SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
Baixar para ler offline
UTILIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO
Cb Almeida – Comunicação Organizacional
ORGANIZACIONAL/IMPRENSA
PARA A PREVENÇÃO CRIMINAL
A PMMG, além da Sala de Imprensa, órgão
responsável pela divulgação de notícias a
nível de Estado, esta conta com as
Assessorias de Comunicação das Regiões e
Batalhões, que por sua vez descentralizam a
produção da informação por meio de seus
núcleos de Comunicação Organizacional em
nível de Cias PM.
Todo o Policial Militar
é um agente de relações
públicas, sendo o setor de
comunicação, em qualquer
nível da Corporação,
responsável por defender a
marca, a imagem e a
reputação da Polícia Militar
de Minas Gerais.
(POLÍTICAS DE COMUNICAÇÃO N. 01/2014 – EMPM5)
Em 2006 a Instituição publica a Diretriz para a
Produção de Serviços de Segurança Pública nº 11
(DPSSP 11/06), e muda a política de trabalho do
sistema de comunicação definindo um sistema
de GESTÃO COMPARTILHADA.
Em 2014, com a criação da Diretoria de
Comunicação Organizacional – DCO, a mídia
passou a ter uma atenção ainda mais especial,
com a reformulação do Negócio de sua
Identidade Organizacional, o qual destacou o
marketing, a qualidade de atendimento, a contra
inteligência e a transparência institucional.
(POLÍTICAS DE COMUNICAÇÃO N. 01/2014 – EMPM5)
Mas a PM precisa produzir
notícia para mídia?
Não podemos esquecer:
Art. 220. A manifestação do
pensamento, a criação, a expressão e
a informação, sob qualquer forma,
processo ou veículo não sofrerão
qualquer restrição, observado o
disposto nesta Constituição.
§ 1º Nenhuma lei conterá dispositivo
que possa constituir embaraço à plena
liberdade de informação jornalística em
qualquer veículo de comunicação
social, observado o disposto no art. 5º,
IV, V, X, XIII e XIV.
§ 2º É vedada toda e qualquer censura
de natureza política, ideológica e
artística.
CONSTITUIÇÃO FEDERAL
LEI Nº 12.527, DE 18 DE
NOVEMBRO DE 2011.
Art. 6o
Cabe aos órgãos e
entidades do poder público,
observadas as normas e
procedimentos específicos
aplicáveis, assegurar a:
I - gestão transparente da
informação, propiciando amplo
acesso a ela e sua divulgação;
II - proteção da informação,
garantindo-se sua
disponibilidade, autenticidade e
integridade;
Lei de acesso a informação
Mas como noticiar um fato negativo
com isenção?
E a sensação de
insegurança
que sua publicidade
poderá despertar?
RUSGA DA DITADURA
MILITAR
Com muito cuidado e uso de uma linguagem adequada na confecção
do release, deve-se tirar o enfoque do fato negativo (apesar de
descrevê-lo) e ressaltar outros fatores que envolveram o fato, ainda
que posteriores, assim, pode-se trabalhar o impacto negativo da
notícia.
Importante sempre evidenciar qual foi a ação ou finalidade da
Polícia Militar em resposta ao fato negativo, destacando a
proatividade, o empenho e a ideia de movimento fluído e
compromissado dos militares.
O apoio da imprensa naO apoio da imprensa na
prevenção criminal parteprevenção criminal parte
do respeito que se angaria e dado respeito que se angaria e da
qualidade dos contatos que sequalidade dos contatos que se
mantém.mantém.
A POLÍCIA MILITAR É A FONTE OFICIAL DA
