PMO em Lisarb

275 visualizações

Publicada em

Titulo: PMO em Lisarb
Alunos:Raquel Grillo Vettori,Felipe Santos,Debora Lebre Poloni,Débora Zacharias Cypriano,Carlos Resende,Fabio,
Cidade: Campinas
Disciplina: PMO
Turma: GP36
Data:17-03-2014
Hora:21:06
Comentarios:
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
275
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PMO em Lisarb

  1. 1. Project Office e Nível de Maturidade Campinas Gerenciamento de Projetos Turma 36
  2. 2. A OMP Consulting é uma empresa de consultoria em gerenciamento profissional de portfólios e projetos, e ênfase em implantação de PMO. Dentre os principais benefícios da implantação do Escritório de Projetos estão o alinhamento da gestão dos projetos às estratégias e objetivos da organização; aumento da taxa de sucesso em projetos, pela obtenção dos resultados esperados, especialmente em prazo e custo; minimização do impacto de riscos; definição de um modelo de referência, metodologia e boas práticas de gestão de projetos; alcançar níveis de maturidade em gerência de projetos. Tem sólida experiência em implantação de Escritórios de Projetos em órgãos e instituições governamentais, com cases de sucesso em países como Aibmoloc, Aleuzenev, e Aivílob. Quem somos
  3. 3. Equipe Debora Lebre Poloni Debora Zacharias Cypriano Fábio Bergamini Tangerino Felipe da Silva Santos Carlos Fernando Pacheco de Resende Raquel Grillo Vettori
  4. 4. Apresentar proposta de Gerenciamento de Portfólio alinhado aos objetivos do Planejamento Estratégicos de Lisarb e implantação de Escritório de Projeto. Objetivo
  5. 5. CATEGORIA Educação e Cultura P1 Educação sem limites P2 Inova Lisarb P3 Lisarb sem fronteiras P4 Lisarb Inteligente P5 DiversiLisarb P6 Cultura para Todos Identificação dos projetos e categorização CATEGORIA Política Interna e Externa P8 Lisarb para Todos P9 GlobaLisarb P10 Lisarb Ouve Você P11 Corrupção Zero P12 Agilizarb P13 Juntos por uma nova Lisarb P14 Burocracia Zero CATEGORIA Meio Ambiente P7 Lisarb Mais Verde CATEGORIA Segurança P15 Segurança Já CATEGORIA Saúde e Bem Estar P16 Infância Feliz P17 Drogas Não P18 Valorização da Melhor Idade Os projetos foram categorizados em cinco eixos estratégicos, alinhados ao Plano de Governo de Lisarb.
  6. 6. Para avaliação dos projetos foram considerados seis critérios, com pesos proporcionais à importância do critério dentro da estratégia de governo de Lisarb. Cada um dos critérios recebeu nota 0, 5 ou 10, conforme tabela: Avaliação Critério Peso Nota 0 5 10 Retorno Financeiro 10 Acarreta impacto negativo no orçamento pré definido não acarreta alteração no orçamento gera algum retorno financeiro, direta ou indiretamente Nº beneficiários 20 ≤2% da população 2% < da população <10% ≥10% da população Prazo 20 ≥4 anos ≤ 2 anos 2< Prazo <4 anos Risco 15 ≥0.8 0.3< Risco <0.8 ≤0.3 IDH (Impacto positivo) 15 Projeto que não afeta direta/indiretamente o IDH projeto que afeta indiretamente o IDH afeta diretamente o IDH Nível de Popularidade 20 não aumentaria a popularidade do presidente aumentaria de 0 a 2% o nível de popularidade aumentaria mais que 2% o nível de popularidade
  7. 7. Para seleção de projetos para integração do portfólio, foram adotados critérios de EXCLUSÃO, conforme tabela: Esses critérios foram adotados tendo em vista o posicionamento estratégico adotado pelo Governo de Lisarb, no qual projetos de baixa popularidade e/ou alto risco devem ser desconsiderados. Adotou-se ainda pontuação mínima, entendendo que os projetos com pontuação inferior não apresentam retorno desejado. Seleção Critérios de exclusão Nível de popularidade = 0 Risco = 0 Total de Pontos < 300
