Colégio Pedro II – USCII 
VIDA E OBRA DO GÊNIO MICHELANGELO 
Rachel Lopes de Paula 
1-Introdução:
Este trabalho tem como objetivo apresentar fatos da vida e obra de Michelangelo di Lu- dovico Buonarroti Simoni mais conhe...
Esta obra serve-se do tema como desculpa para modelar corpos nus em diferentes posições. Um emaranhado de corpos se entrel...
A instabilidade política da Itália com a invasão de Carlos VIII da França, fez com que Miche- langelo viajasse para Veneza...
Baco 
Ainda em Roma entre1497-1500, portanto, bem jovem ainda dos seus 21 aos 24 anos. Esculpe a pedido de um cardeal fran...
É um trabalho impressionante e de extrema beleza. A virgem Maria aparenta ser mais jovem que seu filho Jesus. A genialidad...
O projeto foi reduzido mais tarde e Michelangelo idealizou para o sepulcro a escultura de Moi- sés e duas figuras torturad...
a 1534( dos seus 39 aos 59 anos portanto) ficando por lá 20anos. Suas principais obras desta época são: 
O mausoléu dos Mé...
No período republicano que se seguiu à queda dos Medici, Michelangelo colaborou ativamente na vida da república florentina...
A grande cúpula da Basílica de São Pedro é de sua autoria:
3-Conclusão: 
Michelangelo alternou trabalhos de outras áreas coma criação de uma obra poética de grande sensibilidade, es...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Michelangelo uma obra genial (1)

490 visualizações

Publicada em

Trabalho escolar de arte

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
490
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Michelangelo uma obra genial (1)

