O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

PUB In – Publicações Integradas, Inteligentes e Inovadoras

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 35 Anúncio

PUB In – Publicações Integradas, Inteligentes e Inovadoras

Baixar para ler offline

Apresentação realizada na 11ª ConfOA, de 06 a 08 de outubro de 2020, em formato virtual.

Apresentação realizada na 11ª ConfOA, de 06 a 08 de outubro de 2020, em formato virtual.

Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Semelhante a PUB In – Publicações Integradas, Inteligentes e Inovadoras (20)

Mais de Projeto RCAAP (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

PUB In – Publicações Integradas, Inteligentes e Inovadoras

  1. 1. Publicações Integradas, Inteligentes e Inovadoras José Carvalho, Susana Costa, Eloy Rodrigues Universidade do Minho
  2. 2. O sistema de comunicação académica está “quebrado”!
  3. 3. A inovação na publicação científica...
  4. 4. De PIAPC para PUB IN Inicialmente apresentado como PIAPC PUB IN Publicações Integradas Publicações Inteligentes Publicações Inovadoras
  5. 5. Objetivos • Promover a gestão integrada da presença de revistas científicas nacionais em acesso aberto em diretórios e plataformas de indexação nacionais e internacionais; • Criar um ecossistema de gestão dessas revistas por forma a simplificar, integrar e tornar coerente a oferta atual de plataformas para a gestão do ciclo de vida (submissão, revisão, publicação) editorial de revistas científicas nacionais; • Atualizar o serviço SCIELO Portugal para alinhar com as diretivas centrais e integrar novas normas da comunidade.
  6. 6. Objetivos • Modernizar as plataformas de gestão do ciclo de vida editorial por forma a abraçar os conceitos de Ciência Aberta tais como open peer review ou o open annotations bem como os novos paradigmas de relacionamento com o cidadão e o uso de formatos e protocolos reconhecidos internacionalmente. • Promover a preservação digital dos objetos digitais das revistas científicas.
  7. 7. Parceiros
  8. 8. Atividades • WP1 - Gestão do projeto • WP2 - Estudos e Prospeção • WP3 - Serviços eletrónicos – Infraestruturas • WP4 - Serviços eletrónicos – Sistemas • WP5 - Apoio aos utilizadores • WP6 - Políticas e Diretrizes • WP7 - Comunicação, Disseminação e Formação
  9. 9. Estudos e Prospeção Para sistematizar a análise sobre a situação atual, as ameaças e oportunidades para a publicação científica, e mapear as inovações tecnológicas e conceptuais foram realizados dois estudos prévios: - Estudo sobre Plataformas de Publicação Científica - Estudo sobre Inovações na Publicação Científica
  10. 10. Serviços
  11. 11. Serviço de Apoio JATS-XML Disponibiliza informação de apoio, manuais, tutoriais, ferramentas e exemplos de processos para a formatação do JATS-XML, um standard NISO para a descrição de trabalhos científicos. HTML PDF ePub Text mining, acessibilidades, publicações FAIR etc...
  12. 12. Serviço SCIELO Portugal O SCIELO Portugal foi reconfigurado para que possa adotar as recomendações emanadas pela SCIELO no que diz respeito ao uso do formato JATS-XML. Implica a parametrização dos novos sistemas necessários para disponibilizar a informação no novo formato. Além disso, visa manter o serviço com novas revistas a integrar a base SCIELO Portugal de acordo com as novas orientações.
  13. 13. Índice de Revistas Científicas Portuguesas Compilação de uma lista de revistas científicas portuguesas com a caracterização das mesmas para servir de contacto no âmbito do projeto e uma ponte entre as revistas e outros serviços potenciadores de valor acrescentado. Pretende-se ainda solicitar atualizações regulares por parte dos editores das suas políticas de auto arquivo para atualizar o serviço Blimunda/Sherpa Romeo e obter um panorama que caracterize as revistas e permita fornecer serviços orientados às suas reais necessidades.
  14. 14. Serviço de Alojamento de Revistas Portuguesas (SARC Light) Serviço de alojamento de revistas científicas com base no OJS (SEER). Este serviço é disponibilizado nos moldes de Software as a Service (SaaS) com uma sessão de formação inicial. Gratuito, sujeito a contrapartidas como a revisão aberta pelos pares ou a publicação no formato JATS- XML.
  15. 15. Revistas integradas no SARC Light ● Análise Psicológica – ISPA – Instituto Universitário; ● Análise Social – Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa; ● Referência Enfermagem – Escola Superior de Enfermagem de Coimbra; ● Etnográfica – Centro em Rede de Investigação em Antropologia; ● Quadrante – Associação de Professores de Matemática; ● Servir – Associação Católica dos Profissionais de Enfermagem e Saúde; ● Conservar Património – Associação Prof. de Conservadores-Restauradores de Portugal; ● Revista Portuguesa de Pedopsiquiatria – Associação Port. de Psiquiatria da Infância e da Adolescência; ● Práticas da História – Faculdade de Ciências Sociais e humanas da UNL; ● Revista de Educação à Distância e eLearning – Universidade Aberta.
  16. 16. Plano de Formação Desenvolvido um levantamento de necessidades para criação de plano de formação. Sessões online e presenciais. Para diferentes níveis de conhecimentos.
