Gestão do Conhecimento & Project OfficeGestão do Conhecimento & Project Office
Professor: Marco CoghiProfessor: Marco Cogh...
 Makalakato Lda é uma empresa de consultoria de direito angolano com capital de 5Makalakato,Lda é uma empresa de consulto...
 Analisando a pesquisa de maturidade realisada em LISARB a Makalakato concluiu:p q
 LISARB atingiu segundo  resultado da...
Fase I – Preparação  Fase II – Implementar  objetivo e metas  e curto prazo p ç p j p
 Reunir com partes interessadas
 D...
Implementação do 
PMO em LISARB
G i t d Mét d M it tGerenciamento do 
projeto
Plano de
Método e 
procedimentos
Procediment...
1 Aliança por um LISARB mais justo1. Aliança por um LISARB mais justo
2. Política cidadã baseada em princípios e valores 
...
Projeto Categoria Descrição JustificativaProjeto Categoria Descrição  Justificativa
Educação para 
todos
Educação e cultur...
Projeto Categoria Descrição  Justificativa
100 Gás Tecnologia
Projeto de criação de uma fabrica de sumo (suco) não 
gasifi...
ProjetosProjetos 
propostos
Educação e 
Justiça Política Tecnologia Sociedade Economia
cultura
Educação para 
todos
Justiç...
A ferramenta utilizada para tomada de decisão neste trabalho é  Matriz AGIPO (inspirada na p ( p
MATRIZ BASICO recomendada...
Critério
Investimento (Orçamento)
PRAZO para 
Nota Abrangência dos resultados Geração de empregos
Investimento (Orçamento)...
 Pré avaliação dos projetos: os projeto tiveram prévia analise (pré filtragem) para reduzir aPré avaliação dos projetos: ...
d ã C l
Critérios Pesos
Educação para 
todos
Cultura 
amarela 
Paz e Pão  Makamba 100 Gás Etu mu dieto Kichikila
Nota Médi...
Processo de balanceamento
8
9
10
co
Processo de balanceamento
3
4
5
6
7
voestratégic
4
7
5
2
111
2
3
4
Objectiv
6
7
111
0
...
Constatação:ç
 Projetos priorizados mal distribuídos em relação a categoria; categoria
justiça sem projeto contemplado.
...
Implementação do PMO em LISARB
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Implementação do PMO em LISARB

168 visualizações

Publicada em

Titulo: Implementação do PMO em LISARB
Alunos:Eunice Sabala Rodrigues Inhala Sebastião,José T. dosSantos,
Cidade: BBS
Disciplina: PMO
Turma: Turma V
Data:10-07-2015
Hora:10:09
Comentarios:NA
Publico até ápos a correção

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
168
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Implementação do PMO em LISARB

  1. 1. Gestão do Conhecimento & Project OfficeGestão do Conhecimento & Project Office Professor: Marco CoghiProfessor: Marco Coghi Eunice SebastiãoEunice SebastiãoEunice SebastiãoEunice Sebastião José Torcato dos SantosJosé Torcato dos Santos
  2. 2.  Makalakato Lda é uma empresa de consultoria de direito angolano com capital de 5Makalakato,Lda é uma empresa de consultoria de direito angolano com capital de 5 milhões de dólares americanos, mais de 20 anos no mercado, com experiência em gerenciamento de projetos, consultoria e implantação de PMO, tem escritórios em 15 países nos 5 continentes.p  Candidata‐se neste concurso pois encara os desafios de LISARB (tendo em conta a maturidade deste país em gerenciamento de projeto), bastante grande a altura dos desafios já vivenciados pela Makalakato,Lda nos países onde opera.desafios já vivenciados pela Makalakato,Lda nos países onde opera.
