Lisarb Hunka consultoria

404 visualizações

Publicada em

Titulo: Lisarb Hunka consultoria
Alunos:Dayan Ferreira Dantas,José Aldo,JERUSLEY FERREIRA,Ramid,Bruno de Carvalho Hunka,
Cidade: Natal
Disciplina: Integração
Turma: GP04
Data:18-12-2012
Hora:11:52
Comentarios:Segue trabalho de PMO
Publico até ápos a correção

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Comentários
    Introdução: ok;
    Objetivo do trabalho: ok;
    Identificação: ok;
    Categorização: ok;
    Avaliação: ok;
    Seleção: sugere-se aplicar os critérios de avaliação para todos os projetos para que possam ser selecionados;
    Priorização: sugere-se aplicar os critérios de avaliação para todos os projetos para que possam ser priorizados;
    Balanceamento: sugere-se que o gráfico de bolhas seja organizado de maneira diferente;
    Rebalanceamento: idem ao balanceamento;
    Nível de maturidade: ok;
    Benefícios do PMO: ok;
    Nível hierárquico: ok;
    Função do PMO: ok;
    Modelo de PMO: ok;
    Etapas de implementação: não foi apresentada a WBS para a implementação do PMO, nem a justificativa;
    Métricas: ok;
    Fatores críticos de sucesso: ok;
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
404
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
47
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lisarb Hunka consultoria

