SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Instituição Particular de Solidariedade Social
(I.P.S.S.)‫‏‬
Sem fins lucrativos de âmbito social
Principal Objectivo
Luta contra o cancro e apoio social e humano ao
doente oncológico e seus familiares
1. INFORMAÇÃO
2. DIVULGAÇÃO e SENSIBILIZAÇÃO
3. DIAGNÓSTICO PRECOCE (rastreios)
4. TRATAMENTO (doença + doente)
APOIO PSICOSSOCIAL
16 ANOS DE LUTA CONTRA O
CANCRO NO ALGARVE
LINHA ORIENTADORA
PREVENÇÃO
1. INFORMAÇÃO
2. DIVULGAÇÃO E
SENSIBILIZAÇÃO
Acesso atempado a serviços médicos
Rastreio(s)
3. DIAGNÓSTICO PRECOCE
Rastreio Cancro da Mama
(Início em Setembro 2005) Unidade Móvel de
Mamografia Digital
RASTREIO DE SUCESSO
1. 30 000 MULHERES rastreadas
2. 170 cancros detectados precocemente (1 cancro para cada 250 mulheres rastreadas)
3. Rastreio galardoado com “Prémio Hospital do Futuro” em parceria com a ARS Algarve
Equipamento pioneiro na
Península Ibérica
Multidisciplinar
Cirurgia
Oncologia Médica
Hormonoterapia
Imunoterapia
Radioterapia
Apoio Psicossocial
4. TRATAMENTO
 Apoios Camarários
 INTERREGIII
 Apoio dos sócios
 Eventos (Mamamaratona,
festas, jantar convívio...)
Desde Junho de 2006, tornou possível prestar tratamento de Radioterapia ao
doente oncológico do Algarve e Baixo Alentejo, evitando a deslocação destes
doentes a Lisboa para receberem tratamento.
Unidade de Radioterapia do Algarve
Núcleo de Psicologia
Apoio ao doente oncológico e seus familiares
Conhecer para Prevenir
Actividades que contribuam para a
informação e sensibilização da população
ao nível do cancro.
Acções de educação e promoção da
saúde
Acções de sensibilização e
prevenção do cancro
Apoio Psicossocial
Actividades que têm como finalidade apoiar o
doente e os seus familiares.
Consulta de Psico-oncologia
(individual, familiar)
Grupos de Apoio e Ajuda Mútua
Consulta de Dietética/Nutricionismo
Terapia da Fala
Terapia do Riso
Protocolos de Colaboração com outras
entidades (Hidroginástica,
Acupunctura)
Investigação Científica e
Formação
Actividade que contribuam para o
conhecimento e a divulgação científicas.
Incentivar, realizar e publicar
investigação na área da oncologia
psicossocial
Estudar a eficácia de algumas
técnicas psicoterapêuticas utilizadas
em oncologia
Dar formação na área da oncologia
psicossocial
Acolher Estágios Académicos e
Profissionais de Psicologia Clínica
Organizar colóquios e seminários
científicos sobre a problemática do
cancro
O CANCRO
Os Números do Cancro
 Anualmente registam-se mais de 6 milhões de novos casos de cancro em todo o
mundo.
 Em 2002, mais de 25 milhões de pessoas viviam com cancro em todo o mundo.
 Actualmente, 1 em cada 4 mortes deve-se ao cancro.
 Em Portugal, são diagnosticados anualmente cerca de 40 a 45 mil novos casos de
cancro.
 Os tumores malignos representam a segunda causa de morte em Portugal, sendo
responsáveis por cerca de 25 000 mortes por ano.
 Actualmente, um cidadão europeu tem 50% de probabilidades de vir a desenvolver
algum tipo de cancro ao longo da sua vida.
 Desconhecimento das implicações reais ao nível da mortalidade e principalmente da
morbilidade
Tratamentos Médicos Convencionais
A escolha do tipo de tratamento mais adequado depende
do estadio da doença, do tipo de tumor e do estado geral de
saúde da pessoa.
Efeitos secundários (iatrogénicos) produzem grande impacto a nível físico e
psicológico.
Geralmente são utilizados de forma combinada para aumentar a sua eficácia.
QuimioterapiaCirurgia Radioterapia Hormonoterapia
Imunoterapia
Utilização de Terapias
complementares nos doentes
com cancro
Em média, 36% dos doentes com
cancro recorre a algum tipo de
terapia complementar, antes,
durante ou depois dos tratamentos
médicos convencionais.
15% - 73% de variação de acordo
com o país.
Terapias Complementares em
Oncologia
O que são?
Terapias que complementam os tratamentos médicos convencionais.
Baseiam-se em teorias e práticas holísticas (alternativas)
Muitas têm investigação científica de suporte.
Impacto positivo na qualidade de vida dos doentes.
Terapias Complementares em
Oncologia
O que NÃO são?
Introdução seminário Terapias Complementares em Oncologia
Introdução seminário Terapias Complementares em Oncologia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Câncer: uma realidade brasileira
Câncer: uma realidade brasileiraCâncer: uma realidade brasileira
Câncer: uma realidade brasileiraOncoguia
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASO
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASOCUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASO
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASOJonathan Sampaio
 
