Percurso dacomunicação              Pedr
IDADE ELÉTRICA Cessa a criação              Homem       Aldeia global             de líguas. Telégrafo: Desbravamento e   ...
ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO                      COMUNICAÇÃO                       LINGUAGEM                 CANAL           ...
1.EMISSOR, DESTINADOR OU REMETENTEé aquele que envia a mensagem(pode ser uma única pessoa,um grupo de pessoas — uma empres...
4.CANAL DE COMUNICACÃO OU CONTATO: É o meio peloqual a mensagem é transmitida (para que haja eficiência nessatransmissão, ...
1- LINGUAGEM: MEIO PELO QUAL SE DÁA COMUNICAÇÃOOs bichos possuem uma linguagem?O bichos falam?As plantas têmlinguagem?As p...
2- LÍNGUA:Sistema de signos convencionais, utilizados por umgrupo social.Ex.Os pássaros têmuma língua, ou umalinguagem?Ver...
3- FALA:Maneira particular de se utilizara língua, sem obediência rígidaao código linguístico do grupo.Pode ser escrita.4-...
1- LINGUAGEM: Elemento representativode um grupo social.Contém: SIGNOS.SIGNOS CONTÉM.SIGNIFICANTE: Parte material, do sign...
AULA DE PROSÓDIADiga: condor, sutil, rubrica, avaro, cateter, ureter, mister, ruim, Nobel, cartel,menestrel, recém, refém,...
1.Recém, refém, bagdalis, rostos, impostos, trocos, garotos, rolos, tocos,socorros, inquérito, tóxico, intoxicar, intoxica...
A degeneração de um povo, de uma nação ou raça,começa pelo desvirtuamento da própria língua.(Rui Barb)
Última flor do Lácio, inculta e bela,És, a um tempo, esplendor e sepultura:Ouro nativo, que na ganga impuraA bruta mina en...
LÍNGUAS EM EXTINÇÃOMetade das cerca de 7 mil línguas faladas hoje em todo o mundodeve sumir até o final do século, em algu...
ONDE SE FALA PORTUGUÊS                         sotaques
NÚMEROS
Quinta língua mais falada no mundo e aterceira mais falada no mundo ocidental,Total de falantes 270milhõesBrasil 200milhõe...
ORIGEM DA LÍNGUAindígenas eafricanas                       portuguêsSéc. V a XVI (400 a 1500)   Portug=funil              ...
DE ORIGEM IBÉRICA abóbora, barro, bezerro, cama, garra,louça, manteiga, sapo, seara;CÉLTICA: bico, cabana, arminho, camisa...
SÃO DE ORIGEM ASIÁTICA: azul, bambu, beringela,chá, jangada, leque, tafetá, tulipa, turbante ...AFRICANA: angu, batuque, b...
ENCRENCA: ein krenkNÍQUEL E COBALTO:Nickel e Kobalt, eram gnomosCHOPE: SCHOPPEN = Meio litroCHIQUE: Sich schickt = Bem arr...
Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa,assinado em Lisboa, em16 de dezembro de 1990,por Portugal, Brasil, Angola, São Tom...
Mudanças no alfabetoO alfabeto passa a ter 26 letras. Foram reintroduzidas asletras k, w e y.O alfabeto completo passa a s...
1. TremaNão se usa mais o trema (¨), sinal colocado sobre a letrau para indicar que ela deve ser pronunciada nos gruposgue...
Mudanças nas regras de acentuação1. Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éie ói das palavras paroxítonas (palavra...
2. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i eno u tônicos quando vierem depois de um ditongo.            Co...
4.Não se usa mais o acento que diferenciava osparespára/para, péla(s)/ pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) epêra/per...
• Permanecem os acentos que diferenciamo singular do plural dos verbos ter e vir, assim como de seusderivados(manter, dete...
5. Não se usa mais o acento agudo no u tônico dasformas (tu) arguis, (ele) argui, (eles) arguem, dopresente do indicativo ...
1º Prefixos           terminados           em vogal                                 Usa-se hífen                          ...
2ºPrefixosterminados emconsoante             Usa-se hífen                      Quando a palavra seguinteHiper, inter, supe...
