A Reforma ReligiosaA Reforma Religiosa
“As pessoas corriam para as Igrejas como
se fossem teatros, para saciarem a
sensual...
Antecedentes da ReformaAntecedentes da Reforma
O ambiente universitário produziu muitas críticas a Igreja eO ambiente univ...
Os pontos comuns das críticas de ambos são:Os pontos comuns das críticas de ambos são:
* Supremacia da Bíblia sobre as bul...
Durante durante a Baixa Idade Média, por causa das novasDurante durante a Baixa Idade Média, por causa das novas
condições...
Reforma LuteranaReforma Luterana
* Promovida pelo monge agostiniano* Promovida pelo monge agostiniano
M MartinhoM Martinho...
* Formulou as* Formulou as 95 Teses95 Teses contra acontra a
p prática da Igrejap prática da Igreja
pregando-a na C Catedr...
* Pregava que* Pregava que só a fé salvasó a fé salva,, livre tradução e interpretaçãolivre tradução e interpretação
bíbli...
Reforma CalvinistaReforma Calvinista
* Promovida pelo teólogo* Promovida pelo teólogo
Francês JFrancês João Calvino.oão Ca...
* Defendia a* Defendia a Predestinação Absoluta,Predestinação Absoluta, oo
enriquecimentoenriquecimento mediante trabalhom...
Reforma AnglicanaReforma Anglicana
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A reforma religiosa

1.020 visualizações

Publicada em

Aulas de história, profª Carol

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.020
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A reforma religiosa

  1. 1. A Reforma ReligiosaA Reforma Religiosa “As pessoas corriam para as Igrejas como se fossem teatros, para saciarem a sensualidade de seus ouvidos.” Erasmo de Roterdã
  2. 2. Antecedentes da ReformaAntecedentes da Reforma O ambiente universitário produziu muitas críticas a Igreja eO ambiente universitário produziu muitas críticas a Igreja e dois antecessores, que muito influenciaram os posterioresdois antecessores, que muito influenciaram os posteriores reformistas. John Wicliff, na Inglaterra,reformistas. John Wicliff, na Inglaterra, e Jan Huss, na Boêmia (atuale Jan Huss, na Boêmia (atual RR República Tcheca).República Tcheca).
  3. 3. Os pontos comuns das críticas de ambos são:Os pontos comuns das críticas de ambos são: * Supremacia da Bíblia sobre as bulas papais;* Supremacia da Bíblia sobre as bulas papais; * Separação do poder temporal e do poder* Separação do poder temporal e do poder espiritual;espiritual; * Livre tradução bíblica.* Livre tradução bíblica.
  4. 4. Durante durante a Baixa Idade Média, por causa das novasDurante durante a Baixa Idade Média, por causa das novas condições de vida da cidade, do acesso a educação nascondições de vida da cidade, do acesso a educação nas universidades e as necessidades da nova classe social,universidades e as necessidades da nova classe social, a burguesia, que as críticas se tornaram mais intensas,a burguesia, que as críticas se tornaram mais intensas, geradas por:geradas por: * Corrupção do clero (venda de cargos religiosos,* Corrupção do clero (venda de cargos religiosos, indulgências);indulgências); * Limitações à prática do comércio (contra a usura e* Limitações à prática do comércio (contra a usura e a favor do “justo preço”);a favor do “justo preço”); * O choque entre o poder do papa e o poder real, que* O choque entre o poder do papa e o poder real, que se fortalecia.se fortalecia.
  5. 5. Reforma LuteranaReforma Luterana * Promovida pelo monge agostiniano* Promovida pelo monge agostiniano M MartinhoM Martinho LuteroLutero.. * Em visita a Roma o clérigo escan-* Em visita a Roma o clérigo escan- s dalizou-se com as dalizou-se com a corrupção.corrupção. * Tornou-se professor da* Tornou-se professor da universidade de Wittemberg, onde teve contato com ouniversidade de Wittemberg, onde teve contato com o Novo Testamento.Novo Testamento.
  6. 6. * Formulou as* Formulou as 95 Teses95 Teses contra acontra a p prática da Igrejap prática da Igreja pregando-a na C Catedral dapregando-a na C Catedral da cidade, em resposta a v venda decidade, em resposta a v venda de indulgências pelo monge T Tetzel.indulgências pelo monge T Tetzel. * Foi condenado por bula papal a excomunhão,* Foi condenado por bula papal a excomunhão, rasgando o documento em praça pública.rasgando o documento em praça pública.
  7. 7. * Pregava que* Pregava que só a fé salvasó a fé salva,, livre tradução e interpretaçãolivre tradução e interpretação bíblicabíblica, apenas, apenas dois sacramentosdois sacramentos ee contra a versão dacontra a versão da transubstanciação.transubstanciação. * Por sua postura contrária aos tributos cobrados pela Igreja* Por sua postura contrária aos tributos cobrados pela Igreja (inclusive aos nobres) ganhou apoio dos príncipes alemães.(inclusive aos nobres) ganhou apoio dos príncipes alemães. * Os sermões de Lutero, baseados no Novo Testamento,* Os sermões de Lutero, baseados no Novo Testamento, provocaram o surgimento doprovocaram o surgimento do AnabatismoAnabatismo, movimento, movimento social, camponês, que utilizava de violência para tentarsocial, camponês, que utilizava de violência para tentar promover a socialização das terras.promover a socialização das terras. * Em 1555 a nobreza alemã pressionou o imperador Carlos V,* Em 1555 a nobreza alemã pressionou o imperador Carlos V, que assinou a Paz de Augsburgo, onde cada príncipe teriaque assinou a Paz de Augsburgo, onde cada príncipe teria livre opção de escolher o catolicismo ou o luteranismo.livre opção de escolher o catolicismo ou o luteranismo.
  8. 8. Reforma CalvinistaReforma Calvinista * Promovida pelo teólogo* Promovida pelo teólogo Francês JFrancês João Calvino.oão Calvino. * Convertido ao luteranismo,* Convertido ao luteranismo, transfere-se em busca detransfere-se em busca de liberdade religiosa para aliberdade religiosa para a cidade de Genebra (Suiça).cidade de Genebra (Suiça). * Ingressando na política* Ingressando na política aplica a sua visão religiosaaplica a sua visão religiosa à administração pública.à administração pública.
  9. 9. * Defendia a* Defendia a Predestinação Absoluta,Predestinação Absoluta, oo enriquecimentoenriquecimento mediante trabalhomediante trabalho é vistoé visto comocomo sinal de salvaçãosinal de salvação. O dinheiro não era. O dinheiro não era valorizado para ostentação, pois pregava avalorizado para ostentação, pois pregava a austeridade nos gastos públicos e privados.austeridade nos gastos públicos e privados. * O Calvinismo, por sua defesa do trabalho e do* O Calvinismo, por sua defesa do trabalho e do enriquecimento, passou a ser visto como umaenriquecimento, passou a ser visto como uma doutrina burguesa. Atingiu a Escócia, adoutrina burguesa. Atingiu a Escócia, a Inglaterra (puritanos), a França (huguenotes) eInglaterra (puritanos), a França (huguenotes) e Países Baixos.Países Baixos.
  10. 10. Reforma AnglicanaReforma Anglicana

×