Morfologia1

491 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
491
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Morfologia1

  1. 1. GramáticaGramáticaMorfologia 1Morfologia 1
  2. 2. MorfologiaMorfologia MorfologiaMorfologia é o estudo da estrutura, da é o estudo da estrutura, daformação e da classificação das palavras. Aformação e da classificação das palavras. Apeculiaridade da morfologia é estudar as palavraspeculiaridade da morfologia é estudar as palavrasolhando para elasolhando para elas isoladamenteisoladamente e não dentro dae não dentro dasua participação na frase ou período.sua participação na frase ou período.
  3. 3. As classes de palavrasAs classes de palavras A morfologia está agrupada em dez classes,A morfologia está agrupada em dez classes,denominadas classes de palavras ou classesdenominadas classes de palavras ou classesgramaticais. São elas:gramaticais. São elas: Substantivo, Artigo,Substantivo, Artigo,Adjetivo, Numeral, Pronome, Verbo,Adjetivo, Numeral, Pronome, Verbo,Advérbio, Preposição, Conjunção eAdvérbio, Preposição, Conjunção eInterjeição.Interjeição.
  4. 4. Nome aos boisNome aos bois GarrastazuGarrastazuStalinStalinErasmo DiasErasmo DiasFrancoFrancoLindomar CastilhoLindomar CastilhoNixonNixonDelfimDelfimRonaldo BôscoliRonaldo BôscoliBaby DocBaby DocPapa DocPapa DocMengeleMengeleDoca StreetDoca StreetRockfellerRockfellerAfanásioAfanásioDulcídio Wanderley BosquilaDulcídio Wanderley BosquilaPinochetPinochetGil GomesGil Gomes Reverendo MoonReverendo MoonJim JonesJim JonesGeneral CusterGeneral CusterFlávio CavalcanteFlávio CavalcanteAdolf HitlerAdolf HitlerBorba GatoBorba GatoNewton CruzNewton CruzSérgio DouradoSérgio DouradoIdi AminIdi AminPlínio Correia de OliveiraPlínio Correia de OliveiraPlínio SalgadoPlínio SalgadoMussoliniMussoliniTrumanTrumanKhomeiniKhomeiniReaganReaganChapmanChapmanFleuryFleury
  5. 5. Tipos de ArmasTipos de Armas MangualMangual MaçaMaça AdagaAdaga FundaFunda SabreSabre CimitarraCimitarra
  6. 6. Circuito FechadoCircuito Fechado Chinelos, vaso, descarga. Pia, sabonete. Água. Escova, creme dental, água,Chinelos, vaso, descarga. Pia, sabonete. Água. Escova, creme dental, água,espuma, creme de barbear, pincel, espuma, gilete, água, cortina, sabonete, águaespuma, creme de barbear, pincel, espuma, gilete, água, cortina, sabonete, águafria, água quente, toalha. Creme para cabelo; pente. Cueca, camisa, abotoaduras,fria, água quente, toalha. Creme para cabelo; pente. Cueca, camisa, abotoaduras,calça, meias, sapatos, gravata, paletó. Carteira, níqueis, documentos, caneta,calça, meias, sapatos, gravata, paletó. Carteira, níqueis, documentos, caneta,chaves, lenço, relógio, maços de cigarros, caixa de fósforos. Jornal. Mesa, cadeiras,chaves, lenço, relógio, maços de cigarros, caixa de fósforos. Jornal. Mesa, cadeiras,xícara e pires, prato, bule, talheres, guardanapos. Quadros. Pasta, carro. Cigarro,xícara e pires, prato, bule, talheres, guardanapos. Quadros. Pasta, carro. Cigarro,fósforo. Mesa e poltrona, cadeira, cinzeiro, papéis, telefone, agenda, copo comfósforo. Mesa e poltrona, cadeira, cinzeiro, papéis, telefone, agenda, copo comlápis, canetas, blocos de notas, espátula, pastas, caixas de entrada, de saída, vasolápis, canetas, blocos de notas, espátula, pastas, caixas de entrada, de saída, vasocom plantas, quadros, papéis, cigarro, fósforo. Bandeja, xícara pequena. Cigarro ecom plantas, quadros, papéis, cigarro, fósforo. Bandeja, xícara