O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Educação Alimentar e Nutricional, inclusão produtiva e atendimento a públicos prioritários<br />Mariana Helcias Côrtes<br ...
Contexto atual<br />Nova gestão – obesidade (problema social)<br />PPA 2012-2015<br />Programa de SAN<br />Meta: Elaboraçã...
Plano de SAN - DESAFIOS<br /> Ampliação do acesso à água de qualidade e em quantidade suficiente, com prioridade às famíli...
Acesso universal à alimentação adequada e saudável; <br />Abastecimento e estruturação de sistemas sustentáveis e de base ...
Ações 2011<br />Plano Intersetorial de Prevenção e Controle da Obesidade<br />Plano Nacional de SAN<br />Campanha interset...
Plano Intersetorial de Prevenção e Controle da Obesidade: promovendo modos de vida e alimentação adequada e saudável para ...
Contexto de atuação
Princípios
Objetivos
Diretrizes estratégicas
Metas
Eixos de ação
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Educação Alimentar e Nutricional, inclusão produtiva e atendimento a públicos prioritários - Mariana Helcias Côrtes

2.438 visualizações

Publicada em

Apresentação feita durante o encontro presencial do Curso de Formação de Gestores Públicos de Segurança Alimentar e Nutricional 2011, região Nordeste, em Maracanaú (CE).

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Educação Alimentar e Nutricional, inclusão produtiva e atendimento a públicos prioritários - Mariana Helcias Côrtes