Eslaides das aulas 2012 1 bim
Eslaides das aulas 2012 1 bim
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Eslaides das aulas 2012 1 bim

993 visualizações

Publicada em

Slides Prof. Alcides, Primeiro Bimestre de 2012

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
993
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Eslaides das aulas 2012 1 bim

  1. 1. Percurso dacomunicação Pedr
  2. 2. IDADE ELÉTRICA Cessa a criação Homem Aldeia global de líguas. Telégrafo: Desbravamento e solidário50 anos rapidez. Telefone: Popularização da comunicação. Rádio: Comunicação sem fio> total alcance. Televisão: Revolução na percepção da comunicação. Internet: Interação dos povos. Quebra de fronteiras. Prolongamento dos sentidos e da consciência, a caminho da ALDEIA GLOBAL.100 anos IDADE DO AÇO Busca da comunicação global. Fixação das fronteiras. Guerras globais3.000 anos IDADE DO FERRO No império romano(500anos. 476d.C.). Deu-se a primeira unificação lingüística. Estabelecimento de fronteiras.5.000 anos IDADE DO BRONZ E Egípcios evoluem para o hieróglifo Antiga Grécia Fenícios organizam IDADE DA PEDRA10.000 anos Graças à comunicação; Signos figurativos; Linguagem oral; Homem Aldeia tribal solitário Aldeia tribal
  3. 3. ELEMENTOS DA COMUNICAÇÃO COMUNICAÇÃO LINGUAGEM CANAL CÓDIGO EMISSOR MENSAGEM RECEPTORO EMISSOR emite uma mensagem para o RECEPTOR, num CÓDIGO queeles conhecem. Esta MENSAGEM só chega se houver um CANAL paralevá-la até o RECEPTOR. O RECEPTOR só vai entender a MENSAGEM seos dois(EMISSOR e RECETOR) possuírem o mesmo REFERENCIAL Gráf
  4. 4. 1.EMISSOR, DESTINADOR OU REMETENTEé aquele que envia a mensagem(pode ser uma única pessoa,um grupo de pessoas — uma empresa, um sindicato, umaassembIéia,uma emissora de rádio, por exemplo).2.RECEPTOR OU DESTINATÁRIO: É aquele a quem amensagem é endereçada (também pode ser um indivíduo ouum grupo).3.MENSAGEM: É o conteúdo das informações transmitidas.
  5. 5. 4.CANAL DE COMUNICACÃO OU CONTATO: É o meio peloqual a mensagem é transmitida (para que haja eficiência nessatransmissão, devemos atrair e prender a atenção do destinatário).5.CÓDÍGO: É o conjunto de signos e de regras para acombinação desses signos utilizado para elaborar a mensagem: oemissor codifica aquilo que o receptor irá decodifícar( para queisso ocorra satisfatoriamente, emissor e receptor devem dominaro mesmo código).6.CONTEXTO OU REFERENTE: é o objeto ou situação a que amensagem se refere
  6. 6. 1- LINGUAGEM: MEIO PELO QUAL SE DÁA COMUNICAÇÃOOs bichos possuem uma linguagem?O bichos falam?As plantas têmlinguagem?As plantas falam?O fascinante relato das relações físicas,emocionais e espirituais entre as plantas eos homens. Os autores demonstram comoas plantas são seres sensíveis. Memorizamexperiências de prazer e dor, sentem afeto emedo, são capazes de comunicar-se com oshomens. (Peter Tompkins, Cristopher Bird)
  7. 7. 2- LÍNGUA:Sistema de signos convencionais, utilizados por umgrupo social.Ex.Os pássaros têmuma língua, ou umalinguagem?Verdadeiro contrato social,Grandioso patrimônio sociala ser cuidado,estimado, conhecido.Língua Portuguesa:Última a ser formada.Sua importância nomundo?Sua origem?Dialetos e formas?
  8. 8. 3- FALA:Maneira particular de se utilizara língua, sem obediência rígidaao código linguístico do grupo.Pode ser escrita.4- VARIEDADES DA MESMALÍNGUA: Várias FALAS.SOCIAL: Gíria, popular e cultaGEOGRAFICA: Dialetos.PROFISSIONAL: Economês,técnico, jurídico,SITUACIONAL: Discurso,conversa, carta.