pequena. Cigarro efósforo. Papéis, telefone, relatórios, cartas, notas, vales, cheques, memorandos,fósforo. Papéis, telefone, relatórios, cartas, notas, vales, cheques, memorandos,bilhetes, telefone, papéis. Relógio. Mesa, cavalete, cinzeiros, cadeiras, esboços debilhetes, telefone, papéis. Relógio. Mesa, cavalete, cinzeiros, cadeiras, esboços deanúncios, fotos, cigarro, fósforo, bloco de papel, caneta, projetos de filmes, xícara,anúncios, fotos, cigarro, fósforo, bloco de papel, caneta, projetos de filmes, xícara,cartaz, lápis, cigarro, fósforo, quadro-negro, giz, papel. Mictório, pia, água. Táxi.cartaz, lápis, cigarro, fósforo, quadro-negro, giz, papel. Mictório, pia, água. Táxi.Mesa, toalha, cadeiras, copos, pratos, talheres, garrafa, guardanapo, xícara. MaçoMesa, toalha, cadeiras, copos, pratos, talheres, garrafa, guardanapo, xícara. Maçode cigarros, caixa de fósforos. Escova de dentes, pasta, água. Mesa e poltrona,de cigarros, caixa de fósforos. Escova de dentes, pasta, água. Mesa e poltrona,papéis, telefone, revista, copo de papel, cigarro, fósforo, telefone interno, externo,papéis, telefone, revista, copo de papel, cigarro, fósforo, telefone interno, externo,papéis, prova de anúncio, caneta e papel, relógio, papel, pasta, cigarro, fósforo,papéis, prova de anúncio, caneta e papel, relógio, papel, pasta, cigarro, fósforo,papel e caneta, telefone, caneta e papel, telefone, papéis, folheto, xícara, jornal,papel e caneta, telefone, caneta e papel, telefone, papéis, folheto, xícara, jornal,cigarro, fósforo, papel e caneta. Carro. Maço de cigarros, caixa de fósforos. Paletó,cigarro, fósforo, papel e caneta. Carro. Maço de cigarros, caixa de fósforos. Paletó,gravata. Poltrona, copo, revista. Quadros. Mesa, cadeiras, pratos, talheres, copos,gravata. Poltrona, copo, revista. Quadros. Mesa, cadeiras, pratos, talheres, copos,guardanapos. Xícaras, cigarro e fósforo. Poltrona, livro. Cigarro e fósforo.guardanapos. Xícaras, cigarro e fósforo. Poltrona, livro. Cigarro e fósforo.Televisor, poltrona. Cigarro e fósforo. Abotoaduras, camisa, sapatos, meias, calça,Televisor, poltrona. Cigarro e fósforo. Abotoaduras, camisa, sapatos, meias, calça,cueca, pijama, espuma, água. Chinelos. Coberta, cama, travesseiro.cueca, pijama, espuma, água. Chinelos. Coberta, cama, travesseiro.
  7. 7. RefletindoRefletindo Todas as palavras dos três textos anteriores têmTodas as palavras dos três textos anteriores têmuma característica em comum, qual?uma característica em comum, qual? São palavras que servem para nomear coisasSão palavras que servem para nomear coisas Agora observe os dois textos que seguem e digaAgora observe os dois textos que seguem e digaqual causa o mesmo efeito que o texto Circuitoqual causa o mesmo efeito que o texto CircuitoFechadoFechado
  8. 8. O segundo texto não tem coesãoO segundo texto não tem coesão Vidinha RedondaVidinha Redonda Esperma, óvulo, embrião, parto. Bebê, choro,Esperma, óvulo, embrião, parto. Bebê, choro,sobressalto, cocô, xixi, fralda, leite, colo, sono.sobressalto, cocô, xixi, fralda, leite, colo, sono.Doença, vômito, pavor, pediatra, remédio,Doença, vômito, pavor, pediatra, remédio,preço. Murmúrio, passos, fala. Escola,preço. Murmúrio, passos, fala. Escola,lancheira, material, professora. Curiosidade,lancheira, material, professora. Curiosidade,descoberta. Crescimento, desenvolvimento,descoberta. Crescimento, desenvolvimento,pêlos