Implantação de PMO em LISARB

298 visualizações

Publicada em

Titulo: Implantação de PMO em LISARB
Alunos:Douglas Bohrer Abreu,Nilo Almeida de Andrade,Samuel Oliveira Dias,TIAGO FROSSARD VILELA,warley,
Cidade: Governador Valadares
Disciplina: PMO
Turma: GP12
Data:19-01-2015
Hora:12:49
Comentarios:
Publico até ápos a correção

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Implantação de PMO em LISARB

  1. 1. IMPLANTAÇÃO PMO LISARB  Warley Coelho  Tiago Frossard  Douglas Bohrer  Samuel Dias  Nilo Andrade Professor: Dr. Marco Antonio Coghi Turma Proj12 – Gov.Valadares-MG Gerenciamento de Portfólio e PMO
  2. 2. O que é PMO?  PMO, ou seja, Project Management Office ou Escritório de Projetos, é uma unidade organizacional com o objetivo de planejar, organizar, conduzir, controlar e finalizar as atividades do projeto.  Para que assim ocorra o aperfeiçoamento contínuo dos processos, metodologia, ferramentas e melhores práticas de gerenciamento.
  3. 3. BENEFICIOS DO PMO  Antecipar Problemas no Projeto  Melhorias no Processo  Melhoria Continua da Performance  Transparência para os Stakeholders  Utilização/Disponibilização das Reservas Gerenciais/Contingência
  4. 4. ANALISE DO NIVEL DE MATURIDADE - PMMM  Nível 2 – Processos Comuns:  A organização reconhece a necessidade de estabelecer processos comuns para projetos visando repetir o sucesso eventualmente obtido em outros projetos.
  5. 5. HIERARQUIA DO PMO HIERARQUIA 1: Gestão do Projeto HIERARQUIA 2: Gestão dos recursos do Projetos HIERARQUIA 3: Gestão estratégica dos projetos . Dos níveis citados acima, a HENRIQUE’S ENGENHARIA sugeriu o nível 2 Baseado na pesquisa de maturidade conclui-se que as partes mais vulneráveis estão nos processos e otimização de recursos em projetos, focando em treinamento e capacitação dos gerentes, melhorando expertise e aumentando o grau de autoridade.
  6. 6. FUNÇÕES DO PMO As funções do PMO utilizada será gerência de recursos, pois o investimento será foco em treinamento e avaliação de performance, para que atinja-se o melhor desempenho e padronização de qualidade de terceiros/parceiros/fornecedores.
  7. 7. MODELO DO PMO Para a empresa LISARB foi definido pela HENRIQUE’S ENGENHARIA o modelo Torre de Controle, o qual exerce funções básicas necessárias como estabelecimento de padrões para gerencia de projetos, melhoria continua e também papel de autoria. Orientando o desenvolvimento da qualidade de seus funcionários, melhor alocação de recursos e consequentemente ganhos no nível de maturidade.
  8. 8. MÉTRICAS DE SUCESSO De acordo com o formulário de maturidade da organização as métricas de sucesso para o projeto são: 1 – Índice de capacitação técnica e treinamentos da equipe do projeto ou alocados (métrica especifica de RH) % de aprovação de cursos/treinamentos 2 – Índice de conformidade do gerenciamento de QSMS Pesquisa Publica 3 – Índice de sucesso em projeto Coleta de informações de projetos anteriores
  9. 9. FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO Ter patrocínio executivo; Estabelecer objetivos alinhados com as estratégias de negócio; Disseminar resultados e lições aprendidas; Propor papéis e definir responsabilidades sincronizadas com as habilidades compatíveis; Propor foco e pragmatismo; Ter infraestrutura, recursos e equipamentos dedicados.
  10. 10. ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO LISARD – Implantação do PMO Definições Iniciais Definição de Maturidade Avaliação de Viabilidade Plano de Comunicação Stakeholders Capacitação Treinamentos Cursos Workshop Definição PMO Definição de Hierarquia Definição de Funções Definição de Modelo de PMO Definição de Métricas de Sucesso Controle e Monitoramento Auditorias Feedback Metas Encerramento Aceite Final
