SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Presente em revista 0 MIOLOƒ 04.12.03 12:04 Page 14




                M Ã O   N A   M A S S A




                              Projeto Jornal-Mural
                                                      História
                                                      SUGESTÕES          DE   ATIVIDADES


                                                            DIVERSIDADE CULTURAL
          CID




                                                            E ALIMENTAÇÃO
                                                              As aulas de História permitem trabalhar a
                                                            diversidade cultural presente na nação brasileira
                                                            em diferentes tempos.
                                                              Mas como abordar as especificidades culturais
                                                            das várias etnias presentes no Brasil nas séries
                                                            iniciais do Ensino Fundamental?
                                                              Um caminho indicado pelos Parâmetros
                                                            Curriculares Nacionais é a abordagem de elemen-
                                                            tos da vida cotidiana das diferentes etnias, como
                                                            moradia, vestimenta, educação, alimentação.
                                                              Para exemplificar algumas possibilidades de
                                                            trabalho com cada série, selecionamos o tema
                                                            “alimentação”.




                                                           1ª                   Merenda
                                                                 série




                                                                                das escolas
                                                              Um dos temas trabalhados na primeira série
                                                            é o das vivências na escola, destacando as
                                                            atividades que o aluno realiza no recreio.
                                                               Você pode utilizar esse momento para discu-
                                                            tir a diversidade cultural presente na alimen-
                                                            tação das diferentes regiões do Brasil.
                                                              Para isso, leia para os alunos o texto que
                                                            segue, sobre as merendas servidas nas escolas
                                                            públicas de alguns estados brasileiros:
Presente em revista 0 MIOLOƒ 04.12.03 12:04 Page 15




                                                                                                             M Ã O    N A   M A S S A




              Pará                                                      de merenda oferecida em um dos Estados já
              Açaí (fruta regional) com farinha de tapioca;             mencionados.
            mingau de tapioca (espécie de farinha feita de            · Estas receitas poderão ou compor um livro –
            mandioca); arroz com feijão e charque (carne                Merendas das escolas do Brasil ou serem afi-
            de vaca salgada).                                           xadas no Jornal-Mural da escola.
              Amazonas
              Mingau de banana com castanha-do-pará ou




                                                                      2ª
            farinha de tapioca, mungunzá (mingau de
            milho branco); suco de cupuaçú (fruta regional).
                                                                                                 Alimentação
              Ceará                                                                              ontem e
              Baião-de-dois (feijão e arroz cozidos juntos)
            com charque; paçoca com charque (farinha e
                                                                           série                 hoje
            carne misturadas).                                          Na segunda série, nós trabalhamos o tema
              Bahia                                                   “família”, destacando os utensílios domésticos
              Feijão-tropeiro (feijão com farinha e vários            utilizados há cerca de cem anos.
            temperos, tudo misturado: carnes, couve, cebo-              O momento é propício para mostrar mudanças
            la, pimentão, ovo); arroz com frango e legumes.           e permanências na forma de produção dos ali-
              Espírito Santo                                          mentos. Leia para a classe o depoimento da Sra.
              Macarronada com molho de carne moída;                   Risoleta, que nasceu em 1900:
            arroz com feijão; tutu de feijão (pirão de feijão           Quase tudo se fazia em casa: a gente matava
            e farinha com alguma carne defumada).                     porco, fazia lingüiça, abria panos de carne, sal-
              São Paulo                                               gava e guardava pro mês inteiro, tirava os ossos
              Macarrão com carne ou salsicha; arroz com               e vendia pras fábricas de botão. (...)
            feijão; suco de laranja e pão com salsicha; leite           O forno era de tijolos, redondo, cabia vinte,
            com bolo.                                                 24 pás dentro do forno. A gente amassava o
              Goiás                                                   pão na amassadeira, com o cilindro, sovava
                                                                      bem, que pão gostoso! Eu tenho saudades. O
              Galinhada (frango em pedaços, cozido com
                                                                      forno era fora com a boca dentro da cozinha; a
            arroz e temperos); salada de frutas; pratos à
                                                                      gente enchia de lenha, queimava, quando tava
            base de feijão.
                                                                      bem branquinho, tava bom! Varria, jogava um
              Mato Grosso do Sul                                      punhadinho de fubá pra ver a temperatura,
              Arroz-de-carreteiro (arroz cozido com carne             porque se estivesse muito quente podia
            seca, repolho e temperos); farofa com folhas de           queimar todo o pão.
            beterraba e cenoura; carne moída ou frango.
                                                                      Extraído de Bosi, Ecléa. Memória de velhos: lembrança de velhos.
              Santa Catarina                                          São Paulo: Companhia das Letras, 1994, p. 367-368.
              Risoto de frango; sopa de verduras ou feijão;             Discuta com os alunos as seguintes questões:
            bebidas com leite e biscoito; canja; sucrilhos
                                                                      · Segundo o texto, como eram produzidos os
            com leite.
                                                                        alimentos na família de D. Risoleta?
            Fonte: Secretarias de Educação dos Estados consultados.
                                                                      · Por que a família da Sra. Risoleta salgava a
            Folhinha, 21/09/2002, p. F5.
                                                                        carne para guardá-la para o mês inteiro?
              A partir dessas informações, realize as                   Proponha uma entrevista com uma pessoa com
            seguintes atividades:                                     mais de 50 anos e pergunte como os alimentos
            · Usando um mapa do Brasil, localize com os               eram produzidos dessa forma em sua família.
              alunos os Estados citados.                              · Proponha a criação de desenhos com legen-
            · Divida a turma em nove grupos. Cada grupo                 das sobre a produção de alimentos há cerca
              ficará responsável por pesquisar uma receita              de 100 anos e atualmente.
                                                                 14 15
Presente em revista 0 MIOLOƒ 04.12.03 12:04 Page 16




