14/2/2014

rafabebum.blogspot.com
Trovadorismo
rafabebum.blogspot.com
14/2/2014
14/2/2014

rafabebum.blogspot.com
rafabebum.blogspot.com
14/2/2014
14/2/2014

rafabebum.blogspot.com
rafabebum.blogspot.com
14/2/2014
- ll43: Portugal torna-se independente; falava-se o
idioma galego-português (essencialmente
românico)
- ll89 ou ll98: text...
Cantiga da Ribeirinha
No mundo non me sei parelha,
Mentre me for como me vai,
Cá já moiro por vós, e - ai!
Mia senhor bran...
Quantas sabedes amar amigo
treides comig'a lo mar de Vigo
e banhar-nos-emos nas ondas.
Quantas sabedes amar amado
treides ...
rafabebum.blogspot.com
14/2/2014
a) Cantiga de amor
- eu lírico masculino faz declaração
amorosa e sofrida ("coita", "soidão")
- mulher idealizada
("fremos...
Estes meus olhos nunca perderán,
senhor, gran coita, mentr'eu vivo for.
E direi-vos, fremosa mia senhor,
destes meus olhos...
b) Cantiga de amigo

= amante, namorado

- mais primitiva e nacional que a de amor
- vale-se mais do "refran" e do
paralel...
-Ai flores, ai flores do verde pino,
se sabedes novas do meu amigo!
Ai Deus, e u é?

a
b
R

Ai, flores, ai flores do verde...
14/2/2014

rafabebum.blogspot.com
a) Cantiga d’escárnio
- agressão indireta
- linguagem metafórica
b) Cantiga de maldizer
- agressão direta
- vocabulário vu...
Luzía Sánchez, jazedes en gran falha
comigo, que non fodo máis nemigalha
dũa vez; e, pois fodo, se Deus mi valha,
fiqu'end...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trovadorismo

993 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
993
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
560
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trovadorismo

  1. 1. 14/2/2014 rafabebum.blogspot.com
  2. 2. Trovadorismo rafabebum.blogspot.com 14/2/2014
  3. 3. 14/2/2014 rafabebum.blogspot.com
  4. 4. rafabebum.blogspot.com 14/2/2014
  5. 5. 14/2/2014 rafabebum.blogspot.com
  6. 6. rafabebum.blogspot.com 14/2/2014
  7. 7. - ll43: Portugal torna-se independente; falava-se o idioma galego-português (essencialmente românico) - ll89 ou ll98: texto literário português ("Cantiga da Ribeirinha", de Paio Soares de Taveirós) - origem: Provença (sul da França) - cantigas difundidas oralmente, compiladas em "Cancioneiros" 14/2/2014 rafabebum.blogspot.com
  8. 8. Cantiga da Ribeirinha No mundo non me sei parelha, Mentre me for como me vai, Cá já moiro por vós, e - ai! Mia senhor branca e vermelha. Queredes que vos retraia Quando vos eu vi em saia! Mau dia me levantei, Que vos enton non vi fea! 14/2/2014 rafabebum.blogspot.com
  9. 9. Quantas sabedes amar amigo treides comig'a lo mar de Vigo e banhar-nos-emos nas ondas. Quantas sabedes amar amado treides comig'a lo mar levado e banhar-nos-emos nas ondas. Treides comig'a lo mar de Vigo e veeremo-lo meu amigo e banhar-nos-emos nas ondas. Treides comig'a lo mar levado e veeremo-lo meu amado e banhar-nos-emos nas ondas. (Martim Codax) 14/2/2014 rafabebum.blogspot.com
  10. 10. rafabebum.blogspot.com 14/2/2014
  11. 11. a) Cantiga de amor - eu lírico masculino faz declaração amorosa e sofrida ("coita", "soidão") - mulher idealizada ("fremosa senhor", "mia senhor", "mia dona") rafabebum.blogspot.com 14/2/2014
  12. 12. Estes meus olhos nunca perderán, senhor, gran coita, mentr'eu vivo for. E direi-vos, fremosa mia senhor, destes meus olhos a coita que han: choran e cegan quand'alguén non veen, e ora cegan per alguén que veen. (João Garcia de Guilhade) 14/2/2014 rafabebum.blogspot.com
  13. 13. b) Cantiga de amigo = amante, namorado - mais primitiva e nacional que a de amor - vale-se mais do "refran" e do paralelismo - eu lírico feminino 14/2/2014 rafabebum.blogspot.com
  14. 14. -Ai flores, ai flores do verde pino, se sabedes novas do meu amigo! Ai Deus, e u é? a b R Ai, flores, ai flores do verde ramo, se sabedes novas do meu amado! Ai Deus, e u é? a’ b’ R Se sabedes novas do meu amigo, aquel que mentiu do que pos comigo! Ai Deus, e u é? b c R Se sabedes novas do meu amado aquel que mentiu do que mi ha jurado! Ai Deus, e u é? b’ c’ R 14/2/2014 rafabebum.blogspot.com
  15. 15. 14/2/2014 rafabebum.blogspot.com
  16. 16. a) Cantiga d’escárnio - agressão indireta - linguagem metafórica b) Cantiga de maldizer - agressão direta - vocabulário vulgar rafabebum.blogspot.com 14/2/2014
  17. 17. Luzía Sánchez, jazedes en gran falha comigo, que non fodo máis nemigalha dũa vez; e, pois fodo, se Deus mi valha, fiqu'end'afrontado ben por tercer día. Par Deus, Luzía Sánchez, Dona Luzía, se eu foder-vos podesse, foder-vos-ía. (João Soares Coelho) 14/2/2014 rafabebum.blogspot.com

×