Curitiba-gp21-pmo-crawd

530 visualizações

Publicada em

Titulo: Curitiba-gp21-pmo-crawd
Alunos:Wilson Bruno dos Santos Sturaro,Daniel Rezende,Cassiano rodrigues da cruz,Robson,Cassiano rodrigues da cruz,Angelo Bonassa Arruda Borges,
Cidade: Curitiba
Disciplina: PMO
Turma: GP21
Data:09-08-2012
Hora:22:34
Comentarios:PMO LISARGB CURITIBA GP2/11
Publico até ápos a correção

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Comentários
    Introdução: ok;
    Objetivo do trabalho: ok;
    Identificação: ok;
    Categorização: ok;
    Avaliação: ok;
    Seleção: ok;
    Priorização: ok;
    Balanceamento: sugere-se identificar no gráfico de bolhas os projetos priorizados;
    Rebalanceamento: ok;
    Nível de maturidade: ok;
    Benefícios do PMO: ok;
    Nível hierárquico: ok;
    Foco de implementação: ok;
    Função do PMO: ok;
    Modelo de PMO: ok;
    Profissionais: ok;
    Etapas de implementação: ok;
    Métricas: ok;
    Fatores críticos de sucesso: ok;
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
530
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
189
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curitiba-gp21-pmo-crawd