  1. 1. Educação Alimentar e Nutricional, inclusão produtiva e atendimento a públicos prioritários<br />Mariana Helcias Côrtes<br />Agosto de 2011.<br />
  2. 2. Contexto atual<br />Nova gestão – obesidade (problema social)<br />PPA 2012-2015<br />Programa de SAN<br />Meta: Elaboração do Plano Intersetorial de Prevenção e Controle da Obesidade<br />Plano de DCNT<br />Plano de Segurança Alimentar e Nutricional<br />Desafios: Reversão das tendências de aumento das taxas de excesso de peso e obesidade<br />
  3. 3. Plano de SAN - DESAFIOS<br /> Ampliação do acesso à água de qualidade e em quantidade suficiente, com prioridade às famílias em situação de insegurança hídrica e para a produção de alimentos ...<br />Ampliação da atuação do Estado nos processos de transição para um modelo de produção familiar agroecológico e sustentável de alimentos<br />Ampliação do mercado governamental de alimentos para a agricultura familiar, povos indígenas e PCT<br />Fortalecimento da atuação internacional brasileira, na defesa dos princípios do DHAA ...<br />Enfrentamento das desigualdades de condições de saúde, alimentação e nutrição e de acesso às políticas públicas de SAN<br />Consolidação da Política e do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - SISAN em todo o território nacional<br />Erradicação da insegurança alimentar grave e moderada<br />Reversão das tendências de aumento das taxas de excesso de peso e obesidade<br />Intensificação do processo de desapropriação para fins de reforma agrária e de reconhecimento, demarcação e regularização de terras/territórios indígenas e quilombolas e demais PCT<br />Instituição e implementação de uma Política Nacional de Abastecimento Alimentar de modo a promover o acesso regular e permanente da população brasileira a uma alimentação adequada e saudável<br /> <br />
  4. 4. Acesso universal à alimentação adequada e saudável; <br />Abastecimento e estruturação de sistemas sustentáveis e de base agroecológica de produção, extração, processamento e distribuição<br />Monitoramento da realização do direito humano à alimentação adequada. <br />Eixos da Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional<br />Ações de soberania alimentar, segurança alimentar e nutricional e direito humano à alimentação adequada em âmbito internacionai; <br />Instituição de processos permanentes de educação alimentar e nutricional; <br />Promoção do acesso universal à água de qualidade e em quantidade suficiente; <br />Ações para quilombolas e demais povos e comunidades tradicionais, povos indígenas e assentados da reforma agrária;<br />Fortalecimento das ações de alimentação e nutrição em todos os níveis da atenção à saúde;<br />
  5. 5. Ações 2011<br />Plano Intersetorial de Prevenção e Controle da Obesidade<br />Plano Nacional de SAN<br />Campanha intersetorial<br />Encontro de EAN: construção do marco conceitual<br />Educação a Distância: gestores locais<br />Desigualdades na distribuição de renda<br />Coexistência da desnutrição e da obesidade na mesma comunidade <br />
  6. 6. Plano Intersetorial de Prevenção e Controle da Obesidade: promovendo modos de vida e alimentação adequada e saudável para a população brasileira<br /><ul><li>Apresentação
  7. 7. Contexto de atuação
  8. 8. Princípios
  9. 9. Objetivos
  10. 10. Diretrizes estratégicas
  11. 11. Metas
  12. 12. Eixos de ação
  13. 13. Monitoramento e avaliação
  14. 14. Gestão do Plano</li></li></ul><li>Objetivos<br />Geral: <br />Prevenir e controlar a obesidade na população brasileira, por meio de ações intersetoriais, promovendo a alimentação adequada e saudável e atividade física no ambiente que vivemos.<br /> Específicos:<br />Melhorar o padrão de consumo;<br />Revalorizar o consumo dos alimentos regionais;<br />Desenvolver estratégias que desloquem o consumo de alimentos processados, com destaque para grãos integrais, leguminosas, oleaginosas, frutas, hortaliças e pescados;<br />Promover a prática de atividade física;<br />Organizar a linha de cuidado;<br />
  15. 15. Metas<br />Aumentar o consumo médio anual de frutas e hortaliças em 0,5% ao ano;<br />Reduzir o consumo de açucares de 16% para 10% do total de calorias;<br />Reduzir o consumo de gorduras saturadas em XX no total de calorias (a ser discutido com a saúde);<br />Aumentar o consumo de fibras XXX (a ser discutido com a saúde);<br />Aumentar o consumo aparente de pescados de 9 para 12/Kg/habitante/ano;<br />Reduzir o consumo médio de sódio em 10% ao ano para alcançar a meta de 5g/dia em 10 anos;<br />Estabilizar a prevalência de excesso de peso (48%) e de obesidade em adultos (15%);<br />Reduzir as prevalências de obesidade em crianças e adolescentes<br />Reduzir as prevalências de excesso de peso em crianças e adolescentes<br />Aumentar a prevalência de atividade física no lazer – aumento médio anual de 3,2% ao ano;<br />Reduzir a inatividade física – redução anual de 1,56% ao ano.<br />
  16. 16. Eixos de ação<br />Disponibilidade e acesso a alimentos adequados e saudáveis<br />Acessibilidade física<br />Medidas fiscais<br />Educação, comunicação e informação<br />Promoção de modos de vidas saudáveis nos ambientes/ territórios<br />Cidades<br />Escolas<br />Ambientes de trabalho<br />Equipamentos públicos de alimentação e nutrição<br />Rede socioassistencial<br />Rede de saúde<br />Vigilância Alimentar e Nutricional<br />Atenção integral à saúde do indivíduo com excesso de peso/obesidade<br />Regulação e controle da qualidade e inocuidade dos alimentos<br />
  17. 17. Próximos passos<br />Apresentação à CAISAN <br />(Pleno executivo)<br />Plano Intersetorial de Prevenção e Controle da Obesidade: promovendo modos de vida e alimentação adequada e saudável para a população brasileira<br />Apresentação <br />ao CONSEA<br />13 e 14/09<br />Consulta técnica<br />19 ou 23/09<br />Lançamento<br />Out/2011<br />
  18. 18. Propostas para 2012<br />Edital de Seleção Pública para formalizar projetos com a sociedade civil visando a mobilização e a articulação social;<br />Edital de Seleção Pública para formalizar propostas com Universidades Federais com o objetivo de apoiar projetos de pesquisa e extensão em educação alimentar e nutricional;<br />Oficinas estaduais: Plano Intersetorial de Obesidade;<br />3ª etapa da Campanha Brasil que Dá Gosto;<br />Ações para a promoção da alimentação adequada e saudável no âmbito da rede socioassistencial e creches ;<br />Publicação do Marco Conceitual de Educação Alimentar e Nutricional no âmbito das Políticas Públicas;<br />Oficina e um evento nacional de divulgação do Marco Conceitual de Educação Alimentar e Nutricional no âmbito das Políticas Públicas.<br />
  19. 19. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E <br />COMBATE À FOME<br />DEPARTAMENTO DE ESTRUTURAÇÃO E INTEGRAÇÃO DE SISTEMAS PÚBLICOS AGROALIMENTARES<br />Coordenação-Geral de Educação Alimentar e Nutricional<br />Mariana Helcias Côrtes<br />mariana.helcias@mds.gov.br<br />Esplanada dos Ministérios Bloco C Sala 416CEP: 70.046-900 - Brasília/DF(61) 3433-1159<br />

×