Publicarte One

874 visualizações

Publicada em

Publicada em: Esportes, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
874
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
72
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Publicarte One

  1. 1. ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE SANTARÉM<br />MESTRADO EM EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO MULTIMÉDIA<br />PubliciarteCom as novas tecnologias no 1º Ciclo<br />Projecto de Mestrado<br />Orientador : José Manuel Soares<br />Mestranda : Vera Vinhas<br />
  2. 2. Resumo<br />A sociedade de hoje encontra-se em processo de rápidas mudanças, onde as Tecnologias de Informação e Comunicação assumem um relevo cada vez maior, levando a desafios, através de uma dinâmica de transformação que influencia o processo de ensino/aprendizagem. (Barros,M. 2006)<br />Neste sentido, este trabalho de investigação consistiu na observação directa de 4alunos, divididos em grupos de 2, e em 2 sessões de 60 minutos cada. Nas duas aulas observadas foram elaboradas notas de campo e feita uma auto-avaliação pelos alunos ao trabalho elaborado. <br />Posteriormente, observámos e analisámos a comunicação verbal dos alunos nas duas aulas (e dos dois grupos de trabalho) através das notas de campo e das respostas dadas nas fichas de auto-avaliação.<br />
  3. 3. Resumo<br />Conscientes da pouca aplicação da informática no trabalho didáctico/pedagógico na Expressão Dramática, com alunos do 1º ciclo, sentimo-nos na necessidade de desenvolver e aplicar um trabalho, que nos permitisse estudar a pertinência da utilização de algumas ferramentas tecnológias no contexto de sala de aula, com intencionalidade educativa. <br />Fizemos uma selecção de ferramentas tecnológicas, de software, e apelamos ao uso on-line (Internet) e sobre elas, focalizámos o nosso olhar crítico de forma a tentar avaliar, através de uma avaliação criteriosa de carácter qualitativo.<br />Procurámos diversificar estratégias e recolher informação, que nos permitisse formular hipóteses, de forma a perceber se o recurso às Multimédia nas escolas, na actividade de Expressão Dramática para o desenvolvimento da criatividade, torna ou não, as aulas mais atractivas, sedutoras e motivadoras.<br />
  4. 4. Finalidades e Objectivosdo trabalho<br /><ul><li>Simplificar e desenvolver processos e estratégias de ensino/aprendizagem que motivem os alunos para uma nova forma de viver a aprendizagem na sala de aula desenvolvendo a criatividade.
  5. 5. Estudar e aplicar ferramentasmultimédiaaliadas à Expressão Dramática em contexto de sala de aula, com a utilização de apenas um computador, indo assim ao encontro da realidade existente na maioria das escolas do 1º ciclo . </li></li></ul><li>Fundamentação Teórica<br />Cada vez mais, está visível para todos a necessidade de se estabelecerem as condições que permitam potenciar todos os equipamentos e recursos existentes, disponibilizados às escolas do 1º ciclo. <br />O Ministério da Educação, tem tentado criar as condições necessárias através de programas apoiados pela União Europeia (PRODEP), incentivando assim, o uso intensivo das tecnologias interactivas em todos os estabelecimentos de ensino, para que os professores possam adaptar os seus modelos de ensino, potenciando novas aprendizagens.(Barros, M. , 2006) <br />Não podemos desprezar que a escola concorre de forma desigual com a televisão, os jogos electrónicos, a Internet, entre outros impondo-se por isso, a sua adaptação a estas novas realidades. <br />
  6. 6. Fundamentação Teórica<br />Utilizar software educativo para fomentar e criar ambientes de aprendizagem, poderá ser uma estratégia inteligente de ligar os aspectos lúdicos, para os quais os alunos do 1º ciclo estão (pre) dispostos, com os aspectos didáctico/pedagógicos, adequados à aprendizagem.<br />A motivação dos alunos é um dos pontos delicados na sua formação, já que, será ela que fará com que se empenhem na aquisição de conhecimentos, revelando interesse e tornando a aprendizagem mais aliciante. (Barros,M. 2006)<br />Com a utilização de meios informáticos, é-nos possível desenhar caminhos onde a exploração, a descoberta, a resolução de problemas e a via experimental, são cenários relativamente fáceis de desenvolver através de interacções síncronas e assíncronas de alunos e professores, adaptados à situação de aprendizagem, ao objecto de estudo, e ao tipo de tarefa a realizar. (Barros,M. 2006)<br />
