Como dimensionar corretamente a    rede de transporte LTEJohn HawkinsConsultor sênior para Carrier Ethernet11 de julho de ...
Agenda         Tendências, desafios e oportunidades         Requisitos de backhaul         Transporte de pacotes para back...
O backhaul móvel está em expansão!                            3,8 milhões de macroestações                                ...
Backhaul móvel – Dois modelos de negócios Autoconstrução da operadora                                                     ...
Agenda         Tendências, desafios e oportunidades         Requisitos de backhaul         Transporte de pacotes para back...
Crescimento de receita vantajosoCrescimento da banda larga  3G e 4G gerando grandes  demandas de banda largaPressão de cus...
Migração do backhaul móvel para o pacoteTDM        PDH/SONET/SDH                               MSC                        ...
Migração para 2G - 3G - 4G Torre de celular                                                     Central de                ...
Migração para 2G - 3G - 4G Torre de celular                                                                           Cent...
Migração para 2G - 3G - 4G Torre de celular                                                                               ...
Migração para 2G - 3G - 4G Torre de celular                                                                               ...
Migração para 2G - 3G - 4G Torre de celular                                                       Central de              ...
Ponderação sobre desempenho, complexidade e custo                                  Custo               Rendimento         ...
O LTE traz novos requisitosMaiores velocidades    Downlink de aproximadamente 1 Gbps, uplink de 100 Mbps    Habilitação de...
Agenda         Tendências, desafios e oportunidades         Requisitos de backhaul         Transporte de pacotes para back...
Carrier Ethernet para backhaul LTE   Interface interoperável padrão: MNO <- -> Rede de backhaul   A conectividade do Servi...
MPLS-TP para BH móvelElimina as deficiências do MPLS, foca no transporteSemelhante ao MPLS na superfície (LSPs, PW etc.)Fu...
O valor do OAM Ativação de serviço                                            Operadora A                                ...
Estratégias de sincronização                               Referência externa                          SyncE        GPS   ...
Agenda         Tendências, desafios e oportunidades         Requisitos de backhaul         Transporte de pacotes para back...
Resumo     Diretiva principal         fornecer transporte de pacotes determinístico, confiável e econômico         entre a...
Redes que revolucionam a forma como você compete© Ciena Confidential and Proprietary
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2012 07-11 telesemana webinarlt-ev2_pt_br

467 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
467
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
282
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2012 07-11 telesemana webinarlt-ev2_pt_br

  1. 1. Como dimensionar corretamente a rede de transporte LTEJohn HawkinsConsultor sênior para Carrier Ethernet11 de julho de 2012 © Ciena Confidential and Proprietary
  2. 2. Agenda Tendências, desafios e oportunidades Requisitos de backhaul Transporte de pacotes para backhaul Resumo 2 © Ciena Confidential and Proprietary
  3. 3. O backhaul móvel está em expansão! 3,8 milhões de macroestações celulares até 2015 Mais compartilhamento deMaior consumo de serviços Provedores de serviços torres de multimídia móvel e continuam atualizando Estações celulares menores comunicações M2M suas redes de backhaul aumentam a largura de banda por usuário e preenchem lacunas de cobertura 3 © Ciena Confidential and Proprietary