  17. 17. Indexação de Revistas Este serviço visa a promoção das revistas em índices com níveis de qualidade mais exigentes. Pretende-se identificar esses serviços e clarificar para a comunidade os requisitos necessários à sua integração.
  18. 18. Integrações de Serviços Com um número crescente de serviços disponíveis para a comunidade científica, é necessária uma orientação, quer conceptual, quer técnica de como integrar os diferentes serviços disponíveis. Este serviço visa facilitar esse processo.
  19. 19. Inovações ● Identificadores de autor; ● Identificadores de publicações; ● Estatísticas de Uso; ● Métricas Alternativas; ● Textos completos em formato JATS-XML; ● Disponibilização dos dados de investigação; ● Publicação Contínua; ● Revisão por pares aberta; ● Interação com recursos (comentários e anotações);
  20. 20. Inovações ● Declaração de Contribuição de Autores; ● Crédito aos Revisores; ● Marketing e Publicidade; ● Licenças Creative Commons; ● Preservação Digital; ● Integrações com outros sistemas (pré-prints, ferramentas de escrita colaborativa, overlay publishing); ● Publicações mais interativas;
  21. 21. JATS-XML
  22. 22. O que é? - JATS (Journal Article Tag Suite) é um formato do XML , que é a norma ISO Z39.96 e define um conjunto padrão de tags para marcar os metadados e o conteúdo dos artigos de revistas científicas. - Padrão internacional e aberto de comunicação científica que define o conjunto de elementos e atributos e identifica detalhadamente as estruturas, elementos bibliográficos, tabelas, textos, fórmulas, etc, que compõem os artigos, enriquecendo desta forma a semântica dos mesmos.
  23. 23. Vantagens ● Formato que é processado por máquinas e legível por humanos; ● viabiliza a automatização dos processos, ao permitir a extração dos textos marcados, os metadados do artigo e as referências bibliográficas que permitem efetuar cálculos de indicadores bibliométricos; ● JATS é próprio para artigos de investigação, é um formato ajustável à forma como as revistas e os pré-prints são publicados; ● Existe documentação variada disponível online sobre o conjunto de tags, com explicações e exemplos, assim como, várias recomendações de práticas;
  24. 24. Vantagens ● Existência de ferramentas para controlar a qualidade e para produção do ficheiro de saída disponíveis gratuitamente: texture, github, entre outros; ● Assume um padrão dinâmico, pelo que os editores e utilizadores podem solicitar novos recursos e alterações, através do site www.niso.org/standards-committees/jats. ● O formato JATS-XML garante que os arquivos sejam legíveis ao longo do tempo, independentemente dos avanços tecnológicos, possibilitando a preservação digital; ● Interoperabilidade ao possibilitar a reutilização por vários sistemas; ● Capacidade de geração de vários formatos (html, pdf, epub,...) e de apresentação em diversos dispositivos.
  25. 25. Novos Workflows de Publicação Científica
  26. 26. Casos de Uso 1º - Editor que vai publicar em JATS- XML. 2º - Editor que vai publicar em JATS- XML e o usa para serviços externos 3º - Editor que precisa do JATS- XML SciELO e o usa para serviços externos
  27. 27. Processo de Decisão Apoiar e orientar no processo de decisão editorial, com exemplos e documentação.
  28. 28. Preservação Digital de Revistas Científicas Disponibilizar informação de apoio para assegurar a preservação digital das revistas científicas.
  29. 29. Situação atual e trabalho em curso 1º período Desenvolvimento de 3 estudos prévios, a definição dos serviços a desenvolver, o aprovisionamento técnico e desenvolvimento de documentação de apoio. 2º período Desenvolvimento e disponibilização dos serviços anteriormente mencionados (numa primeira fase, serviços piloto), a formação de utilizadores, a comunicação e suporte da comunidade.
  30. 30. Website PUB In Notícias Eventos Base de conhecimento com documentação de apoio Criação de Comunidade Brevemente disponível em: https://pubin.pt
  31. 31. Conclusão O PUB In visa: ● Apoio e promoção do JATS-XML ● Revitalização da iniciativa SCIELO Portugal ● Identificar e caracterizar as revistas portuguesas (fase 2) ● Disponibilizar Serviços e Ferramentas para a comunidade ● Adotar e promover Inovações para Ciência Aberta (open peer review, open annotation, integração de dados, conteúdos interativos, métricas de uso, …) ● Promover Eventos (workshops e conferências para criar comunidade)
  32. 32. O que se pretende? Um salto qualitativo do tecido editorial português respeitante às publicações periódicas, afastando-se do padrão fragmentado e difuso em que parte significativa das estruturas editoriais continua a laborar, para ganhar coerência e robustez interna, que vão traduzir-se em reforço de visibilidade externa, em atratividade científica e em capacidade de projeção internacional.
  33. 33. Porquê? ● Otimizar processos ● Reduzir custos ● Aumentar a reutilização das publicações ● Promover os FAIR principles nas publicações ● Facilitar integrações ● Assegurar novos serviços (text mining, análises bibliográficas, …) Ou seja...
  34. 34. … Para tornar a ciência mais aberta, transparente e adequada tecnologicamente!
  35. 35. Obrigado! info@pubin.pt

×