  9. 9. 1- LINGUAGEM: Elemento representativode um grupo social.Contém: SIGNOS.SIGNOS CONTÉM.SIGNIFICANTE: Parte material, do signo,perceptível pelos sentidosEx: ROSA. Este significante nos revelaesta flor.SIGNIFICADO: Todas as idéias que estesignificante pode nos expressar: Amor, uma mulher, espinhos.., umacanção...3- LÍNGUA:Sistema de signos convencionais, utilizados por um grupo social. Ex. Ospássaros têm uma língua, ou uma linguagem.Verdadeiro contrato social, Grandioso patrimônio social a ser cuidado,estimado, conhecido.Língua Portuguesa: Sua importância no mundo? Sua origem? Dialetos eformas?
  10. 10. AULA DE PROSÓDIADiga: condor, sutil, rubrica, avaro, cateter, ureter, mister, ruim, Nobel, cartel,menestrel, recém, refém, autópsia, necropsia, pudico, clitóris, austero, juniores,aziago, látex, recorde, ciclope, filantropo, ibero, têxtil, tulipa, misantropo.Diga: condor, sutil, rubrica, avaro, cateter, ureter, mister, ruim, Nobel, cartel,menestrel, recém, refém, autópsia necropsia, pudico, clitóris, austero,juniores, aziago, látex, recorde, ciclope, filantropo, ibero, têxtil, tulipa,misantropo.PROPAROXÍTONASAcertar a pronúncia das palavras proparoxítonas é mais fácil; basta seguir oacento da palavra escrita, obrigatório, que não tem erro. Mesmo assim écomum tropeçar em algumas proparoxítonas. Diga alcoólatra, álibi,aeródromo, âmago, antídoto, protótipo, vermífugo, zéfiro.Dica do Dia– Nos bons dicionários as palavras pronunciadas com E ou O fechadosaparecem com a indicação entre parênteses, logo depois do verbete. Ex:Tijolo (ô). Se não houver nada é porque a pronúncia é aberta. Se houvermudança de pronúncia no plural ela é indicada no fim, depois dossignificados da palavra
  11. 11. 1.Recém, refém, bagdalis, rostos, impostos, trocos, garotos, rolos, tocos,socorros, inquérito, tóxico, intoxicar, intoxicado, toxicômano, máximo,máxima.1. Recém, refém, bagdalís, rôstus; impóstos, trócus, garôtus, rôlus, tôcus(outócos), socórrus, inkéritu, tóksicu, intoksicar, intoksicádu, toksicômanu,mássimo, mássima.2.Antônio, trouxe, fluido, toninho, flagrante,companhia, gratuita,gratuitamente, distinguir, estinguiram, comem, torpes, Guerino, Guevara,chofer, extra, impregna,indigno.2. Antôniu, troussi, flúido, Tôninhu, flagrânti, companhia, gratúita,gratúitamente, distinghir, estinghiram, cômem, tôrpis, Gherino, Ghevara, chofér,êstra, imprégna, indígnu.3. Habitat, condor, record, circuito, wats, gratuitamente, estoura, rouba, estinguir,aniquilar, ibero-americano, avaro, fechem, tijolos, fornos, prontos-socorros3. ábitat, condôr, recórd, circúitu, uóts, gratúitamente, estoura, rouba, estinghir,anikilar, Ibéru-Americano, aváru, likidificador, fêchem, tijólus, fórnus, prontos-socórrus,
  12. 12. A degeneração de um povo, de uma nação ou raça,começa pelo desvirtuamento da própria língua.(Rui Barb)
  13. 13. Última flor do Lácio, inculta e bela,És, a um tempo, esplendor e sepultura:Ouro nativo, que na ganga impuraA bruta mina entre os cascalhos vela...Amo-te assim, desconhecida e obscura,Tuba de alto clangor, lira singela,Que tens o trom e o silvo da procelaE o arrolo da saudade e da ternura!Amo o teu viço agreste e o teu aromaDe virgens selvas e de oceano largo!Amo-te, ó rude e doloroso idioma,Em que da voz materna ouvi: "meu filho!"E em que Camões chorou, no exílio amargo,O gênio sem ventura e o amor sem brilho!... Extinção
