PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE

184 visualizações

Publicada em

Titulo: PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE
Alunos:LINARDO LIMA,
Cidade:
Disciplina:
Turma:
Data:22-05-2014
Hora:23:58
Comentarios:Integrantes:
Adriana Nunes
Leandro de Medeiros Dantas
Linardo Lima Pepino de Macedo
Samanta C. de Oliveira

Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
184
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE

  1. 1. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE Curso de Pós-graduação Latu Sensu Especialização - MBA FGV Adriana Nunes Leandro de Medeiros Dantas Linardo Lima Pepino de Macedo Samanta C. de Oliveira Maio/2014
  2. 2. O NEGÓCIO A LLOSA Consultancy atua em consultoria e implementação de escritórios e assuntos referente ao de gerenciamento de projetos 15 anos de experiência no assunto Principais clientes: Apple, Carrefour, Baker Hughes, Halliburton, Correios BR
  3. 3. OBJETIVO Implantar um escritório de projetos (PMO) que sistematize e coordene metodologias para um eficiente gerenciamento do portfólio de projetos de LISARB.
  4. 4. IDENTIFICAÇÃO DE PROJETOS EDUCAÇÃO SAÚDE ECONOMIA QUALIDADE DE VIDA POLÍTICA EXTERNA HABITAÇÃO DIVERSIDAD E CULTURAL CULTURA + LAZER SUSTENTABI LIDADE POLÍTICA SEGURANÇA FAZER APRENDER DROGA “0" ECONO "+" ENVELHECE R MELHOR WHATSARB HABITALISAR B TODOS IGUAIS “+" ESPORTE LIXO EM LUXO NOVA POLÍTICA PAZARB EDUCATEL SANEA "+" POUPA LISARB QUALISARB DE VIDA URBANISARB SABE DE NADA, INOCENTE! ESPORTEAR T LISARB VERDE 100% VOCÊ SEGFORTE LER "+" ÁGUA LIMPA VIVER MELHOR MOBILISARB O DIFERENTE É BOM TEATRO CIDADÃO INSTAGRAMA PRA FRENTE, LISARB! PROTEG UNIVERLISAR B PRATO CHEIO CONTRUIR MELHOR GRANDE FAMÍLIA BIBLIOTECA SOCIAL CORRUPNÃO REDE SOCIAL DA PAZ VIGIA LISARB
  5. 5. CATEGORIZAÇÃO As seções abaixo foram consideradas para a categorização dos projetos de LISARB • EDUCAÇÃO • SAÚDE • ECONOMIA • QUALIDADE DE VIDA • POLÍTICA EXTERNA • HABITAÇÃO • DIVERSIDADE CULTURAL • CULTURA + LAZER • SUSTENTABILIDADE • POLÍTICA • SEGURANÇA
  6. 6. AVALIAÇÃO Dentre a gama de projetos existentes no portfólio de LISARB, seguem os selecionados para avaliação com base nos critérios que serão expostos na sequência: A. MOBILISARB B. VIGIA LISARB C. LER “+" D. “+" ESPORTE E. ECONO”+" F. PRATO CHEIO G. SANEA "+"
  7. 7. AVALIAÇÃO Os seguintes critérios foram adotados para avaliação dos projetos: A. LEIS DE INCENTIVO • Diretamente proporcional à quantidade de leis de incentivo): 20% B. CUSTO DE IMPLANTAÇÃO • Inversamente proporcional aos custos, ou seja, quanto maior os custos, menor a nota: 10% C. ACEITAÇÃO POPULAR • Diretamente proporcional à aceitação da população: 10% D. ABRANGÊNCIA SOCIAL • Diretamente proporcional à abrangência social do projeto: 20% E. TEMPO DE IMPLANTAÇÃO • Inversamente proporcional ao tempo de implantação, ou seja, quanto maior o tempo, menor a nota: 10% F. COMPLEXIDADE A. Inversamente proporcional à complexidade, ou seja, quanto maior a complexidade, menor a nota: 10% G. RISCOS A. DInversamente proporcional aos riscos, ou seja, quanto mais riscos, menor a nota: 10% H. DISPONIBILIDADE DE RECURSOS A. Diretamente proporcional à disponibilidade de recursos para este projeto: 10%
  8. 8. PRIORIZAÇÃO CRITÉRIO PESO MONILISA RB VIGIA LISARB LER "+" "+"ESPORTE ECONO "+" PRATO CHEIO SANEA "+ NOTA CRIT NOTA CRIT NOTA CRIT NOTA CRIT NOTA CRIT NOTA CRIT NOTA CRIT Leis de incentivo 0,2 4 0,8 3 0,6 9 1,8 10 2 6 1,2 4 0,8 9 1,8 Custo de Implantação 0,1 2 0,2 4 0,4 8 0,8 7 0,7 2 0,2 9 0,9 5 0,5 Aceitação popular 0,1 10 1 10 1 6 0,6 9 0,9 5 0,5 10 1 9 0,9 Abrangência social 0,2 10 2 9 1,8 6 1,2 8 1,6 7 1,4 10 2 10 2 Tempo de implantação 0,1 4 0,4 6 0,6 9 0,9 6 0,6 4 0,4 6 0,6 3 0,3 Complexidade 0,1 3 0,3 6 0,6 9 0,9 6 0,6 8 0,8 7 0,7 3 0,3 Riscos 0,1 4 0,4 7 0,7 10 1 5 0,5 3 0,3 9 0,9 4 0,4 Disponibilidade de recursos 0,1 8 0,8 6 0,6 3 0,3 7 0,7 6 0,6 8 0,8 6 0,6 TOTAL 1 5,9 6,3 7,5 7,6 5,4 7,7 6,9 Priorização 6 5 3 2 7 1 4