  3. 3.  Analisando a pesquisa de maturidade realisada em LISARB a Makalakato concluiu:p q  LISARB atingiu segundo  resultado da pesquisa de maturidade (em GP) realisada  pelo seu ministério do planejamento 69 pontos, correspondendo ao NÍVEL 2  “Conhecimento Básico de processos comuns” Empresa Hierarquia  Função  Modelos Métricas de  sucessos  (indicadores)  Em consequência a Makalakato, Lda propõe: (indicadores)  Makalakato H 1 visando projetos e/ou programas  individuais – pois dado o nível de maturidade  (Nível 2) existente a aproximação  a projetos  individuais com criação de templates,  dõ t t i t b Métodos e procedimentos ‐ Dada  a vulnerabilidade por parte de  LISARB e já pensando na  progressão futura de H1 para H2 e  H3 i tê i d ét d Pool de recursos – a  Makalakato escolhe  começar por apostar na  capacitação de quadros  f f i Fazer  spreeadsheet de  controlo das  formações  perdões comportamentais e outras boas  praticas, antes de avançar para H2 e H3 é o  recomendável H3  a existência de métodos e  procedimentos coerentes e  exequíveis é imprescindível.  para fazer funcionar os  métodos e procedimentos  em LISARB
  4. 4. Fase I – Preparação  Fase II – Implementar  objetivo e metas  e curto prazo p ç p j p  Reunir com partes interessadas  Definir requisitos  Definir metas e objetivos  Elaborar EAP e Dicionário da EAP  Começar formação de quadros  Dar suporte a novos projetos  Criar templates (modelos e padrões)  Criar base de dados (para lesson learned)  Prepara estratégia de comunicação   Definir objetivos e  estratégia de curto, médio  e longo prazo Fase III – Implementar  objetivos de médio  e longo prazo  Fase IV – Melhoramento continuo  Gerenciar estratégia de portfólio  Avaliação de performance Gerenciar estratégia de portfólio  Monetarização da implementação  atualizar procedimentos e templates  Avaliação de performance   Processo de melhoria continua e alinhamento com o planejamento estratégico de LISARB. Benefício esperado:  Padronização dos processos, visando a melhoria continua.  capacitação e optimização dos recursos capacitação e optimização dos recursos
  5. 5. Implementação do  PMO em LISARB G i t d Mét d M it tGerenciamento do  projeto Plano de Método e  procedimentos Procedimentos de  i t d Gerencia de recursos A i i ã Monitoramento e  controlo Processo de controlo Encerramento E i i õ Plano de  gerenciamento Obtenção de fundos gerenciamento de  projetos (unificados) Procedimento de  d Aquisição Treinamento Processo de controlo  de mudanças Avaliação dos  f d Encerrar aquisições Encerrar projetoç Reuniões mudança Emissão de  templates Treinamento fornecedores Avaliação de  performance Encerrar projeto Relatórios templates performance
  6. 6. 1 Aliança por um LISARB mais justo1. Aliança por um LISARB mais justo 2. Política cidadã baseada em princípios e valores  3. Educação para a sociedade do conhecimento i i d d á l4. Economia para uma sociedade sustentável 5. Proteção social  6. Qualidade de vida e segurança para todos os Lisarbeanos 7. Cultura e fortalecimento da diversidade 8. Política externa para o século 21 9 Combate a corrupção9. Combate a corrupção   Baseado nos objetivos estratégicos e no resultado do inquérito identificamos os Baseado nos objetivos estratégicos e no resultado do inquérito identificamos os  seguintes projetos:seguintes projetos:
  7. 7. Projeto Categoria Descrição JustificativaProjeto Categoria Descrição  Justificativa Educação para  todos Educação e cultura Projeto  visa facilitar o acesso ao ensino para todos os  cidadãos de LISARB Este projeto basea‐se no objetivo estratégico 3 Cultura amarela Educação e cultura Projeto de incentivo a valorização da cultura de  Este projeto basea‐se no objetivo Cultura amarela  Educação e cultura j ç LISARB p j j estratégico 1 Quartas de debates Justiça Projeto de debates que antecederá as reformas na  justiça. Cuja principal entrega será  a compilação e  entrega de um proposta de reforma da justiça Este projeto basea‐se no objetivo estratégico 1 Paz e Pão  Política Projeto para traçar políticas de promoção da paz e  melhoramento das condições de vida do cidadão. Isto  levará a melhoria da imagem  de LISARB no contexto  internacional. Este projeto basea‐se no objetivo estratégico 8 Tolerância Zero Política Projeto de combate a corrupção . Sensibilização e  punição dos infratores. Este projeto basea‐se no objetivo estratégico 9 Makamba Política Projeto de reconciliação nacional.  Este projeto basea‐se no objetivo estratégico 7 Carro de lata Tecnologia Projeto de incentivos a criação tecnológica.  Este projeto basea‐se no objetivo estratégico 4