  14. 14. LÍNGUAS EM EXTINÇÃOMetade das cerca de 7 mil línguas faladas hoje em todo o mundodeve sumir até o final do século, em alguns casos à velocidadeaproximada de uma extinção a cada 14 dias. A estimativacatastrófica é resultado de uma investigação financiada pelaNational Geographic Society, que apontou as cinco regiões doplaneta onde há mais línguas ameaçadas de extinção. Um dospontos geográficos cruciais inclui o Estado de Rondônia. no mundo
  15. 15. ONDE SE FALA PORTUGUÊS sotaques
  16. 16. NÚMEROS
  17. 17. Quinta língua mais falada no mundo e aterceira mais falada no mundo ocidental,Total de falantes 270milhõesBrasil 200milhões Moçambique 30milhõesAngola 18milhões Portugal 15milhõesGuiné-Bissau 2milhões Timor-Leste 1milhãoGuiné Equatorial 500mil Cabo Verde 500milSão Tomé e Príncipe 200mil
  18. 18. ORIGEM DA LÍNGUAindígenas eafricanas portuguêsSéc. V a XVI (400 a 1500) Portug=funil Nossa fala brasileira
  19. 19. DE ORIGEM IBÉRICA abóbora, barro, bezerro, cama, garra,louça, manteiga, sapo, seara;CÉLTICA: bico, cabana, arminho, camisa, cerveja, gato,légua, peça, touca;GREGA: farol, guitarra, microscópio, telefone, telepatia;FENÍCIA: saco, mapa, malha e mata - não havendo muitaclareza quanto à sua origem).ÁRABE: nomes de plantas, de alimentos, de ofícios, deinstrumentos musicais e agrícolas: alface, algodão, álcool,xarope, almôndega, alfaiate, alaúde, alicate.ESPANHÓIS: bolero, castanhola, caudilho, gado, moreno,galã, pandeiroPROVENÇAIS: balada, estandarte, refrão, jogral, segrel,trovador, vassalo...... ASIÁT
  20. 20. SÃO DE ORIGEM ASIÁTICA: azul, bambu, beringela,chá, jangada, leque, tafetá, tulipa, turbante ...AFRICANA: angu, batuque, berimbau, cachimbo,engambelar, marimbondo, moleque, quitanda,quitute, samba, senzala, vatapá ...PERSA:Laranja (naranj deriva do Persa naräng)Laranjeira (naranj deriva do Persa naräng)Lezíria (al-jazair, ilhas)Limão (laimun deriva do Persa limun)Limoeiro (laimun deriva do Persa limun) GERMAN
  21. 21. ENCRENCA: ein krenkNÍQUEL E COBALTO:Nickel e Kobalt, eram gnomosCHOPE: SCHOPPEN = Meio litroCHIQUE: Sich schickt = Bem arrumadoFANTA: Fantastisch.BULEVAR:Bollwerk = CercadoHAMSTER: Hamstern (juntar, acumular na bochecha), NÚMEROS:HINDO-EUROPEUUm*Hoi-no Dois D(u)wo-*duoh Três *TreiQuatro *Kʷetwor Cinco *Penkʷe*Seis *S(w)eḱs Sete *Septm̥* Oito *Oḱtō,*oḱtouou
  22. 22. Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa,assinado em Lisboa, em16 de dezembro de 1990,por Portugal, Brasil, Angola, São Tomée Príncipe, Cabo Verde, Guiné-Bissau,Moçambique e, posteriormente, porTimor Leste.No Brasil, o Acordo foiaprovado pelo Decreto Legislativo nº 54, de18 de abril de 1995.Esse Acordo é meramente ortográficonão elimina todas as diferençasortográficas observadas e nenhuma na fala Mudanças
  23. 23. Mudanças no alfabetoO alfabeto passa a ter 26 letras. Foram reintroduzidas asletras k, w e y.O alfabeto completo passa a ser: ABCDEFGHI JKLMNOPQR S T U V WX Y Zusadas em várias situações. Por exemplo: a) na escrita de símbolos de unidades de medida: km (quilômetro), kg (quilograma), W (watt); b) na escrita de palavras e nomes estrangeiros show, playboy, playground, windsurf, kung fu, yin, yang, William,Kafka, kafkiano, kaiser, skol. Trema
  24. 24. 1. TremaNão se usa mais o trema (¨), sinal colocado sobre a letrau para indicar que ela deve ser pronunciada nos gruposgue, gui, que, qui. Como era Como fica agüentar............................. aguentar argüir.................................. arguir bilíngüe...............................bilíngue Atenção: o trema permanece apenas nas palavras estrangeiras e em suas derivadas. Exemplos: Müller, mülleriano. Acentuação
