SlideShare uma empresa Scribd logo

Gêneros e tipos textuais

O documento discute os conceitos de gêneros textuais, tipos textuais e contextos sociais de circulação dos textos. Afirma que gêneros textuais são categorias de textos que circulam na vida social com características, estilo e função próprios. Já os tipos textuais são componentes encontrados dentro dos gêneros com base no uso de recursos linguísticos. Além disso, os gêneros surgem do uso coletivo da linguagem em determinados contextos sociais.

1 de 20
Baixar para ler offline
GÊNEROS TEXTUAIS
Atividade
•

Responda de acordo com o que você pensa, sem
recorrer a fontes externas:

•

O que são gêneros textuais?

•

Existe diferença entre gêneros e tipos textuais? Se
existe, qual é?

•

O que os gêneros textuais podem ter a ver com o
contexto social de circulação dos textos?
Gêneros, tipos e contexto sociais
de circulação

• Leiam os textos a seguir e
apontem a que gênero textual
pertencem.
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuais

Recomendados

Oficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aulaOficina de Gêneros Textuais em sala de aula
Oficina de Gêneros Textuais em sala de aulaJosilene Borges
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros TextuaisEdna Brito
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaElza Silveira
 
Gêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaisGêneros e tipos textuais
Gêneros e tipos textuaismarlospg
 
Gênero textual escola
Gênero textual escola Gênero textual escola
Gênero textual escola Marcia Facelli
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptpnaicdertsis
 
Conheça a grade de correção da redação do ENEM
Conheça a grade de correção da redação do ENEMConheça a grade de correção da redação do ENEM
Conheça a grade de correção da redação do ENEMportugues_prefederal
 
Contexto de produção, circulação e recepção de textos
Contexto de produção, circulação e recepção de textosContexto de produção, circulação e recepção de textos
Contexto de produção, circulação e recepção de textosma.no.el.ne.ves
 
Enem competências para a redação
Enem   competências para a redaçãoEnem   competências para a redação
Enem competências para a redaçãoElaine Maia
 
Variação linguística
Variação linguísticaVariação linguística
Variação linguísticaDenise
 
Aula de redacao texto dissert.-argumentativo
Aula de redacao   texto dissert.-argumentativoAula de redacao   texto dissert.-argumentativo
Aula de redacao texto dissert.-argumentativodoryoliveira
 
Aulas gêneros e tipos textuais
Aulas   gêneros e tipos textuaisAulas   gêneros e tipos textuais
Aulas gêneros e tipos textuaisMairus Prete
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAMarcelo Cordeiro Souza
 
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUALCOMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUALnehemiasj
 
9º ano E. F. II - Interpretação de Texto
9º ano E. F. II - Interpretação de Texto9º ano E. F. II - Interpretação de Texto
9º ano E. F. II - Interpretação de TextoAngélica Manenti
 

Mais procurados (20)

Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
 
Conheça a grade de correção da redação do ENEM
Conheça a grade de correção da redação do ENEMConheça a grade de correção da redação do ENEM
Conheça a grade de correção da redação do ENEM
 
Contexto de produção, circulação e recepção de textos
Contexto de produção, circulação e recepção de textosContexto de produção, circulação e recepção de textos
Contexto de produção, circulação e recepção de textos
 
Variedades linguísticas
Variedades linguísticasVariedades linguísticas
Variedades linguísticas
 
Resenha.
Resenha.Resenha.
Resenha.
 
Genero resenha
Genero resenhaGenero resenha
Genero resenha
 
Enem competências para a redação
Enem   competências para a redaçãoEnem   competências para a redação
Enem competências para a redação
 
Variação linguística
Variação linguísticaVariação linguística
Variação linguística
 
Aula de redacao texto dissert.-argumentativo
Aula de redacao   texto dissert.-argumentativoAula de redacao   texto dissert.-argumentativo
Aula de redacao texto dissert.-argumentativo
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Variações linguísticas
Variações linguísticasVariações linguísticas
Variações linguísticas
 
Aulas gêneros e tipos textuais
Aulas   gêneros e tipos textuaisAulas   gêneros e tipos textuais
Aulas gêneros e tipos textuais
 
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURAAULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
AULA 01 - TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO - ESTRUTURA
 
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUALCOMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Aula intertextualidade
Aula intertextualidadeAula intertextualidade
Aula intertextualidade
 
Produção de Texto
Produção de TextoProdução de Texto
Produção de Texto
 
Teorias da enunciação
Teorias da enunciaçãoTeorias da enunciação
Teorias da enunciação
 