Cancer Colorretal - Prioridades e Desafios
Cancer Colorretal - Prioridades e DesafiosCancer Colorretal - Prioridades e Desafios
Cancer Colorretal - Prioridades e DesafiosOncoguia
 
CâNcer De CabeçA E PescoçO VariáVeis De Resposta Ao Tratamento E BenefíCio D...
CâNcer De CabeçA E PescoçO  VariáVeis De Resposta Ao Tratamento E BenefíCio D...CâNcer De CabeçA E PescoçO  VariáVeis De Resposta Ao Tratamento E BenefíCio D...
CâNcer De CabeçA E PescoçO VariáVeis De Resposta Ao Tratamento E BenefíCio D...Carlos Frederico Pinto
 
Fisio Aplicada ao Cancer de Mama_Dra.Adriana Mastrella
Fisio Aplicada ao Cancer de Mama_Dra.Adriana MastrellaFisio Aplicada ao Cancer de Mama_Dra.Adriana Mastrella
Fisio Aplicada ao Cancer de Mama_Dra.Adriana MastrellaLAFID PUC-GOIÁS
 
Por uma oncologia mais justa e menos desigual no SUS
Por uma oncologia mais justa e menos desigual no SUSPor uma oncologia mais justa e menos desigual no SUS
Por uma oncologia mais justa e menos desigual no SUSOncoguia
 
Nauseas e vomito
Nauseas e vomitoNauseas e vomito
Nauseas e vomitoOncoguia
 
Por um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidade
Por um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidadePor um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidade
Por um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidadeOncoguia
 
Inca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mama
Inca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mamaInca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mama
Inca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mamaMinistério da Saúde
 
Carta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de RimCarta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de RimOncoguia
 
Análise retrospectiva epidemiológica e de resultados do tratamento de pacient...
Análise retrospectiva epidemiológica e de resultados do tratamento de pacient...Análise retrospectiva epidemiológica e de resultados do tratamento de pacient...
Análise retrospectiva epidemiológica e de resultados do tratamento de pacient...Andreza Rochelle do Vale Morais
 
Pesquisa Clínica - Dr. André Mattar
Pesquisa Clínica - Dr. André MattarPesquisa Clínica - Dr. André Mattar
Pesquisa Clínica - Dr. André MattarOncoguia
 
Livro cancroprostataspreed
Livro cancroprostataspreedLivro cancroprostataspreed
Livro cancroprostataspreedSandra Ramos
 
TECNOMEDICINA
TECNOMEDICINATECNOMEDICINA
TECNOMEDICINAMJ15
 
Oncogeriatria
OncogeriatriaOncogeriatria
Oncogeriatriauhgeri
 
Aula hsp novembro azul
Aula hsp novembro azulAula hsp novembro azul
Aula hsp novembro azulAlex Meller
 