NOTÍCIA RELATIVA AS OCORRÊNCIAS
POLICIAIS, POR ISSO A CREDIBILIDADE
PRECISA SE MANTER INABALADA.
Tenha um título atraente; procurando usar o estilo
“manchetado”;
Aposte no caráter positivo de toda notícia;
Evite adjetivos e opiniões pessoais; o público do seu
release são os jornalistas antes do consumidor final;
Tenha um texto claro e direto. Fuja dos erros de
português.
Aposte no 1º parágrafo.
DICAS PARA PRODUÇÃO DE NOTÍCIASDICAS PARA PRODUÇÃO DE NOTÍCIAS
A imprensa pode ser parceira, mas nunca estará a
serviço da instituição. Importante lembrar deste
detalhe antes e depois do fato noticiado.
VÁRIASVÁRIAS
FORMAS DE NOTICIAR UM FATOFORMAS DE NOTICIAR UM FATO
Jornal Nacional
William Bonner:
‘Boa noite. Uma menina chegou a ser devorada por um lobo na noite de ontem…
Fátima Bernardes:
‘…mas a atuação de um caçador evitou a tragédia.
Cidade Alerta
Datena:
‘…onde é que a gente vai parar, cadê as autoridades? Cadê as autoridades? A
menina ia pra casa da vovozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem
transporte público! E foi devorada viva… um lobo, um lobo safado. Põe na tela,
primo! Porque eu falo mesmo, não tenho medo de lobo, não tenho medo de lobo,
não!
Superpop
Luciana Gimenez:
‘Geeente, para tudo! Eu tô aqui com a ex-mulher do lenhador e ela diz que ele é
alcoólatra, agressivo e que não paga pensão aos filhos há mais de um ano. Abafa
o caso!’
Globo Repórter
Chamada do programa com Sérgio Chapelin:
‘Tara? Fetiche? Violência? O que leva alguém a comer, na mesma noite, uma
idosa e uma adolescente? O Globo Repórter conversou com psicólogos,
antropólogos e com amigos e parentes do Lobo, em busca da resposta. E uma
revelação: casos semelhantes acontecem dentro dos próprios lares das vítimas,
que silenciam por medo. Hoje, no Globo Repórter.
Revista Veja
Lula sabia das intenções do Lobo.
Revista Isto É
Lobo negocia Delação Premiada e garante que lenhador participava do esquema
com a vovó.
Folha de São Paulo
Legenda da foto: ‘Chapeuzinho, à direita, aperta a mão de seu salvador’. Na
matéria, box com um zoólogo explicando os hábitos alimentares dos lobos e um
imenso infográfico mostrando como Chapeuzinho foi devorada e depois salva pelo
lenhador.
O Estado de São Paulo
Lobo que devorou menina seria filiado ao PT.
O Globo
Dinheiro desviado da Petrobrás ia para ONG do lenhador ligado ao PT, que matou
um lobo para salvar menor de idade carente dependente do bolsa família.
O Dia
Lenhador desempregado tem dia de herói
Extra
Promoção do mês: junte 20 selos mais 19,90 e troque por uma capa vermelha
igual a da Chapeuzinho!
Aqui 0,25 centavos
Sangue e tragédia na casa da vovó. Lenhador passou o rodo e mandou lobo
pedófilo pro saco!
CADERNO DE POLÍTICAS DE COMUNICAÇÃO N. 01/2014 – EMPM5 PMMG;
CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988;
LEI Nº 12.527, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011;
WWW.PRNEWSWIRE.COM.BR;
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
OBRIGADO!OBRIGADO!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Missão, Visão e Valores da Disney [Infográfico]
Missão, Visão e Valores da Disney [Infográfico]Missão, Visão e Valores da Disney [Infográfico]
Missão, Visão e Valores da Disney [Infográfico]Cleber Paiva
 
