TDC SP 2014 - Utilizando Metamodelos para Lidar com a Complexidade Organizacional

1.174 visualizações

Publicada em

Com a busca cada vez maior por competitividade e inovações, a complexidade nos cenários corporativos de grandes empresas cresce a cada dia. Para lidar com toda esta complexidade algumas empresas estão buscando conhecer melhor a sua estrutura organizacional através da utilização de metamodelos que tem como objetivo mostrar a arquitetura de todos os seus componentes, sejam eles, processos de negocio, sistemas, dados e infraestrutura tecnológica. Esses modelos, construídos sobre outros modelos da própria organização, refletem a situação atual da operação do dia a dia, permitem que a estrutura organizacional seja conhecida e rastreada por todos, e principalmente, permitem que o processo emergente de tomada de decisões seja feito com base na própria arquitetura da organização. Nesta palestra será mostrado o que são esses metamodelos, como eles são definidos e mantidos e como grandes empresas como Petrobras, Ipiranga, Banco Votorantim, Embratel, entre outras, estão o utilizando para tratar da complexidade da estrutura organizacional.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.174
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
317
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

TDC SP 2014 - Utilizando Metamodelos para Lidar com a Complexidade Organizacional

  1. 1. Globalcode – Open4education Trilha Management 3.0 Rafael Targino @rafatargino Usando Metamodelos para Lidar com a Complexidade Organizacional
  2. 2. Globalcode – Open4education Rafael Targino Graduado em Ciência da Computação pela UFRJ e Mestre em Engenharia de Computação pela COPPE/UFRJ. Possui experiência de 15 anos na área de desenvolvimento de software utilizando metodologias ágeis e prestando consultoria na área de Arquitetura de Sistemas e de Arquitetura Corporativa (Enterprise Architecture). Atualmente é consultor pela empresa Primeup, parceira IBM Rational e pelo Laboratório de Engenharia de Software da PUC-Rio. Também é professor universitário da Unicarioca. Co-autor do Blog http://www.architectonics.com.br/
  3. 3. Globalcode – Open4education Alguém já viu? Integração via impressão 1 Diversos sistemas com o mesmo objetivo (exemplo: Compras ou Pagamento) 2 Diversos cadastros de uma mesma entidade de dados 3
  4. 4. Globalcode – Open4education Por que cenários deste tipo ocorrem em grandes organizações?
  5. 5. Evolução Spaghetti das Grandes Organizações
  6. 6. Evolução Spaghetti das Grandes Organizações
  7. 7. Evolução Spaghetti das Grandes Organizações
  8. 8. Evolução Spaghetti das Grandes Organizações
  9. 9. Globalcode – Open4education Cada um está preocupado com o seu peixe Primeiro Motivo
  10. 10. Globalcode – Open4education Segundo Motivo O mundo muda
  11. 11. Globalcode – Open4education A Organização se tornou um Sistema Complexo
  12. 12. Globalcode – Open4education Alguns números Empresa de Petróleo: 4000 sistemas Alguns Bancos que já passaram por diversas fusões: cerca de 1000 sistemas Empresa Telefônica: 600 sistemas Empresa de Geração e Transmissão de Energia Elétrica: 600 sistemas Empresa de Geração de Energia Nuclear: 200 sistemas Empresa de Cosméticos: 100 sistemas
  13. 13. Será que as Organizações estão conseguindo lidar com toda esta complexidade? Desesperadas Assustadas Resignadas
  14. 14. Utilização de Modelos O processo de raciocínio humano necessita de abstrações
  15. 15. Diversos Modelos convivem na Organização
  16. 16. Diferentes modelos estão sendo utilizados, com diferentes níveis de abstração e em diferentes áreas. Convive-se naturamente com uma ausência de padrões Existem zonas cinzentas, que não são representadas, e representações redundantes O Resultado
  17. 17. É preciso Organizar a Organização
  18. 18. Em que pé está a Organização?
  19. 19. 1º - Construindo o Metamodelo 20 Processos de Negócio Sistemas de Informação Unidade Organizacional Entidades de Negócio Servidor Dados Servidor de Aplicação Servidor Banco de Dados Roteador Objetivos de Negócio Metas VisãoMissão Um Modelo sobre os outros Modelos