Tratamento do Câncer de Mama Metastático - Dr. Rafael Kaliks
Tratamento do Câncer de Mama Metastático - Dr. Rafael KaliksTratamento do Câncer de Mama Metastático - Dr. Rafael Kaliks
Tratamento do Câncer de Mama Metastático - Dr. Rafael KaliksOncoguia
 

Mais procurados (20)

Câncer: uma realidade brasileira
Câncer: uma realidade brasileiraCâncer: uma realidade brasileira
Câncer: uma realidade brasileira
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASO
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASOCUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASO
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASO
 
Cancer Colorretal - Prioridades e Desafios
Cancer Colorretal - Prioridades e DesafiosCancer Colorretal - Prioridades e Desafios
Cancer Colorretal - Prioridades e Desafios
 
CâNcer De CabeçA E PescoçO VariáVeis De Resposta Ao Tratamento E BenefíCio D...
CâNcer De CabeçA E PescoçO  VariáVeis De Resposta Ao Tratamento E BenefíCio D...CâNcer De CabeçA E PescoçO  VariáVeis De Resposta Ao Tratamento E BenefíCio D...
CâNcer De CabeçA E PescoçO VariáVeis De Resposta Ao Tratamento E BenefíCio D...
 
Trabalho final
Trabalho finalTrabalho final
Trabalho final
 
Fisio Aplicada ao Cancer de Mama_Dra.Adriana Mastrella
Fisio Aplicada ao Cancer de Mama_Dra.Adriana MastrellaFisio Aplicada ao Cancer de Mama_Dra.Adriana Mastrella
Fisio Aplicada ao Cancer de Mama_Dra.Adriana Mastrella
 
Por uma oncologia mais justa e menos desigual no SUS
Por uma oncologia mais justa e menos desigual no SUSPor uma oncologia mais justa e menos desigual no SUS
Por uma oncologia mais justa e menos desigual no SUS
 
Nauseas e vomito
Nauseas e vomitoNauseas e vomito
Nauseas e vomito
 
Oncologia básica
Oncologia básicaOncologia básica
Oncologia básica
 
Por um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidade
Por um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidadePor um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidade
Por um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidade
 
Inca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mama
Inca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mamaInca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mama
Inca anuncia novas recomendações para tratamento do câncer de mama
 
Carta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de RimCarta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de Rim
 
Análise retrospectiva epidemiológica e de resultados do tratamento de pacient...
Análise retrospectiva epidemiológica e de resultados do tratamento de pacient...Análise retrospectiva epidemiológica e de resultados do tratamento de pacient...
Análise retrospectiva epidemiológica e de resultados do tratamento de pacient...
 
Pesquisa Clínica - Dr. André Mattar
Pesquisa Clínica - Dr. André MattarPesquisa Clínica - Dr. André Mattar
Pesquisa Clínica - Dr. André Mattar
 
Livro cancroprostataspreed
Livro cancroprostataspreedLivro cancroprostataspreed
Livro cancroprostataspreed
 
TECNOMEDICINA
TECNOMEDICINATECNOMEDICINA
TECNOMEDICINA
 
51 Artigo6
51 Artigo651 Artigo6
51 Artigo6
 
Oncogeriatria
OncogeriatriaOncogeriatria
Oncogeriatria
 
Aula hsp novembro azul
Aula hsp novembro azulAula hsp novembro azul
Aula hsp novembro azul
 
Tratamento do Câncer de Mama Metastático - Dr. Rafael Kaliks
Tratamento do Câncer de Mama Metastático - Dr. Rafael KaliksTratamento do Câncer de Mama Metastático - Dr. Rafael Kaliks
Tratamento do Câncer de Mama Metastático - Dr. Rafael Kaliks
 

Destaque

Raio x pós graduação
Raio   x pós graduaçãoRaio   x pós graduação
Raio x pós graduaçãoIapes Ensino
 
