A arte em roma

949 visualizações

Publicada em

Um pouco de história da arte: a arte na Roma antiga.

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
949
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A arte em roma

  1. 1. A ARTE EM ROMA
  2. 2. Roma • A cidade de Roma surgiu em 753 a.C. • A formação cultural foi influenciada por gregos e etruscos que inavidiram a península itálica nos séculos XII e VI a.C. e contribuíram para que Roma se tornasse o centro de um grande império. • Surgiu em meio a lendas e mitos
  3. 3. Romulo e Remo
  4. 4. Roma: Império • A história de Roma pode ser dividida em três períodos: - Monárquico (753 a.C.- 509 a.C.), - Republicano (509 a.C. – 27 a.C.) - Imperial (27 a.C. – 476 d.C.) Em 395 d.C., o imperador Teodósio divide o Império Romano do ocidente, com capital em Roma, e Império Romano do oriente, com capital em Constantinopla.
  5. 5. Etruscos e Grego Pouco se sabe a respeito dos etruscos que invadiram a península itálica, talvez até pela sua escrita diferenciada. O que se sabe é que eles, em suas cidades, tinham sistema de esgoto, aquedutos e ruas pavimentadas e que ocuparam Roma no século VI a.C..
  6. 6. Arte Romana • “... A arte romana assimilou, da arte greco- helenística, a busca por expressar um ideal de beleza, e, da arte etrusca, mais popular, a preocupação em expressar a realidade vivida.”
  7. 7. Arte Romana- Arquitetura • Uma das maiores heranças deixadas pelos etruscos aos romanos é o uso do ARCO e da ABÓBADA nas construções esses elementos permitiam aos romanos a construção de amplos espaços internos, livres de colunas. • Antes do uso do ARCO, os romanos faziam como os gregos, colocavam sobre colunas o entablamento em pedra, esse entablamento não podia ser muito largo devido a tensão, daí o motivo da colunata nos templos gregos.
  8. 8. Passagem sob arco etrusco em Voltera.
  9. 9. Arquitetura: moradia • A planta das casas romanas era rigorosa e não variava muito, era desenhada segundo um retângulo básico, como na imagem ao lado. - A porta de entrada, que ficava de um dos lados menores do retângulo, conduzia a um espaço central chamado átrio. - O telhado do átrio possuía uma abertura retangular na direção de um tanque chamado implúvio. - Em linha reta em direção à porta de entrada, e dando para o átrio, ficava o principal aposento da casa- peristilo (que é de influência grega).
  10. 10. Peristilo da Casa dos Vetti Interior da Casa del Tramezzo di Legno, em Herculano. O vão retangular no telhado do átrio permitia a entrada da luz, do ar e também da água da chuva, que era coletada no implúvio.
  11. 11. Arquitetura: Peristilo • O peristilo é um elemento arquitetônico incorporado às moradias romanas após o contato destes com o gregos e suas casas. Os romanos muito apreciaram aquele pátio colunato, porém, longe de querer quebrar a tradição de construção de suas casas, eles encontraram um jeito de incorporar o peristilo em suas construções: colocando-os nos fundos da casa, em torno do qual se dispunham os vários cômodos.
  12. 12. Arquitetura: templos • Diferentemente dos gregos, os romanos não tinham a preocupação de erigir os quatro lados da construção de seus templos da mesma forma, sendo assim, apenas a fachada recebia pórtico e escadarias. Esses elementos distinguiam a fachada. Seus templos eram erguidos num plano elevado, de modo que a entrada só era alcançada pela escadaria disposta na frente da construção. • Os romanos usaram o peristilo também em seus templos.
  13. 13. A Maison Carrée foi erguida em Nimes, na França, no fim do século I a.C., tem todos os elementos romanos típicos: escadaria, pórtico e colunas e um falso peristilo (os romanos inseriram na construção meias colunas embutidas nas paredes laterais e fundos).
  14. 14. Outra inovação dos romanos é a construção de templos para serem apreciados também na parte interna, enquanto os gregos erigiam templos para admiração externa. O Panteão, construído em Roma durante o reinado do imperados Adriano, é um exemplo disso. “Planejado para reunir a grande diversidade de deuses existentes no Império, o panteão, com sua planta circular fechada por uma cúpula, cria um local isolado do exterior, onde o povo se reunia para o culto.
  15. 15. Arquitetura: Teatro • Os romanos construíram muitos anfiteatros, bastante amplos devido o uso de abóbadas e arcos herdados dos etruscos. Estes eram destinados a abrigar muitos espectadores e para isso alteraram significativamente o teatro grego. • Os romanos usaram ordens de arcos sobrepostas e obtiveram apoio para construir o local destinado ao público- o auditório. Assim, não era mais necessário a construção em colinas, agora podiam construir em qualquer superfície.
  16. 16. • Outra mudança nos teatros foi a apresentação, o que antes era território de encenações, agora era palco de lutas, muito apreciadas pelos romanos. As lutas não exigiam que o espectador ficasse apenas de uma posição.
  17. 17. O anfiteatro caracterizava-se por um espaço central elíptico, onde se dava o espetáculo e, circundando esse espaço, um auditório, composto de um grande número de filas de assentos que formavam uma arquibancada. Externamente, esse edifício era ornamentado por esculturas, que ficavam dentro dos arcos e por três ordens de colunas gregas. Essas colunas não tinham função de sustentar a construção e ficavam presas à estrutura.
  18. 18. Arquitetura: Obras Públicas • Aquedutos • Termas • Mercados • Edifícios governamentais - Mostra uma grande preocupação em organizar as cidades e em criar edifícios voltados para o lazer e saneamento.
  19. 19. Arte Romana:Pintura e Mosaico Pompéia e Herculano • Cidades destruídas pelo Vesúvio, em 79 d.C., cujas ruínas foram descobertas no século XVIII; • Ruínas que nos deixaram de herança uma mostra da vida na Roma antiga, através de afrescos e mosaicos que recobriam e decoravam a parte interna dos edifícios;
  20. 20. • Os painéis, pintados ou mosaicos, podiam criar a ilusão de janelas abertas por onde se viam paisagens , barrados sobre os quais aparecem figuras de pessoas sentadas ou em pé ou conjuntos que valorizavam a delicadeza dos pequenos detalhes.
  21. 21. Arte Romana: Escultura • Praticismo e realismo • Suas esculturas diferem das esculturas gregas pois os romanos em suas obras representavam pessoas e não um ideal de beleza humana. • Representação dos traços característicos do retratado. • Adaptação dos modelos gregos á personalidade dos romanos.
  22. 22. Augusto de Prima Porta (c. 19 a.C.), escultura baseada em Doríforo de Policleto, porém, o artista adotou todo um padrão romano para retratar o imperador.
  23. 23. Outro exemplo da originalidade e da representação realista dos romanos são as colunas erguidas em honra a algum feito, guerra ou imperador, como a Coluna de Trajano, onde podemos ver que todo seu corpo foi ornamentado com cenas do imperador Trajano.

×