  8. 8. Projeto Categoria Descrição  Justificativa 100 Gás Tecnologia Projeto de criação de uma fabrica de sumo (suco) não  gasificado Este projeto basea‐se no objetivo estratégico 4 Etu mu dieto Sociedade Projeto de combate a pobreza, incentivo a agricultura.  Este projeto basea‐se no objetivo t té i 5 j p , g estratégico 5 Kota diame Sociedade Projeto de revisão do teto mínimo  da remuneração da  reforma e providência  Este projeto basea‐se no objetivo estratégico 5 Projeto de construção de 1000 habitações sociais (baixa Este projeto basea‐se no objetivo Ondjo yeto Sociedade Projeto de construção de 1000  habitações sociais (baixa  renda) em 3 anos. Este projeto basea‐se no objetivo estratégico 6 Tavula redonda Sociedade Projeto de debates para auscultação dos problemas da  sociedade  para adequar as ações do governo as  necessidades dos cidadãos.  Este projeto basea‐se em no objetivo estratégico 2 Matondelo Economia  Projeto de comerciais incentivando a população ao  investimento privado e a poupança, com taxa de juros   atrativas. Este projeto basea‐se no objetivo estratégico 6 Kichikila Economia Programa de crédito ao fomento (para facilitar creditos aos  Este projeto basea‐se no objetivo Kichikila Economia  g p empreendedores) p j j estratégico 6
  9. 9. ProjetosProjetos  propostos Educação e  Justiça Política Tecnologia Sociedade Economia cultura Educação para  todos Justiça Quartas de  debates Política Paz e Pão  Tecnologia Carro de lata Sociedade Etu mu dieto Economia  Matondelo todos Cultura amarela  debates Tolerância Zero 100 Gás Kota diame Kichikila Makamba Ondjo yeto Tavula redonda
  10. 10. A ferramenta utilizada para tomada de decisão neste trabalho é  Matriz AGIPO (inspirada na p ( p MATRIZ BASICO recomendada por Merhi Daychoum no seu livro 40 +10 Ferramentas e 40 +10 Ferramentas e  técnicas de gerenciamentotécnicas de gerenciamento 5ª edição) Neste processo os critérios a serem usados são: Critério Pesos Abrangência dos resultados 30% G ã d 20%Geração de empregos 20% Investimento (Orçamento) do projeto 25% Prazo 10% Operacionalidade simples 15% Total 100%
  11. 11. Critério Investimento (Orçamento) PRAZO para  Nota Abrangência dos resultados Geração de empregos Investimento (Orçamento) do projeto p disponibilidade de  serviço/produto Operacionalidade simples 0 Muito pequena (até 5% da  população) < mil empregos > 1 milhão de USD > 3 anos Baixíssima exequibilidade, dependendo  de ações que extrapolam os limites do  governo de LISARBgoverno de LISARB 2 Pequena (de 5%  a 20% da  população) entre mil e 2 mil  empregos entre 900 mil e 1 milhão de  USD entre 2 a 3 anos Pouca exequibilidade, dependendo de  ações políticas no governo de LISARB,  ou mudança acentuadas  5 Razoável  (de 20%  a 40% da  população) entre 2 mil e 4 mil  empregos entre 750 mil e 900 mil USD entre 1 a 2 anos Média, facilmente ou exequibilidade,  dependendo de tecnologia de difícil  disponibilidade no mercado ou  razoáveis mudança comportamentais  daqueles diretamente ligados ao  problemaproblema  7 Grande (de 40%  a 70% da  população) entre 4 mil e 6 mil  empregos entre 500 mil e 750 mil USD entre  6 meses a 1  anos Boa facilidade ou exequibilidade, dependendo, entretanto, de tecnologia  externa, mas de relativa disponibilidade  no mercado 10 Muito grande (até 5% da  população) > 6 mil empregos < 500 mil USD < 6 meses Grande facilidade ou exequibilidade de  implantação da solução, com total  domínio da tecnologia requerida.