  11. 11. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO  1º - Identificação.  2º - Categorização.  3º - Avaliação.  4º - Seleção e Priorização.  5º - Balanceamento.
  12. 12. IDENTIFICAÇÃO Objetivo Estratégico 1 : Aliança por um lisarb mais justo. 100% dos lisarbeanos querem um jeito melhor de fazer as coisas, de cuidar do pais, de uma justiça mais ágil. Objetivo Estratégico 2 - Politica cidadã baseada em princípios e valores. É preciso em uma nova pratica no modo de fazer a politica no pais, ouvir as opiniões das pessoas em todas as partes geográficas que querem participar pra colocar em praticas seus princípios e valores Objetivo Estratégico 3 – educação para sociedade do conhecimento. Para estabelecer uma ponte entre lisarb do presente e o lisarb do futuro, e imprescindível uma educação de qualidade, formadora de cidadãos comprometidos com uma vida social e solidaria e preparados para os desafios de uma sociedade cada vez mais demandante de informação de conhecimento.
  13. 13. IDENTIFICAÇÃO Objetivo Estratégico 4 – Economia para uma sociedade sustentável. O desenvolvimento na economia sustentável tem que ser compatível com a absorção de novas tecnologias de baixo carbono e aumento continuo da qualidade de vida para todos lisarbeanos. Objetivo Estratégico 5 – Proteção social. Olhar a proteção social, saúde e previdência como um conjunto de politicas publicas integradas e complementares. A reconstrução das redes de proteção social é um passo necessário para orientar um conjunto de valores que afirmam a nova social de sustentabilidade. O combate as drogas e outras praticas que degradem os lisabeanos também entrar nesse item. Objetivo Estratégico 6 – Qualidade de vida e segurança pra todos os libertanos. Cidade sustentáveis e democráticas fazem parte dos grandes desafios do século 21, onde a garantia de mobilidade e direto a cidade para todos os seus habitantes, a valorização da sustentáveis para uso dos recursos naturais devem ser os valores centrais.
  14. 14. IDENTIFICAÇÃO Objetivo Estratégico 7 – Cultura e fortalecimento da diversidade. Promover a diversidade na centralidade das politicas publicas é investir no aprofundamento da democracia e na sustentabilidade do lisarb. Objetivo Estratégico 8 – Politica externa do século 21. A politica externa lisarbeana deve ser pactuada por princípios fundamentais como a manutenção e a promoção da paz que devem ser defendidos respeitados internacionais. Objetivo Estratégico 9 - Combate corrupção. Tomar atitudes praticas em todos os setores sociais e orgânicos do pais para um extermínio de qualquer pratica ou ato ilícito envolvendo corrupção.
  15. 15. IDENTIFICAÇÃO Foram identificados os seguintes projetos, através do método Brainstorm que foi realizado com a equipe de projeto tomando como base os objetivos estratégicos de LISARB. PROJETOS IDENTIFICADOS minha vida um livro aberto pátria que pariu tão pronto socorro balão magico sustentabilidade industrial pega ladrão traficante na Amazônia escola do futuro dança do desempregado Brasil Zero
  16. 16. CATEGORIZAÇÃO Os projeto identificados foram organizados em categorias de acordo com as categorias definidas pela equipe de projetos. Categoria Segurança Educação Saúde Projeto Social Transporte Esporte Meio Ambiente Politica Projetos Traficantes na Amazônia Escola do Futuro Pátria que me pariu Dança do desempreg ado Balão magico Brasil Zero Sustent. Industrial Minha vida um livro aberto Tão Pronto Socorro Pega ladrão