  1. 1. PROJECT OFFICE E NÍVEL DE MATURIDADE Angelo Bonassa Arruda Borges Cassiano Rodrigues Da Cruz Daniel Rezende Robson José VidoWilson Bruno Dos Santos SturaroTurma GP2/11 – Isae / Curitiba PMO - LISARB
  2. 2. PMO - LISARB
  3. 3. Empresa: CRAWD, Consulting Co. Consulting Co PMO - LISARB
  4. 4. OBJETIVO GERAL Desenvolvimento e implantação de um PMO no país Lisarb PMO - LISARB
  5. 5. 1.0 IDENTIFICAÇÃOA partir dos objetivos do planejamento estratégico de Lisarb, foramidentificados projetos visando o atingimento de cada um deles.Seguem abaixo os projetos identificados. Politica Lisarb Justiça para Voz Online Livros Ecosu Social Agora todos PROJETOS Familia Transparênci Rede IDENTIFICADOS P&D Carbo zero Segura a Social Lisarb Cultura para Novas Mão Limpa Educar Seguro Todos Fronteiras PMO - LISARB
  6. 6. 2.0 CATEGORIZAÇÃOOs projetos foram agrupados em conjuntos emconjuntos, conforme setores da administração públicacorrespondentes Política Educação Sustentabilidade Social Voz Online Educar Novas Fronteiras Lisarb Social Rede Social Livros Ecosu Familia Segura Transparência P&D Carbo zero Lisarb Seguro Mão Limpa Cultura para Todos Politica para todos Justiça Agora PMO - LISARB
  7. 7. 3.0 AVALIAÇÃO Foram elaborados critérios para avaliação dos projetos, conforme tabelas seguintes ÁREAS Política OBJETIVOS ESTRATÉGICOS 1, 2 e 9 PROJETOS Justiça Agora Transparência Mão Limpa Voz Online Rede Social CRITÉRIOS Peso Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Socio-Econômico 40% 6 2,4 5 2 7 2,8 9 3,6 8 3,2Interdependência 20% 3 1,2 6 2,4 5 2 6 2,4 3 1,2 Credibilidade 30% 10 4 10 4 10 4 8 3,2 10 4 Prazo 10% 5 2 5 2 3 1,2 7 2,8 6 2,4 Soma Médias 9,6 10,4 10 12 10,8 PMO - LISARB
  8. 8. 3.0 AVALIAÇÃO ÁREAS Educação OBJETIVOS ESTRATÉGICOS 3,7 PROJETOS Educar Livros P&D Cultura para Todos CRITÉRIOS Peso Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Socio-Econômico 40% 10 4 9 3,6 6 2,4 4 1,6 Interdependência 20% 7 2,8 3 1,2 8 3,2 3 1,2 Credibilidade 30% 9 3,6 8 3,2 5 2 8 3,2 Prazo 10% 2 0,8 8 3,2 7 2,8 5 2 Soma Médias 11,2 11,2 10,4 8 PMO - LISARB
  9. 9. 3.0 AVALIAÇÃO ÁREAS Sustentabilidade OBJETIVOS ESTRATÉGICOS 4,8 PROJETOS Ecosu Carbo zero Novas Fronteiras CRITÉRIOS Peso Nota Média Nota Média Nota Média Socio-Econômico 40% 7 2,8 5 2 5 2 Interdependência 20% 4 1,6 3 1,2 4 1,6 Credibilidade 30% 7 2,8 4 1,6 8 3,2 Prazo 10% 3 1,2 5 2 6 2,4 Soma Médias 8,4 6,8 9,2 PMO - LISARB
  10. 10. 3.0 AVALIAÇÃO ÁREAS Social OBJETIVOS ESTRATÉGICOS 5,6 PROJETOS Lisarb Social Familia Segura Lisarb Seguro Politica para todos CRITÉRIOS Peso Nota Média Nota Média Nota Média Nota Média Socio-Econômico 40% 8 3,2 8 3,2 8 3,2 5 2 Interdependência 20% 6 2,4 4 1,6 4 1,6 4 1,6 Credibilidade 30% 9 3,6 8 3,2 8 3,2 6 2,4 Prazo 10% 7 2,8 6 2,4 6 2,4 4 1,6 Soma Médias 12 10,4 10,4 7,6 PMO - LISARB
  11. 11. 4.0 SELEÇÃOCom base nas informações providenciadas pelo processo deavaliação, foi elaborada a lista de componentes do portfólio,conforme critérios de avaliação.A consultoria avaliou que todos os projetos devem ser selecionadospara compor o portfólio do país, a fim de garantir os objetivosestratégicos de Lisarb, seguindo então para a etapa de priorizaçãodeste portfólio. PMO - LISARB
  12. 12. 5.0 PRIORIZAÇÃOApós seleção dos projetos, os mesmos foram priorizados em suascategorias, conforme índices alcançados no processo de avaliação Política Educação Sustentabilidade Social Novas Lisarb Voz Online 12 Educar 11,2 9,2 12 Fronteiras Social Familia Rede Social 10,8 Livros 11,2 Ecosu 8,4 10,4 Segura Lisarb Transparência 10,4 P&D 10,4 Carbo zero 6,8 10,4 Seguro Cultura Politica Mão Limpa 10 8 7,6 para Todos para todos Justiça Agora 9,6 PMO - LISARB
  13. 13. 6.0 BALANCEAMENTOVisando garantir o melhor potencial para apoiar todos os objetivosestratégicos de Lisarb, verificou-se se o agrupamento decomponentes está desenvolvido de forma balanceada. PMO - LISARB
  14. 14. 6.0 BALANCEAMENTO SOCIAL CATEGORIASSUSTENTABILIDADE EDUCAÇÃO POLÍTICA 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Objeticos Estratégicos Prio 1 Prio 2 Prio 3 Prio 4 PMO - LISARB
  15. 15. 6.0 BALANCEAMENTO • Cores: Prioridade (conforme processo de SOCIAL priorização) CATEGORIASSUSTENTABILIDADE EDUCAÇÃO • Tamanho: Custos (de cada componente POLÍTICA do portfólio) 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Prio 1 Objeticos Estratégicos Prio 2 Prio 3 Prio 4 • Eixo X: Objetivos Estratégicos • Eixo Y: Categorias (Conforme processo de categorização) PMO - LISARB
