos leads?
  24. 24. Hipóteses vem antes de soluções... Se o tempo de resposta com o lead for menor, venderemos mais?
  25. 25. Hipóteses vem antes de soluções... Em um determinado tempo, acompanharemos a geração do lead, a informação enviada, o tempo de respostas e a porcentagens das vendas
  26. 26. Hipóteses vem antes de soluções... Realmente perdemos muito tempo desde o interesse até um contato. Existem muitas duvidas e fontes para as informações. O sistema impõe severas restrições de usabilidade.
  27. 27. Hipóteses vem antes de soluções... O acesso a informação está ok. Comparando o tempo de resposta entre sucesso e falha, não há desvio significante.
  28. 28. Antes de requisitos, antes de funcionalidades, antes de solução, antes de BABOK ou Ágil Você conduziu uma experiência para validar as informações que tem, em busca de uma alternativa ideal, prática e rápida para a sua devida necessidade
  29. 29. O novo mundo de soluções é assim Não apenas na TI Isso é pra qualquer mercado Para qualquer solução
  30. 30. Por que é assim? Para focar em problemas Para economizar dinheiro Para validar e monetizar mais rápido
  31. 31. Repare que Não é análise de funcionalidades Nem falamos de MVP Muito menos requisitos
  32. 32. Hipótese é ciência Método cientifico, condução de hipóteses
  33. 33. Mas para isso Você tem que estar no aspecto da descoberta e não apenas no aspecto da solução
  34. 34. Exemplo... VAMOS CHAMAR UMA EMPRESA PARA CONSTRUIR UMA NOVA SOLUÇÃO VAMOS DEFINIR OS OBJETIVOS E REQUISITOS ESTAMOS AQUI NA SOFRÊNCIA, LEMBREM-SE DE NÓS
  35. 35. Exemplo.. SÓ POSSO INFLUIR EM UM CERTO NÍVEL DE SOLUÇÃO DADO AS RESTRIÇÕES QUE EXISTEM...
  36. 36. Precisamos derrubar esse escudo para podermos propor melhores soluções Assim podemos criar as hipóteses e testa- las
  37. 37. Para hipóteses Aferir a informação correta, antes de requisitos Envolver todos as pessoas que são impactadas pelo cenário Condições ideais para execução
  38. 38. Para hipóteses
  39. 39. Para metas, OKR OKR (sigla para Objectives and Key Results) é uma metodologia ou framework para definição de metas criado pela Intel e adotado pelo Google em 1999, quando a empresa tinha menos de 1 ano. Desde então os OKRs foram adotados por diversas empresas.
  40. 40. Para metas, OKR - Ciclos curtos de definição de metas - Simplicidade - Transparência - Definidos Bottom-up e Top-Down - Stretch Goals - Separados de remuneração
  41. 41. Repare que... Estamos falando de metas Estamos falando de viabilidade Estamos falando de experimentos
  42. 42. Tudo isso antes de Funcionalidades Requisitos Planejamento de entregas
  43. 43. A análise e o analista Estão muito mais a fundo Tem um papel ainda mais importante Antes de solução, falar o que solucionar
  44. 44. É uma abordagem um pouco diferente Porém não é excludente Não é sobre ágil ou tradicional
  45. 45. Ela bebe da fonte do Lean Startup
  46. 46. Podemos integrar a ciclos de desenvolvimento
  47. 47. Saia do achismo Vá além de solução, vá ao problema Busque as informações corretas com as pessoas corretas Construa hipóteses
  48. 48. RAFAEL “JAGUÁ” CAMARGO @rafajagua BUSINESS Duvidas?
  49. 49. RAFAEL “JAGUÁ” CAMARGO @rafajagua BUSINESS Como garantir que você não está tomando decisões baseadas em conhecimento questionável e está utilizando critérios vagos! Seja um real analista

×