  9. 9. AVALIAÇÃO Aplicando o processo de avaliação de projetos, priorizou-se os projetos com melhores valores (ordem decrescente): PRATO CHEIO “+" Esporte LER “+" SANEA “+" VIGIA LISARB MOBILISARB ECONO "+"
  10. 10. BALANCEAMENTO DE PORTFÓLIO -2.25 0 2.25 4.5 6.75 9 11.25 -1.75 0 1.75 3.5 5.25 7 8.75 Legenda: 1. PRATO CHEIO 2. “+" Esporte 3. LER “+" 4. SANEA “+" 5. VIGIA LISARB 6. MOBILISARB 7. ECONO "+" 1 2 3 4 5 6 7
  11. 11. NÍVEL DE MATURIDADE A LLOSA Consultancy encomendou uma pesquisa sobre maturidade envolvendo os administradores de LISARB e após tabulação e análise dos dados constatou-se que o país se encontra no nível 2 de maturidade. Alguns aspectos caracterizam esse nível, tais como: • Início do reconhecimento dos benefícios tangíveis do GP; GP apoiado por todos os níveis de orçamento; Reconhecimento da necessidade de processos / metodologias; Gerenciamento de Escopo, Prazos e Custos; Grade de conhecimento em GP
  12. 12. BENEFÍCIOS Com a implementação do PMO, os benefícios obtidos por LISARB são: Maior difusão sobre a metodologia de gerenciamento de projetos Utilização de linguagem padrão para gerencimento de projetos em diferentes áreas Foco em informações relevantes sobre o andamento dos projetos Arquivamento de informações e dados sobre os projetos implementados, bem sucedidos ou não Histórico de projetos Base de lições aprendidas
  13. 13. NÍVEL HIERÁRQUICO Todo o planejamento está voltado para a instalação de um PMO de nível 3 com o foco na estratégia, abrangendo a organização como um todo e alinhando os projetos e programas em direção ao alcance dos resultados. PMO Nível 3 PMO Nível 2 PMO Nível 1
  14. 14. REPRESENTAÇÃO GRÁFICA PRESIDÊNCIA GOVERNO GOVERNO GOVERNO GOVERNO GOVERNO PREFEITURA PREFEITURA PREFEITURA PREFEITURA PROJETOS PMO NÍVEL 3 PMO NÍVEL 2 PMO NÍVEL 1
  15. 15. FUNÇÃO O nível de maturidade em gerênciamento de projetos existente em LISARB justifica a necessidade de implantação de um PMO com mais de uma função, sendo elas: • Métodos e Procedimentos: Dará ênfase na implantação de metodologias bem como na Comunicação e Reporte; • Gerência Técnica: Focado em auditoria e suporte.
  16. 16. MODELO O modelo escolhido foi Torre de Controle, tendo em vista a necessidade de LISARB em estabelecer padrões de gerência de projetos, suporte para seguir os padrões e melhoria contínua dos mesmos; Para reforço dos padrões será necessário o desempenho de um papel de auditoria pela Torre.
  17. 17. ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO DIAGNÓSTICO IDENTICAR SPONSOR DEFINIÇÃO DE ORÇAMENTO REALIZAÇÃO DE PLANO DE COMUNICAÇÃO IDENTIFICAR EQUIPE E FUNÇÕES CONDUÇÃO DO PILOTO IMPLEMENTA ÇÃO OBTENÇÃO D E RECURSOS D E PESSOAL E FINANCEIRO
  18. 18. ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO• 1) Diagnóstico que identifique o nível de maturidade encontrado em LISARB; • 2) Identificar o sponsor e obter sua aprovação para o PMO; • 3) Identificar o time e definir a função de cada participante; • 4) Realizar o Plano de Comunicação de forma que todos tenham conhecimento das funções e autoridades de cada participante da equipe do PMO; • 5) Elaborar um orçamento detalhado de cada etapa da implantação do PMO; • 6) Obter os recursos necessários para dar suporte à implantação do PMO; • 7) Elaboração de plano piloto com criação de métodos e processos; • 8) Implantação propriamente dita.
  19. 19. MÉTRICAS DE SUCESSO As métricas estão alinhadas com a estratégia de LISARB e visa atender às expectativas de cada uma das partes: Pesquisa de satisfação Projetos em andamento/ Total de projetos Curva S físico-financeira (EVA - Earned Value Analysis); Entregáveis por projeto/ Total de entregáveis por projeto
  20. 20. FATORES CRÍTICOS DE SUCESO Divulgação de boas práticas no gerenciamento dos projetos Realização das métricas para avaliação e comparação do andamento dos projetos Disseminação de lições aprendidas e resultados Alinhamento da alta gerência com o objetivo de cada um dos projetos implementados
  21. 21. FIM

×