  16. 16. 6.0 BALANCEAMENTO E INTERAÇÃO SOCIAL Através do diagrama de Bolhas pode-se chegar a um balanceamento onde todos os CATEGORIASSUSTENTABILIDADE EDUCAÇÃO objetivos estratégicos estejam sendo POLÍTICA trabalhados. 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Objeticos Estratégicos Conforme demonstrado no quadro ao lado. Prio 1 Prio 2 Prio 3 Prio 4 PMO - LISARB
  17. 17. 7.0 NÍVEL DE MATURIDADEConforme respostas de Lisar a uma pesquisa de nível de maturidade , foiconstatado que o país encontra-se no nível 2.NÍVEL 2  Processos Comuns:Há documentação sem padronização para os processos de GP básicos.Há algum apoio para a implantação de FP mas baixo envolvimento /institucionalização. Áreas funcionais envolvidas nos projetos maiores.Métricas básicas para Custo, Tempo e performance técnica, comcorrelação informal. (Fonte: Adaptado de “Maturity – synonym:survival, Ross Foti, PM Network, 2002.) PMO - LISARB
  18. 18. 8.0 BENEFÍCIOSA implantação deste PMO abrirá a cultura de gerenciamento de portfólioem Lisarb. Desta forma, o PMO será estratégico para desenvolver aestrutura de gerenciamento de projetos do país, trazendo os seguintesbenefícios• Melhor aproveitamento dos recursos públicos investidos em projetos• Maior agilidade no desenvolvimento de projetos• Gestão efetiva e adequada do portfolio, adequando-o aos objetivos estratégicos do país e fazendo com que os mesmos sejam atingidos• Comunicação: O PMO buscará atingir o objetivo de comunicação dos projetos à população PMO - LISARB
  19. 19. 9.0 NÍVEL HIERÁQUICO ADOTADOOptou-se por iniciar a implantação de PMO através do PMO de nível 3.A razão pela qual este nível hierárquico foi adotado é porque a CRAWDCo identificou a necessidade de primeiramente estruturar um PMO queestabeleça as estratégias e busque desenvolver os PMO’s nos demaisníveis, estrurando os PMO’s em todos os seus níveis. PMO - LISARB
  20. 20. 10.0 FOCO ADOTADOA CROWD optou por desenvolver o PMO nível 3 com foco emCOMUNICAÇÃO levando em consideração que o sponsor é oPresidente do país e que o mesmo possui objetivos políticos. O Focoem comunicação visa fazer como que todos os projetos sejam deconhecimento público, já que ao Presidente, não basta somenteimplementar os projetos, mas também é importante fazer com que osmesmos sejam de conhecimento público. PMO - LISARB
  21. 21. 11.0 FUNÇÃO ADOTADAA função adotada foi INTEGRAÇÃO COM O NEGÓCIO, principalmentepor esta função facilitar a tomada de decisão e também o acesso ainformações relativas a projetos. PMO - LISARB
  22. 22. 12.0 MODELO ADOTADOO modelo adotado foi o de TORRE DE CONTROLE. Através destemodelo, combinado com “estações meteorológicas”, pode-se garantir oacompanhamento do andamento dos projetos, estabelecer padrões degerência e suporte e manter a padronização de métodos aplicados entretodos os projetos.Estas características da Torre de Controle colaborarão de formaessencial no desempenho dos projetos do Lisarb. PMO - LISARB
  23. 23. 13.0 PROFISSIONAIS ENVOLVIDOSSerão 6 profissionais envolvidos:• Diretor Executivo• Gerente de Políticas• Gerente de Educação• Gerente de Sustentabilidade• Gerente de Social• Gerente de Comunicação PMO - LISARB
  24. 24. 14.0 ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO1. Diagnóstico (Maturidade e situação atual) – Já elaborado2. Mapeamento dos objetivos estratégicos do país3. Identificar Sponsors (Ministros e Presidente)4. Aprovação com os Sponsors5. Estabelecer os métodos de ação deste PMO PMO - LISARB
  25. 25. 15.0 MÉTRICAS DE SUCESSO• KPI’S• Tempo: Variação conforme cronograma inicial• Escopo: Quantidade de mudanças de escopo• Custos: Variação conforme orçamentos• Conhecimento e Popularidade: Através de pesquisa com a população, avaliando o quanto os projetos alcançaram o conhecimento e aprovação da população PMO - LISARB
  26. 26. 16.0 FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO • Apoio dedicado do sponsor (Presidente) • Entender e buscar atingir expectativas dos stakeholders • Atingir o conhecimento/apoio da população em relação aos projetos • Disponibilizar recursos e equipamentos necessários PMO - LISARB
  27. 27. 17.0 FINAL • A CRAWD agradeçe a oportunidade de apresentar sua proposta de implantação de PMO em Lisarb, certa de que sua consultoria poderá contribuir para o atingimento dos objetivos estratégicos e desenvolvimento do país. OBRIGADO! PMO - LISARB

×