Jne aula2 - estratégia

485 visualizações

Publicada em

FASB - Engenharia de Produção
8º período - 2014.2
Jogos Empresariais

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Jne aula2 - estratégia

  1. 1. BACHARELADO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO EP08 Jogos Empresariais Profa. Rachel de Camargo
  2. 2. AVALIANDO A ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Aula 2 2
  3. 3. ESTRATÉGIA: O QUE ELA ENVOLVE? 3 POLÍTICA (O QUE FAZER?) CONJUNTO DE OBJETIVOS DA ORGANIZAÇÃO ESTRATÉGIA (COMO FAZER?) DEFINE A FORMA COMO OS OBJETIVOS SERÃO ATINGIDOS ELENCO DE AÇÕES ESTRATÉGICAS (ESPECÍFICAS PARA CADA ORGANIZAÇÃO) RELACIONADAS ÀS ESTRATÉGIAS SELECIONADAS MISSÃO, VISÃO OBJETIVOS E AÇÕES SETORIAIS ALINHADOS COM OS OBJETIVOS ORGANIZACIONAIS E AÇÕES ESTRATÉGICAS
  4. 4. O QUE É ESTRATÉGIA? É um plano organizacional elaborado para consecução no longo prazo – 5 anos ou mais, que serve para definir a organização em sua essência, fixar a direção das ações a serem tomadas e, com isso, focalizar o esforço de forma consistente para o alcance efetivo dos resultados desejados. A estratégia não é uma ação pontual, é uma DECISÃO. Uma vez comprometendo-se com um plano estratégico, a organização assume, até mesmo em termos culturais, um novo sentido, já que são previstas revisões estratégicas, no mínimo, anualmente. 4
  5. 5. COMO A ESTRATÉGIA É COLOCADA EM PRÁTICA? 5 Na prática, a estratégia é um direcionador geral da organização. Para se efetivar em ações, ela é desdobrada nos níveis táticos (departamentos), e consequentemente passa ao nível da operação (compromisso de todos e de cada um, isoladamente). A estratégia também se presta à função de legitimar a organização perante a sociedade e seus principais stakeholders.
  6. 6. IMPROVISAÇÕES CONFLITOS, ATRITOS VISÃO DE CURTO PRAZO FALTA DE TEMPO TENDÊNCIA A OLHAR APENAS PARA DENTRO DESCULPAS: AS MUDANÇAS SÃO RÁPIDAS E IMPREVÍSÍVEIS; TUDO FICA OBSOLETO RAPIDAMENTE (CICLOS DE VIDA CURTOS); A SORTE NOS DEIXOU AS IDÉIAS NÃO SÃO COMPARTILHADAS PLANEJAM DETALHAMENTE O CURTO PRAZO NÃO RELACIONAM AS AÇÕES DE CURTO PRAZO COM O MÉDIO E LONGO PRAZO COTIDIANO DE INTENSAS DEMANDAS IMPEDE REFLEXÕES 6 O QUE ACONTECE COM ORGANIZAÇÕES QUE NÃO TÊM ESTRATÉGIA? RODA-VIVA DE PROBLEMAS X REAÇÕES VIVEM O HOJE SEM OLHAR PARA TENDÊNCIAS DE MERCADO
  7. 7. ELEMENTOS DA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Missão: É a finalidade da existência de uma organização, aquilo que dá direção e significado a essa existência. Deve ser genérica o suficiente para resistir ao tempo e específica o suficiente para servir como identidade da organização.. 7 Visão: É um plano, uma idéia mental que descreve o que a organização quer realizar objetivamente nos próximos anos de sua existência. A visão, ao contrário da missão, é mutável por natureza, algo concreto a ser alcançado. Deve ser inspiradora, clara e concisa, de modo que todos se motivem por ela..
  8. 8. ELEMENTOS DA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Valores e Crenças: Representam os princípios éticos que norteiam todas as ações de uma empresa. Normalmente, os valores compõem-se de regras morais que simbolizam os atos de seus fundadores, administradores e colaboradores em geral, fazendo parte da cultura organizacional. Objetivos Estratégicos: Os objetivos estratégicos funcionam como sinalizadores dos pontos de atuação onde o êxito é fundamental para o cumprimento da missão e o alcance da visão de futuro. São dotados de especificidade, relatando questões como prazo, custos e alocação de pessoas. 8
  9. 9. o Os relacionamentos com stakeholders podem ser gerenciados de forma a se tornarem uma fonte de vantagem competitiva. o Uma organização deve tentar se acomodar ou se isolar das demandas de stakeholders que controlam recursos críticos. oTrade offs (pontos de partida) são necessários para acomodar diferentes demandas dos stakeholders: oMáximo lucro (acionistas) x máxima qualidade (clientes) oPriorização das demandas dos stakeholders (poder, urgência do atendimento, importância de cada um para a empresa) ESTRATÉGIA E GOVERNANÇA CORPORATIVA 9
  10. 10. ANALISANDO ESTRATEGICAMENTE O NEGÓCIO: MATRIZ SWOT A matriz de análise de pontos fracos e fortes, oportunidades e ameaças, é grande aliada no desenvolvimento da estratégia empresarial. A partir dela é possível conhecer o HOJE (pontos fortes e fracos) para definir os rumos de AMANHÃ (oportunidades e ameaças. 10
  11. 11. A matriz de análise do portfolio de produtos (Matriz BCG) é adotada para a definição estratégica a respeito de um produto ou serviço oferecido pela organização. Seus pilares são a participação de mercado (presente) e a tendência de crescimento (futuro). A partir dela é possível encontrar caminhos para desenvolvimento de novo portfolio, oportunidades de investimento e até mesmo a necessidade de eliminação de produtos ou serviços que não estejam de acordo com as perspectivas da empresa. 11 ANALISANDO ESTRATEGICAMENTE O NEGÓCIO: MATRIZ BCG
  12. 12. DETERMINANDO UMA ESTRUTURA ESTRATÉGICA A fim de posicionar-se diante de um mercado competitivo a empresa pode adotar estruturas estratégicas baseadas em: Liderança de custos; Diferenciação; Foco; Inovação. 12

×