  20. 20. Construindo o Metamodelo 21 Processos de Negócio Sistemas de Informação Unidade Organizacional Entidades de Negócio Servidor Dados Servidor de Aplicação Servidor Banco de Dados Roteador Objetivos de Negócio Metas VisãoMissão Camada de Estratégia Perspectivas
  21. 21. Construindo o Metamodelo 22 Processos de Negócio Sistemas de Informação Unidade Organizacional Entidades de Negócio Servidor Dados Servidor de Aplicação Servidor Banco de Dados Roteador Objetivos de Negócio Metas VisãoMissão Camada de Estratégia Camada de Negócio Perspectivas
  22. 22. Construindo o Metamodelo 23 Processos de Negócio Sistemas de Informação Unidade Organizacional Entidades de Negócio Servidor Dados Servidor de Aplicação Servidor Banco de Dados Roteador Objetivos de Negócio Metas VisãoMissão Camada de Estratégia Camada de Negócio Camada de Infraestrutura Perspectivas
  23. 23. 24 Processos de Negócio Sistemas de Informação Unidade Organizacional Entidades de Negócio Servidor Dados Servidor de Aplicação Servidor Banco de Dados Roteador Objetivos de Negócio Metas VisãoMissão Camada de Estratégia Camada de Negócio Camada de Infraestrutura Perspectivas / Abstrações Construindo o Metamodelo
  24. 24. Camadas do Framework de Zachman Estratégia Arquitetura do Negócio Arq. de Aplic. Arquitetura Tecnológica Arq. de Info
  25. 25. Mas não basta apenas modelar, é preciso popular todo este metamodelo
  26. 26. 2º - Popular o Metamodelo É Um trabalho de Arqueologia...
  27. 27. É preciso juntar os pedaços e criar os que faltam
  28. 28. 3º - Utilizar o Metamodelo A partir da rastreabilidade entre os objetos
  29. 29. Geração de Diagramas a partir do Metamodelo Macro Processos Funções de Negócio Controlar a Execução do Empreendimen to Gerenciar os Sistemas da Usina (mecânica, tubulações, estrutura, elétrica,etc.) Tratar Segurança Nuclear Assegurar o cumprimento de Políticas, Diretrizes e Normas Legais e da Empresa Comercializar Energia Elétrica Efetuar as Manutenções dos Sistemas das Usinas Gerir processo de manutenção de projeto da Usina Acompanhar o Desempenho da Operação das Usinas Manter a Documentação Técnica da Usina Efetuar Gestão de Meio Ambiente Garantir a Qualidade e Cumprimento dos Objetivos Gerir PessoalAcompanhar a Execução dos Orçamentos Gerenciar Serviços Gerais e Utilização das Instalações Prover a Comunicação na Empresa Gerenciar Processos de Compra e Serviços Tratar Segurança do Funcionário Realizar Parada de Manutenção para Troca de Combustível Nuclear Monitorar os Sistemas de Instrumentaçã o e Controle do Reator Projeto de Novos Empreendimentos Geração de EnergiaComercialização de EnergiaRecursos HumanosPlanejamento e GestãoAdministração de RecursosFinançasMaterial e ServiçosOperação das Usinas INCORE Checklist Incêndio SCA MET MAXIMO SINCRONIA EOI BLOCKSIM Weibull SICA-A2 XDOSE SMP SMIC Proced Sists de Telecom SIRT SGP RSCG Rede cabos/armários Rede de fibra óptica PMDB2.1 Contratos/Convênios Relação Ramais Fixos Saldo de convênios Gráficos Demonst Orçam Solicitação Serviço Preench Pedido Compra Controle Croquis Esforço Posteação Rel Ramais Virtuais Áreas Controladas Mob1p01 MINI-MASTER Locker Indicadores eficiência Faturamento Energia Distribuidor geral rede Desenhos em AutoCad Controle de horas Checklist CFTV CallManager CÁLCULO DOSE HX CAE CADORE CADASTRO DE DTL Apres desemp usinas Planos prevent/corret PST Primavera Turbina SisCON SISA REATIV PEDAGIO LLRT ISI DE SOLDA IHM_REATOR HG 2.0 FAS_Paradas DGC Sequence Ctrl Pend GDU.O CSA Contab Transiente CMP-A1 Cadastro Candidatos CAC-A1 CAAR-A1 BEACON
  30. 30. Geração de Mapas (Application Landscapes) a partir do Metamodelo
  31. 31. Modelos integrados permitem que as perguntas sejam respondidas
  32. 32. Pra que servem todos esses modelos?
  33. 33. Processo de Tomada de Decisão baseado em Perguntas e Respostas sobre a Organização Organizacional de Da dos Tomada de Decisão
  34. 34. Criação de Metamodelo e Repositório de Arquitetura Corporativa Ciclos Iterativos Versão 1 Versão 2 Versão 3 tempo abrangência
  35. 35. Mapeando a Estrutura Organizacional É preciso conhecer a sua Estrutura
  36. 36. Globalcode – Open4education Trilha Management 3.0 Rafael Targino @rafatargino http://www.architectonics.com.br/ Obrigado!

×