Lean Box

1.372 visualizações

Publicada em

Titulo: Lean Box
Alunos:Renato Silva Neves,Reginaldo V. Souza,Renato da Silva Shishido,Fernando Scutare,
Cidade: Campinas
Disciplina: Escopo
Turma: GP32
Data:24-08-2012
Hora:16:11
Comentarios:
Publico até ápos a correção

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.372
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
365
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lean Box

  1. 1. GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS Campinas – turma 32MBA em Projetos
  2. 2. GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS Projeto: LEAN BOX Integrantes: - Fernando Scutare - Reginaldo das Virgens Souza - Renato da Silva Shishido - Renato Silva NevesMBA em Projetos
  3. 3. GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS A R3F LOGISTIC é uma empresa com mais de 25 anos de mercado atuando em todas as etapas do processo logístico e de transportes no setor de prestação de serviços logísticos. Para isso, conta com um grupo de profissionais treinados e qualificados para lidar com todos os tipos de materiais.MBA em Projetos
  4. 4. MISSÃO, VISÃO E VALORES DA R3F Missão Ser o melhor operador logístico nas áreas onde atuamos, oferecendo serviço de qualidade com preços competitivos, além de promover o crescimento sustentável de forma a preservar o meio ambiente. Visão Ser referência nos segmentos de atuação, através da excelência na prestação dos seus serviços. Valores A R3F LOGISTIC entende que para ter crescimento sustentável e com bases bem feitas é necessário estar alicerçada em um conjunto de valores, sendo eles: • Melhoria contínua • Compromisso com o cliente • Postura ética • Respeito aos colaboradoresMBA em Projetos
  5. 5. SERVIÇOS OFERECIDOS PELA R3F A R3F LOGISTIC conta com uma equipe multidisciplinar altamente capacitada que garante o desenvolvimento e a operacionalização de projetos de inteligência logística. Um diagnóstico completo e detalhado do problema do cliente é realizado a fim de garantir a melhor solução. • Projeto Logístico; • Operações Dedicadas de Transportes, Contêineres, Milk Run, Just in Time, Químicos e Distribuição Física; • Gestão Logística In/Out bound, transportes e distribuição física; • Armazéns Gerais • Serviços de picking, transbordo, embalagem, etiquetagem, rotulagem; • Recebimento; • Faturamento; • Expedição.MBA em Projetos
  6. 6. SERVIÇOS OFERECIDOS PELA R3F Transportes • A R3F LOGISTIC possui frota com idade média de 03 anos. Toda a frota possui um rígido programa de manutenção preventiva e gerenciamento centralizado com suporte da tecnologia de informação. Armazém • Gestão completa de armazém (controle de inventário, controle de estoque FIFO ou LIFO, utilização de sistema WMS com rádio freqüência, otimização de estoque entre outros serviços). • Desenvolvemos projetos customizados, seja em nossas instalações ou atuando com logística “in house”.MBA em Projetos
  7. 7. O PROJETO LEAN BOX O Projeto LEAN BOX é seu novo desafio e tem o objetivo de entregar caixas de materiais ao seu cliente de forma padronizada, utilizando a ferramenta de transbordo sistemático.MBA em Projetos
  8. 8. O PROJETO LEAN BOX - CLIENTE Atualmente a empresa cliente passa por dificuldades em seu Warehouse por conta do seu estoque não ter caixas padrão. Isso faz com que a empresa não tenha um fluxo de produção enxuto além de sofrer com alto inventário. Área de estocagem atual no clienteMBA em Projetos
  9. 9. O PROJETO LEAN BOX - CLIENTE O objetivo do projeto é entregar todo o material de forma padronizada e deixar condição para o cliente implementar uma cultura LEAN em sua operação Área de estocagem no clienteMBA em Projetos
  10. 10. OBJETIVO DO TRABALHO O objetivo deste trabalho é unir a teoria e prática e montar um roteiro de trabalho para Gerenciamento de Escopo do ProjetoMBA em Projetos
  11. 11. TERMO DE ABERTURA DO PROJETO O TAP (Termo de Abertura do projeto) é o documento que oficializa o início do projeto. O TAP é preenchido pelo Sponsor em dois blocos.MBA em Projetos
  12. 12. IDENTIFICAÇÃO STAKEHOLDERS Após o preenchimento do 1° bloco do TAP, o Sponsor solicita ao gerente de projeto designado o preenchimento do ISH – Identificação de Stakeholder. O objetivo é cadastrar os stakeholders e coletar os requisitos superficiais.MBA em Projetos
  13. 13. TERMO DE ABERTURA DO PROJETO Com os requisitos superficiais coletados, o gerente de projeto retorna o TAP ao sponsor para preenchimento do 2°bloco do TAP . Após o preenchimento, a TAP é assinada representando a aprovação do projeto e de seu orçamento. A partir deste ponto o projeto já está liberado para ser planejado. Além disso um centro de custo já pode ser criado.MBA em Projetos
  14. 14. DECLARAÇÃO REQUISITOS PRODUTO O primeiro processo do gerenciamento de escopo é CR (coleta de requisitos) que gera os documentos DReq Produto e Projeto.MBA em Projetos
  15. 15. DECLARAÇÃO REQUISITOS PROJETONa Declaração de Requisitos são coletados os requisitos detalhados dosstakeholders. Cada um dos requisitos é classificado, priorizado e especificada a suarelação com o objetivo SMART do projeto. MBA em Projetos
  16. 16. WBS LISTAPreenchida a DReq Produto e Projeto, a próxima fase é a criação da WBS (Work BreakdownStructure). Na WBS serão decompostas as fases, pacote de trabalho e as entregas doprojeto.MBA em Projetos
  17. 17. WBS DIAGRAMA O diagrama da WBS é uma forma gráfica de ver a estrutura da decomposição do trabalhoMBA em Projetos
  18. 18. DICIONÁRIO WBS O D-WBS visa descrever os pacotes de trabalho, prever as entregas e criar um critério de aceitação para o PTMBA em Projetos
  19. 19. LISTA VERIFICAÇÃO QUALIDADE A Lista de Verificação da Qualidade visa provisionar os critérios de validação para as entregas. É preenchida pela Gerência de Qualidade.MBA em Projetos
  20. 20. DECLARAÇÃO DE ESCOPO Finalizada a WBS, preenche-se a Declaração de Escopo (DE). A DE é o documento que contém a descrição detalhada das entregas e o trabalho necessário para criá- las. Na declaração do escopo é importante observar o escopo do produto e do projeto, o escopo não incluído no projeto, as premissas e as restriçõesMBA em Projetos
  21. 21. SOLICITAÇÃO DE MUDANÇA O documento Solicitação de Mudanças é um documento que deve acompanhar todo o ciclo de vida do projeto. Após entregue o PGP, para qualquer necessidade de mudança deve ser preenchido o SM.MBA em Projetos
  22. 22. SOLICITAÇÃO DE MUDANÇA A SM é preenchida e assinada pelo solicitante. Após isso, sofre uma avaliação pelo GP que avalia o impacto em todas as áreas do projeto. Após isso, é enviada ao sponsor que emite seu parecer. Se aprovada a SM pode ser implementada.MBA em Projetos
  23. 23. FIMMBA em Projetos

×