Project Office e Nível de Maturidade - Ipatinga – GP03PMO em LISARB: Avança e Alcança LISARB
   Disciplina:Project Office e Nível de Maturidade Ipatinga – GP03Empresa:Quali Pro Consults   A empresa Quali Pro Consul...
Componentes:   Francilene Costa   Herislei Pimentel   Iliésio Santos   Polyana Quintão
Projeto PMO Lisarb:Avança e Alcança LisarbObjetivo:Fornecer dados e subsídios para o gerenciamento deportfólio de projetos...
Planejamento Estratégico de Lisarb1.   Aliança por um Lisarb mais justo2.   Política cidadã baseada em princípios e valore...
     Identificação dos Projetos1.    Economia e meio ambiente crescendo Juntos2.    Computação para todos3.    Lisarb sem...
   CategorizaçãoSerá feita em cinco categoris a seguir:1. Econômico2. Social3. Sustentabilidade4. Cultura5. PolíticaA cat...
Avaliação:Os critérios para avaliação serão: Custo Duração RecursosOs critérios foram definidos em função de serem fato...
CUSTO                  DURAÇÃO                  RECURSOProjetos           PESO    NOTA   TOTAL   PESO     NOTA    TOTAL   ...
Priorização.Foram priorizados os projetos:
CUSTO                  DURAÇÃO                  RECURSOProjetos           PESO    NOTA   TOTAL   PESO     NOTA    TOTAL   ...
   Balanceamento.O balanceamento foi feito com custo do projeto, duração e otamanho da bolha representa a prioridade do p...
   Resultados:O resusltado final do balanceamento irá proposcionar ao governode Lisarb maiores condições de desenvolvimen...
Benefícios do PMO   Padrões comuns para garantir a qualidade dos projetos   Desburocraizaçào e minizaçao dos custos   M...
Foco   Relatórios para se construir uma base histórica.   Benefits tracking a fim de monitorar os projetos e processos....
Modelo adotadoDevido ao baixo nível de maturidade de Lisarb, o modelo adotadodeve ser a Torre de controle   .Esse modelo a...
Nível hierárquicoPMO estratégico, visando a organizaçao como um todo. Não seráresponsável por executar, mas por agrupar os...
Implementação   Fazer um diagnóstico   Conseguir um bom patrocinador pois é ele o responsável por    pagar as contas   ...
Métricas de sucesso adotada   Gerenciar as expectativas dos stakeholders   Criar indicadores que tenham representativida...
Ipatinga   pmo - gp03 - quali pro
Ipatinga   pmo - gp03 - quali pro
Ipatinga   pmo - gp03 - quali pro
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ipatinga pmo - gp03 - quali pro

1.130 visualizações

Publicada em

Francilene,Polyana,Iliezio, Herislei

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Introdução: ok;
    Objetivo do PE: ok;
    Identificação: ok;
    Categorização: ok;
    Avaliação: ok;
    Seleção: ok;
    Priorização: ok;
    Balanceamento: sugere-se não utilizar os critérios de avaliação como eixo do gráfico de bolhas;
    Rebalanceamento: item não contemplado claramente no trabalho;
    Resultado final: ok;
    Benefícios do PMO: ok;
    Foco de implementação: ok;
    Função do PMO: ok;
    Modelo de PMO: ok;
    Nível hierárquico: ok;
    Profissionais: ok;
    Etapas de implementação: sugere-se justificar as etapas;
    Métricas: sugere-se identificar claramente quais os indicadores adotados para o PMO;
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.130
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
171
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ipatinga pmo - gp03 - quali pro

