fortaleza-gp16-pmo-cognitivo

147 visualizações

Publicada em

Titulo: fortaleza-gp16-pmo-cognitivo
Alunos:Davi Medeiros de Albuquerque,Diego Falchi,Domingos,Felipe Loiola Brito,Givancleudo Freitas,Jean Fábio Ximenes de Oliveira,Leonardo Arimá Tavares de Melo Carneiro de Albuquerque,sergio torres rocha lima filho,
Cidade: Fortaleza
Disciplina: Integração
Turma: GP16
Data:03-06-2014
Hora:23:52
Comentarios:Professor, boa noite.
Segue nosso trabalho.
att,
Diego Falchi
Publico até a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
147
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

fortaleza-gp16-pmo-cognitivo

  1. 1. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE CONSULTORIA EM GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO E IMPLANTAÇÃO DE PMO EM LISARB TURMA: GP16 FORTALEZA, 03 DE JUNHO DE 2014 LISARB
  2. 2. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • EQUIPE: • DAVI MEDEIROS DE ALBUQUERQUE • DIEGO FALCHI TEIXEIRA BARROS • DOMINGOS PAES DIOAGENES NOGUEIRA FILHO • FELIPE LOIOLA BRITO • GIVANCLEUDO DIÓGENES • JEAN FÁBIO XIMENES DE OLIVEIRA • LEONARDO ARIMÁ TAVARES DE MELO CARNEIRO DE ALBUQUERQUE • SÉRGIO TORRES
  3. 3. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • LOGOTIPOS COGNITIVO CONSULTORIA LTDA LISARB PMO EM LISARB
  4. 4. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • COGNITIVO CONSULTORIA LTDA. • FUNDADANO FINAL DA DÉCADADE 90, VISANDO ATENDER DIVERSAS EMPRESAS COM NECESSIDADE DE GERENCIAMENTO DO SEU POTFÓLIO. • FORMADA POR CONSULTORES PLENO E SENIOR ASSOCIADOS, COM ALTO GRAU DE ESPECIALIZAÇÃO NA ÁREA DE GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO E IMPLANTAÇÃO DE PMO. • BUSCAADOTARAS MELHORES PRÁTICAS SUGERIDAS PELO PMI. COGNITIVO CONSULTORIA LTDA
  5. 5. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • OBJETIVO DA CONSULTORIA • PROPOR A IMPLANTAÇÃO DE PMO EM LISARB. • CRIAR UM PORTFÓLIO UTILIZANDO O MÉTODO DE IDENTIFICAÇÃO, CATEGORIZAÇÃO, AVALIAÇÃO, SELEÇÃO, PRIORIZAÇÃO E BALANCEAMENTO DOS PROJETOS. • ATENDER OS OBJETIVOS ESTRATÉGICOS DE LISARB.
  6. 6. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • OBJETIVOS DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE LISARB • ALIANÇAPOR UM LISARB MAIS JUSTO • POLÍTICACIDADÃ BASEADAEM PRINCÍPIOS E VALORES • EDUCAÇÃO PARAASOCIEDADE DO CONHECIMENTO • ECONOMIAPARA UMA SOCIEDADE SUSTENTÁVEL • PROTEÇÃO SOCIAL • QUALIDADE DE VIDA E SEGURANÇAPARATODOS OS LISARBEANOS • CULTURAE FORTALECIMENTO DA DIVERSIDADE • POLÍTICAEXTERNA PARA O SÉCULO 21 • COMBATEA CORRUPÇÃO
  7. 7. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • IDENTIFICAÇÃO DOS PROJETOS SEGUEMALGUNS PROJETOS QUE IDENTIFICAMOS ALINHADOS COM O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE LISARB ATRAVÉS DA METODOLOGIADE BRAINSTORMING. • CORRUPÇÃO ZERO • LISARB VERDE • RONDA DO QUARTEIRÃO • JUSTIÇA JÁ • REFORMA TRIBUTÁRIA • PENSE MAIS • 100% TRANSPARÊNCIA • PROJETO COGHI • SAÚDE PARATODOS • 100 CORRUPÇÃO
  8. 8. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • IDENTIFICAÇÃO DOS PROJETOS • CULTURAR • ALFABETIZAR • LISARB EXCHANGE • ZERO DROGAS • EDUCAÇÃO PARA TODOS • TOLERÂNCIAZERO
  9. 9. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • CATEGORIZAÇÃO DOS PROJETOS SELECIONAMOSALGUNS CRITÉRIOS QUE ACHAMOS RELEVANTES PARA CONSIDERARMOS NA ETAPA DE CATEGORIZAÇÃO. • FINANCEIRO • FACILIDADE DE IMPLANTAÇÃO • DURAÇÃO • RISCOS • BENEFÍCIOS (RETORNO) • URGÊNCIA