9º ano E. F. II - Interpretação de Texto
9º ano E. F. II - Interpretação de Texto9º ano E. F. II - Interpretação de Texto
9º ano E. F. II - Interpretação de Texto
 
Língua e linguagem 1
Língua e linguagem 1Língua e linguagem 1
Língua e linguagem 1
 

Semelhante a Gêneros e tipos textuais

Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02
Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02
Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02Alessandra Gomes
 
SLIDE SEGUNDA.pptx
SLIDE SEGUNDA.pptxSLIDE SEGUNDA.pptx
SLIDE SEGUNDA.pptxTainTorres4
 
Generosetipostextuaisppt
Generosetipostextuaisppt Generosetipostextuaisppt
Generosetipostextuaisppt Kelly Arduino
 
Generos e tipos textuais
Generos e tipos textuaisGeneros e tipos textuais
Generos e tipos textuaisRogério Souza
 
Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02
Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02
Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02Kelly Arduino
 
Gêneros textuais.1doc
Gêneros textuais.1docGêneros textuais.1doc
Gêneros textuais.1docelannialins
 
Pnaic producao textos_orais_escritos
Pnaic producao textos_orais_escritosPnaic producao textos_orais_escritos
Pnaic producao textos_orais_escritosClaudio Pessoa
 
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5Bete Feliciano
 
generos textuais - eventos.ppt
generos textuais - eventos.pptgeneros textuais - eventos.ppt
generos textuais - eventos.pptJeanBrito28
 
Grupo 06 generos textuais grupo 06
Grupo 06 generos textuais  grupo 06Grupo 06 generos textuais  grupo 06
Grupo 06 generos textuais grupo 06silvia-9616
 
Material oficinas inglês
Material oficinas inglêsMaterial oficinas inglês
Material oficinas inglêsFALE - UFMG
 
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escolaPNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escolaElieneDias
 
Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9Éric Santos
 
Ltt faramacia - Genero textuais
Ltt   faramacia - Genero textuaisLtt   faramacia - Genero textuais
Ltt faramacia - Genero textuaisnenhuma
 
Minicurso | Análise de Discurso Crítica e Mídia | Semana de Letras - UFV
Minicurso | Análise de Discurso Crítica e Mídia | Semana de Letras - UFVMinicurso | Análise de Discurso Crítica e Mídia | Semana de Letras - UFV
Minicurso | Análise de Discurso Crítica e Mídia | Semana de Letras - UFVMurilo Araújo
 

Semelhante a Gêneros e tipos textuais (20)

Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02
Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02
Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02
 
SLIDE SEGUNDA.pptx
SLIDE SEGUNDA.pptxSLIDE SEGUNDA.pptx
SLIDE SEGUNDA.pptx
 
Generosetipostextuaisppt
Generosetipostextuaisppt Generosetipostextuaisppt
Generosetipostextuaisppt
 
Generos e tipos textuais
Generos e tipos textuaisGeneros e tipos textuais
Generos e tipos textuais
 
Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02
Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02
Generosetipostextuaisppt 130817130306-phpapp02
 
Unidade 5 - parte 2
Unidade 5 - parte 2Unidade 5 - parte 2
Unidade 5 - parte 2
 
Gêneros textuais.1doc
Gêneros textuais.1docGêneros textuais.1doc
Gêneros textuais.1doc
 
Pnaic producao textos_orais_escritos
Pnaic producao textos_orais_escritosPnaic producao textos_orais_escritos
Pnaic producao textos_orais_escritos
 
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
Generos textuais luís antônio marcuschi - Unidade 5
 
generos textuais - eventos.ppt
generos textuais - eventos.pptgeneros textuais - eventos.ppt
generos textuais - eventos.ppt
 
Generos textuais ano 2
Generos textuais ano 2Generos textuais ano 2
Generos textuais ano 2
 
Grupo 06 generos textuais grupo 06
Grupo 06 generos textuais  grupo 06Grupo 06 generos textuais  grupo 06
Grupo 06 generos textuais grupo 06
 
Material oficinas inglês
Material oficinas inglêsMaterial oficinas inglês
Material oficinas inglês
 
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escolaPNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
PNAIC - Porque ensinar gêneros textuais na escola
 
Gt tae
Gt taeGt tae
Gt tae
 
Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9Generostextuais 1227649741760018-9
Generostextuais 1227649741760018-9
 
Generos textuais
Generos textuais Generos textuais
Generos textuais
 
Ltt faramacia - Genero textuais
Ltt   faramacia - Genero textuaisLtt   faramacia - Genero textuais
Ltt faramacia - Genero textuais
 