  25. 25. Mudanças nas regras de acentuação1. Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éie ói das palavras paroxítonas (palavras que têmacento tônico na penúltima sílaba). Como era............... Como fica alcalóide ................. alcaloide. alcatéia................... alcateia. andróide................. androide.Atenção: essa regra é válida somente parapalavras paroxítonas. Assim, continuam a seracentuadas as palavras oxítonas terminadas em éis,éu, éus, ói, óis. Exemplos: papéis, herói, heróis, troféu, troféus. Acento IU
  26. 26. 2. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i eno u tônicos quando vierem depois de um ditongo. Como era ............... Como fica baiúca...................... baiuca. bocaiúva.................... bocaiuva. cauíla...........................cauila. feiúra.......................... feiura. Atenção: se a palavra for oxítona e o i ou o u estiverem emposição final (ou seguidos de s), o acento permanece. Exemplos: tuiuiú, tuiuiús, Piauí.3. Não se usa mais o acento das palavrasterminadas em êem e ôo(s). Como era.................. Como fica abençôo.................... abençoo. crêem ........................ creem. dêem ........................ deem. Acent Diferenc
  27. 27. 4.Não se usa mais o acento que diferenciava osparespára/para, péla(s)/ pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) epêra/pera. Como era………….Como fica Ele pára o carro……….. Ele para o carro. Ele foi ao pólo Norte………. Ele foi ao polo Norte. Ele gosta de jogar pólo……….. Ele gosta de jogar polo.Esse gato tem pêlos brancos.…. Esse gato tem pelos brancos. Comi uma pêra………. Comi uma pera.Atenção:• Permanece o acento diferencial empôde/pode; Pôr/porPôde passado / Pode presente,na 3a pessoa do singular. Exemplo: Ontem, ele não pôde sairmais cedo, mas hoje ele pode.
  28. 28. • Permanecem os acentos que diferenciamo singular do plural dos verbos ter e vir, assim como de seusderivados(manter, deter, reter, conter, convir,intervir, advir etc.). Exemplos: Ele tem dois carros. / Eles têm dois carros. Ele vem de Sorocaba. / Eles vêm de Sorocaba. Ele mantém a palavra. / Eles mantêm a palavra..É facultativo o acento circunflexo de forma / fôrma. Qual é aforma da forma ou: Qual é a forma da fôrma. Acent Agudo
  29. 29. 5. Não se usa mais o acento agudo no u tônico dasformas (tu) arguis, (ele) argui, (eles) arguem, dopresente do indicativo dos verbos arguir e redarguir.6. Há uma variação na pronúncia dos verbosterminados em guar, quar e quir, como aguar,averiguar, apaziguar,desaguar, enxaguar, obliquar,delinquir etc.Esses verbos admitem duas pronúncias: Águem ouaguem. Averigue ou averigue Hífen
  30. 30. 1º Prefixos terminados em vogal Usa-se hífen Quando a palavra seguinte começa comPrefixos terminados h ou com vogal igual àem vogal última do prefixo:Agro, ante, anti, arqui, auto, auto-hipnose,contra, extra, infra, intra, anti-herói,macro, mini-hotelmega, micro, maxi, mini, semi, auto-observação,sobre, supra, tele, ultra... anti-imperalista, micro-ondas,
  31. 31. 2ºPrefixosterminados emconsoante Usa-se hífen Quando a palavra seguinteHiper, inter, super começa com h ou com r: super-homem, inter-regional Quando a palavra seguinte começa com b, h ou r: sub-base, sub-reino, sub-Sub -homem. Exceção :subumano Quando a palavra seguintePan, circum começa com h, m, n ou vogais: pan-americano, circum-hospitalar

×