            M Ã O   N A   M A S S A




           3ª
                                                                    Divida a classe em cinco grupos. Cada grupo
                                      Alimentação                 ficará responsável por solicitar a ajuda dos
                                                                  adultos com quem vivem para preparar uma
                                      dos diferentes              das receitas acima. Num dia combinado, todos
                                                                  trazem os pratos acompanhados de cartazes
              série                   povos                       com informações sobre o modo de vida da
                                                                  respectiva etnia.
               Trabalhamos na terceira série o modo de
            vida de diferenças grupos étnicos que vivem e
            viveram no Brasil em diferentes tempos.




                                                                  4ª
               Para ampliar o trabalho com a alimentação
            de alguns desses grupos, leia com os alunos
                                                                                              Alimentação
            algumas receitas:                                                                 no Brasil



                                                                           série
               Portugueses
               Galinha alardada                                                               Colonial
               1 galinha inteira/sal e pimenta-do-reino/sumo
            de 1 limão/fatias de toucinho defumado.                 Na quarta série, discutimos as diferenças
               Temperar a galinha com o sal, a pimenta e o        entre alimentação dos ricos e dos pobres de
            limão e cobrir com as fatias de toucinho, pren-       Salvador, capital do Brasil colonial.
            dendo-as com palitos. Levar ao forno brando             Para ampliar essa discussão, leia com os alunos
            até assar.                                            um texto sobre a origem da feijoada atual:
               Italianos                                            Quando era abatido um porco, as partes con-
               Molho ao pesto                                     sideradas menos nobres, como rabo, pé, orelha
                                                                  e tripas não eram comidas pelos senhores dos
               1 xícara de folhas frescas de manjericão/2
                                                                  escravos. A única solução para a população
            dentes de alho picados/4 colheres de queijo
                                                                  escrava era transformar aquilo em algo que se
            parmesão ralado/2 colheres de chá de nozes
                                                                  pudesse comer. Então, para conservar as partes,
            picadas/1/2 xícara de óleo de oliva/sal grosso.
                                                                  a carne era salgada, reservada para preparar o
               Misturar todos os ingredientes, exceto o sal, no   cozido com o feijão, levando aquele tempero
            liqüidificador, até formar uma massa lisa.            que nos faz ficar com água na boca.
            Acrescentar o sal e juntar ao macarrão já cozido.
                                                                  Manual Cidadania, Etnia/Raça. Brasília. MEC/SEF, s/d, p. 27.
               Japoneses
               Mochi                                                Realize com os alunos as seguintes atividades:
               1 Kg de arroz do tipo mochi-gome/1 e 1/2           · Relacionar a origem da feijoada com a dife-
            litro de água.                                          rença de alimentação entre ricos e pobres no
                                                                    Brasil Colonial.
               Deixar o arroz de molho na água durante 24
            horas. Escorrer e cozinhar em panela tipo cus-        · Pesquisar reportagens e imagens que mostrem,
            cuzeiro, no vapor, até amolecer e ficar e transpa-      hoje, a permanência da diferenciação na ali-
            rente, com um pouco de brilho. Colocar o arroz          mentação de ricos e pobres no Brasil.
            num pilão de pedra ou madeira: enquanto uma           · Montar um painel com o material consegui-
            pessoa vai socando o arroz, outra vai umedecen-         do com essa pesquisa.
            do a massa com água, e despregando-a com a
            mão das bordas do pilão, mantendo um ritmo            Para saber mais...
            alternado. Depois de bem socada, a massa deve          História da alimentação no Brasil, de Luís da
            ficar viscosa, bem ligada. Pegar pequenos pu-         Câmara Cascudo. Editora Itatiaia, 2 volumes.
            nhados de massa e formar discos com as mãos.           500 anos de sabor, de Eda Romio, publicado
            Fonte: ROMIO, Eda. 500 anos de sabor. São Paulo: ER   pela ER Comunicações.
            Comunicações, 2000.