Comunicação apresentação
Comunicação apresentaçãoComunicação apresentação
Comunicação apresentaçãoCassia Dias
 
Aula 1 introdução comunicação
Aula 1 introdução comunicaçãoAula 1 introdução comunicação
Aula 1 introdução comunicaçãoTassiany Pereira
 
Comunicação Assertiva - Karime Kamel
Comunicação Assertiva  - Karime KamelComunicação Assertiva  - Karime Kamel
Comunicação Assertiva - Karime KamelKarime Kamel
 
Comunicação Empresarial - Definição clássica
Comunicação Empresarial -  Definição clássicaComunicação Empresarial -  Definição clássica
Comunicação Empresarial - Definição clássicaMauro de Oliveira
 
Apresentacao e-oratoria
Apresentacao e-oratoriaApresentacao e-oratoria
Apresentacao e-oratoriaJoao Balbi
 
Apresentação de Marketing - empresa McDonald's
Apresentação de Marketing - empresa McDonald's Apresentação de Marketing - empresa McDonald's
Apresentação de Marketing - empresa McDonald's Roberta Muniz
 
Aula 01 Teorias da Comunicação - Preliminares e Definições
Aula 01   Teorias da Comunicação - Preliminares e DefiniçõesAula 01   Teorias da Comunicação - Preliminares e Definições
Aula 01 Teorias da Comunicação - Preliminares e DefiniçõesElizeu Nascimento Silva
 
Relacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalRelacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalLeandro Lopes
 
História da comunicação
História da comunicaçãoHistória da comunicação
História da comunicaçãoHelena Coutinho
 
Etica e postura profissional
Etica e postura profissionalEtica e postura profissional
Etica e postura profissionaladelynny
 

Mais procurados (20)

Missão, Visão e Valores da Disney [Infográfico]
Missão, Visão e Valores da Disney [Infográfico]Missão, Visão e Valores da Disney [Infográfico]
Missão, Visão e Valores da Disney [Infográfico]
 
Saúde Mental
Saúde MentalSaúde Mental
Saúde Mental
 
Como Fazer Um TCC
Como Fazer Um TCC Como Fazer Um TCC
Como Fazer Um TCC
 
Comunicação apresentação
Comunicação apresentaçãoComunicação apresentação
Comunicação apresentação
 
Marketing digital
Marketing digitalMarketing digital
Marketing digital
 
Aula 1 introdução comunicação
Aula 1 introdução comunicaçãoAula 1 introdução comunicação
Aula 1 introdução comunicação
 
Comunicação Assertiva - Karime Kamel
Comunicação Assertiva  - Karime KamelComunicação Assertiva  - Karime Kamel
Comunicação Assertiva - Karime Kamel
 
Aula oratória
Aula oratóriaAula oratória
Aula oratória
 
Comunicação Empresarial - Definição clássica
Comunicação Empresarial -  Definição clássicaComunicação Empresarial -  Definição clássica
Comunicação Empresarial - Definição clássica
 
Apresentacao e-oratoria
Apresentacao e-oratoriaApresentacao e-oratoria
Apresentacao e-oratoria
 
Comportamento e Postura Profissional
Comportamento e Postura ProfissionalComportamento e Postura Profissional
Comportamento e Postura Profissional
 
Apresentação de Marketing - empresa McDonald's
Apresentação de Marketing - empresa McDonald's Apresentação de Marketing - empresa McDonald's
Apresentação de Marketing - empresa McDonald's
 
Tipos de comunicação
Tipos de comunicaçãoTipos de comunicação
Tipos de comunicação
 
Aula 01 Teorias da Comunicação - Preliminares e Definições
Aula 01   Teorias da Comunicação - Preliminares e DefiniçõesAula 01   Teorias da Comunicação - Preliminares e Definições
Aula 01 Teorias da Comunicação - Preliminares e Definições
 
Como cuidar da minha saúde mental?
Como cuidar da minha saúde mental?Como cuidar da minha saúde mental?
Como cuidar da minha saúde mental?
 
Relacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalRelacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoal
 
História da comunicação
História da comunicaçãoHistória da comunicação
História da comunicação
 
comunicaoempresarial
comunicaoempresarialcomunicaoempresarial
comunicaoempresarial
 
Redacao comercial
Redacao comercialRedacao comercial
Redacao comercial
 
Etica e postura profissional
Etica e postura profissionalEtica e postura profissional
Etica e postura profissional
 

Semelhante a Comunicação organizacional

2ª Proposta de Produção de textos - FAKE NEWS.pdf
2ª Proposta de Produção de textos - FAKE NEWS.pdf2ª Proposta de Produção de textos - FAKE NEWS.pdf
2ª Proposta de Produção de textos - FAKE NEWS.pdfCláudia Santos
 
Fake News e Desinformação: Histórico e Como se prevenir
Fake News e Desinformação: Histórico e Como se prevenirFake News e Desinformação: Histórico e Como se prevenir
Fake News e Desinformação: Histórico e Como se prevenirRaianePereira25
 
Prova de Redação da UFES-2009 resolvida e comentada
Prova de Redação da UFES-2009 resolvida e comentadaProva de Redação da UFES-2009 resolvida e comentada
Prova de Redação da UFES-2009 resolvida e comentadama.no.el.ne.ves
 
atividadessobrefakenews-.pdf
atividadessobrefakenews-.pdfatividadessobrefakenews-.pdf
atividadessobrefakenews-.pdfADELMA MARIA
 