  1. 1. Colégio Pedro II – USCII VIDA E OBRA DO GÊNIO MICHELANGELO Rachel Lopes de Paula 1-Introdução:
  2. 2. Este trabalho tem como objetivo apresentar fatos da vida e obra de Michelangelo di Lu- dovico Buonarroti Simoni mais conhecido universalmente como Michelangelo, o “divi- no”. Giorno Vasarani(1511-1540), pintor, arquiteto e escritor contemporâneo de Michelan- gelo, definiu assim o genial Michelangelo: “(...) E o Senhor do Paraíso decidiu enviar à Terra um artista que possuísse aptidão para todas as artes, cuja obra servisse para nos ensinar como atingir a perfeição(pelo desenho correto e pelo uso do contorno, das luzes e sombras, para obter relevo), como utilizar o melhor critério numa escultura, e na arquitetura, poder criar edifícios que fossem confortáveis, bonitos de ver, bem proporcionados e ricamente ornamentados. Michelangelo era perfeito não apenas em uma das artes, mas nas três: na pintura, na escultura e na arquitetura”. Vamos observar uma parte da obra renascentista de Michelangelo e compreender o con- texto histórico em que foram produzidas. Como ele mesmo disse em um de seus poe- mas, pois também era escritor: “Na verdade, nunca houve um só dia que tenha sido totalmen- te meu”. Os dias de genialidade criativa de Michelangelo foram doados à humanidade, através da beleza universal das suas obras. Obs. As datas estre parênteses são indicações da idade de Michelangelo quando termi- nou suas criações. Uma curiosidade tendo em vista que algumas obras primas foram produzidas com o gênio ainda bem novo, como a Pietá e Davi. 2-Vida e obra de Michelangelo através do tempo(1475-1564): Michelangelo nasceu no dia 6 de março 1475, em Caprese, localidadade próxima à cidade Tos- cana de Arezzo, Itália. Quando criança , sua família mudou-se para Florença, onde em 1488(13 anos), entrou como aluno para o ateliê do pintor Domenico Ghirlandaio, com quem aprendeu as técnicas de afresco e painel. No ano seguinte passou a estudar começou a frequentar a escola de escultura de Lourenço de Medice(o Magnífico) um dos homens mais cultos de Florença. Esta escola funcionava na Praça de São Marcos de Florença. Dirigida pelo escultor Bertoldo di Giovanni. Logo se destacou por sua habilidade em esculpir, agradou tanto Lorenzzo , que deu-lhe um salá- rio e passou dois anos na residência dos Medicis trabalhando num relevo de mármore, A Bata- lha dos Centauros:
  3. 3. Esta obra serve-se do tema como desculpa para modelar corpos nus em diferentes posições. Um emaranhado de corpos se entrelaça ao redor da figura central, que mostra o braço direito levan- tado por cima da cabeça. Uma posição do braço que retomará mais tarde no Cristo Justiceiro do Juízo Final e em alguns escravos. Com a morte de Lourenzo, em 1492, Michelangelo volta à casa dos seus pais e então se detém no estudo de anatomia, dissecando cadáveres(atividade ilegal) na Igreja do Santo Espírito. Conseguiu esta façanha por conta de troca de favores com o superior do convento que lhe pediu de um crucifixo de madeira entalhada, que só em 1963 foi reconhecido de sua autoria . Todos estes estudos perpassa toda obra de Michelangelo, tanto na pintura como no 3D (escultu- ra) podemos ver a perfeição dos detalhes dos corpos e suas torções e posições como nestes es- boços :
  4. 4. A instabilidade política da Itália com a invasão de Carlos VIII da França, fez com que Miche- langelo viajasse para Veneza em outubro de 1494(19anos), sendo esta a primeira das muitas viagens que fez. Fica em Bolonha por um ano. Volta a Florença por um breve período e esculpe o Cupido Adormecido: Em 1496 (21anos), mudou-se para Roma, onde esculpiu Baco:
  5. 5. Baco Ainda em Roma entre1497-1500, portanto, bem jovem ainda dos seus 21 aos 24 anos. Esculpe a pedido de um cardeal francês, Jean Bilhères de Laugraulas, embaixador de Carlos VIII, a Pietá. Uma das obras mais marcante de Michelangelo, encontra-se atualmente na Basílica de São Pedro, mas foi uma encomenda para o túmulo do rei. A Pietá
  6. 6. É um trabalho impressionante e de extrema beleza. A virgem Maria aparenta ser mais jovem que seu filho Jesus. A genialidade desta obra está nos detalhes que vai da delicadeza do braço do Cristo apoiado pela mão da virgem. O pregueado da roupa da virgem e a própria composi- ção em cima de um bloco com pouca profundidade. Uma cena que retrata serenidade, muito diferente das imagens de dor vista em nas obras de outros artistas. As esculturas de Baco e da Pietá são o marco da vida artística de Michelangelo. Em 1501 , aos 26 anos é aclamado o melhor escultor da Itália. Davi Giorgio Vasari, no livro Vida de Michelangelo, 1568 fala sobre Davi de Michelangelo: A escul- tura de 5,16 metros e 5,5 toneladas foi esculpida num único bloco de mármore, entre 1501 e 1504. Hoje encontra-se no Museu da Academia, em