  17. 17. AVALIAÇÃO Nesta etapa foram identificados os critérios que causam mais impactos no projeto. Foram definido peso de acordo com a análise de criticidade. Critério Peso Legenda para notas 0 5 10 Impacto Ambiental 16 acima 15%: de Desmatamento Até 10% de Desmatamento Até 5% de Desmatamento Custos 12 Até 10% de aditivo Até 6,5% de Aditivo Menos de 3% de Aditivo Leis e Normas 14 Até 5% de leis favoráveis Até 12,5% de leis favoráveis 20% de leis favoráveis Riscos de Oportunidade 5 1 risco bem sucedido 3 riscos bem sucedidos Acima de 5 riscos bem sucedidos Capacitação Técnica 8 Até 10 % da equipe técnica Até 20% da equipe técnica Até 30% da equipe técnica Aprovação do Cliente 20 40 % de satisfação 60% de satisfação 80% de satisfação Retorno Social 25 IDH = 0,4% IDH = 0,7% IDH = 1,0%
  18. 18. AVALIAÇÃO OBS.: A avaliação completa só foi realizada para os projetos os quais foram atribuídos notas maiores que “0” em todos os critérios de avaliação. Projeto 01 Projeto 02 Projeto 03 Projeto 04 Projeto 05 Categoria Segurança Educação Saúde Projeto Social Transporte Critério Peso Traficantes na Amazônia Escola do Futuro Pátria que me pariu Dança do desempregado Balão magico Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Impacto Ambiental 16 5 80 5 80 5 80 5 80 5 80 Custos 12 5 60 5 60 10 120 5 60 5 60 Leis e Normas 14 10 140 10 140 5 70 5 70 10 140 Riscos de Oportunidade 5 5 25 5 25 5 25 10 50 10 50 Capacitação Técnica 8 10 80 5 40 0 0 5 40 10 80 Aprovação do Cliente 20 10 200 5 100 10 200 10 200 5 100 Retorno Social 25 10 250 5 125 10 250 5 125 5 125 100 835 570 745 625 635
  19. 19. AVALIAÇÃO OBS.: A avaliação completa só foi realizada para os projetos os quais foram atribuídos notas maiores que “0” em todos os critérios de avaliação. Projeto 06 Projeto 07 Projeto 08 Projeto 09 Projeto 10 Categoria Esporte Meio Ambiente Politica Politica Saúde Critério Peso Brasil Zero Sustent. Industrial Minha vida um livro aberto Pega ladrão Tão Pronto Socorro Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Impacto Ambiental 16 5 80 5 80 5 80 5 80 5 80 Custos 12 5 60 5 60 10 120 5 60 5 60 Leis e Normas 14 10 140 10 140 5 70 5 70 10 140 Riscos de Oportunidade 5 10 50 5 25 5 25 10 50 10 50 Capacitação Técnica 8 10 80 5 40 5 40 10 80 10 80 Aprovação do Cliente 20 10 200 10 200 10 200 10 200 5 100 Retorno Social 25 10 250 5 125 10 250 5 125 5 125 100 860 670 785 665 635
  20. 20. SELEÇÃO e PRIORIZAÇÃO Ordem do critério de Seleção dos Projetos: 1º - Soma da média 2º - Custo 3º - Tempo para implementação Projeto Média Prioridade Brasil Zero 860 1 Traficantes na Amazônia 835 2 Minha vida um livro aberto 785 3 Pátria que me pariu 745 4 Sustent. Industrial 670 5 Pega ladrão 665 6 Tão Pronto Socorro 635 7 Balão Magico 635 8 Dança do Desempregado 625 9 Escola do Futuro 570 10
  21. 21. BALANCEAMENTO
  22. 22. BALANCEAMENTO ADEQUADO Ações necessárias para fazer atingir um balanceamento adequado. •Analise do diagrama de bolhas e observar se todas as categorias contém projetos e se todos contém quantidades parecidas. •Caso não se chegue num balanceamento adequado pode-se tomar as seguintes ações: •Fazer nova seleção dos projetos para que se alcance todos os objetivos ou selecionar projetos para os objetivos desejados •Rever as categorias para que contenha ao menos um projeto cada.
  23. 23.  Warley Coelho  Tiago Frossard  Douglas Bohrer  Samuel Dias  Nilo Andrade

×