Minicurso | Análise de Discurso Crítica e Mídia | Semana de Letras - UFV
Minicurso | Análise de Discurso Crítica e Mídia | Semana de Letras - UFVMinicurso | Análise de Discurso Crítica e Mídia | Semana de Letras - UFV
Minicurso | Análise de Discurso Crítica e Mídia | Semana de Letras - UFV
 
255 4
255 4255 4
255 4
 

Mais de Maurício Francisco Dos Santos

Apresentação do livro zoom de istvan banyai ceilândia
Apresentação do livro zoom de istvan banyai ceilândiaApresentação do livro zoom de istvan banyai ceilândia
Apresentação do livro zoom de istvan banyai ceilândiaMaurício Francisco Dos Santos
 

Mais de Maurício Francisco Dos Santos (20)

Saber cuidar
Saber cuidarSaber cuidar
Saber cuidar
 
Cachoeira jk denúncia
Cachoeira jk  denúnciaCachoeira jk  denúncia
Cachoeira jk denúncia
 
Dissertação argumentativa
Dissertação argumentativaDissertação argumentativa
Dissertação argumentativa
 
Variação linguística 2
Variação linguística 2Variação linguística 2
Variação linguística 2
 
Guia prático da
Guia prático daGuia prático da
Guia prático da
 
Linguagem literária e linguagem não literária
Linguagem literária e linguagem não literáriaLinguagem literária e linguagem não literária
Linguagem literária e linguagem não literária
 
Arte e literatura
Arte e literaturaArte e literatura
Arte e literatura
 
Gramática aplicada 1
Gramática aplicada 1Gramática aplicada 1
Gramática aplicada 1
 
Estratégias de leitura
Estratégias de leituraEstratégias de leitura
Estratégias de leitura
 
Conto de amor
Conto de amorConto de amor
Conto de amor
 
Conto de enigma
Conto de enigmaConto de enigma
Conto de enigma
 
Conto de terror- Estudo de gêneros textuais
Conto de terror- Estudo de gêneros textuaisConto de terror- Estudo de gêneros textuais
Conto de terror- Estudo de gêneros textuais
 
Conto social- Estudo dos gêneros textuais
Conto social- Estudo dos gêneros textuaisConto social- Estudo dos gêneros textuais
Conto social- Estudo dos gêneros textuais
 
Leitura de imagens - Cef 17
Leitura de imagens  - Cef 17Leitura de imagens  - Cef 17
Leitura de imagens - Cef 17
 
Apresentação do livro zoom de istvan banyai ceilândia
Apresentação do livro zoom de istvan banyai ceilândiaApresentação do livro zoom de istvan banyai ceilândia
Apresentação do livro zoom de istvan banyai ceilândia
 
ROTEIRO PARA PESQUISA-CDA
ROTEIRO PARA PESQUISA-CDAROTEIRO PARA PESQUISA-CDA
ROTEIRO PARA PESQUISA-CDA
 
Carlos drummond de andrade
Carlos drummond de andradeCarlos drummond de andrade
Carlos drummond de andrade
 
Parceria família escola
Parceria família escolaParceria família escola
Parceria família escola
 
Interpretação textual não julgue apressadamente
Interpretação textual  não julgue apressadamenteInterpretação textual  não julgue apressadamente
Interpretação textual não julgue apressadamente
 
Tipologia textual descrição
Tipologia textual descriçãoTipologia textual descrição
Tipologia textual descrição
 

Último

2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...
Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...
Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...azulassessoriaacadem3
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxColmeias
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...azulassessoriaacadem3
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...apoioacademicoead
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMHisrelBlog
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...azulassessoriaacadem3
 
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...apoioacademicoead
 
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...apoioacademicoead
 
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIACONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIAHenrique Pontes
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...
Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...
Nesse sentido, considerando a situação hipotética apresentada sobre o projeto...
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
 
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
Com base nas informações apresentadas, responda: a. Qual o Índice de Massa Co...
 
