DESCOLONIZAÇÃO DA ÁSIAÍndia e Paquistãoliderada por Mahtma Gandhi;Caracterizada pela desobediência civil;Em 1947, os ingle...
DESCOLONIZAÇÃO DA ÁFRICAEgito: O Egito era um protetorado inglês ( a região possuía autonomia,supervisionada pela Inglater...
O FIM DO IMPÉRIO COLONIAL PORTUGUÊS Durante a década de 1950 começaram a se organizar movimentos separatistas em Angola,M...
APARTHEID (1948-1989)Regime de segregação social que legalmente proibia os negros emestiços de participarem das questões p...
CONSEQUÊNCIAS Formação de um bloco de países de Terceiro Mundo,juntamente com outros países, principalmente daAmérica Lat...
REVISÃOEra Vargas: criação da FNM (Fábrica Nacional de Motores) e CSN (CompanhiaSiderurugica Nacional)As contradições do M...
REVISÃOO processo de descolonização da África e Ásialibertação pacífica ou pela guerra;A Conferência de Bandung na Indonés...
Cee 2º ano descoolonização da ásia e áfrica e revisão
Cee 2º ano descoolonização da ásia e áfrica e revisão
Cee 2º ano descoolonização da ásia e áfrica e revisão
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cee 2º ano descoolonização da ásia e áfrica e revisão

782 visualizações

Publicada em

Aula 3º ano CEE

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
782
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cee 2º ano descoolonização da ásia e áfrica e revisão

  1. 1. DESCOLONIZAÇÃO DA ÁSIAÍndia e Paquistãoliderada por Mahtma Gandhi;Caracterizada pela desobediência civil;Em 1947, os ingleses reconhem a independência da região, contudo as divergênciasreligiosas de hindus e islâmicos, vemos a divisão do territórioIndonésiaO movimento de independência da Indonésia foi conduzido por Sukarno. A lutaestendeu-se até 1949, quando a Holanda reconheceu a independência;IndochinaO conflito na região foi marcado por disputas ideológicas do contexto (capitalismo esocialismo). A mais famosa guerra foi a do Vietnã com participação norteamericana.
  2. 2. DESCOLONIZAÇÃO DA ÁFRICAEgito: O Egito era um protetorado inglês ( a região possuía autonomia,supervisionada pela Inglaterra). O domínio inglês terminou em 1936, porém o canal deSuez continuou sob controle britânico.Independência da Argélia: O movimento nacionalista argelino começou em 1945.Liderada por muçulmanos este movimento inicial foi reprimido. As manifestaçõesintensificaram-se após a fundação da Frente Nacional de Libertação – influenciadapelo fundamentalismo islâmico. A guerra de independência começou em 1954. Em1957 ocorreu a Batalha de Argel – duramente reprimida pelo exército francês. No anode 1962 houve a assinatura do acordo de Evian, ocorrendo o reconhecimento daindependência argelina.
  3. 3. O FIM DO IMPÉRIO COLONIAL PORTUGUÊS Durante a década de 1950 começaram a se organizar movimentos separatistas em Angola,Moçambique e Guiné portuguesa; Em 1956 foi criado o Movimento Popular pela Libertação de Angola (MPLA),sob a liderança de Agostinho Neto. Posteriormente surgiram a Frente Nacional de Libertação deAngola (FNLA) e a União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA); Após a independência de Angola, mediante o Acordo de Alvor em 1975, os três grupos acimainiciaram uma guerra civil, na disputa pelo poder. A independência de Moçambique foipatrocinada pela Frelimo (Frente de Libertação de Moçambique), tendo como líder SamoraMachel – que em 1960 iniciou um movimento de guerrilha. Portugal reconheceu a independência em 1975. No ano de 1956, Amílcar Cabral fundou oPartido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC). No ano de 1974 foireconhecida a independência da Guiné; em 1975 do Cabo Verde e de São Tomé e Príncipe. Um importante fato que contribuiu para o fim do império colonial portuguêsfoi a Revolução dos Cravos, que ocorreu em 25 de abril de 1974 e que marcou o fim do regimefascista (imposto por Oliveira Salazar e continuado por Américo Tomás e seu primeiro-ministroMarcelo Caetano). O novo governo de Portugal não ofereceu resistência para oreconhecimento da independência das colônias.
  4. 4. APARTHEID (1948-1989)Regime de segregação social que legalmente proibia os negros emestiços de participarem das questões políticas e até mesmoculturais do país (proibição de casamentos entre raçasdiferentes).“O termo apartheid se refere a uma política racial implantada naÁfrica do Sul. De acordo com esse regime, a minoria branca, osúnicos com direito a voto, detinha todo poder político eeconômico no país, enquanto à imensa maioria negra restava aobrigação de obedecer rigorosamente à legislação separatista.”http://www.brasilescola.com/geografia/apartheid.htm
  5. 5. CONSEQUÊNCIAS Formação de um bloco de países de Terceiro Mundo,juntamente com outros países, principalmente daAmérica Latina; Dependência dos países desenvolvidos: estadependência será responsável pela concentração deriquezas em países ricos, que exploram a mão de obra emercados consumidores, assim como suas riquezasminerais. Tal dependência apresenta problemas eminfraestrutura, saúde, educação, saneamento básico,desnutrição etc.
  6. 6. REVISÃOEra Vargas: criação da FNM (Fábrica Nacional de Motores) e CSN (CompanhiaSiderurugica Nacional)As contradições do MacarthismoGoverno Dutra – Plano Salte e o posicionamento ao capitalistaEleições de 1945: Vargas sai vencedor (Queremismo e eleito senador)Liberais X Nacionalistas no governo Vargas e a questão do PetróleoGoverno Vargas João Goulart, a crítica da imprensa, a oposição feita por LacerdaA morte de VargasPrincipais características do governo JK: Plano de Metas, Construção de Brasília,otimismo, divida externa;
  7. 7. REVISÃOO processo de descolonização da África e Ásialibertação pacífica ou pela guerra;A Conferência de Bandung na Indonésia – o não alinhamentocom os blocos;A libertação dos países como Argélia, Angola, Moçambique,Nigéria, CongoAs guerras intertribais da atual África – reflexos do Imperialismo doséculo XIXAs características do Apartheid

×