  4. 4. Backhaul móvel – Dois modelos de negócios Autoconstrução da operadora Serviço por atacado móvel Foco principal na redução de Foco principal em ofertas de custos serviço lucrativas e sustentáveis Capacidade crescente Geração de receita Requisitos técnicos Contenção de custos Requisitos técnicos Satisfação do cliente GW MSC NID GW GW MSC Backhaul Backhaul BS BS Propriedade Propriedade Backhaul alugado da MNO da MNO Propriedade da operadora móvel 4 © Ciena Confidential and Proprietary
  5. 5. Agenda Tendências, desafios e oportunidades Requisitos de backhaul Transporte de pacotes para backhaul Resumo 5 © Ciena Confidential and Proprietary
  6. 6. Crescimento de receita vantajosoCrescimento da banda larga 3G e 4G gerando grandes demandas de banda largaPressão de custos Contas de BH móvel para parte significativa de OPEX (25 a 50%) Ampla lacuna entre crescimento de receita (que aumenta lentamente) e crescimento de tráfego (exponencial) Transporte de pacotes com emulação de tráfego TDM legadoO transporte de pacotes resolve o problema do crescimento dos custos e da banda larga 6 © Ciena Confidential and Proprietary
  7. 7. Migração do backhaul móvel para o pacoteTDM PDH/SONET/SDH MSC PDH/SONET/SDH HÍBRIDO Transporte de MSC pacotes Transporte de PACOTE pacotes MSC 2007 2011 2015 7 © Ciena Confidential and Proprietary
  8. 8. Migração para 2G - 3G - 4G Torre de celular Central de Rede de backhaul comutação ADMs DACS e SONET/SDH TDM SONET/SDH BTS 2G T1/E1 BTS 2G Rede de backhaul TDM BSC 2G 8 © Ciena Confidential and Proprietary
  9. 9. Migração para 2G - 3G - 4G Torre de celular Central de Rede de backhaul comutação ATM T1/E1 NodeB 3G ATM RNC 3G ADMs DACS e SONET/SDH SONET/SDH NodeB 3G T1/E1 TDM SONET/SDH BTS 2G T1/E1 BTS 2G Rede de backhaul TDM BSC 2G 9 © Ciena Confidential and Proprietary
  10. 10. Migração para 2G - 3G - 4G Torre de celular Central de Rede de backhaul comutação Rede de transporte de pacotes (Carrier Ethernet ou MPLS-TP) GE NodeB 3G Pseudowires TDM e ATM via FE/GE Ethernet ATM NodeB 3G T1/E1 NodeB 3G ATM RNC 3G ADMs DACS e SONET/SDH SONET/SDH NodeB 3G T1/E1 TDM SONET/SDH BTS 2G T1/E1 BTS 2G Rede de backhaul TDM BSC 2G 10 © Ciena Confidential and Proprietary
  11. 11. Migração para 2G - 3G - 4G Torre de celular Central de Rede de backhaul comutação Rede de transporte de pacotes e-NB 4G MME LTE S-GW/P-GW e-NB 4G GE NodeB 3G Pseudowires TDM e ATM via FE/GE Ethernet ATM NodeB 3G T1/E1 NodeB 3G ATM RNC 3G ADMs DACS e SONET/SDH SONET/SDH NodeB 3G T1/E1 TDM SONET/SDH BTS 2G T1/E1 BTS 2G Rede de backhaul TDM BSC 2G 11 © Ciena Confidential and Proprietary
  12. 12. Migração para 2G - 3G - 4G Torre de celular Central de Rede de backhaul comutação Rede de transporte de pacotes e-NB 4G MME LTE S-GW/P-GW e-NB 4G GE NodeB 3G Pseudowires TDM e ATM via FE/GE Ethernet NodeB 3G T1/E1 NodeB 3G RNC 3G BTS 2G BSC 2G 12 © Ciena Confidential and Proprietary
  13. 13. Ponderação sobre desempenho, complexidade e custo Custo Rendimento Flexibilidade Proteção Latência“A flexibilidade do Serviço CE está diretamente relacionada ao desempenho, àcomplexidade e ao custo. Um serviço [de backhaul móvel] que ofereceflexibilidade, mas não atende aos requisitos de latência, rendimento, proteçãoou custo, é inútil.” - Grande operadora móvel europeia 13 © Ciena Confidential and Proprietary
  14. 14. O LTE traz novos requisitosMaiores velocidades Downlink de aproximadamente 1 Gbps, uplink de 100 Mbps Habilitação de novos aplicativos (p.ex., nuvem)Latências menores $ Inferior a 10 msSuporte de interface lógica $ $ $ X2 – Tráfego torre a torre (multipontos) S1 – Link de eNB para MME/S-GW (pt-pt) $ $Sincronização $ $ Sincronização de tempo exato, frequência e fase $Compatibilidade com a rede legada Transferência e roaming com redes GSM/EDGE/UMTS/HSPA+ existentes Inicialmente, os dispositivos LTE usarão 2G/3G para voz e depois evoluirão para VoIP sobre LTECustos mais baixos CAPEX e OPEX (ativação de serviço mais rápida, facilidade na solução de problemas etc.) 14 © Ciena Confidential and Proprietary