Radiografia normal do tórax
Radiografia normal do tóraxRadiografia normal do tórax
Radiografia normal do tóraxFlávia Salame
 
Achados radiográficos na radiografia de tórax
Achados radiográficos na radiografia de tóraxAchados radiográficos na radiografia de tórax
Achados radiográficos na radiografia de tóraxisadoracordenonsi
 
Segmentos do Pulmão Direito ao RX
Segmentos do Pulmão Direito ao RXSegmentos do Pulmão Direito ao RX
Segmentos do Pulmão Direito ao RXFlávia Salame
 
Psicooncologia presentacion
Psicooncologia presentacionPsicooncologia presentacion
Psicooncologia presentacionalifer_05
 
Segmentos do Pulmao Esquerdo ao RX
Segmentos do Pulmao Esquerdo ao RXSegmentos do Pulmao Esquerdo ao RX
Segmentos do Pulmao Esquerdo ao RXFlávia Salame
 
Aspectos psicologicos do paciente oncológico
Aspectos psicologicos do paciente oncológicoAspectos psicologicos do paciente oncológico
Aspectos psicologicos do paciente oncológicoEliane Santos
 
Aula 02 física do raio x e bases de exames
Aula 02 física do raio x e bases de examesAula 02 física do raio x e bases de exames
Aula 02 física do raio x e bases de examesRicardo Aguiar
 
Raio x de tórax
Raio x de tóraxRaio x de tórax
Raio x de tóraxresenfe2013
 
(2016.03.31) Lectura Radiografía Abdomen y Esqueleto (PPT)
(2016.03.31) Lectura Radiografía Abdomen y Esqueleto (PPT)(2016.03.31) Lectura Radiografía Abdomen y Esqueleto (PPT)
(2016.03.31) Lectura Radiografía Abdomen y Esqueleto (PPT)UDMAFyC SECTOR ZARAGOZA II
 
Psico-oncologia
Psico-oncologiaPsico-oncologia
Psico-oncologiaAndressawm
 
Guía simple para la radiografía de tórax
Guía simple para la radiografía de tóraxGuía simple para la radiografía de tórax
Guía simple para la radiografía de tóraxGaby Ochoa
 
Sinais do Raio X de Tórax
Sinais do Raio X de TóraxSinais do Raio X de Tórax
Sinais do Raio X de TóraxBrenda Lahlou
 
Radiologia torácica: Hilos pulmonares e Doenças do Mediastino
Radiologia torácica: Hilos pulmonares e Doenças do MediastinoRadiologia torácica: Hilos pulmonares e Doenças do Mediastino
Radiologia torácica: Hilos pulmonares e Doenças do MediastinoFlávia Salame
 

Destaque (20)

Raio x pós graduação
Raio   x pós graduaçãoRaio   x pós graduação
Raio x pós graduação
 
Radiografia normal do tórax
Radiografia normal do tóraxRadiografia normal do tórax
Radiografia normal do tórax
 
Achados radiográficos na radiografia de tórax
Achados radiográficos na radiografia de tóraxAchados radiográficos na radiografia de tórax
Achados radiográficos na radiografia de tórax
 
Centro de psicooncologia
Centro de psicooncologiaCentro de psicooncologia
Centro de psicooncologia
 
Revisão radio tórax
Revisão radio tóraxRevisão radio tórax
Revisão radio tórax
 
Segmentos do Pulmão Direito ao RX
Segmentos do Pulmão Direito ao RXSegmentos do Pulmão Direito ao RX
Segmentos do Pulmão Direito ao RX
 
Psicooncologia presentacion
Psicooncologia presentacionPsicooncologia presentacion
Psicooncologia presentacion
 
Segmentos do Pulmao Esquerdo ao RX
Segmentos do Pulmao Esquerdo ao RXSegmentos do Pulmao Esquerdo ao RX
Segmentos do Pulmao Esquerdo ao RX
 