pubianos, seios, curvas, menstruação,pêlos pubianos, seios, curvas, menstruação,modess, cólica, atroveran, adolescência.modess, cólica, atroveran, adolescência.Primeiro beijo, paixão, shopping center.Primeiro beijo, paixão, shopping center.Batom, esmalte, rinsagem, depilação.Batom, esmalte, rinsagem, depilação.namorado, pressão, intimidade, culpa. Festa,namorado, pressão, intimidade, culpa. Festa,pai, ciúme, relógio, motel, desculpa,pai, ciúme, relógio, motel, desculpa,dissimulação. Faculdade, trabalho, consciência,dissimulação. Faculdade, trabalho, consciência,cansaço, sossego, idade. Noivado, loja, fogão,cansaço, sossego, idade. Noivado, loja, fogão,geladeira, cama, mesa, banho, aliança, chá-de-geladeira, cama, mesa, banho, aliança, chá-de-panela. Cartório, igreja, núpcias. Sexo,panela. Cartório, igreja, núpcias. Sexo,trabalho, sexo, trabalho, sexo, esperma, óvulo,trabalho, sexo, trabalho, sexo, esperma, óvulo,licença, parto.licença, parto. Vidinha RedondaVidinha Redonda E, para, através, blá, ah, vai,E, para, através, blá, ah, vai,consequentemente, sim, aqui, ele,consequentemente, sim, aqui, ele,fomos, um, todo, qualquer, por,fomos, um, todo, qualquer, por,pelo, pela, pelos, pelas, este,pelo, pela, pelos, pelas, este,aquilo, atrás, em, de, com, pois,aquilo, atrás, em, de, com, pois,porque, mas, porém, entretanto,porque, mas, porém, entretanto,contudo, todavia, conquanto, se.contudo, todavia, conquanto, se.
  9. 9. SubstantivoSubstantivo SUBSTANTIVOSUBSTANTIVO É a palavra que dáÉ a palavra que dá nomenome aos seres vivos (reais ou imaginários), aaos seres vivos (reais ou imaginários), acoisas, sentimentos, ações, idéias e objetos.coisas, sentimentos, ações, idéias e objetos. Características:Características: Os substantivos apresentam flexão de gênero (masculino eOs substantivos apresentam flexão de gênero (masculino efeminino), de número (singular e plural) e grau (diminutivo efeminino), de número (singular e plural) e grau (diminutivo eaumentativo)aumentativo) Os substantivos desempenham papéis fundamentais (nucleares)Os substantivos desempenham papéis fundamentais (nucleares)nas frases, eles geralmente são palavras que NÃO podem sernas frases, eles geralmente são palavras que NÃO podem serretiradas de uma frase sem que ela perca seu sentido.retiradas de uma frase sem que ela perca seu sentido.
  10. 10. O que motivou a separação dasO que motivou a separação daspalavras abaixo em dois grupos?palavras abaixo em dois grupos? Grupo 1Grupo 1 Mulher, homem, cão,Mulher, homem, cão,cidade, carrocidade, carro Grupo 2Grupo 2 Ana, Pedro, Totó,Ana, Pedro, Totó,Suzano, FerrariSuzano, Ferrari No primeiro caso aNo primeiro caso amotivação foimotivação foiseparar nomesseparar nomespróprios de comunspróprios de comunse no segundo nomese no segundo nomessimples desimples decompostoscompostos
  11. 11. Tipos de SubstantivosTipos de Substantivos Substantivo Comum:Substantivo Comum: é éaquele que designa osaquele que designa osseres de uma mesmaseres de uma mesmaespécie de formaespécie de formagenérica.genérica. Por exemplo: Por exemplo:  cidade, menino, homem,cidade, menino, homem,mulher, país, cachorro.mulher, país, cachorro. Substantivo Próprio:Substantivo Próprio: é éaquele que designa osaquele que designa osseres de uma mesmaseres de uma mesmaespécie de formaespécie de formaparticular.particular. Por exemplo:Por exemplo: Londres, Paulinho,Londres, Paulinho,Pedro, Tietê, Brasil.Pedro, Tietê, Brasil.