  10. 10. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • AVALIAÇÃO DOS PROJETOS DETERMINAMOS “PESO” PARA CADA CRITÉRIO, DE ACORDO COM O SEU GRAU DE RELEVÂNCIACOM O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE LISARB. Critério Peso Financeiro 1 Facilidade de Implantação 2 Duração 4 Riscos 1 Beneficios (Retorno) 5 Urgência 3 Total - TABELA 01: DEFINIÇÃO DOS PESOS PARA OS CRITÉRIOS
  11. 11. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • AVALIAÇÃO DOS PROJETOS DETERMINAMOS “PESO” (0, 5 OU 10) PARA 6 PROJETOS OS QUAIS SELECIONAMOS COMO MAIS RELEVANTES PARAO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. O PESO DE CADA CRITÉRIO FOI MULTIPLICADO PELO PESO DO PROJETO, RESULTANDO NA MÉDIA. Critério Peso Ronda do Quarteirão Pense Mais Projeto Coghi Culturar Lisarb Exchange J.B. Financeiro 1 5 10 5 10 5 5 Facilidade de Implantação 2 5 10 10 5 5 10 Duração 4 5 10 10 5 5 5 Riscos 1 5 5 5 5 5 10 Beneficios (Retorno) 5 10 10 10 5 10 10 Urgência 3 10 10 5 5 5 10 Total - 120 155 135 85 105 135 TABELA 02: Planilha de Avaliação
  12. 12. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • SELEÇÃO DOS PROJETOS SOMAMOSA MÉDIA DOS PROJETOS EM RELAÇÃO AOS CRITÉRIOS, RESULTANDO NA TABELAABAIXO A QUAL UTILIZAREMOS PARAAPOIO NO PROCESSO DE SELEÇÃO. Projeto Pontuação Ronda do Quarteirão 120 Pense Mais 155 Projeto Coghi 135 Culturar 85 Lisarb Exchange 105 J.B. 135 TABELA 03: Planilha de Seleção
  13. 13. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • PRIORIZAÇÃO DOS PROJETOS DE ACORDO COM A PONTUAÇÃO OBTIDA, PODEMOS VERIFICAR QUE OS PROJETOS “PENSE MAIS”, “COGHI” E J.B. SÃO OS QUE DEVEM SER PRIORIZADOS. Projeto Pontuação Ronda do Quarteirão 120 Pense Mais 155 Projeto Coghi 135 Culturar 85 Lisarb Exchange 105 J.B. 135 TABELA 04: Planilha de Priorização
  14. 14. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • BALANCEAMENTO DO PORTFÓLIO 0 20 40 60 80 100 120 140 160 180 200 0 1 2 3 4 5 6 7 •EIXO “X”: Tempo (anos) •EIXO “Y”: Pontuação •COR DA BOLHA: Priorização do Sponsor •TAMANHO DABOLHA: Custo
  15. 15. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • NÍVEL DE MATURIDADE DE ACORDO COM A PESQUISADE NÍVEL DE MATURIDADE EM GERENCIAMENTO DE PROJETO REALIZADAEM LISARB, OBTEVE-SE 69 PONTOS, O QUE SIGNIFICA NÍVEL 02, COM AS SEGUINTES CARACTERISTICAS. • BAIXO NÍVEL DE MATURIDADE EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS • INÍCIO DO RECONHECIMENTO DOS BENEFÍCIOS DO GERENCIAMENTO DE PROJETOS • DOCUMENTAÇÃO SEM PADRONIZAÇÃO PARA OS PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS. • OS PROCESSOS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE NÃO SÃO CONSISTENTES
  16. 16. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • BENEFÍCIOS COM A IMPLANTAÇÃO DO PMO • PADRONIZAÇÃO DOS PROCESSOS • REDUÇÃO DOS CUSTOS COM RETRABALHO • METAS E OBJETIVOSALINHADOS COM O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO • MELHORIA CONTÍNUA NOS PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS • MAIOR RETORNO FINANCEIRO E SATISFAÇÃO DO CLIENTE • MAIOR SEGURANÇADOS ACIONISTAS NAS ANÁLISES E ESTUDOS PRELIMINARES • ALIMENTAÇÃO DO BANCO DE DADOS DE “LIÇÕES APRENDIDAS” • MAIOR CHANCE DO PROJETO SE REALIZAR DE ACORDO COM O PLANEJADO