Aspectos psicologicos do paciente oncológico
Aspectos psicologicos do paciente oncológicoAspectos psicologicos do paciente oncológico
Aspectos psicologicos do paciente oncológico
 
Radiologia digital
Radiologia digitalRadiologia digital
Radiologia digital
 
Aula 02 física do raio x e bases de exames
Aula 02 física do raio x e bases de examesAula 02 física do raio x e bases de exames
Aula 02 física do raio x e bases de exames
 
Raio x de tórax
Raio x de tóraxRaio x de tórax
Raio x de tórax
 
(2016.03.31) Lectura Radiografía Abdomen y Esqueleto (PPT)
(2016.03.31) Lectura Radiografía Abdomen y Esqueleto (PPT)(2016.03.31) Lectura Radiografía Abdomen y Esqueleto (PPT)
(2016.03.31) Lectura Radiografía Abdomen y Esqueleto (PPT)
 
Aula Psicoonco 10
Aula Psicoonco 10Aula Psicoonco 10
Aula Psicoonco 10
 
Psico-oncologia
Psico-oncologiaPsico-oncologia
Psico-oncologia
 
Guía simple para la radiografía de tórax
Guía simple para la radiografía de tóraxGuía simple para la radiografía de tórax
Guía simple para la radiografía de tórax
 
Sinais do Raio X de Tórax
Sinais do Raio X de TóraxSinais do Raio X de Tórax
Sinais do Raio X de Tórax
 
Pneumotórax
PneumotóraxPneumotórax
Pneumotórax
 
Aula Basica Oncologia
Aula Basica OncologiaAula Basica Oncologia
Aula Basica Oncologia
 
Radiologia torácica: Hilos pulmonares e Doenças do Mediastino
Radiologia torácica: Hilos pulmonares e Doenças do MediastinoRadiologia torácica: Hilos pulmonares e Doenças do Mediastino
Radiologia torácica: Hilos pulmonares e Doenças do Mediastino
 

Semelhante a Introdução seminário Terapias Complementares em Oncologia

XI Fórum Nacional - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional - Folha de S.PauloXI Fórum Nacional - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional - Folha de S.PauloFrancielle Oliveira
 
XI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.PauloXI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.PauloOncoguia
 
6ºb cancro (2)
6ºb cancro (2)6ºb cancro (2)
6ºb cancro (2)boaera
 
mitos_populacao_brasileira_cancer.pdf
mitos_populacao_brasileira_cancer.pdfmitos_populacao_brasileira_cancer.pdf
mitos_populacao_brasileira_cancer.pdfLuhLuh10
 
Humanização do Atendimento de Jovens Portadores De Doenças Crônicas
Humanização do Atendimento de Jovens Portadores De Doenças CrônicasHumanização do Atendimento de Jovens Portadores De Doenças Crônicas
Humanização do Atendimento de Jovens Portadores De Doenças CrônicasAssociação Viva e Deixe Viver
 
rafaella-feitosa-guimar-es.pdf
rafaella-feitosa-guimar-es.pdfrafaella-feitosa-guimar-es.pdf
rafaella-feitosa-guimar-es.pdfMaianaSantos12
 
Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16Setemi News
 
Infraestrutura ideal para diagnosticar e tratar o cancer
Infraestrutura ideal para diagnosticar e tratar o cancerInfraestrutura ideal para diagnosticar e tratar o cancer
Infraestrutura ideal para diagnosticar e tratar o cancerOncoguia
 
Fisioterapia OncolóGica Uninorte
Fisioterapia OncolóGica UninorteFisioterapia OncolóGica Uninorte
Fisioterapia OncolóGica UninorteDaniel Xavier
 
ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NO OUTUBRO ROSA.pptx
ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NO OUTUBRO ROSA.pptxATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NO OUTUBRO ROSA.pptx
ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NO OUTUBRO ROSA.pptxAlessandra Domingos
 