Mais conteúdo relacionado

Destaque (17)

432 de ti preciso mais
432   de ti preciso mais432   de ti preciso mais
432 de ti preciso mais
 
PM Certificates
PM CertificatesPM Certificates
PM Certificates
 
Anbefaling - Radiografi
Anbefaling - RadiografiAnbefaling - Radiografi
Anbefaling - Radiografi
 
El invierno
El inviernoEl invierno
El invierno
 
Proyecto tecnológico emelis y maria
Proyecto tecnológico emelis y mariaProyecto tecnológico emelis y maria
Proyecto tecnológico emelis y maria
 
Terremoto eyslha
Terremoto   eyslhaTerremoto   eyslha
Terremoto eyslha
 
Diapo expo entorno c
Diapo expo entorno cDiapo expo entorno c
Diapo expo entorno c
 
Josue seminario 2
Josue seminario 2Josue seminario 2
Josue seminario 2
 
Bachelor
BachelorBachelor
Bachelor
 
我如何网上赚钱
我如何网上赚钱我如何网上赚钱
我如何网上赚钱
 
Relays Certificates
Relays CertificatesRelays Certificates
Relays Certificates
 
Different types of shots
Different types of shotsDifferent types of shots
Different types of shots
 
Biodiversity
BiodiversityBiodiversity
Biodiversity
 
Liçao 11 A Organização de Uma Igreja Local
Liçao 11 A Organização de Uma Igreja Local Liçao 11 A Organização de Uma Igreja Local
Liçao 11 A Organização de Uma Igreja Local
 
The lifecycle of a short story
The lifecycle of a short storyThe lifecycle of a short story
The lifecycle of a short story
 
Rizal at UST
Rizal at USTRizal at UST
Rizal at UST
 
Power point
Power pointPower point
Power point
 

Mais de quituteira quitutes

Receita Pudim De Mandioca E Torta Garotada
Receita Pudim De Mandioca E Torta GarotadaReceita Pudim De Mandioca E Torta Garotada
Receita Pudim De Mandioca E Torta Garotadaquituteira quitutes
 
Receita Crepes Ao Creme De Goiaba Com Cassis
Receita Crepes Ao Creme De Goiaba Com CassisReceita Crepes Ao Creme De Goiaba Com Cassis
Receita Crepes Ao Creme De Goiaba Com Cassisquituteira quitutes
 
Receita Bife à Milanesa Recheado
Receita Bife à Milanesa RecheadoReceita Bife à Milanesa Recheado
Receita Bife à Milanesa Recheadoquituteira quitutes
 