  8. 8. Seleção Critério Peso P1 P2 P3 P4 P5 P6 P7 P8 P9 Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Retorno Financeiro 10 0 0 10 100 10 100 10 100 0 0 0 0 0 0 0 0 10 100 Nº beneficiários 20 10 200 5 100 0 0 5 100 10 200 5 100 5 100 10 200 0 0 Prazo 20 5 100 5 100 10 200 5 100 5 100 10 200 10 200 10 200 5 100 Risco 15 5 75 5 75 10 150 0 0 10 150 5 75 5 75 5 75 0 0 IDH 15 10 150 5 75 5 75 0 0 10 150 5 75 0 0 10 150 0 0 Nível de Popularidade 20 10 200 5 100 0 0 5 100 0 0 5 100 10 200 10 200 5 100 TOTAL DE PONTOS 100 725 550 525 400 600 550 575 825 300 RESULTADO Aprovado Aprovado Rejeitado Rejeitado Rejeitado Aprovado Aprovado Aprovado Rejeitado Critério Peso P10 P11 P12 P13 P14 P15 P16 P17 P18 Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Retorno Financeiro 10 0 0 0 0 5 50 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 Nº beneficiários 20 5 100 10 200 5 100 10 200 10 200 10 200 10 200 5 100 10 200 Prazo 20 5 100 5 100 5 100 10 200 10 200 10 200 10 200 5 100 10 200 Risco 15 5 75 0 0 5 75 5 75 10 150 5 75 5 75 10 150 5 75 IDH 15 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 10 150 10 150 10 150 10 150 Nível de Popularidade 20 0 0 10 200 5 100 10 200 0 0 10 200 10 200 0 0 10 200 TOTAL DE PONTOS 100 275 500 425 675 550 825 825 500 825 RESULTADO Rejeitado Rejeitado Aprovado Aprovado Rejeitado Aprovado Aprovado Rejeitado Aprovado
  9. 9. Para priorização foi adotada a pontuação dos projetos aprovados. Como critério de desempate foi adotada a pontuação de prazo, beneficiários e risco, nessa ordem. Priorização Priorização Projeto Potuação 1 P16 Infância Feliz 825 2 P15 Segurança Já 825 3 P18 Valorização da Melhor Idade 825 4 P8 Lisarb para Todos 825 5 P1 Educação sem limites 725 6 P13 Juntos por uma nova Lisarb 675 7 P7 Lisarb Mais Verde 575 8 P6 Cultura para Todos 550 9 P2 Inova Lisarb 550 10 P11 Corrupção Zero 500
  10. 10. Balanceamento do portfólio Categorias do Planejamento Estratégico • 1 – Educação e Cultura • 2 – Saúde e Bem Estar • 3 – Política Interna e Externa • 4 – Segurança • 5 – Meio Ambiente Projetos 0 100 200 300 400 500 600 700 800 900 1000 0 1 2 3 4 5 6 PontuaçãodePriorização Categorias do Planejamento Estratégico Balanceamento Segurança Já Valorização da Melhor Idade Educação sem limites Lisarb para Todos Inova Lisarb Juntos por uma nova Lisarb Lisarb Mais Verde Corrupção Zero Cultura para Todos Infância Feliz
  11. 11. Balanceamento do portfólio e interação com demais áreas Considerando os três pilares do Planejamento Estratégico, EDUCAÇÃO, SAÚDE E POLÍTICA INTERNA E EXTERNA, o portfólio foi considerado Balanceado. Também, na carteira de projetos já existiam mais projetos nas categorias de Educação e Cultura, Política, e Saúde e Bem Estar. Como medida preventiva, será emitido um parecer para os outros Ministérios solicitando mais propostas de projetos para se ter uma maior quantidade de projetos para se fazer os gerenciamento de Portfólio.
  12. 12. Verificou-se através de pesquisa de maturidade em gerenciamento de projetos, que Lisarb encontra-se no Nível 2. Empresas nesse nível apresentam conhecimentos básicos em Gerenciamento de Projetos, as iniciativas de padronização de procedimentos são isoladas e restritas, mas percebe-se a necessidade de se efetuar planejamento e controle padronizados. Nessas empresas, fracassos são recorrentes. Nível de maturidade
  13. 13. Benefícios Como benefícios da implantação do PMO podemos citar: • Alinhar a gestão dos projetos às estratégias e objetivos corporativos estratégicos para obtenção dos resultados esperados; • Potencializar resultados e minimizar incertezas, problemas ou desvios de prazo e custos nos projetos, consolidando dados e sabendo que realmente está acontecendo; • Ampliar a visibilidade e controle sobre o portfólio de projetos e programas, auxiliando a tomada de decisões estratégicas; • Promover um modelo de referência, metodologia e boas práticas de gestão de projetos o que facilitará a transferência de conhecimento; • Conquistar níveis de maturidade em gerência de projetos; Com o Escritório de Projetos é possível transformar as estratégias empresariais em ações e obter resultados efetivos com a execução e gestão eficiente dos projetos.