Florença, Itália. “O Davi de Michelangelo é uma linha divisória da História da Arte. É uma escultura da vitória. Com esta estátua, o mo- derno superou o antigo.” (Antonio Paolucci) “O bloco de mármore tinha 5,5 metros de altura e nele, infelizmente, um certo mestre Simone da Fiesole começara a esculpir um gigante, e traba- lhara tão mal que cavara um buraco entre as pernas e a coisa toda ficou desfigurada, inutili- zada. Michelangelo decidiu pedi-lo a Soderini e aos diretores, que lhe entregaram o bloco im- prestável. Michelangelo fez então um modelo de cera, conferindo-lhe, para ser instalado no palácio, as formas de um jovem Davi com um estilingue na mão, tendo em mente que, assim como ele defendera seu povo e o governava com justiça, aqueles que agora governavam a ci- dade pudessem defendê-la com bravura e também governá-la com justiça.” 1505(30 anos) O papa Júlio II o encarrega de um grande mausoléu com mais de quarenta figuras em tamanho natural. Projeto não concluído por falta de assistência à execução do projeto e falta de pagamento. Michelangelo se desentende com o papa e foge de Roma.
  7. 7. O projeto foi reduzido mais tarde e Michelangelo idealizou para o sepulcro a escultura de Moi- sés e duas figuras torturadas de escravos. Moisés, que é a figura central do mausoléu, não era para ter esse destaque se o projeto original tivesse sido seguido. No entanto, foi das suas obras aquela que mais emocionou o escultor. Se é verdade ou não que Michelangelo bateu com o cin- zel no joelho de Michelangelo para lhe ordenar: Parla! Ninguém sabe ao certo, apesar da marca em um dos joelhos. O que qualquer um pode ver é que, realmente, Moisés só falta falar... O ano de 1512 trás os Medices novamente ao poder em Florença eos papas LeãoX e Clemente VII , membros dessa família, entragaram vários projetos a Michelangelo onde residiu entre 1514
  8. 8. a 1534( dos seus 39 aos 59 anos portanto) ficando por lá 20anos. Suas principais obras desta época são: O mausoléu dos Médices, as estátuas de Juliano e Lourenço o Magnífico. Dispostas em nichos sobre as tumbas, representaram um novo ponto de partida no campo da escultura funerária. Os mausoléus que abrigam os sepulcros de Giuliano e Lorenzo Médici, filho e neto de Lorenzo, o Magnífico. Em nichos sobre as tumbas, as estátuas de cada um: Giuliano é representado como o Imperador, empreendedor, homem forte. Lorenzo como o homem que medita e cria, o Pensa- dor.Em cada um dos mausoléus Michelangelo colocou duas figuras alegóricas para enfatizar que a Ação e o Pensamento triunfam sobre o Tempo. Na de Giuliano, o Dia e a Noite. Na de Lorenzo, abaixo a Aurora e o Crepúsculo.
  9. 9. No período republicano que se seguiu à queda dos Medici, Michelangelo colaborou ativamente na vida da república florentina. Projetou a fortificação da cidade contra os ataques dos exércitos papal eimperial. Derrotada Florença, o artista conclui a obra do sepulcro e em 1534, nomeado pelo papa Paulo III escultor, pintor e arquiteto oficial do Vaticano, fixou residência definitiva em Roma. Entre 1536 e 1541(dos 51 aos 66 anos) realizou no altar mor da capela Sistina o grande afres- co “Juízo final”. O Teto da Capela Sistina é um monumental afresco. Os afrescos no teto da Capela Sistina são, de fato, um dos maiores tesouros artísticos da huma- nidade. É difícil acreditar que tenha sido obra de um só homem, e que o mesmo ainda encontra- ria forças para retornar ao local, duas décadas depois, e pintar na parede do altar, sacrificando, inclusive, alguns afrescos de Perugino o “extraordinário espetáculo” A superfície da abóboda foi dividida em áreas concebendo-se arquitetonicamente o trabalho de maneira que resultasse numa articulação do espaço dividido por pilares. Nas áreas triangulares alocou as figuras de profetas sibilas; nas retangulares, os episódios do Gênesis.
  10. 10. A grande cúpula da Basílica de São Pedro é de sua autoria:
  11. 11. 3-Conclusão: Michelangelo alternou trabalhos de outras áreas coma criação de uma obra poética de grande sensibilidade, escrita a partir de 1530(55anos). O conjunto de seus textos, é composto de mais de 300 sonetos, madrigais e outros tipos de poemas, inclusive frag- mentos inacabados. Morreu em Roma aos 88 anos, em 18 de fevereiro de 1564. Sua obra e vida são geniais, eterna constituindo-se um dos maiores tesouros da humani- dade. 4-Bibliografia: 1- Enciclopédia Os Grandes Artistas, Fascículo 16- Michelangelo; 2-Gênios da Arte- Michelangelo- Ed. Girassol, 2007; 3-Enciclopédia Barsa, Vol.10- verbete Michelangelo; 4- Sites: http://virtualiaomanifesto.blogspot.com.br/2009/04/michelangelo-buonarroti-obra-da.html http://historiadaartemarciocarneiro.blogspot.com.br/2011_03_01_archive.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Bas%C3%ADlica_de_S%C3%A3o_Pedro

×