  12. 12.  Substantivo Simples:Substantivo Simples: é éaquele formado por umaquele formado por umúnico elemento.único elemento. Outros substantivosOutros substantivossimples: tempo, sol, sofá,simples: tempo, sol, sofá,etc.etc. SubstantivoSubstantivoComposto: Composto: é aqueleé aqueleformado por dois ouformado por dois oumais elementos.mais elementos. Outros exemplos: beija-Outros exemplos: beija-flor, passatempo.flor, passatempo.   
  13. 13. O que distingue os dois grupos deO que distingue os dois grupos desubstantivos abaixo?substantivos abaixo? Grupo 1Grupo 1 Diretor, Matemático,Diretor, Matemático,Educador, Piloto,Educador, Piloto,Escritor, IdealizadorEscritor, Idealizador Grupo 2Grupo 2 Direção, Matemática,Direção, Matemática,Educação, Pilotagem,Educação, Pilotagem,Escrita, IdéiaEscrita, Idéia No primeiro grupo temosNo primeiro grupo temosnomes que se referem anomes que se referem apessoas, profissionais, serespessoas, profissionais, seresconcretosconcretos.. No segundo temos nomes queNo segundo temos nomes quese referem à idéias, conceitos ese referem à idéias, conceitos ecoisas que só existem decoisas que só existem deformaforma abstrataabstrata
  14. 14.  Substantivo Concreto:Substantivo Concreto: é aquele é aqueleque designa o ser que existe,que designa o ser que existe,independentemente de outrosindependentemente de outrosseres.seres. Obs.: os substantivos concretosObs.: os substantivos concretosdesignam seres do mundo real edesignam seres do mundo real edo mundo imaginário.do mundo imaginário.                  Seres do mundo real: homem,Seres do mundo real: homem,mulher, cadeira, cobra, Brasília, etc.mulher, cadeira, cobra, Brasília, etc.                    Seres do mundo imaginário:Seres do mundo imaginário:saci, mãe-dágua, fantasma, etc.saci, mãe-dágua, fantasma, etc. Substantivo Abstrato:Substantivo Abstrato: é aquele é aqueleque designa seres que dependemque designa seres que dependemde outros para se manifestar oude outros para se manifestar ouexistir.existir. Pense bem: a beleza não existe porPense bem: a beleza não existe porsi só, não pode ser observada. Sósi só, não pode ser observada. Sópodemos observar a beleza numapodemos observar a beleza numapessoa ou coisa que seja bela. Apessoa ou coisa que seja bela. Abeleza depende de outro ser parabeleza depende de outro ser parase manifestar. Portanto, ase manifestar. Portanto, apalavra palavra belezabeleza é um  é um substantivosubstantivoabstrato.abstrato. Os substantivos abstratosOs substantivos abstratosdesignam estados, qualidades,designam estados, qualidades,ações e sentimentos dos seres, dosações e sentimentos dos seres, dosquais podem ser abstraídos, e semquais podem ser abstraídos, e semos quais não podem existir.os quais não podem existir. Por exemplo:Por exemplo: vida (estado), vida (estado),rapidez (qualidade), viagem (ação),rapidez (qualidade), viagem (ação),saudade (sentimento). saudade (sentimento). 