Câncer de Rim
Câncer de RimCâncer de Rim
Câncer de RimOncoguia
 
LATEC - UFF. A COMUNICAÇÃO MÉDICO-PACIENTE NO TRATAMENTO ONCOLÓGICO.
LATEC - UFF. A COMUNICAÇÃO MÉDICO-PACIENTE NO TRATAMENTO ONCOLÓGICO.LATEC - UFF. A COMUNICAÇÃO MÉDICO-PACIENTE NO TRATAMENTO ONCOLÓGICO.
LATEC - UFF. A COMUNICAÇÃO MÉDICO-PACIENTE NO TRATAMENTO ONCOLÓGICO.LATEC - UFF
 
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptxOutubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptxWilsonBonifcio
 
o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...
o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...
o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...Vitoria Rocha
 

Semelhante a Introdução seminário Terapias Complementares em Oncologia (20)

XI Fórum Nacional - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional - Folha de S.PauloXI Fórum Nacional - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional - Folha de S.Paulo
 
XI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.PauloXI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.Paulo
XI Fórum Nacional Oncoguia - Folha de S.Paulo
 
Câncer de mama
 Câncer de mama Câncer de mama
Câncer de mama
 
6ºb cancro (2)
6ºb cancro (2)6ºb cancro (2)
6ºb cancro (2)
 
mitos_populacao_brasileira_cancer.pdf
mitos_populacao_brasileira_cancer.pdfmitos_populacao_brasileira_cancer.pdf
mitos_populacao_brasileira_cancer.pdf
 
Apresentação-1.pptx
Apresentação-1.pptxApresentação-1.pptx
Apresentação-1.pptx
 
Câncer de Mama
Câncer de MamaCâncer de Mama
Câncer de Mama
 
Apresentação.pptx
Apresentação.pptxApresentação.pptx
Apresentação.pptx
 
Transição Epidemiológica
Transição EpidemiológicaTransição Epidemiológica
Transição Epidemiológica
 
Humanização do Atendimento de Jovens Portadores De Doenças Crônicas
Humanização do Atendimento de Jovens Portadores De Doenças CrônicasHumanização do Atendimento de Jovens Portadores De Doenças Crônicas
Humanização do Atendimento de Jovens Portadores De Doenças Crônicas
 
rafaella-feitosa-guimar-es.pdf
rafaella-feitosa-guimar-es.pdfrafaella-feitosa-guimar-es.pdf
rafaella-feitosa-guimar-es.pdf
 
Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16
 
Infraestrutura ideal para diagnosticar e tratar o cancer
Infraestrutura ideal para diagnosticar e tratar o cancerInfraestrutura ideal para diagnosticar e tratar o cancer
Infraestrutura ideal para diagnosticar e tratar o cancer
 
Fisioterapia OncolóGica Uninorte
Fisioterapia OncolóGica UninorteFisioterapia OncolóGica Uninorte
Fisioterapia OncolóGica Uninorte
 
ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NO OUTUBRO ROSA.pptx
ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NO OUTUBRO ROSA.pptxATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NO OUTUBRO ROSA.pptx
ATUAÇÃO DO FARMACÊUTICO NO OUTUBRO ROSA.pptx
 
Câncer de Rim
Câncer de RimCâncer de Rim
Câncer de Rim
 
LATEC - UFF. A COMUNICAÇÃO MÉDICO-PACIENTE NO TRATAMENTO ONCOLÓGICO.
LATEC - UFF. A COMUNICAÇÃO MÉDICO-PACIENTE NO TRATAMENTO ONCOLÓGICO.LATEC - UFF. A COMUNICAÇÃO MÉDICO-PACIENTE NO TRATAMENTO ONCOLÓGICO.
LATEC - UFF. A COMUNICAÇÃO MÉDICO-PACIENTE NO TRATAMENTO ONCOLÓGICO.
 
Artigotcccapulmão
ArtigotcccapulmãoArtigotcccapulmão
Artigotcccapulmão
 
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptxOutubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
 
o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...
o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...
o papel do profissional de enfermagem na prevenção contra o câncer de colo de...
 