  17. 17. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • NÍVEL HIERÁRQUICO EM FUNÇÃO DO BAIXO RESULTADO (69 PONTOS), NÍVEL 2, DA PESQUISAPARAAVALIAÇÃO DO NÍVEL DE MATURIDADE, ENTENDEMOS QUE O GERENCIAMENTO DE PROJETO DEVE INICIAR PELO NÍVEL MAIS BAIXO DA CADEIA HIERÁRQUICA– PMO NÍVEL 1. ATRAVÉS DELE, O PROJETO IRÁ AVANÇANDO PARA OS OUTROS NÍVEIS.
  18. 18. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • FUNÇÃO DO PMO – GERÊNCIA TÉCNICA AINDA EM FUNÇÃO DO NÍVEL DE MATURIDADE OBTIDO NA PESQUISA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM LISARB, ENTENDEMOS QUE HÁ UM CARÊNCIA TÉCNICA A FIM DE ESTIMULAR AS BOAS PRÁTICAS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM LISARB. • ESTIMULAA TRANSFERÊNCIADE CONHECIMENTO ENTRE OS GPS • TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTO TÉCNICO • APOIA NAS AVALIAÇÕES ENTRE OS GESTORES E SUA EQUIPE • ACONSELHAMENTO EM GERÊNCIADE PROJETOS
  19. 19. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • MODELO DO PMO – TORRE DE CONTROLE X ESTAÇÃO METEOROLÓGICA ESTAMOS ADOTANDO O MODELO TORRE DE CONTROLE NO CUMPRIMENTO DAS SUAS FUNÇÕES (CONFORME ABAIXO), ASSOCIADO A ESTAÇÃO METEOROLÓGICA QUE REALIZADO UM ACOMPANHAMENTO SIMPLES, DEFININDO SO PARÂMETROS, FREQUENCIA, FORMATO E AS FERRAMENTAS PARA REPORTE • ESTABALECIMENTO DE PADRÕES • SUPORTE DE COMO SEGUIR OS PADRÕES • REFORÇAR OS PADRÕES DEFINIDOS • ESTIMULARA MELHORIACONTINUA DOS PADRÕES ESTABELECIDOS
  20. 20. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • MÉTRICAS DE SUCESSO AS MÉTRICAS DEVEM ESTAR SEMPREASSOCIADASAOS OBJETIVOS RELACIONADOS NO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE LISARB. • QUANTIDADE DE PROJETOS CONCLUIDOS POR MÊS • PESQUISADE SATISFAÇÃO POPULACIONALDO GOVERNO EM EXERCÍCIO • QUANTIDADE DE REQUISIÇÕES FEITAS POR MÊS AO PMO • ÍNDICE DE CONCLUSÃO DOS PROJETOS NO PRAZO PREVISTO • ÍNDICE DE CONCLUSÃO DOS PROJETOS NO CUSTO PREVISTO • VARIAÇÃO DO CUSTO (REALIZADO/PREVISTO) • VARIAÇÃO DO TEMPO (REALIZADO/PREVISTO)
  21. 21. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO Fase I – Preparar o terreno • Definir as iniciativas de curto prazo e os objetivos de longo prazo • Definir metas e objetivos • Estudar a organização em relação ao modelo de maturidade • Reuniões com as partes interessadas • Determinar as funções da equipe • Preparar a estratégia de comunicação
  22. 22. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO Fase II – Começar com metas de curto prazo • Catalogação dos projetos • Suporte para novos projetos • Treinamentos para as equipes de projetos • Identificação e implementação de tecnologias • Estabelecimento de modelos (fluxo de trabalho) • Consolidação de relatórios de indicadores • Elaboração de modelos e padrões
  23. 23. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO Fase III – Caminhar com as soluções de longo prazo • Desenvolvimento e customização contínua dos processos. • Desenvolvimento de um programa fixo de treinamento • Gerenciamento de recursos • Desenvolvimento de relatórios e métricas detalhadas • Implantação de ferramentas • Criação de planos de carreira para a área de gerência de projetos • Gerenciamento estratégico de portfólio • Planejamento de mudanças organizacionais e de transição.
  24. 24. PROJECT OFFICE & NÍVEL DE MATURIDADE • ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO Fase IV –Manter e Aprimorar • Nesta fase o escritório de projetos já está funcionando adequadamente dentro de modelos e padrões pré-estabelecidos, num processo de melhoria contínua e alinhado às estratégias da empresa.

×