  15. 15. Algumas palavras surgem a partir de outras, tente identificarAlgumas palavras surgem a partir de outras, tente identificarqual é a palavra que deu origem as dos grupos abaixoqual é a palavra que deu origem as dos grupos abaixo Grupo 1 – florista, floricultor,Grupo 1 – florista, floricultor,florescimento, floricultura,florescimento, floricultura, Grupo 2 – encenação, cenário,Grupo 2 – encenação, cenário,cenarista, cênicocenarista, cênico Grupo 3 – criminalidade, criminalista,Grupo 3 – criminalidade, criminalista,criminoso, criminalísticacriminoso, criminalística Grupo 4 – desestruturação, estrutural,Grupo 4 – desestruturação, estrutural,estruturalista, estrutioniformeestruturalista, estrutioniforme 1 – flor1 – flor 2 – cena2 – cena 3 – crime3 – crime 4 - estrutura4 - estrutura
  16. 16.  SubstantivoSubstantivoPrimitivo: Primitivo: é aquele queé aquele quenão deriva de nenhumanão deriva de nenhumaoutra palavra da própriaoutra palavra da próprialíngua portuguesa.língua portuguesa. ExemplosExemplos Limão, livro, pedraLimão, livro, pedra SubstantivoSubstantivoDerivado:Derivado: é aquele que é aquele quese origina de outrase origina de outrapalavra.palavra. ExemplosExemplos Limoeiro, livraria,Limoeiro, livraria,pedreiropedreiro
  17. 17. Leia o textoLeia o texto RetratoRetrato"Eu não tinha este rosto de hoje, "Eu não tinha este rosto de hoje, assim calmo, assim triste, assim magro, assim calmo, assim triste, assim magro, nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.Eu não tinha estas mãos sem força, Eu não tinha estas mãos sem força, tão paradas e frias e mortas; tão paradas e frias e mortas; eu não tinha este coração que nem se mostra. eu não tinha este coração que nem se mostra. Eu não dei por esta mudança, Eu não dei por esta mudança, tão simples, tão certa, tão fácil: tão simples, tão certa, tão fácil: Em que espelho ficou perdida a minha face?"Em que espelho ficou perdida a minha face?" Cecília MeirelesCecília Meireles
  18. 18.  "Eu não tinha este"Eu não tinha este rostorosto dedehoje, hoje, assimassim calmocalmo, assim, assim tristetriste,,assimassim magromagro, , nem estesnem estes olhosolhos tãotão vaziosvazios,,nem onem o lábiolábio amargoamargo..Eu não tinha estasEu não tinha estas mãosmãos semsemforça, força, tãotão paradasparadas ee friasfrias ee mortasmortas; ; eu não tinha este coração queeu não tinha este coração quenem se mostra. nem se mostra. Eu não dei por estaEu não dei por estamudançamudança, , tãotão simplessimples, tão, tão certacerta, tão, tãofácilfácil: : Em que espelho ficouEm que espelho ficouperdida a minha face?"perdida a minha face?" RostoRosto -- calmo, triste, magrocalmo, triste, magro Olhos -Olhos - vaziosvazios Lábio -Lábio - amargoamargo MãosMãos -- sem força, paradas,sem força, paradas,frias, mortasfrias, mortas Mudança -Mudança - simples, certa,simples, certa,fácilfácilSubstantivosSubstantivos ee adjetivosadjetivos
  19. 19. AdjetivoAdjetivo É uma palavra que dá uma característica (qualidade ouÉ uma palavra que dá uma característica (qualidade oudefeito) ao substantivo, ou seja, os adjetivos são umadefeito) ao substantivo, ou seja, os adjetivos são umaclasse que depende SEMPRE de um substantivo.classe que depende SEMPRE de um substantivo. Características:Características: 1. Os adjetivos apresentam flexão de gênero (masculino1. Os adjetivos apresentam flexão de gênero (masculinoe feminino), de número (singular e plural) e graue feminino), de número (singular e plural) e grau(diminutivo e aumentativo)(diminutivo e aumentativo) 2. Os adjetivos desempenham papéis complementares2. Os adjetivos desempenham papéis complementaresnas frases, ligando-se ao um substantivo. Em muitosnas frases, ligando-se ao um substantivo. Em muitoscasos eles podem até ser retirados das frasescasos eles podem até ser retirados das frases
  20. 20. Locução AdjetivaLocução Adjetiva Às vezes duas ou mais palavras, que normalmenteÀs vezes duas ou mais palavras, que normalmenteseriam classificados de outro jeito, se juntam e fazem oseriam classificados de outro jeito, se juntam e fazem opapel de um adjetivo. Normalmente temos umapapel de um adjetivo. Normalmente temos umapreposição (de, do, da, etc) mais um substantivo que napreposição (de, do, da, etc) mais um substantivo que nafrase desempenham unidos a função de adjetivo.frase desempenham unidos a função de adjetivo. Exemplos:Exemplos: Ele tem olhosEle tem olhos de gato (felinos)de gato (felinos) Esta é a terraEsta é a terra da hospitalidade (hospitaleira)da hospitalidade (hospitaleira) O amorO amor de mãede mãe é incrívelé incrível (materno)(materno) A luzA luz do soldo sol é essencial para a vidaé essencial para a vida (solar)(solar)