Fakenews, memes, direito digital e minha marca com isso?
Fakenews, memes, direito digital e minha marca com isso?Fakenews, memes, direito digital e minha marca com isso?
Fakenews, memes, direito digital e minha marca com isso?Maratona Digital
 
ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?
ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?
ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?Ciro Lopes
 
A historia secreta da rede globo
A historia secreta da rede globoA historia secreta da rede globo
A historia secreta da rede globoSamuel Lima
 
Artigo Jornalistico Opiniao
Artigo Jornalistico OpiniaoArtigo Jornalistico Opiniao
Artigo Jornalistico Opiniaoana
 
51066256 daniel-heiz-a-historia-secreta-da-rede-globo
51066256 daniel-heiz-a-historia-secreta-da-rede-globo51066256 daniel-heiz-a-historia-secreta-da-rede-globo
51066256 daniel-heiz-a-historia-secreta-da-rede-globoDaniel Reis Duarte Pousa
 
A história secreta da rede globo daniel heiz
A história secreta da rede globo   daniel heizA história secreta da rede globo   daniel heiz
A história secreta da rede globo daniel heizlamalafaia
 
AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2
AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2     AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2
AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2 Cíntia Dal Bello
 
Artigo Jornalistico5[1]
Artigo Jornalistico5[1]Artigo Jornalistico5[1]
Artigo Jornalistico5[1]Jozelena
 

Semelhante a Comunicação organizacional (20)

RedaçãO Ufes 2009
RedaçãO Ufes 2009RedaçãO Ufes 2009
RedaçãO Ufes 2009
 
2ª Proposta de Produção de textos - FAKE NEWS.pdf
2ª Proposta de Produção de textos - FAKE NEWS.pdf2ª Proposta de Produção de textos - FAKE NEWS.pdf
2ª Proposta de Produção de textos - FAKE NEWS.pdf
 
Edição nº 87_do_primeira_pauta,_o_jornal_laboratório_do_ielusc,_joinville
Edição nº 87_do_primeira_pauta,_o_jornal_laboratório_do_ielusc,_joinvilleEdição nº 87_do_primeira_pauta,_o_jornal_laboratório_do_ielusc,_joinville
Edição nº 87_do_primeira_pauta,_o_jornal_laboratório_do_ielusc,_joinville
 
Fake News e Desinformação: Histórico e Como se prevenir
Fake News e Desinformação: Histórico e Como se prevenirFake News e Desinformação: Histórico e Como se prevenir
Fake News e Desinformação: Histórico e Como se prevenir
 
Prova de Redação da UFES-2009 resolvida e comentada
Prova de Redação da UFES-2009 resolvida e comentadaProva de Redação da UFES-2009 resolvida e comentada
Prova de Redação da UFES-2009 resolvida e comentada
 
Ufes 2009 D
Ufes 2009 DUfes 2009 D
Ufes 2009 D
 
atividadessobrefakenews-.pdf
atividadessobrefakenews-.pdfatividadessobrefakenews-.pdf
atividadessobrefakenews-.pdf
 
Atividades sobre fake news
Atividades sobre fake newsAtividades sobre fake news
Atividades sobre fake news
 
Fakenews, memes, direito digital e minha marca com isso?
Fakenews, memes, direito digital e minha marca com isso?Fakenews, memes, direito digital e minha marca com isso?
Fakenews, memes, direito digital e minha marca com isso?
 
Como identificar boatos e fake news?
Como identificar boatos e fake news?Como identificar boatos e fake news?
Como identificar boatos e fake news?
 
AS 6ano-1-103.pdf
AS 6ano-1-103.pdfAS 6ano-1-103.pdf
AS 6ano-1-103.pdf
 
Cartilha_Fake_News.pptx
Cartilha_Fake_News.pptxCartilha_Fake_News.pptx
Cartilha_Fake_News.pptx
 
ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?
ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?
ATÉ QUE PONTO A MÍDIA BRASILEIRA MANIPULA A SOCIEDADE?
 