Mais de Núcleo de Psicologia/Associação Oncológica do Algarve (7)

Medicina chinesa - fundamentos
Medicina chinesa - fundamentosMedicina chinesa - fundamentos
Medicina chinesa - fundamentos
 
Stress, emoções e cancro
Stress, emoções e cancroStress, emoções e cancro
Stress, emoções e cancro
 
Medicina chinesa em oncologia - acupunctura e fitoterapia chinesa
Medicina chinesa em oncologia - acupunctura e fitoterapia chinesaMedicina chinesa em oncologia - acupunctura e fitoterapia chinesa
Medicina chinesa em oncologia - acupunctura e fitoterapia chinesa
 
Chi kung, tai chi chuan e meditação em oncologia
Chi kung, tai chi chuan e meditação em oncologiaChi kung, tai chi chuan e meditação em oncologia
Chi kung, tai chi chuan e meditação em oncologia
 
Actividade física no doente oncológico
Actividade física no doente oncológicoActividade física no doente oncológico
Actividade física no doente oncológico
 
A nutrição como factor terapeutico em oncologia
A nutrição como factor terapeutico em oncologiaA nutrição como factor terapeutico em oncologia
A nutrição como factor terapeutico em oncologia
 
Reiki em oncologia
Reiki em oncologiaReiki em oncologia
Reiki em oncologia
 

Último

Anatomopatologico HU UFGD sobre CA gástrico
Anatomopatologico HU UFGD sobre CA gástricoAnatomopatologico HU UFGD sobre CA gástrico
Anatomopatologico HU UFGD sobre CA gástricoMarianaAnglicaMirand
 
Aula Saúde da Criança e do Adolescente.pptx
Aula Saúde da Criança e do Adolescente.pptxAula Saúde da Criança e do Adolescente.pptx
Aula Saúde da Criança e do Adolescente.pptxIgrejaBblica1
 
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxcontatofelipearaujos
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdClivyFache
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgeryCarlos D A Bersot
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASArtthurPereira2
 
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERTERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERCarlaDaniela33
 
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfManual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfClivyFache
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOMayaraDayube
 
Primeiros Socorros - Sinais vitais e Anatomia
Primeiros Socorros - Sinais vitais e AnatomiaPrimeiros Socorros - Sinais vitais e Anatomia
Primeiros Socorros - Sinais vitais e AnatomiaCristianodaRosa5
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfGustavoWallaceAlvesd
 
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptAlberto205764
 

Último (13)

Anatomopatologico HU UFGD sobre CA gástrico
Anatomopatologico HU UFGD sobre CA gástricoAnatomopatologico HU UFGD sobre CA gástrico
Anatomopatologico HU UFGD sobre CA gástrico
 
Aula Saúde da Criança e do Adolescente.pptx
Aula Saúde da Criança e do Adolescente.pptxAula Saúde da Criança e do Adolescente.pptx
Aula Saúde da Criança e do Adolescente.pptx
 
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
 
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERTERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
 
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfManual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
 
Primeiros Socorros - Sinais vitais e Anatomia
Primeiros Socorros - Sinais vitais e AnatomiaPrimeiros Socorros - Sinais vitais e Anatomia
Primeiros Socorros - Sinais vitais e Anatomia
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
 
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãosAplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
Aplicativo aleitamento: apoio na palma das mãos
 