Livro De Receitas Cocina Melhores Receitas
Livro De  Receitas  Cocina  Melhores  ReceitasLivro De  Receitas  Cocina  Melhores  Receitas
Livro De Receitas Cocina Melhores Receitasquituteira quitutes
 
Guia De Alimentos Naturais Vale Das Flores
Guia De Alimentos Naturais Vale Das FloresGuia De Alimentos Naturais Vale Das Flores
Guia De Alimentos Naturais Vale Das Floresquituteira quitutes
 
Frutas E Legumes Alimentos Poderosos
Frutas E Legumes Alimentos PoderososFrutas E Legumes Alimentos Poderosos
Frutas E Legumes Alimentos Poderososquituteira quitutes
 
Receitas E Dicas Colonial Med Spa
Receitas E Dicas Colonial Med SpaReceitas E Dicas Colonial Med Spa
Receitas E Dicas Colonial Med Spaquituteira quitutes
 

Mais de quituteira quitutes (20)

Receitas Soja
Receitas SojaReceitas Soja
Receitas Soja
 
Receitas Drinks
Receitas DrinksReceitas Drinks
Receitas Drinks
 
Receita Pudim De Mandioca E Torta Garotada
Receita Pudim De Mandioca E Torta GarotadaReceita Pudim De Mandioca E Torta Garotada
Receita Pudim De Mandioca E Torta Garotada
 
Receita GeléIa De Jabuticaba
Receita GeléIa De JabuticabaReceita GeléIa De Jabuticaba
Receita GeléIa De Jabuticaba
 
Receita Crepes Ao Creme De Goiaba Com Cassis
Receita Crepes Ao Creme De Goiaba Com CassisReceita Crepes Ao Creme De Goiaba Com Cassis
Receita Crepes Ao Creme De Goiaba Com Cassis
 
Receita Costela Poncho Verde
Receita Costela Poncho VerdeReceita Costela Poncho Verde
Receita Costela Poncho Verde
 
Receita Bife à Milanesa Recheado
Receita Bife à Milanesa RecheadoReceita Bife à Milanesa Recheado
Receita Bife à Milanesa Recheado
 
Livro De Receitas Naturais 02
Livro De Receitas Naturais 02Livro De Receitas Naturais 02
Livro De Receitas Naturais 02
 
Livro De Receitas Mundiais 02
Livro De Receitas Mundiais 02Livro De Receitas Mundiais 02
Livro De Receitas Mundiais 02
 
Comida Mineira
Comida MineiraComida Mineira
Comida Mineira
 
Receitas Walita
Receitas WalitaReceitas Walita
Receitas Walita
 
Receitas Holiday Christmas
Receitas  Holiday  ChristmasReceitas  Holiday  Christmas
Receitas Holiday Christmas
 
Livro De Receitas Cocina Melhores Receitas
Livro De  Receitas  Cocina  Melhores  ReceitasLivro De  Receitas  Cocina  Melhores  Receitas
Livro De Receitas Cocina Melhores Receitas
 
Receitas Chocolate Orkut
Receitas Chocolate OrkutReceitas Chocolate Orkut
Receitas Chocolate Orkut
 
Guia De Alimentos Naturais Vale Das Flores
Guia De Alimentos Naturais Vale Das FloresGuia De Alimentos Naturais Vale Das Flores
Guia De Alimentos Naturais Vale Das Flores
 
Frutas E Legumes Alimentos Poderosos
Frutas E Legumes Alimentos PoderososFrutas E Legumes Alimentos Poderosos
Frutas E Legumes Alimentos Poderosos
 
Receita Bolo De Iogurte
Receita Bolo De IogurteReceita Bolo De Iogurte
Receita Bolo De Iogurte
 
LinhaçA
LinhaçALinhaçA
LinhaçA
 
Receitas E Dicas Colonial Med Spa
Receitas E Dicas Colonial Med SpaReceitas E Dicas Colonial Med Spa
Receitas E Dicas Colonial Med Spa
 