A historia secreta da rede globo
A historia secreta da rede globoA historia secreta da rede globo
A historia secreta da rede globo
 
Jeitinho brasileiro
Jeitinho brasileiroJeitinho brasileiro
Jeitinho brasileiro
 
Artigo Jornalistico Opiniao
Artigo Jornalistico OpiniaoArtigo Jornalistico Opiniao
Artigo Jornalistico Opiniao
 
51066256 daniel-heiz-a-historia-secreta-da-rede-globo
51066256 daniel-heiz-a-historia-secreta-da-rede-globo51066256 daniel-heiz-a-historia-secreta-da-rede-globo
51066256 daniel-heiz-a-historia-secreta-da-rede-globo
 
A história secreta da rede globo daniel heiz
A história secreta da rede globo   daniel heizA história secreta da rede globo   daniel heiz
A história secreta da rede globo daniel heiz
 
AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2
AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2     AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2
AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2
 
Artigo Jornalistico5[1]
Artigo Jornalistico5[1]Artigo Jornalistico5[1]
Artigo Jornalistico5[1]
 

Mais de Rafael Almeida

ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDAORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDARafael Almeida
 
FENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIA
FENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIAFENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIA
FENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIARafael Almeida
 
Defesa civil volume II
Defesa civil volume IIDefesa civil volume II
Defesa civil volume IIRafael Almeida
 
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISEINSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISERafael Almeida
 
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONALPSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONALRafael Almeida
 
Aconselhamento Cristão nas questões pessoais
Aconselhamento Cristão nas questões pessoaisAconselhamento Cristão nas questões pessoais
Aconselhamento Cristão nas questões pessoaisRafael Almeida
 
PSICOLOGIA DA CRIATIVIDADE
PSICOLOGIA DA CRIATIVIDADEPSICOLOGIA DA CRIATIVIDADE
PSICOLOGIA DA CRIATIVIDADERafael Almeida
 
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRERPRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRERRafael Almeida
 
Ansiedade, Depressão & superação
Ansiedade, Depressão & superaçãoAnsiedade, Depressão & superação
Ansiedade, Depressão & superaçãoRafael Almeida
 
Estresse e Alcoolismo na Atividade Policial
Estresse e Alcoolismo na Atividade PolicialEstresse e Alcoolismo na Atividade Policial
Estresse e Alcoolismo na Atividade PolicialRafael Almeida
 
EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...
EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...
EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...Rafael Almeida
 
RELAÇÕES INTERPESSOAIS
RELAÇÕES INTERPESSOAISRELAÇÕES INTERPESSOAIS
RELAÇÕES INTERPESSOAISRafael Almeida
 
ORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZUL
ORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZULORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZUL
ORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZULRafael Almeida
 
Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...
Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...
Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...Rafael Almeida
 
Depressão: Quando a fraqueza ganha força!
Depressão: Quando a fraqueza ganha força!Depressão: Quando a fraqueza ganha força!
Depressão: Quando a fraqueza ganha força!Rafael Almeida
 

Mais de Rafael Almeida (20)

EDUCAÇÃO EMOCIONAL
EDUCAÇÃO EMOCIONALEDUCAÇÃO EMOCIONAL
EDUCAÇÃO EMOCIONAL
 
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDAORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
ORIENTAÇÕES EM CRISES ENVOLVENDO PESSOAS EM IDEAÇÃO SUICIDA
 
FENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIA
FENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIAFENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIA
FENOMENOLOGIA E AS IMPLICAÇÕES DA CONSCIÊNCIA
 
Defesa civil volume II
Defesa civil volume IIDefesa civil volume II
Defesa civil volume II
 
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISEINSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
INSTÂNCIAS PSÍQUICAS E ESTRUTURAS DA PERSONALIDADE À LUZ DA PSICANÁLISE
 
DEFESA CIVIL
DEFESA CIVILDEFESA CIVIL
DEFESA CIVIL
 
FENOMENOLOGIA
FENOMENOLOGIA FENOMENOLOGIA
FENOMENOLOGIA
 
LIDERANÇA
LIDERANÇALIDERANÇA
LIDERANÇA
 
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONALPSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
 
Aconselhamento Cristão nas questões pessoais
Aconselhamento Cristão nas questões pessoaisAconselhamento Cristão nas questões pessoais
Aconselhamento Cristão nas questões pessoais
 