  12. 12.  Pré avaliação dos projetos: os projeto tiveram prévia analise (pré filtragem) para reduzir aPré avaliação dos projetos: os projeto tiveram prévia analise (pré filtragem) para reduzir a  quantidade de projetos a merecer análise mais detalhada.  o critério escolhido para pré avaliação foi de eliminar todos os projetos com nível de  abrangência inferior a 20%.abrangência inferior a 20%.
  13. 13. d ã C l Critérios Pesos Educação para  todos Cultura  amarela  Paz e Pão  Makamba 100 Gás Etu mu dieto Kichikila Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Abrangência dosAbrangência dos  resultados 30% 5 1.5 7 2.1 5 1.5 7 2.1 5 1.5 7 2.1 7 2.1 Geração de  empregos 20% 0 0 0 0 2 0.4 2 0.4 0 0 10 2 5 1 InvestimentoInvestimento  (Orçamento) do  projeto 25% 2 0.5 10 2.5 10 2.5 2 0.5 2 0.5 0 0 5 1.25 Prazo 10% 5 0.5 7 0.7 2 0.2 5 0.5 5 0.5 5 0.5 2 0.6 OperacionalidadeOperacionalidade  simples 15% 7 1.05 7 1.05 4 0.6 10 1.5 5 0.75 10 1.5 5 0.6 Total 3.55 6.35 5.2 5 3.25 6.1 5.15 Prioridade 6 1 3 5 7 2 4
  14. 14. Processo de balanceamento 8 9 10 co Processo de balanceamento 3 4 5 6 7 voestratégic 4 7 5 2 111 2 3 4 Objectiv 6 7 111 0 1 0 1 2 3 4 5 6 7 Categoria 1 Legenda Categoria: 1 Educação e cultura; 2- Justiça; 3- Política 4 –Tecnologia; 5- Sociedade; 6 Economia Tamanho das bolhas: Custo - sendo maior a bolha quanto maior o custo Cores das bolhas: representa prazo, sendo Verde- curto prazo, Laranja – Médio prazo e Vermelho – Longo prazo Números nas bolhas: Representa a prioridade segundo tabela do slide precedente (sendo 1 a maior prioridade e 7 a menor)Números nas bolhas: Representa a prioridade segundo tabela do slide precedente (sendo 1 a maior prioridade e 7 a menor)
  15. 15. Constatação:ç  Projetos priorizados mal distribuídos em relação a categoria; categoria justiça sem projeto contemplado.  Projeto mal distribuído em relação ao custo.j ç  Planos estratégicos 2 e 9 sem um único projeto selecionado. Causas:  Critérios de pré-seleção bastante rígidos.p ç g  Reduzido número de projetos propostos. Recomendações:  Alterar o critério de pré-seleção.Alterar o critério de pré seleção.  Incluir mais projeto que foram previamente desqualificados.  Identificação de mais projetos para incluir no portfólio.

×