  15. 15. Agenda Tendências, desafios e oportunidades Requisitos de backhaul Transporte de pacotes para backhaul Resumo 15 © Ciena Confidential and Proprietary
  16. 16. Carrier Ethernet para backhaul LTE Interface interoperável padrão: MNO <- -> Rede de backhaul A conectividade do Serviço CE é compatível com as interfaces lógicas S1 e X2 Definições de serviço com SLS (Service Level Specifications) A conectividade de serviços facilita a escalabilidade 16 © Ciena Confidential and Proprietary
  17. 17. MPLS-TP para BH móvelElimina as deficiências do MPLS, foca no transporteSemelhante ao MPLS na superfície (LSPs, PW etc.)Funcionalmente, mais semelhante a rede de transporte L2 Mecanismos de proteção/rede/encapsulamento L2 Transporte de pacotes determinístico orientado à conexão Gerenciamento completo Permite o provisionamento direto (estático)As conexões de backhaul móvel tendem à longevidade Caminhos predeterminados são menos complexos e mais escaláveisHá opções de estabelecimento de caminhos dinâmicos Os protocolos de distribuição de rótulos dinâmicos MPLS são caros e muito complexos para BH móvel À medida que o MPLS migra do núcleo para o backhaul, a funcionalidade do plano de controle IP adiciona questões de segurança, estabilidade, escalabilidade e OPEX. Operação menos complexa, mais eficiente que IP/MPLS 17 © Ciena Confidential and Proprietary
  18. 18. O valor do OAM Ativação de serviço Operadora A Operadora A Operadora B Operadora B Garantia de serviço MSC RNC Carrier Ethernet Carrier Ethernet Carrier Ethernet Carrier Ethernet Solução de problemas de serviço Rede Rede E-NNI Rede Rede Facilidade de entrega de serviço Ativação de serviço/Teste de desempenho Ethernet independente da rede Ativação de serviço/Teste de (via(via ITU Y.1564, RFC2544, RFC 5357) desempenho RFC 2544, RFC 5357) ITU Y.1564, Expectativas de OAM criadas por Garantia de serviço/Segurança da rede (monitoramento de desempenho) Garantia de serviço/Segurança da rede soluções WAN anteriores - (via ITU T Y.1731) (monitoramento de desempenho) (via ITU-T Y.1731) O OAM L2 oferece Solução de problemas de serviço/rede Solução de problemas de (via IEEE 802.1ag) visibilidade, gerenciabilidade e serviço/rede 802.1ag) (via IEEE controle superiores Solução de problemas/Monitoramento de link de rede Solução de problemas/Monitoramento de (via IEEE 802.3ah, IEEE 802.1ag) link (via rede802.3ah, IEEE 802.1ag) de IEEE O OAM torna o transporte de pacotes gerenciável, contendo ainda mais os custos 18 © Ciena Confidential and Proprietary
  19. 19. Estratégias de sincronização Referência externa SyncE GPS Rede Rede de SyncE pacotes √ Freq. √ Fase √ ToD √ Freq. ~ Fase x ToD• infraestrutura cara em locais remotos • distribuição de alta precisão em camada física• problemas de linha de visão/confiabilidade c/GPS • requer suporte SyncE em todos os switches de rede • ponto a ponto 1588v2 (PTP) ACR – adaptive clock recovery 1588 1588 slave GM Rede de Rede de pacotes pacotes √ Freq. √ Fase √ ToD √ Freq. x Fase x ToD• distrib. pacotes de alta precisão e amplamente aceita • a precisão depende do algoritmo ACR• nenhum requisito especial relativo a switches de rede • apropriada para serviços empresariais• necessidade de eng. de rede para gerenciar flutuação • ponto a ponto em canal de serviço de fase 19 © Ciena Confidential and Proprietary
  20. 20. Agenda Tendências, desafios e oportunidades Requisitos de backhaul Transporte de pacotes para backhaul Resumo 20 © Ciena Confidential and Proprietary
  21. 21. Resumo Diretiva principal fornecer transporte de pacotes determinístico, confiável e econômico entre as estações base e o núcleo móvel Transporte de pacotes (camadas 0-1-2) o método mais econômico para o backhaul móvel Evitar complexidade a todo custo Aproveitar topologias e mecanismos de proteção mais recentes 21 © Ciena Confidential and Proprietary
  22. 22. Redes que revolucionam a forma como você compete© Ciena Confidential and Proprietary

×