Pfundo gp04-aq-sh1

830 visualizações

Publicada em

Gabriel Godolphim Vernes Aires, Gláucia de Carli, Gustavo Pacheco Freitas, Rodolfo Argenta Bortolin, Vinícius de Assumpção Silveira

Comentários
Introdução: ok;
Objetivo: ok;
WBS: ok;
Análise Make or Buy: ok;
Mapa das Aquisições: sugere-se identificar mais de um fornecedor para os pacote de trabalho escolhido buy;
WBS revisada: ok;
Registro de Riscos: ok;
Critérios Eliminatórios: ok;
Critérios Classificatórios: ok;
Declaração de Trabalho: ok;
Explicitar critérios: ok;
Sistema de Pontuação: ok;
Documentos de Aquisições: ok;
Meio: ok;
Contrato: ok;
Classificação para o Contrato: ok;
Tipo de Contrato: ok;
Licitação ou Concorrência: ok;
Fiscalização: ok;
Relatórios: ok;
Passo a passo administrar contratos: ok;
Passo a passo encerrar contratos: ok;

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Pfundo gp04-aq-sh1

  1. 1. 3. Equipe
  2. 2. 3. EquipeGabriel Godolphim Vernes Aires - CEOGláucia de Carli - Diretora de Meio AmbienteGustavo Pacheco Freitas - Diretor de Engenharia e ArquiteturaRodolfo Argenta Bortolin - Diretor de MarketingVinícius de Assumpção Silveira - Diretor de TI
  3. 3. 5. Objetivo do TrabalhoA Smart Eco House é um empresa que atua no ramo de tecnologiapara automação residencial.É pioneira no conceito de residências inteligentes que funcionem einterajam em harmonia com o meio-ambiente.O SH1 é o projeto piloto da empresa onde está sendo aplicado osvalores propostos pela Smart Eco House.A empresa espera obter como resultado final do SH1 umaresidência informatizada que forneça segurança, conforto,exclusividade, auto-sustentabilidade e interoperabilidade comdispositivos móveis.
  4. 4. 6. WBS
  5. 5. 7. Critérios Make or Buy1. Capacidade (quantidade e qualidade) da equipe;2. Necessidade de fornecimento especilializado;3. Necessidade de absorção da tecnologia;4. Restrições de custo;5. Restrições de prazo;6. Restrições de subcontratação;7. Existência de fornecedores confiáveis;
  6. 6. 7. Critérios Make or Buy8. O core business da empresa;9. Compartilhamentos de riscos;10. Problemas legais ou de segurança da informação;11. Logística;12. Consultoria especializada disponível;13. Fornecedores qualificados e com qualidade para suprir ademanda.
  7. 7. 8. Mapa de Aquisições
  8. 8. 9. WBS Revisada
  9. 9. 10. Registro de Riscos
  10. 10. 11. Critérios Eliminatórios1. Mínimo de 5 anos de funcionamento no mercado;2. Deve ter uma sede em funcionamento no mesmo estado ondecada projeto estiver sendo realizado;3. Certificação ISO 9001;4. Regularização Fiscal e Judicial;5. Capacidade Financeira.
  11. 11. Pacote de Trabalho escolhido para os itens seguintes:
  12. 12. 12. Critérios Classificatórios1. Capacidade e Experiência Técnica;2. Menor Custo;3. Maior tempo de garantia;4. Desempenho em contratos anteriores: atendimento ao prazo;5. Consiência ambiental.
  13. 13. 13. Declaração de TrabalhoEscopo:1. A estrutura deve suportar 20 toneladas;2. A estrutura deve possuir 180 m² e 9 m de altura;3. A estrutura deve ser dividida em 2 pavimentos;4. A estrutura deve ser impermeável.5. A estrutura deve possuir isolamento térmico;6. A estrutura deve possuir isolamento acústico.Qualidade:7. Utilização de materiais de primeira linha, que estejam de acordocom as normas vigentes específicas para cada item.
  14. 14. 13. Declaração de TrabalhoQuantidade:8. Apresentar, no mínimo, dois tipos de materiais para a estrutura.Prazo:9. Projeto conceitual: 30 dias;10. Execução da obra: 4 meses após aprovação.
  15. 15. 14. Explicitar na DT os critérios de avaliação?Não. Pois permite que os concorrentes preparem-se de maneira aludibriar a sua avaliação.
  16. 16. 15. Sistema de Pontuação
  17. 17. 16. Documentos de Aquisição AdotadosRFP. Devida a falta de conhecimento técnico da Smart Eco Housepara o desenvolvimento do Pacote de Trabalho em questão.
  18. 18. 17. Meio adotado para envio dos convitesE-mail. Pela praticidade, garantia de entrega e utililização comoevidência escrita.
  19. 19. 18. Contrato Formal ou Tácito?Formal. Por se tratar de um Pacote de Trabalho complexo e de altorisco, é importante ter formalização e proteção jurídica por meiodo contrato.
  20. 20. 19. Espécie adotada para o contratoEmpreitada. Pois é a espécie de contrato mais utilizada paraprojetos que envolvem construção cívil, como este caso.
  21. 21. 20. Tipo de ContratoPreço Unitário (Global) – Pois transfere os riscos do Pacote deTrabalho para o fornecedor contratado. Também, por não possuirexpertise suficiente para acompanhar e avaliar o desenvolvimentodeste pacote. Assim, não podendo auditar o faturamento domesmo. Além de a empresa possuir o escopo bem definido.
  22. 22. 21. Fluxograma Concorrência Privada
  23. 23. 22. Atitudes e Fiscalizações adotas1. Respeito ao contrato pela contratante;2. Acompanhamento de milestones;3. Auditoria (qualidade/segurança);4. Controle Integrado das Mudanças;5. Medição – Controle de Qualidade.
  24. 24. 23. Relatório para Administrar as Aquisições
  25. 25. 23. Relatório para Administrar as Aquisições CAMPO DESCRIÇÃO RDO Nº Número único que identifica o RDO DATA Data em que o RDO foi escrito OBRA Nome da obra Código Código único da obra Prazo Prazo para construção da obra Dt Início Data prevista para o início da obra Dt Fim Data prevista para o fim da obra Dias decorridos Quantidade de dias decorridos desde o início da obra Serviços Executados Tarefas executadas neste período de tempo Observações da Fiscalização Observações feitas pelo fiscal responsável da obra Equipamentos Utilizados Equipamentos utilizados no desenvolver das tarefas descritas Quantidade Quantidade de cada equipamento utilizado Valor Valor total gasto para o uso de cada equipamento Cargo Cargo de quem participou das tarefas Horas Trabalhadas Quantidades trabalhadas por quem participou das tarefas RESPONSÁVEL Responsável pela a obra FISCAL Responsável pela a fiscalização da obra
  26. 26. 24. Fluxograma de Administração do Contrato
  27. 27. 25. Fluxograma de Encerramento do Contrato
  28. 28. 26. Índice de Organização do PGA

×