  14. 14. Nível hierárquico adotado É recomendável adotar o 3º Nível Hierárquico pois as adequações devem começar de cima para baixo, ou seja, no nível estratégico do país, visando a organização como um todo.
  15. 15. Foco adotado O foco adotado trará benefícios para a alta administração de LISARB, onde um centro de suporte a projetos será criado para a unificação de esforços, com a disseminação de práticas e métodos de gerenciamento de projetos. Além disso, com o nível 3 adotado, as propostas serão mais realistas e o suporte às tomadas de decisões serão realizados. Outros benefícios para este país é que haverá um melhor alinhamento com a estratégia de negócios para a organização como um todo, e com isso ocorrerá o aumento do nível de satisfação dos cidadãos com os resultados obtidos.
  16. 16. Função adotada O função adotada foi “Métodos e Procedimentos”. Para o caso de Lisarb e baseando-se no nível de maturidade medido, as justificativas para a escolha dessa função são: • Ausência de metodologias de gerenciamento de projetos; • Não incorporação de melhores práticas de gerenciamento de projetos; • Deficiência no gerenciamento dos Stakeholders; • Ausência de controle integrado de mudanças; • Deficiência/ausência dos planos de comunicação e reporte; • Ausência do uso de metodologias para avaliação de performance.
  17. 17. Modelo adotado O modelo adotado foi o “Torre de Controle”. Esse modelo trará o gerenciamento de projetos como um processo de negócio a ser nutrido e protegido. Irá estabelecer os padrões a serem seguidos, dando suporte e reforçando sua manutenção. O escritório passará todas as instruções necessárias para alinhamento com o Planejamento Estratégico, minimizando e/ou evitando os riscos. O modelo estará combinado ao modelo Estação Meteorológica no reporte à alta administração em relação ao andamento dos projetos.
  18. 18. Profissionais envolvidos • Raquel Grillo Vettori. Função: Gerente do PMO. Local de trabalho: Sede; • Felipe da Silva Santos. Função: Gerente de projetos. Local de trabalho: Sede; • Débora Lebre Poloni. Função: Analista de Projetos Sênior. Local de trabalho: Sede; • Carlos Fernando Pacheco de Resende. Função: Engenheiro de Projetos Sênior. Local de trabalho: Sede; • Débora Zacharias Cypriano. Função: Analista de Projetos Pleno. Local de trabalho: Filial RJ; • Fabio Bergamini Tangerino. Função: Analista de Projetos Pleno. Local de trabalho: Filial SP.
  19. 19. Etapas de implementação Aplicação do questionário de maturidade Diagnóstico Apresentar benefício Gerenciamento Portfólio Elaborar proposta Implementação Indicadores Fatores críticos de sucesso
  20. 20. Métricas de sucesso adotadas De forma a acompanhar os resultados da implantação do PMO assim como o alinhamento dos projetos e programas com os objetivos estratégicos de LISARB, as seguintes KPIs serão monitoradas. KPIs de Portfolio - Nível de popularidade e aprovação do governo - Índice de desenvolvimento humano - Índice de analfabetismo funcional - Índice de criminalidade - Índice de desemprego - Índice de acesso a energia - Índice de acesso a saneamento basico
  21. 21. Métricas de sucesso adotadas KPIs de Projetos - Dias em atrasos das entregas - Índices de custos SPI - Número de alterações de escopo - Índices quantitativos de qualidade Os resultados apresentados por essas KPIs serão utilizados como base para tomada de decisões de projetos e portfolio desenvolvidos pelo PMO para LISARB.
  22. 22. Fatores críticos de sucesso - Ter um sponsor que trabalhe em parceria, comprometido com o projeto e disponível para participar das decisões e remover possíveis obstáculos - Escopo do trabalho bem definidos e bem compartilhado com toda a equipe. - Objetivos alinhados com a estratégia do negócio e divulgado para todos os envolvidos, permitindo o engajamento de todos. - Recursos disponíveis e papéis e responsabilidades da equipe definidos - Processo de registro e disseminação de lições apreendidas

×