PSICOLOGIA DA CRIATIVIDADE
PSICOLOGIA DA CRIATIVIDADEPSICOLOGIA DA CRIATIVIDADE
PSICOLOGIA DA CRIATIVIDADE
 
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRERPRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
PRONTOS PARA MATAR E PARA MORRER
 
Ansiedade, Depressão & superação
Ansiedade, Depressão & superaçãoAnsiedade, Depressão & superação
Ansiedade, Depressão & superação
 
Estresse e Alcoolismo na Atividade Policial
Estresse e Alcoolismo na Atividade PolicialEstresse e Alcoolismo na Atividade Policial
Estresse e Alcoolismo na Atividade Policial
 
MOTIVAÇÃO
MOTIVAÇÃOMOTIVAÇÃO
MOTIVAÇÃO
 
EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...
EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...
EU E OS OUTROS - UM ENSAIO SOBRE A COMPETÊNCIA INTERPESSOAL BASEADO NO SERIAD...
 
RELAÇÕES INTERPESSOAIS
RELAÇÕES INTERPESSOAISRELAÇÕES INTERPESSOAIS
RELAÇÕES INTERPESSOAIS
 
ORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZUL
ORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZULORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZUL
ORIENTAÇÕES PARA PAIS E ADOLESCENTES - JOGO DA BALEIA AZUL
 
Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...
Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...
Relato de uma vivência sob a ótica do Existencialismo. Estudo de caso sobre M...
 
Depressão: Quando a fraqueza ganha força!
Depressão: Quando a fraqueza ganha força!Depressão: Quando a fraqueza ganha força!
Depressão: Quando a fraqueza ganha força!
 