  21. 21. Identifique as locuções adjetivasIdentifique as locuções adjetivas 1. Assisti ao filme do Homem de Ferro1. Assisti ao filme do Homem de Ferro 2. A presidenta apresentou o plano de governo2. A presidenta apresentou o plano de governo 3. Ela se meteu numa paixão sem freios3. Ela se meteu numa paixão sem freios 4. Eu moro no bairro do centro4. Eu moro no bairro do centro 1. Assisti ao filme do Homem1. Assisti ao filme do Homem FérreoFérreo 2. A presidenta apresentou o plano2. A presidenta apresentou o plano governamentalgovernamental 3. Ela se meteu numa paixão3. Ela se meteu numa paixão desenfreadadesenfreada 4. Eu moro no bairro4. Eu moro no bairro centralcentral
  22. 22. Cuidado ao usar os adjetivos no textoCuidado ao usar os adjetivos no texto Os adjetivos são comuns na linguagem poética e emotiva eOs adjetivos são comuns na linguagem poética e emotiva edevem ser usados com muito cuidado nas dissertações. Outrodevem ser usados com muito cuidado nas dissertações. Outroproblema comum é o uso redundante deles. Observe:problema comum é o uso redundante deles. Observe: NoNo enormeenorme casarão seus pais brigaram mais uma vez: só lhes restacasarão seus pais brigaram mais uma vez: só lhes restafazer um acordofazer um acordo amigável...amigável...Em relação a isso, todos na sua casaEm relação a isso, todos na sua casaforam unânimes....foram unânimes....Sem exceção.Sem exceção. Um detalheUm detalhe particularparticular ocupava nossa atenção: com quem ficaria aocupava nossa atenção: com quem ficaria aadegaadega de bebidasde bebidas e aquele sítio com lindos pomarese aquele sítio com lindos pomares de frutas?de frutas? Um panoramaUm panorama geralgeral da situação ajudaria a resolver esta questãoda situação ajudaria a resolver esta questãotãotão problemática!problemática! Poderiam dividir emPoderiam dividir em duasduas metades exatamentemetades exatamenteiguais?iguais?
  23. 23. O troca-troca das palavrasO troca-troca das palavras A classificação das palavras não é algo extremamenteA classificação das palavras não é algo extremamenterígido, dependendo do contexto e da frase ela poderígido, dependendo do contexto e da frase ela podevariar, por isso é preciso ter cuidado e observar a frasevariar, por isso é preciso ter cuidado e observar a frasecomo um todo. Observecomo um todo. Observe Pedro estáPedro está gordogordo OO gordogordo foi jogar bola mais volta logofoi jogar bola mais volta logo Na letra A, a palavra gordo está caracterizando oNa letra A, a palavra gordo está caracterizando osubstantivo Pedro, já na letra B gordo não se liga asubstantivo Pedro, já na letra B gordo não se liga anenhuma outro substantivo para caracterizá-lo, anenhuma outro substantivo para caracterizá-lo, apalavra que normalmente é um adjetivo, é utilizadapalavra que normalmente é um adjetivo, é utilizadacomo um apelido, como um nome e portanto passa acomo um apelido, como um nome e portanto passa aser um substantivo.ser um substantivo.
  24. 24. ExercícioExercício ““Os tremores de terra fazem o proprietário de umOs tremores de terra fazem o proprietário de um imóvelimóveldesconfiar que talvez ele não seja tãodesconfiar que talvez ele não seja tão imóvelimóvel assim”.assim”. AsAspalavras destacadas são respectivamente:palavras destacadas são respectivamente: a) Substantivo e substantivoa) Substantivo e substantivo b) Substantivo e adjetivob) Substantivo e adjetivo c) Adjetivo e substantivoc) Adjetivo e substantivo d) Advérbio e adjetivod) Advérbio e adjetivo e) Adjetivo e adjetivoe) Adjetivo e adjetivo Resposta BResposta B
  25. 25. Observe o textoObserve o texto CIDADEZINHA QUALQUERCIDADEZINHA QUALQUERcasas entre bananeirascasas entre bananeirasmulheres entre laranjeirasmulheres entre laranjeiraspomar amor cantar.pomar amor cantar. Um homem vai devagar.Um homem vai devagar.Um cachorro vai devagar.Um cachorro vai devagar.Um burro vai devagar.Um burro vai devagar.Devagar... as janelas olham.Devagar... as janelas olham.Eta vida besta, meu Deus.Eta vida besta, meu Deus. Carlos Drummonde de AndaradeCarlos Drummonde de Andarade
  26. 26. RefletindoRefletindo No texto o poeta se refere a um homem, umNo texto o poeta se refere a um homem, umcachorro e um burro que ele conhece?cachorro e um burro que ele conhece? Não, ele utiliza a palavra um para se referir a estesNão, ele utiliza a palavra um para se referir a estesseres, ou seja, está falando de criaturas genéricas.seres, ou seja, está falando de criaturas genéricas.