Menu Chef Vol 20
Menu Chef Vol 20Menu Chef Vol 20
Menu Chef Vol 20
 

Último

v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 

Diversidade cultural e alimentação nas séries iniciais

  • 1. Presente em revista 0 MIOLOƒ 04.12.03 12:04 Page 14 M Ã O N A M A S S A Projeto Jornal-Mural História SUGESTÕES DE ATIVIDADES DIVERSIDADE CULTURAL CID E ALIMENTAÇÃO As aulas de História permitem trabalhar a diversidade cultural presente na nação brasileira em diferentes tempos. Mas como abordar as especificidades culturais das várias etnias presentes no Brasil nas séries iniciais do Ensino Fundamental? Um caminho indicado pelos Parâmetros Curriculares Nacionais é a abordagem de elemen- tos da vida cotidiana das diferentes etnias, como moradia, vestimenta, educação, alimentação. Para exemplificar algumas possibilidades de trabalho com cada série, selecionamos o tema “alimentação”. 1ª Merenda série das escolas Um dos temas trabalhados na primeira série é o das vivências na escola, destacando as atividades que o aluno realiza no recreio. Você pode utilizar esse momento para discu- tir a diversidade cultural presente na alimen- tação das diferentes regiões do Brasil. Para isso, leia para os alunos o texto que segue, sobre as merendas servidas nas escolas públicas de alguns estados brasileiros:
  • 2. Presente em revista 0 MIOLOƒ 04.12.03 12:04 Page 15 M Ã O N A M A S S A Pará de merenda oferecida em um dos Estados já Açaí (fruta regional) com farinha de tapioca; mencionados. mingau de tapioca (espécie de farinha feita de · Estas receitas poderão ou compor um livro – mandioca); arroz com feijão e charque (carne Merendas das escolas do Brasil ou serem afi- de vaca salgada). xadas no Jornal-Mural da escola. Amazonas Mingau de banana com castanha-do-pará ou 2ª farinha de tapioca, mungunzá (mingau de milho branco); suco de cupuaçú (fruta regional). Alimentação Ceará ontem e Baião-de-dois (feijão e arroz cozidos juntos) com charque; paçoca com charque (farinha e série hoje carne misturadas). Na segunda série, nós trabalhamos o tema Bahia “família”, destacando os utensílios domésticos Feijão-tropeiro (feijão com farinha e vários utilizados há cerca de cem anos. temperos, tudo misturado: carnes, couve, cebo- O momento é propício para mostrar mudanças la, pimentão, ovo); arroz com frango e legumes. e permanências na forma de produção dos ali- Espírito Santo mentos. Leia para a classe o depoimento da Sra. Macarronada com molho de carne moída; Risoleta, que nasceu em 1900: arroz com feijão; tutu de feijão (pirão de feijão Quase tudo se fazia em casa: a gente matava e farinha com alguma carne defumada). porco, fazia lingüiça, abria panos de carne, sal- São Paulo gava e guardava pro mês inteiro, tirava os ossos Macarrão com carne ou salsicha; arroz com e vendia pras fábricas de botão. (...) feijão; suco de laranja e pão com salsicha; leite O forno era de tijolos, redondo, cabia vinte, com bolo. 24 pás dentro do forno. A gente amassava o Goiás pão na amassadeira, com o cilindro, sovava bem, que pão gostoso! Eu tenho saudades. O Galinhada (frango em pedaços, cozido com forno era fora com a boca dentro da cozinha; a arroz e temperos); salada de frutas; pratos à gente enchia de lenha, queimava, quando tava base de feijão. bem branquinho, tava bom! Varria, jogava um Mato Grosso do Sul punhadinho de fubá pra ver a temperatura, Arroz-de-carreteiro (arroz cozido com carne porque se estivesse muito quente podia seca, repolho e temperos); farofa com folhas de queimar todo o pão. beterraba e cenoura; carne moída ou frango. Extraído de Bosi, Ecléa. Memória de velhos: lembrança de velhos. Santa Catarina São Paulo: Companhia das Letras, 1994, p. 367-368. Risoto de frango; sopa de verduras ou feijão; Discuta com os alunos as seguintes questões: bebidas com leite e biscoito; canja; sucrilhos · Segundo o