  1. 1. PROJECT OFFICE E NÍVEL DE MATURIDADE PMO em LISARB Natal/RN - GP Turma 04
  2. 2. LOGOTIPO DA EMPRESA E DO PROJETO Portfólios, Programas e Projetos PMO em LISARB “O Futuro é Agora”
  3. 3. O NEGÓCIO A Hunka Consultoria atua na Implantação de Escritórios de Gerenciamento de Portfólios, Programas e no Desenvolvimento de Metodologias de Gerenciamento de Projetos adequadas à Realidade do Cliente. Experiente em Avaliação e Seleção de Projetos. Fornece Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas e Equipes. PMO - Lisarb
  4. 4. EQUIPE Jerusley Ferreira da Costa, José Aldo Gomes, Dayan Ferreira Dantas, Ramid Riserio Mendonça de Medeiros e Bruno de Carvalho Hunka.
  5. 5. OBJETIVO Implantação do escritório de gerenciamento dos projetos de LISARB. Implantar a metodologia utilizada pela HUNKA Consultoria para a Identificação, Categorização, Avaliação, Seleção, Priorização e Balanceamento dos projetos, visando criar um portfólio eficiente para o alcance dos Objetivos Estratégicos de LISARB.
  6. 6. IDENTIFICAÇÃO DOS PROJETOSTendo como base os objetivos definidos pela equipe do PlanejamentoEstratégico do Lisarb foram identificados os seguintes projetos: ITEM OBJETIVOS PROJETOS IDENTIFICADOS 1 Aliança para um LISARB mais justo 1.1 -Justiça nos bairros 1.2 -Justiça cidadã 2 Política cidadã baseada em principio e valores 2.1 -Ética agora 2.2 - Célula familiar 3 Educação para a sociedade do conhecimento 3.1 - Futuro e Tecnologia 3.2 - Alfabetização dos adultos 3.3 - Universidade Aberta 3.4 - Biblioteca nos bairros 3.5 - Mais Escolas 4 Educação para uma sociedade sustentável 4.1 - Carona Amiga 4.2 - Preserva é Tudo 4.3 - Cinturão Verde 4.4 - Construa Certo 5 Proteção social 5.1 - Albergue Social 5.2 - Não as drogas 5.3 - Abrigo da 3ª Idade
  7. 7. IDENTIFICAÇÃO DOS PROJETOS Continuação: ITEM OBJETIVOS PROJETOS IDENTIFICADOS 6 Qualidade de vida e segurança para todos os 6.1 - Academia da 3ª Idade Lisarbeanos 6.2 - Saúde para todos 6.3 - Prato Feito 6.4 - Saneamento Básico 6.5 - Maternidade escola 7 Cultura e Fortalecimento a diversidade 7.1 - Somos Todos Irmãos 7.2 - Cinema nos Bairros 7.3 - Teatro nas ruas 7.4 - Ruas de Lazer 8 Política externa para o século 21 8.1 - Paz para todos 8.2 - Exportar Agora 9 Combate a corrupção 9.1 - Nepotismo Zero 9.2 - Gestão Transparente 9.3 - Contas Abertas 9.4 - Orçamento Participativo
  8. 8. CATEGORIZAÇÃO DOS PROJETOS IDENTIFICADOS Visando agrupar os projetos de acordo com suas áreas de atuação e benefícios, foram adotadas as seguintes categorias: CONHECIMENTO E CULTURA – projetos que promovam a melhoria na qualidade da educação básica até a universidade. Além disso integra projetos que ofereçam a população o acesso a atividades culturais. JUSTIÇA E CIDADANIA – projetos que assegurem a população uma justiça mais rápida e eficaz, bem como programa de base que promovam a conscientização desde cedo de valores como honestidade, ética, cidadania e justiça. SAÚDE – abrange os projetos focados no atendimento a saúde e bens estar da população em geral. INFRAESTRUTURA – esta categoria abrangerá projetos de infraestrutura básica, como melhoria de estradas, saneamento básico e moradias.
  9. 9. CATEGORIZAÇÃO DOS PROJETOS IDENTIFICADOSProjetos x Categorias:Conhecimento e Cultura Justiça e Cidadania Saúde Infraestrutura3.2 - Alfabetização de Adultos 1.1 - Justiça nos bairros 6.1 - Academia da 3ª Idade 6.4 - Saneamento Básico3.3 - Universidade Aberta 1.2 - Justiça cidadã 6.2 - Saúde para todos 6.5 - Maternidade Escola3.1 - Futuro e Tecnologia 9.1 - Nepotismo Zero 6.3 - Prato feito 8.2 - Exportar agora3.4 - Biblioteca nos bairros 9.2 - Gestão Transparente 3.4 - Biblioteca nos bairros7.3 - Teatro nas Ruas 9.3 - Contas Abertas 3.5 - Mais Escolas7.4 - Ruas de Lazer 9.4 - Orçamento Participativo 4.4 - Construa certo7.1 - Somos todos Irmãos 5.1 - Albergue Social7.2 - Cinema nos bairros 5.2 - Não as drogas 5.3 - Abrigo da 3ª Idade 4.1 - Carona amiga 4.2 - Preservar é tudo 2.1 - Ética agora 2.2 - Célula Familiar 8.1 - Paz para todos
  10. 10. PROCESSO DE AVALIAÇÃO Realizado uma avaliação qualitativa considerando os interesse do Sponsor, onde foram selecionados os seguintes projetos para avaliação: Biblioteca nos bairros. Mais escolas. Construa certo. Nepotismo zero. Academia da 3ª idade. Não as drogas. Justiça nos bairros.
  11. 11. PROCESSO DE AVALIAÇÃOOs projetos qualificados foram avaliados quantitativamente pelos seguintescritérios: Custo: A nota será diretamente proporcional ao custo do projeto. Peso = 30% Benefício Social: A nota será diretamente proporcional à porcentagem da população que será abrangida pelo projeto. Peso = 30% Legalidade: A nota será diretamente proporcional a exigência legal da execução do projeto. Peso = 20% Imagem: A nota será diretamente proporcional a projetos populares contribuem para uma imagem positiva do governo. Peso = 20%
  12. 12. SELEÇÃO E PRIORIZAÇÃO PROJETOS QUALIFICADOS Biblioteca nos Academia da 3ª Justiça nos CRITÉRIO PESO Mais Escolas Construa Certo Nepotismo Zero Não as Drogas Bairros Idade Bairros Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota MédiaCusto 45% 7,0 3,2 10,0 4,5 5,0 2,3 1,0 0,5 8,0 3,6 3,0 1,4 6,0 2,7Benefício Social 30% 8,0 2,4 10,0 3,0 6,0 1,8 5,0 1,5 10,0 3,0 8,0 2,4 8,0 2,4Legalidade 15% 3,0 0,5 8,0 1,2 5,0 0,8 10,0 1,5 3,0 0,5 8,0 1,2 10,0 1,5Imagem 10% 4,0 0,4 8,0 0,8 5,0 0,5 10,0 1,0 8,0 0,8 8,0 0,8 8,0 0,8 NOTA FINAL 6,4 9,5 5,3 4,5 7,9 5,8 7,4 RESULTADO APROVADO APROVADO REPROVADO REPROVADO APROVADO REPROVADO APROVADO PRIORIZAÇÃO 4º 1º 2º 3ºObs.: NOTA DE CORTE = 6,0 Aplicando o processo de avaliação dos projetos qualificados foram aprovados na seguinte ordem projetos: 1º) Mais Escolas; 2º) Academia da 3ª Idade; 3º) Justiça nos Bairros; e 4º) Biblioteca nos Bairros.