  27. 27. ARTIGOARTIGO São palavras que antecedem os substantivosSão palavras que antecedem os substantivosdeterminando-os de modo particular oudeterminando-os de modo particular ougenéricogenérico Os artigos são de dois tipos:Os artigos são de dois tipos: Definidos: o, a, os, asDefinidos: o, a, os, as Indefinidos: um, uns, uma, umas.Indefinidos: um, uns, uma, umas. Características:Características: São palavras que servem apenas comoSão palavras que servem apenas comoindicadores e apoio do substantivo.indicadores e apoio do substantivo.
  28. 28. O artigo no textoO artigo no texto O artigo indefinido (um, uma, uns, umas) indicaO artigo indefinido (um, uma, uns, umas) indicaque o substantivo marcado por ele vai serque o substantivo marcado por ele vai serretomado mais à frente do texto, comoretomado mais à frente do texto, comoacontece, por exemplo, no início de contos deacontece, por exemplo, no início de contos defada:fada: Era uma vezEra uma vez umum rei erei e umauma princesa num reinoprincesa num reinodistante...distante...
  29. 29.  Isso cria a expectativa de que os substantivos marcadosIsso cria a expectativa de que os substantivos marcadospor estes artigos serão retomados a seguir, o que de fatopor estes artigos serão retomados a seguir, o que de fatopode acontecer em uma frase seguinte, em que ospode acontecer em uma frase seguinte, em que osartigos definidos substituem os indefinidos:artigos definidos substituem os indefinidos: OO rei erei e aa princesa moravam há muito tempo no reino e a princesaprincesa moravam há muito tempo no reino e a princesaia fazer dezoito anos.ia fazer dezoito anos. Conclusão o artigo definido aponta sempre para algoConclusão o artigo definido aponta sempre para algoque já foi dito ou é conhecido pelo leitor, seja noque já foi dito ou é conhecido pelo leitor, seja noambiente do próprio texto ou do mundo exterior. Oambiente do próprio texto ou do mundo exterior. Oartigo indefinido aponta sempre para frente, para o queartigo indefinido aponta sempre para frente, para o queainda há de vir ao longo do texto.ainda há de vir ao longo do texto.
  30. 30. NumeralNumeral NumeralNumeral é a palavra que indica os seres em termos numéricos, é a palavra que indica os seres em termos numéricos,isto é, que atribui quantidade aos seres ou os situa emisto é, que atribui quantidade aos seres ou os situa emdeterminada sequência.determinada sequência. Classificação dos NumeraisClassificação dos Numerais Cardinais: Cardinais: indicam contagem, medida. É o número básico. Porindicam contagem, medida. É o número básico. Porexemplo: um, dois, cem mil, etc.exemplo: um, dois, cem mil, etc.Ordinais:Ordinais: indicam a ordem ou lugar do ser numa série dada. Por indicam a ordem ou lugar do ser numa série dada. Porexemplo: primeiro, segundo, centésimo, etc.exemplo: primeiro, segundo, centésimo, etc.Fracionários:Fracionários: indicam parte de um inteiro, ou seja, a divisão dos indicam parte de um inteiro, ou seja, a divisão dosseres. Por exemplo: meio, terço, dois quintos, etc.seres. Por exemplo: meio, terço, dois quintos, etc.Multiplicativos: Multiplicativos: expressam ideia de multiplicação dos seres,expressam ideia de multiplicação dos seres,indicando quantas vezes a quantidade foi aumentada. Porindicando quantas vezes a quantidade foi aumentada. Porexemplo: dobro, triplo, quíntuplo, etc.exemplo: dobro, triplo, quíntuplo, etc.

×