  7. 7. Publicidade no quotidiano dos alunos do 1º Ciclo.<br />A publicidade faz parte do dia a dia de todos nós e encontra-se em toda a parte, sendo algo que capta atenção dos nossos jovens. <br />Deparámo-nos com a importância que a publicidade tem no quotidiano das nossas crianças e com a importância de as educar para a análise destas, adaptando a publicidade ao jogo dramático. Tentámos com que o nosso projecto fosse de encontro às necessidades existentes na educação de uma forma agradável e aliciante, passando pelo uso de ferramentas multimédia para motivar os alunos para a aprendizagem. <br />
  8. 8. Questões do estudo:<br />Até que ponto algumas ferramentas multimédia utilizadas na Expressão Dramática contribuem para estimular no 1ºciclo a criatividade nas crianças? <br />Qual o impacto que as ferramentas multimédias e a criação de material através das ferramentas multimédia têm na participação e motivação dos alunos?<br />
  9. 9. Caracterização do corpus <br /><ul><li>Quatro alunos, 1 do sexo masculino e 3 do sexo feminino, do 4ºano do 1º Ciclo da EB1 Santo António – Tomar. </li></li></ul><li>Metodologia<br /><ul><li>Neste trabalho utilizou-se a observação naturalista como sistema de registo de dados. </li></ul>“A observação não deve ser influenciado pela <br />sua própria avaliação do que está ocorrendo<br />,mas deve registar tudo, não importa quão<br /> sem importância possa parecer no momento”<br />Carthy , 1984<br /><ul><li>Utilizou-se também a auto-avaliação para se ter um feedback por parte dos alunos e relativamente a todo o processo levado a cabo</li></li></ul><li>Registo das observações<br />
  10. 10. Ficha de auto- avaliação<br />
  11. 11. Cronograma /Procedimento das sessões<br />* Todas estas actividades foram com realizadas com o auxílio do professor<br />
  12. 12. Conclusões <br /><ul><li>Os resultados deste estudo mostram que a utilização de ferramentas multimédia usadas como auxiliar educativo para aprendizagem das crianças, não deixam dúvidas de que fomentam desde cedo competências, que de outro modo só teriam possibilidade de se afirmar em idades mais avançadas, como sejam o raciocínio criativo, a capacidade de resolução de problemas e a estratégia e persistência na prossecução de objectivos.
  13. 13. No decorrer das sessões que deram base a este projecto, pode-se verificar que as crianças vivem mesmo no mundo da tecnologia e que têm imensa facilidade em lidar com estas, é algo que as motiva e agrada imenso.</li></li></ul><li>Conclusões<br />verificámos que a parte lúdica também é bastante apelativa e que o facto de trabalharem com som e imagem, é algo que os entusiasma e ajuda à criatividade e à exploração de novas ideias.<br />Durante a implementação, verificou-se que as actividades estavam adequadas aos objectivos previamente delineados e que os alunos participaram de forma activa e interessada. <br />
  14. 14. Resultados da ficha de auto-avaliação<br />Da análise das fichas de auto-avaliação pudemos concluir que:<br />
  15. 15. Resultados da ficha de auto-avaliação<br />
  16. 16. Limitações do estudo <br />De referir que se tornou demasiado curto o tempo da segunda intervenção, sendo o professor a terminar as publicidades e a publicar os vídeos.<br />No geral é de referir que as intervenções decorreram bem, apesar do pouco tempo despendido, e que se verificou que em caso de grupo maior apenas uma máquina e um computador será muito limitativo, assim como o número de elementos por grupo teria de ser maior.<br />
  17. 17. Bibliografia<br />Barros, M (2006) Multimédia ao Serviço das Práticas Pedagógicas no 1º Ciclo. Dissertação submetida à Faculdade de Ciências da Universidade do Porto para a obtenção do grau de MESTRE EM EDUCAÇÃO MULTIMÉDIA. Porto<br />Bento, Cristina; Coelho, Raquel; Nicola, Joseph; Mourão, Sandy (2005). Inglês no 1º Ciclo do Ensino Básico, 2006 Orientações Programáticas. Revisão da APPI – Associação Portuguesa de Professores de Inglês.<br />Bogdab, R. & Biklen, S.(1994). Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora. <br />Cortesão, Luísa (1995) E agora tu dizias... Jogos e Brincadeiras como dispositivos Pedagógicos. Coleccção ser Professor. Porto: Edições Afrontamento.<br />Estrela, Albano (1984). Teoria e Prática de Observação de Classes. Uma Estratégia de Formação de Professores. Porto: Porto Editora<br />PIAGET, Jean. (1979). Aprendizagem e Conhecimento. Rio de Janeiro: Freitas Bastos.<br />
  18. 18. Webografia<br />Ministério da Ciência e Tecnologia (1997), Livro Verde para a Sociedade da<br />Informação em Portugal. [on-line] [Consultado em Dezembro 2005] Disponível em http://www.pos-conhecimento.pcm.gov.pt/documentos/pdf/LivroVerde.pdf<br /> <br />(in Público.pt)Publicada por CENTRO DE FORMAÇÃO INTERMUNICIPAL ADOLFO PORTELA http://cfpagueda.blogspot.com/2008/04/ensino-de-publicidade-media-smart.html.<br /> <br />Ensino de publicidade nas escolas no próximo ano lectivo ( 16 Março, 2007- 19:15). http://noticias.portugalmail.pt/artigo/20070316/ensino-de-publicidade-nas-escolas-no-<br />

×