  1. 1. Project Office e Nível de Maturidade - Ipatinga – GP03PMO em LISARB: Avança e Alcança LISARB
  2. 2.  Disciplina:Project Office e Nível de Maturidade Ipatinga – GP03Empresa:Quali Pro Consults A empresa Quali Pro Consults é uma empresa especializada em consultoria em PMO e implantação de escritórios de projetos. Seus profissionais são altamente capacitados, possuem vários anos de experiência, inclusive no exterior. Dentre seus principais clientesestão grandes empresas dos ramos siderúrgico, mineração, óleo e gás, nacionais e multinacionais.
  3. 3. Componentes: Francilene Costa Herislei Pimentel Iliésio Santos Polyana Quintão
  4. 4. Projeto PMO Lisarb:Avança e Alcança LisarbObjetivo:Fornecer dados e subsídios para o gerenciamento deportfólio de projetos de Lisarb para o seu crescimentosustentável em conformidade com o planejamentoestratégico.Proporcionar ao governo de Lisarb desenvolver projetos queirão avalancar o progresso do país em comformidade comseus objetivos a serem alcançados.
  5. 5. Planejamento Estratégico de Lisarb1. Aliança por um Lisarb mais justo2. Política cidadã baseada em princípios e valores3. Educação para a sociedade do conhecimento4. Economia para uma sociedade sutentável5. Proteção social6. Qualidade de vida e segurança para todos os Lisarbeanos7. Cultura e fortalecimento da diversidade8. Política externa para o século 219. Combate à corrupção.
  6. 6.  Identificação dos Projetos1. Economia e meio ambiente crescendo Juntos2. Computação para todos3. Lisarb sem drogas4. Valoriza Lisarb5. Escola democrática6. Vida segura7. Sociedade limpa8. Viva legal9. QualiSeg10. Justiça plena11. Desburocratiza já!12. Sustente o sustentável13. Cultura para todos os povos14. Democracia cultural15. Política limpa16. Paz exterior17. Corrupção zero
  7. 7.  CategorizaçãoSerá feita em cinco categoris a seguir:1. Econômico2. Social3. Sustentabilidade4. Cultura5. PolíticaA categorização realizada em conformidade com desdobramentodo planejamento estratégico e necessidades de desenvolvimentode Lisarb.
  8. 8. Avaliação:Os critérios para avaliação serão: Custo Duração RecursosOs critérios foram definidos em função de serem fatores críticosde sucesso para o projeto.Pesos:Custo: 40%Duração 40%Recursos 20%Pesos serão adotados de acordo com a relevância dos critérios. Asnotas têm valor entre 1 e 10 .
  9. 9. CUSTO DURAÇÃO RECURSOProjetos PESO NOTA TOTAL PESO NOTA TOTAL PESO NOTA TOTAL Status Prioridade 1 40% 10 4 40% 9 3 20% 5 1 Aprovado Alta 2 40% 1 0,4 40% 3,1 1,24 20% 1 0,2 Reprovado Baixa 3 40% 9 3,6 40% 7 2,8 20% 5 1 Aprovado Alta 4 40% 4,4 1,76 40% 3,1 1,24 20% 3 0,6 Reprovado Média 5 40% 1 0,4 40% 1,5 0,6 20% 1 0,2 Reprovado Baixa 6 40% 3,9 1,56 40% 3,1 1,24 20% 5 1 Reprovado Média 7 40% 4,2 1,68 40% 3,1 1,24 20% 3 0,6 Reprovado Média 8 40% 8 3,2 40% 3 1,2 20% 5 1 Aprovado Alta 9 40% 7 2,8 40% 8 3,2 20% 5 1 Aprovado Alta 10 40% 6,5 2,6 40% 6 2,4 20% 4,3 0,86 Aprovado Alta 11 40% 2,3 0,92 40% 3,1 1,24 20% 3 0,6 Reprovado Baixa 12 40% 2,7 1,08 40% 0,9 0,36 20% 3 0,6 Reprovado Baixa 13 40% 2,1 0,84 40% 3,6 1,44 20% 1 0,2 Reprovado Baixa 14 40% 4 1,6 40% 5 2 20% 5 1 Reprovado Baixa 15 40% 5 2 40% 8 3,2 20% 5 1 Aprovado Alta 16 40% 4,1 1,64 40% 3,1 1,24 20% 5 1 Reprovado Média 17 40% 2,8 1,12 40% 3,1 1,24 20% 5 1 Reprovado Média
  10. 10. Priorização.Foram priorizados os projetos:
  11. 11. CUSTO DURAÇÃO RECURSOProjetos PESO NOTA TOTAL PESO NOTA TOTAL PESO NOTA TOTAL Status Prioridade 1 40% 10 4 40% 9 3 20% 5 1 Aprovado Alta 3 40% 9 3,6 40% 7 2,8 20% 5 1 Aprovado Alta 8 40% 8 3,2 40% 3 1,2 20% 5 1 Aprovado Alta 9 40% 7 2,8 40% 8 3,2 20% 5 1 Aprovado Alta 10 40% 6,5 2,6 40% 6 2,4 20% 4,3 0,86 Aprovado Alta 15 40% 5 2 40% 8 3,2 20% 5 1 Aprovado Alta
  12. 12.  Balanceamento.O balanceamento foi feito com custo do projeto, duração e otamanho da bolha representa a prioridade do projeto.
  13. 13.  Resultados:O resusltado final do balanceamento irá proposcionar ao governode Lisarb maiores condições de desenvolvimento, alinhado aoplanejamento estratégico do país.
  14. 14. Benefícios do PMO Padrões comuns para garantir a qualidade dos projetos Desburocraizaçào e minizaçao dos custos Melhora a performance dos projetos Melhora o caontrole de gastos Metodologia única para acompanhamento de projetos Suporte e orientação de equipe especializada e experiente para acompanhamento de projetos.
  15. 15. Foco Relatórios para se construir uma base histórica. Benefits tracking a fim de monitorar os projetos e processos. FunçãoMétodos e procedimentos em função da baixa maturudade de Lisarb em gerenciamento de projetos, baseada em pesquisa realizada, cujo resultado foi 69
  16. 16. Modelo adotadoDevido ao baixo nível de maturidade de Lisarb, o modelo adotadodeve ser a Torre de controle .Esse modelo age como um modelo de PDC para os padrõesadotados, uma vez que:Estabelece padões para o gerenciamento de projetosAuxilia no cumprimento dos padrões estabelecidos,Monitora o progresso obtido através dos padrões adotadosPromove a melhoria contínua
  17. 17. Nível hierárquicoPMO estratégico, visando a organizaçao como um todo. Não seráresponsável por executar, mas por agrupar os PMO’s e fazer suaintegraçao. Nesse caso o gerenciamento da comunicação é muitoimportante para o sucesso dos projetos.Profissionais envolvidosEm função da baixa maturidade em projetos, da quantidade e dacomplexidade, deve-se ter de 11 a 20 empregados, dentre eles:Diretor executivo, gerentes, coordendores de comunicação,qualidade e riscos. Deve contar também com um corpo deespecialistas em documentaçao, além do suporte administrativo.
  18. 18. Implementação Fazer um diagnóstico Conseguir um bom patrocinador pois é ele o responsável por pagar as contas Criar uma equipe enxuta Criar estutura mínima contendo gerente, coordenador, suporte administrativo e especialistas em metodologia e documentação. Fazer um bom planejamento Obter recursos financeiros Fazer um projeto piloto não problemático Fazer rool out
  19. 19. Métricas de sucesso adotada Gerenciar as expectativas dos stakeholders Criar indicadores que tenham representatividade, sejam fáceis de coletar Fazer categorização por pesos Fazer revisões periódicas de indicadores Fazer divulgação e gerenciamento da comunicação

×