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
 
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIACONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 

Gêneros e tipos textuais

  • 2. Atividade • Responda de acordo com o que você pensa, sem recorrer a fontes externas: • O que são gêneros textuais? • Existe diferença entre gêneros e tipos textuais? Se existe, qual é? • O que os gêneros textuais podem ter a ver com o contexto social de circulação dos textos?
  • 3. Gêneros, tipos e contexto sociais de circulação • Leiam os textos a seguir e apontem a que gênero textual pertencem.
  • 8. Que fatores levaram ao conhecimento de cada gênero? • • • • Características formais (composicionais)? O estilo da linguagem? O suporte? O contexto (ou esfera social) de circulação? • A função e os objetivos?
  • 9. Porque não confundimos uma bula com uma carta, uma notícia de jornal com uma oração, um poema com uma entrevista? • Porque reconhecemos as características dessas “espécies” de texto, aprendidas na convivência social ou na escola. Sabemos também como cada uma delas funciona socialmente. •Não entramos no consultório e esperamos que o médico nos passe uma receita de bolo
  • 10. Cada espécie de texto circula em um determinado portador ou suporte, tem seu formato próprio, usa um estilo de linguagem específico e “funciona” em um dado contexto social. Essas “espécies” de texto são o que chamamos gêneros textuais.
  • 11. Como é que surge um gênero textual? Um gênero vai-se constituindo no uso coletivo da linguagem – oral e escrita. Os membros de uma comunidade linguística vão estabelecendo, no correr de sua história, modos específicos de se dirigirem a determinado público, para alcançarem determinados objetivos ou funções.
  • 12. Tipos textuais • Os textos em geral, qualquer que seja seu gênero, são constituídos por segmentos de natureza e características diferentes. • Exemplos: segmentos de exposição de idéias, de narração, de descrição, de argumentação, de orientação para a realização de uma ação. • Esses segmentos, que podem ser reconhecidos pelas regularidades no emprego dos recursos lingüísticos, é que têm sido chamados de tipos textuais ou tipos de discurso.
  • 13. Qual a diferença entre tipos e gêneros? Os gêneros são categorias, padrões, modelos de texto que, digamos, “têm vida própria”, isto é, circulam de fato na vida social. São muito numerosos, porque atendem as necessidades comunicativas e organizacionais de muitas áreas da atividade humana, e porque se renovam, ao longo do tempo, em razão de novas necessidades, novas tecnologias, novos suportes.
  • 14. Os tipos não são textos concretos, não “têm vida própria”, são atitudes enunciativas que acarretam modos característicos de emprego dos linguísticos presentes em um texto ou em sequências de texto. São componentes dos textos e podem aparecer em diferentes gêneros, com exclusividade ou articulados entre si.
  • 15. Os tipos, em geral, se marcam pelo uso característico dos recursos linguísticos. O tipo narrativo traz os verbos, predominante, no tempo passado e principalmente articuladores (também chamados “organizadores textuais”) que expressam relações de tempo. O tipo expositivo se organiza basicamente em torno do presente verbal e usa sobretudo articuladores que indicam relações lógicas (causa, consequência, condição, etc.).
  • 16. O tipo argumentativo se dá pelo predomínio de sequências contrastivas explícitas. OS textos apresentam uma tese a ser discutida e os argumentos utilizados para concordar ou discordar dela. O tipo descritivo tem uma estrutura simples com o verbo no presente ou no imperfeito, um complemento e uma indicação circunstancial de lugar. Predominam as sequências de localização. No tipo instrucional ou injuntivo, prevalece o modo imperativo, já que se trata de um tipo que organiza textos cujo objetivo é oferecer ao leitor orientação para realizar alguma ação.
  • 17. Os suportes textuais Além do contato com os mais diversos gêneros que circulam na sociedade, o aprendiz precisa conhecer, também os suportes da escrita (cartazes, out-door, faixas, livros, revistas, jornais, folhetos publicitários, folhetos religiosos, murais escolares, livros didáticos, etc). Tais suportes, na maioria dos casos, podem ser trazidos para sala de aula, a fim de serem manuseados pelos aprendizes, reconhecidos e classificados por eles, em função do seu formato e sua função comunicativa.
  • 19. A SEQUÊNCIA DIDÁTICA: -DIAGNOSTICO INICIAL – SONDAGEM : ENVELOPE COM PUBLICAÇÕES DIVERSAS; SEPARAÇÃOCLASSIFICAÇÃO... -ESTUDO DAS CARACTERISTICAS DOS GÊNEROS -PRODUÇAO COLETIVA DO TEXTO -PRODUÇAO INDIVIDUAL -APRIMORAMENTO E REESCRITA DO TEXTO -PUBLICAÇAO DO TEXTO PRODUZIDO (SITE)
  • 20. Referências bibliográficas: • Marcuschi, in: Dionísio, Machado e Bezerra. Gêneros Textuais e Ensino. Rio: Ed. Lucerna, 2002, p. 23. • SANTOS, M. Francisca Oliveira et al. Gêneros textuais na educação de jovens e adultos. 2 ed. Maceió: FAPEAL, 2004. • SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim; et al. Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado de Letras, 2004.