Comunicação organizacional

  • 1. UTILIZAÇÃO DA COMUNICAÇÃO Cb Almeida – Comunicação Organizacional ORGANIZACIONAL/IMPRENSA PARA A PREVENÇÃO CRIMINAL
  • 2. A PMMG, além da Sala de Imprensa, órgão responsável pela divulgação de notícias a nível de Estado, esta conta com as Assessorias de Comunicação das Regiões e Batalhões, que por sua vez descentralizam a produção da informação por meio de seus núcleos de Comunicação Organizacional em nível de Cias PM.
  • 3. Todo o Policial Militar é um agente de relações públicas, sendo o setor de comunicação, em qualquer nível da Corporação, responsável por defender a marca, a imagem e a reputação da Polícia Militar de Minas Gerais. (POLÍTICAS DE COMUNICAÇÃO N. 01/2014 – EMPM5)
  • 4. Em 2006 a Instituição publica a Diretriz para a Produção de Serviços de Segurança Pública nº 11 (DPSSP 11/06), e muda a política de trabalho do sistema de comunicação definindo um sistema de GESTÃO COMPARTILHADA. Em 2014, com a criação da Diretoria de Comunicação Organizacional – DCO, a mídia passou a ter uma atenção ainda mais especial, com a reformulação do Negócio de sua Identidade Organizacional, o qual destacou o marketing, a qualidade de atendimento, a contra inteligência e a transparência institucional. (POLÍTICAS DE COMUNICAÇÃO N. 01/2014 – EMPM5)
  • 5. Mas a PM precisa produzir notícia para mídia?
  • 6. Não podemos esquecer: Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição. § 1º Nenhuma lei conterá dispositivo que possa constituir embaraço à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social, observado o disposto no art. 5º, IV, V, X, XIII e XIV. § 2º É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística. CONSTITUIÇÃO FEDERAL
  • 7. LEI Nº 12.527, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011. Art. 6o Cabe aos órgãos e entidades do poder público, observadas as normas e procedimentos específicos aplicáveis, assegurar a: I - gestão transparente da informação, propiciando amplo acesso a ela e sua divulgação; II - proteção da informação, garantindo-se sua disponibilidade, autenticidade e integridade; Lei de acesso a informação
  • 8.
  • 9.
  • 10. Mas como noticiar um fato negativo com isenção?
  • 11. E a sensação de insegurança que sua publicidade poderá despertar?
  • 12.
  • 14. Com muito cuidado e uso de uma linguagem adequada na confecção do release, deve-se tirar o enfoque do fato negativo (apesar de descrevê-lo) e ressaltar outros fatores que envolveram o fato, ainda que posteriores, assim, pode-se trabalhar o impacto negativo da notícia.
  • 15. Importante sempre evidenciar qual foi a ação ou finalidade da Polícia Militar em resposta ao fato negativo, destacando a proatividade, o empenho e a ideia de movimento fluído e compromissado dos militares.
  • 16. O apoio da imprensa naO apoio da imprensa na prevenção criminal parteprevenção criminal parte do respeito que se angaria e dado respeito que se angaria e da qualidade dos contatos que sequalidade dos contatos que se mantém.mantém.
  • 17. A POLÍCIA MILITAR É A FONTE OFICIAL DA NOTÍCIA RELATIVA AS OCORRÊNCIAS POLICIAIS, POR ISSO A CREDIBILIDADE PRECISA SE MANTER INABALADA.
  • 18. Tenha um título atraente; procurando usar o estilo “manchetado”; Aposte no caráter positivo de toda notícia; Evite adjetivos e opiniões pessoais; o público do seu release são os jornalistas antes do consumidor final; Tenha um texto claro e direto. Fuja dos erros de português. Aposte no 1º parágrafo. DICAS PARA PRODUÇÃO DE NOTÍCIASDICAS PARA PRODUÇÃO DE NOTÍCIAS
  • 19. A imprensa pode ser parceira, mas nunca estará a serviço da instituição. Importante lembrar deste detalhe antes e depois do fato noticiado.
  • 20. VÁRIASVÁRIAS FORMAS DE NOTICIAR UM FATOFORMAS DE NOTICIAR UM FATO
  • 21. Jornal Nacional William Bonner: ‘Boa noite. Uma menina chegou a ser devorada por um lobo na noite de ontem… Fátima Bernardes: ‘…mas a atuação de um caçador evitou a tragédia. Cidade Alerta Datena: ‘…onde é que a gente vai parar, cadê as autoridades? Cadê as autoridades? A menina ia pra casa da vovozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem transporte público! E foi devorada viva… um lobo, um lobo safado. Põe na tela, primo! Porque eu falo mesmo, não tenho medo de lobo, não tenho medo de lobo, não! Superpop Luciana Gimenez: ‘Geeente, para tudo! Eu tô aqui com a ex-mulher do lenhador e ela diz que ele é alcoólatra, agressivo e que não paga pensão aos filhos há mais de um ano. Abafa o caso!’
  • 22. Globo Repórter Chamada do programa com Sérgio Chapelin: ‘Tara? Fetiche? Violência? O que leva alguém a comer, na mesma noite, uma idosa e uma adolescente? O Globo Repórter conversou com psicólogos, antropólogos e com amigos e parentes do Lobo, em busca da resposta. E uma revelação: casos semelhantes acontecem dentro dos próprios lares das vítimas, que silenciam por medo. Hoje, no Globo Repórter. Revista Veja Lula sabia das intenções do Lobo. Revista Isto É Lobo negocia Delação Premiada e garante que lenhador participava do esquema com a vovó. Folha de São Paulo Legenda da foto: ‘Chapeuzinho, à direita, aperta a mão de seu salvador’. Na matéria, box com um zoólogo explicando os hábitos alimentares dos lobos e um imenso infográfico mostrando como Chapeuzinho foi devorada e depois salva pelo lenhador. O Estado de São Paulo Lobo que devorou menina seria filiado ao PT.
  • 23. O Globo Dinheiro desviado da Petrobrás ia para ONG do lenhador ligado ao PT, que matou um lobo para salvar menor de idade carente dependente do bolsa família. O Dia Lenhador desempregado tem dia de herói Extra Promoção do mês: junte 20 selos mais 19,90 e troque por uma capa vermelha igual a da Chapeuzinho! Aqui 0,25 centavos Sangue e tragédia na casa da vovó. Lenhador passou o rodo e mandou lobo pedófilo pro saco!
  • 24. CADERNO DE POLÍTICAS DE COMUNICAÇÃO N. 01/2014 – EMPM5 PMMG; CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988; LEI Nº 12.527, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011; WWW.PRNEWSWIRE.COM.BR; REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: OBRIGADO!OBRIGADO!