  13. 13. BALANCEAMENTO DO PORTFÓLIO DESBALANCEAMENTO PROJETOS Biblioteca nos LEGENDA: Bairros Custo Benefício Mais Escolas Custo Benefício Legal Imagem Academia da 3ª Legal Imagem IdadeJustiça nos Bairros CRITÉRIOS Custo Benefício Legal Imagem Ao analisar o gráfico constatou-se que havia algumas áreas vazias que demonstrava o desbalanceamento do Portfólio.
  14. 14. BALANCEAMENTO DO PORTFÓLIO BALANCEAMENTO Houve um novo balanceamento onde foi possível incluir novas oportunidades de projetos. Foi incluído novo critério que deveria atender a outros objetivos estratégicos. PROJETOS Biblioteca nos Bairros LEGENDA: Mais Escolas Custo Benefício Custo Benefício Construa Certo Legal Imagem Nepotismo Zero Legal Imagem Academia da 3ª Duração Duração Idade Justiça nos Bairros CRITÉRIO Custo Benefício Legal Imagem Duração
  15. 15. NÍVEL MATURIDADEConforme Pesquisa de Maturidade em Gerenciamentode Projetos fornecida no exercício aplicada na LISARB.Pela tabulação das respostas conclui-se que LISARB se encontra no Nível 2 deMaturidade,Maturidade ou seja: Há baixo nível de maturidade em projetos. Há documentação sem padronização para os processos de gerenciamento dos projetos; Para as métricas básicas de Custo, Tempo e Performance Técnica há uma correlação informal. 200 Nível 5 161 160 Nível 4 120 119 Nível 3 80 79 LISARB Nível 2 69 Pontos 41 40 Nível 1 10
  16. 16. BENEFÍCIOS Com a implementação do PMO, o LISARB obterá os seguintes benefícios: Redução nos custos dos projetos implementados; Projetos alinhados com os objetivos estratégicos; Pressão nos prazos de entrega dos projetos; Crescimento da maturidade dos projetos com foco em retorno financeiro; Crescimento das receitas geradas pelos projetos; Maior chance de sucesso do projeto.
  17. 17. NÍVEL HIERÁRQUICO O nível hierárquico adotado foi o PMO Nível 2, visando processos e otimização de recursos em projetos diferente. LISARB Estado A Estado B Estado C Estado D Estado E PMO Nível 3 Município A Município B Município C Município D PMO Nível 2 PMO Nível 2 Projetos
  18. 18. FUNÇÃO E MODELO ADOTADOS FUNÇÃO: Gerência Técnica: Justificado pelo nível de maturidade em gerenciamento de projetos de LISARB, o que demonstrada necessidade de uma base de conhecimento em gerenciamento de projetos e alguém com expertise técnica para aconselhar e reforçar as boas práticas de gerenciamento de projetos. MODELO: Torre de Controle Justificando, porque: Como apresenta baixa maturidade o processo de estabelecimento de padrões. Guiará os PMO dos níveis hierárquicos abaixo para o seguimento da metodologia. É o modelo que mais oferece apoio e controle ao desenvolvimento de projetos Nesse primeiro momento de implantação é necessário que o PMO 2 passe instruções de voo, pouso e decolagem e monitore o desempenho para garantir maior eficiência do processo e minimizar os riscos ou seja os acidentes com projetos.
  19. 19. ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO Identificar o Sponsor Determinar Obter RH e Conduzir um Implementação Diagnóstico Infraestrurura e Recursos Piloto (Roll Out) Staff (RH) Financeiros Preparar Comunicação Preparar Plano e Orçamento 1º. Diagnosticar o verdadeiro motivo da criação do PMO - realizando uma pesquisa com a direção da empresa e com o corpo gerencial para identificar quais as primeiras necessidades da empresa. 2º. Conhecer e apresentar o PMO para receber a aprovação do sponsor do projeto; 3º. Planejar a infraestrutura e os recursos humanos que irão atuar dentro do PMO; 4º. Preparar a entrada do PMO dentro da empresa e comunicar a todos das atribuições e tarefas que são de responsabilidade do PMO; 5º. Elaborar um Planejamento Estratégico - Plano de Negócios - alinhado com um orçamento detalhado para implantação; 6º. Obtenção de RH e Financeiros para início das atividades; 7º. Elaboração de um piloto de execução, de como será o trabalho dentro do PMO; 8º. Início da implantação propriamente dita.
  20. 20. MÉTRICAS DE SUCESSO A métrica está alinhada ao objetivo estratégico de LISARB, ao aferir a expectativa da população com o desempenho, bem como a quantidade de pessoas beneficiadas com os programas adotados. Mostrando também a transparência do orçamento e tempo inicial e final, através dos seguintes indicadores: 1) Pesquisa de Satisfação / Avaliação Geral; 2) Quantidade de requisições feitas ao PMO (mês); 3) Quantidade de projetos em andamento/iniciados/concluídos com o acompanhamento do PMO(mês); 4) Quantidade de ocorrências de registro e recuperação de informações na base de conhecimento; 5) Escopo: Índice de entregáveis em atraso, índice de quantidade de mudanças; 6) Cronograma: Planejado x Realizado; 7) Custo: Previsto x Executado, Análise do VA.
  21. 21. FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO Os fatores críticos de sucesso para implantação do PMO em LISARB são: Alinhamento dos Projetos as Estratégias da Empresa; Responsabilidades compatíveis com as competências de cada membro do time PMO; Disseminar Resultados e Lições Aprendidas; Priorização dos projetos a partir de métricas pré-definidas e validas pela Alta Administração; Propagar boas práticas para gestão eficaz de Projetos; Infraestrutura adequada com instalações, equipamentos, softwares para a Gestão dos Projetos.
  22. 22. FIM Portfólios, Programas e PMO em LISARB Projetos “O Futuro é Agora” Obrigado!

×