O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Processos Cognitivos-
A Inteligência
Psicologia – Ensino Profissional
Profª Isaura Silva
Definição
1. Capacidade de enfrentar
situações novas e de se
adaptar a elas de uma
forma rápida e eficiente.
2. Capacidade...
Diferentes Tipos de Inteligência
 Inteligência Prática – capacidade para resolver problemas
através da manipulação de obj...
Origem da Inteligência
Teorias Inatistas Ambientalistas
Conceito de
inteligência
A inteligência é um
dom
A inteligência é
...
O desenvolvimento das investigações
e os novos conhecimentos deram lugar
às
Teorias Interacionistas:
A inteligência result...
Medir a Inteligência
 A Escala Métrica de
Inteligência foi inventada por
Alfred Binet e T. Simon.
 Consiste num conjunto...
 Quociente de Inteligência (QI)
visa determinar a relação entre
a idade mental (IM) e a idade
cronológica (IC).
 Para ca...
CATEGORIAS
80-89 • LENTIDÃO
90-109 • INTELIGÊNCIA MÉDIA
110-119 • INTELIGÊNCIA SUPERIOR
120-140 • INTELIGÊNCIA MUITO SUPER...
Perspetivas sobre a Inteligência
Spearman
Gardner
Spearman – Inteligência Geral
 Aplicou testes de memória,
perceção, fluência verbal e
lógica;
 Aplicou o método estatíst...
Gardner – Teoria das Inteligências Múltiplas
Inteligência lógico-
matemática
Aptidão para raciocinar, formular e validar h...
 Todas as aptidões
devem ser valorizadas.
 As inteligências são
potencialidades que
podem ou não ser
ativadas
 Dependem...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Processos cognitivos a inteligência

5.785 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Processos cognitivos a inteligência

  1. 1. Processos Cognitivos- A Inteligência Psicologia – Ensino Profissional Profª Isaura Silva
  2. 2. Definição 1. Capacidade de enfrentar situações novas e de se adaptar a elas de uma forma rápida e eficiente. 2. Capacidade de utilizar, com eficácia, conceitos abstratos. 3. Capacidade de fazer relacionações e aprender rapidamente Chaplin, J. Dicionário de Psicologia  Adaptação ao meio através da resolução de problemas.
  3. 3. Diferentes Tipos de Inteligência  Inteligência Prática – capacidade para resolver problemas através da manipulação de objetos; está presente na invenção, fabrico e uso de objetos, estando na base de respostas concretas aos problemas do quotidiano.  Inteligência Teórica ou Conceptual – envolve o recurso da linguagem e de outros sistemas simbólicos e manifesta-se nas capacidades de compreensão, raciocínio, resolução de problemas e tomadas de decisão.  Inteligência Social – é um tipo de inteligência que se manifesta na vida em sociedade e na resolução de problemas interpessoais.
  4. 4. Origem da Inteligência Teorias Inatistas Ambientalistas Conceito de inteligência A inteligência é um dom A inteligência é adquirida Papel da hereditariedade A inteligência é determinada geneticamente O papel da hereditariedade é irrelevante Papel do meio ambiente A influência do meio é reduzida O meio determina a inteligência
  5. 5. O desenvolvimento das investigações e os novos conhecimentos deram lugar às Teorias Interacionistas: A inteligência resulta da interação entre um contributo da hereditariedade com o meio, os fatores sociais. InteligênciaInteligência Hereditariedade Meio
  6. 6. Medir a Inteligência  A Escala Métrica de Inteligência foi inventada por Alfred Binet e T. Simon.  Consiste num conjunto de testes que têm o objetivo de medir as capacidades mentais.  Questões e exercícios sobre figuras, números, letras, palavras, em ordem crescente de dificuldade e variam de acordo com a idade.  O resultado obtido nos testes indicava a idade mental;  Se a idade mental coincidia com a idade cronológica, a criança era considerada normal.  O objetivo inicial desta escala era fazer um prognóstico do rendimento escolar.
  7. 7.  Quociente de Inteligência (QI) visa determinar a relação entre a idade mental (IM) e a idade cronológica (IC).  Para calcular o QI, divide-se a idade mental, obtida por uma bateria de testes, pela idade cronológica, multiplicando o resultado por 100. QI = IM/IC x 100
  8. 8. CATEGORIAS 80-89 • LENTIDÃO 90-109 • INTELIGÊNCIA MÉDIA 110-119 • INTELIGÊNCIA SUPERIOR 120-140 • INTELIGÊNCIA MUITO SUPERIOR A aplicação destes testes é muito polémica:A aplicação destes testes é muito polémica: Perigos: As pessoas podem ficar rotuladas, o que pode afetar o seu futuro enquanto estudantes e profissionais Podem ser úteis no diagnóstico, desde que se recorra a outros meios de observação e avaliação
  9. 9. Perspetivas sobre a Inteligência Spearman Gardner
  10. 10. Spearman – Inteligência Geral  Aplicou testes de memória, perceção, fluência verbal e lógica;  Aplicou o método estatístico de Análise Fatorial e estabeleceu correlações entre as aptidões avaliadas pela aplicação dos testes  A inteligência geral é uma capacidade que está na base de todas as funções intelectuais , dos fatores (aptidões) específicos:  Estes fatores explicam porque uma pessoa é mais dotada para certo tipo de atividades;  A inteligência geral – fundamentalmente hereditária – está na base de todos os atos intelectuais, determinando a capacidade da pessoa
  11. 11. Gardner – Teoria das Inteligências Múltiplas Inteligência lógico- matemática Aptidão para raciocinar, formular e validar hipóteses (prevalece nos matemáticos e cientistas) Inteligência linguística Aptidão verbal, as subtilezas do significado; assegura a linguagem verbal e escrita (poetas, escritores e linguistas) Inteligência espacial Aptidão para representar o espaço, reconhecer e desenhar relações espaciais (arquitetos, escultores, pintores, desenhadores de mapas, etc.) Inteligência musical Aptidão para cantar, tocar um instrumento, compor música (compositores, maestros, músicos e cantores) Inteligência corporal- cinestética Aptidão para controlar os movimentos de forma adequada e harmoniosa (atletas, bailarinos, atores) Inteligência interpessoal Aptidão para compreender e responder adequadamente aos outros Inteligência intrapessoal Aptidão para se compreender a si próprio Inteligência naturalista Capacidade para reconhecer e distinguir plantas e animais (biólogos) Inteligência existencial Capacidade para colocar questões sobre os grandes problemas da existência
  12. 12.  Todas as aptidões devem ser valorizadas.  As inteligências são potencialidades que podem ou não ser ativadas  Dependem dos valores da cultura e das oportunidades disponíveis nessa cultura  Dependem dos efeitos das famílias, dos professores e das decisões pessoais assumidas pelos indivíduos

×