texto, como eram produzidos os com leite. alimentos na família de D. Risoleta? Fonte: Secretarias de Educação dos Estados consultados. · Por que a família da Sra. Risoleta salgava a Folhinha, 21/09/2002, p. F5. carne para guardá-la para o mês inteiro? A partir dessas informações, realize as Proponha uma entrevista com uma pessoa com seguintes atividades: mais de 50 anos e pergunte como os alimentos · Usando um mapa do Brasil, localize com os eram produzidos dessa forma em sua família. alunos os Estados citados. · Proponha a criação de desenhos com legen- · Divida a turma em nove grupos. Cada grupo das sobre a produção de alimentos há cerca ficará responsável por pesquisar uma receita de 100 anos e atualmente. 14 15
  • 3. Presente em revista 0 MIOLOƒ 04.12.03 12:04 Page 16 M Ã O N A M A S S A 3ª Divida a classe em cinco grupos. Cada grupo Alimentação ficará responsável por solicitar a ajuda dos adultos com quem vivem para preparar uma dos diferentes das receitas acima. Num dia combinado, todos trazem os pratos acompanhados de cartazes série povos com informações sobre o modo de vida da respectiva etnia. Trabalhamos na terceira série o modo de vida de diferenças grupos étnicos que vivem e viveram no Brasil em diferentes tempos. 4ª Para ampliar o trabalho com a alimentação de alguns desses grupos, leia com os alunos Alimentação algumas receitas: no Brasil série Portugueses Galinha alardada Colonial 1 galinha inteira/sal e pimenta-do-reino/sumo de 1 limão/fatias de toucinho defumado. Na quarta série, discutimos as diferenças Temperar a galinha com o sal, a pimenta e o entre alimentação dos ricos e dos pobres de limão e cobrir com as fatias de toucinho, pren- Salvador, capital do Brasil colonial. dendo-as com palitos. Levar ao forno brando Para ampliar essa discussão, leia com os alunos até assar. um texto sobre a origem da feijoada atual: Italianos Quando era abatido um porco, as partes con- Molho ao pesto sideradas menos nobres, como rabo, pé, orelha e tripas não eram comidas pelos senhores dos 1 xícara de folhas frescas de manjericão/2 escravos. A única solução para a população dentes de alho picados/4 colheres de queijo escrava era transformar aquilo em algo que se parmesão ralado/2 colheres de chá de nozes pudesse comer. Então, para conservar as partes, picadas/1/2 xícara de óleo de oliva/sal grosso. a carne era salgada, reservada para preparar o Misturar todos os ingredientes, exceto o sal, no cozido com o feijão, levando aquele tempero liqüidificador, até formar uma massa lisa. que nos faz ficar com água na boca. Acrescentar o sal e juntar ao macarrão já cozido. Manual Cidadania, Etnia/Raça. Brasília. MEC/SEF, s/d, p. 27. Japoneses Mochi Realize com os alunos as seguintes atividades: 1 Kg de arroz do tipo mochi-gome/1 e 1/2 · Relacionar a origem da feijoada com a dife- litro de água. rença de alimentação entre ricos e pobres no Brasil Colonial. Deixar o arroz de molho na água durante 24 horas. Escorrer e cozinhar em panela tipo cus- · Pesquisar reportagens e imagens que mostrem, cuzeiro, no vapor, até amolecer e ficar e transpa- hoje, a permanência da diferenciação na ali- rente, com um pouco de brilho. Colocar o arroz mentação de ricos e pobres no Brasil. num pilão de pedra ou madeira: enquanto uma · Montar um painel com o material consegui- pessoa vai socando o arroz, outra vai umedecen- do com essa pesquisa. do a massa com água, e despregando-a com a mão das bordas do pilão, mantendo um ritmo Para saber mais... alternado. Depois de bem socada, a massa deve História da alimentação no Brasil, de Luís da ficar viscosa, bem ligada. Pegar pequenos pu- Câmara Cascudo. Editora Itatiaia, 2 volumes. nhados de massa e formar discos com as mãos. 500 anos de sabor, de Eda Romio, publicado Fonte: ROMIO, Eda. 500 anos de sabor. São Paulo: ER pela ER Comunicações. Comunicações, 2000.