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
 

Introdução seminário Terapias Complementares em Oncologia

  • 1.
  • 2.
  • 3. Instituição Particular de Solidariedade Social (I.P.S.S.)‫‏‬ Sem fins lucrativos de âmbito social Principal Objectivo Luta contra o cancro e apoio social e humano ao doente oncológico e seus familiares
  • 4. 1. INFORMAÇÃO 2. DIVULGAÇÃO e SENSIBILIZAÇÃO 3. DIAGNÓSTICO PRECOCE (rastreios) 4. TRATAMENTO (doença + doente) APOIO PSICOSSOCIAL 16 ANOS DE LUTA CONTRA O CANCRO NO ALGARVE LINHA ORIENTADORA PREVENÇÃO
  • 6.
  • 8. Acesso atempado a serviços médicos Rastreio(s) 3. DIAGNÓSTICO PRECOCE
  • 9. Rastreio Cancro da Mama (Início em Setembro 2005) Unidade Móvel de Mamografia Digital RASTREIO DE SUCESSO 1. 30 000 MULHERES rastreadas 2. 170 cancros detectados precocemente (1 cancro para cada 250 mulheres rastreadas) 3. Rastreio galardoado com “Prémio Hospital do Futuro” em parceria com a ARS Algarve Equipamento pioneiro na Península Ibérica
  • 11.  Apoios Camarários  INTERREGIII  Apoio dos sócios  Eventos (Mamamaratona, festas, jantar convívio...) Desde Junho de 2006, tornou possível prestar tratamento de Radioterapia ao doente oncológico do Algarve e Baixo Alentejo, evitando a deslocação destes doentes a Lisboa para receberem tratamento. Unidade de Radioterapia do Algarve
  • 12. Núcleo de Psicologia Apoio ao doente oncológico e seus familiares Conhecer para Prevenir Actividades que contribuam para a informação e sensibilização da população ao nível do cancro. Acções de educação e promoção da saúde Acções de sensibilização e prevenção do cancro Apoio Psicossocial Actividades que têm como finalidade apoiar o doente e os seus familiares. Consulta de Psico-oncologia (individual, familiar) Grupos de Apoio e Ajuda Mútua Consulta de Dietética/Nutricionismo Terapia da Fala Terapia do Riso Protocolos de Colaboração com outras entidades (Hidroginástica, Acupunctura) Investigação Científica e Formação Actividade que contribuam para o conhecimento e a divulgação científicas. Incentivar, realizar e publicar investigação na área da oncologia psicossocial Estudar a eficácia de algumas técnicas psicoterapêuticas utilizadas em oncologia Dar formação na área da oncologia psicossocial Acolher Estágios Académicos e Profissionais de Psicologia Clínica Organizar colóquios e seminários científicos sobre a problemática do cancro
  • 14.
  • 15. Os Números do Cancro  Anualmente registam-se mais de 6 milhões de novos casos de cancro em todo o mundo.  Em 2002, mais de 25 milhões de pessoas viviam com cancro em todo o mundo.  Actualmente, 1 em cada 4 mortes deve-se ao cancro.  Em Portugal, são diagnosticados anualmente cerca de 40 a 45 mil novos casos de cancro.  Os tumores malignos representam a segunda causa de morte em Portugal, sendo responsáveis por cerca de 25 000 mortes por ano.  Actualmente, um cidadão europeu tem 50% de probabilidades de vir a desenvolver algum tipo de cancro ao longo da sua vida.  Desconhecimento das implicações reais ao nível da mortalidade e principalmente da morbilidade
  • 16. Tratamentos Médicos Convencionais A escolha do tipo de tratamento mais adequado depende do estadio da doença, do tipo de tumor e do estado geral de saúde da pessoa. Efeitos secundários (iatrogénicos) produzem grande impacto a nível físico e psicológico. Geralmente são utilizados de forma combinada para aumentar a sua eficácia. QuimioterapiaCirurgia Radioterapia Hormonoterapia Imunoterapia
  • 17. Utilização de Terapias complementares nos doentes com cancro Em média, 36% dos doentes com cancro recorre a algum tipo de terapia complementar, antes, durante ou depois dos tratamentos médicos convencionais. 15% - 73% de variação de acordo com o país.
  • 18. Terapias Complementares em Oncologia O que são? Terapias que complementam os tratamentos médicos convencionais. Baseiam-se em teorias e práticas holísticas (alternativas) Muitas têm investigação científica de suporte. Impacto positivo na qualidade de vida dos doentes.