TAP - Termo de Abertura do Projeto
Projeto
Cerveja da Mascada
Descrição
Uma nova cerveja deverá ser criada, com o nome de ...
A profissional Bruna ficará responsável pela formulação, aprovação e produção dos lotes.
E temos como principal patrocinad...
ISH - Registro de Stakeholder Online
Cadastro
Stakeholder Posição Papel no Projeto Email Telefone Celular
Bruna Membro da ...
WBS - Estrutura de Decomposição do Trabalho
Descomposição
C.C. Fase / Subfase / Pacote de Trabalho Análise M/B
1 Gerenciam...
Fluxograma de Iniciação
Fluxograma de Planejamento
Fluxograma de Execução
Fluxograma de Monitoramento & Controle
Fluxograma de Encerramento
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cerveja da Mascada

752 visualizações

Publicada em

Titulo: Cerveja da Mascada
Alunos:bruna sbardelotto,Daiana,Fábio Daniel Kummer,Ricardo Severo Bittencourt,
Cidade: Passo Fundo
Disciplina: Integração
Turma: GP06
Data:22-12-2014
Hora:21:54
Comentarios:
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
752
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cerveja da Mascada

  1. 1. TAP - Termo de Abertura do Projeto Projeto Cerveja da Mascada Descrição Uma nova cerveja deverá ser criada, com o nome de "Cerveja da Mascada". Esta cerveja deverá ter um sabor que agrade os consumidores gaúchos, que procuram uma cerveja original para simbolizar essa etnia. Justificativa Uma pesquisa de mercado foi feita, no ano de 2014, mostrando que o nicho de mercado de bebidas alcoólicas no Rio grande do sul não é bem definido. Oitenta porcento do market share está dividido principalmente para quatro principais marcas: Loks, Amarb, Ralop e Nekenieh. Os outros 20% são de outras marcas menores. Estas marcas mais influentes no Estado são produzidas em outros estados, não contendo nem uma menção ou marca regional. Com isso, se mostra a possibilidade de aproveitar o nicho de mercado para criar uma cerveja característica desta cultura regional, que possa fazer o publico consumidor se identificar com ela. Desta forma, tentaremos aproveitar que o market share ainda não esta sendo dominado por uma só marca, criando a marca em que os gaúchos, publico alvo em questão, se identifiquem com ela. Objetivo S.M.A.R.T. Objetivos: Específicos: Criar uma cerveja com marcas regionais, para criar uma cerveja característica da região, que tenha um preço competitivo, tenha uma aceitação no mercado gaúcho; Mensuráveis: A cerveja deve tomar conta de 10% do mercado regional em 2 anos, e então 20% em 3 anos, e então 40% em 4 anos; Atingíveis: Existe grandes possibilidades de alcançarmos este objetivo, pois não há esforço das quatro grandes marcas em tornar seu produto uma marca unica e identificável para esta região do país. Realistas: Não pretendemos e não temos visão que iremos tomar conta que mais que 40% do mercado, mesmo após os 4 anos, devido a competição do mercado poder ficar mais forte. Temporizáveis: 10% em 2 anos, 20% em 3 anos e 40% em 4 anos. S - Específicos (Specific): os objectivos devem ser formulados de forma específica e precisa; M - Mensuráveis (Measurable): os objectivos devem ser definidos de forma a poderem ser medidos e analisados em termos de valores ou volumes; A - Atingíveis (Attainable): a possibilidade de concretização dos objectivos deve estar presente; estes devem ser alcançáveis; R - Realistas (Realistic): os objectivos não pretendem alcançar fins superiores aos que os meios permitem; T - Temporizáveis (Time-bound): os objectivos devem ser definidos em termos de duração. Requisitos - A cerveja deve agradar ao paladar de um grupo de voluntários provadores, sendo que estes devem ser formados de no mínimo 50 pessoas, sendo que dez de cada região do estado do Rio Grande do sul (norte, sul, leste, oeste e centro do estado). - A cerveja deve ter um apelo a cultura do estado, em sua marca e em sua arte; - Deverá conter os padrões de qualidade de produção, armazenagem e logística para não acarretar na perda do sabor. Designação O GP Ricardo Severo ficará responsável por gerir o projeto como um todo. A profissional Daiana ficará responsável pela Arte e pelos planos de Marketing.
  2. 2. A profissional Bruna ficará responsável pela formulação, aprovação e produção dos lotes. E temos como principal patrocinador o Fazendeiro Fabio Daniel Kummer, latifundiário e empresário da região norte do estado do Rio Grande do sul. Milestones 24/04/2015 - Criação da fórmula; 08/05/2015 - Fabricação de um lote piloto: 29/05/2015 - Aprovação do lote piloto; 26/06/2015 - Acertos na fórmula e detalhes de produção; 26/06/2015 - Criação da arte; 17/07/2015 - Criação e definição das ferramentas de marketing; 31/07/2015 - Aprovação do projeto Orçamento Custo de Criação de Formula: R$ 50.000,00. Fabricação do lote piloto: R$ 30.000,00. Criação da Arte: R$ 10.000,00. Custos em processos produtivos: R$ 80.000,00. Custos com meios de comunicação e ferramentas de marketing: R$ 250.000,00. Custo total do Projeto: R$ 420.000,00 Riscos - Não alcançar um gosto apreciado pelo publico gaúcho; - A arte e os esforços de marketing não sejam efetivos para com o publico gaúcho; - Apesar da admiração da marca, a cerveja não se torne custo-competitiva com as cervejas já existentes no mercado; - Não serem alcançados os padrões de produção, armazenamento e logística. Data, Assinatura do Sponsor 30/11/-0001 - Aguardando
  3. 3. ISH - Registro de Stakeholder Online Cadastro Stakeholder Posição Papel no Projeto Email Telefone Celular Bruna Membro da Equipe de Projeto bruna.bruna.sbardelotto@gmail.com Daiana Membro da Equipe de Projeto daiatonial@hotmail.com Fabio Daniel Kummer Patrocinador Sponsor do Projeto fabiodanielk@gmail.com Ricardo Severo Bittencourt Gerente do Projeto ricardo.eeufsm@gmail.com 5481072027
  4. 4. WBS - Estrutura de Decomposição do Trabalho Descomposição C.C. Fase / Subfase / Pacote de Trabalho Análise M/B 1 Gerenciamento do projeto 1.1 Termo de abertura do projeto Make 1.2 Plano de gerenciamento de Projeto Make 1.3 Verificar orçamento Make 1.4 Identificar Stakeholders Make 2 Criação da Formula 2.1 Preferência do Mercado Make 2.2 Compra dos ingredientes Buy 2.3 Criação de Amostra 1 Make 2.4 Criação da Amostra 2 Make 2.5 Criação da Amostra 3 Make 2.6 Escolha da Fórmula Make 2.7 Documentação Make 3 Marketing e Ferramentas de Marketing 3.1 Pesquisa Make 3.2 Confecção Make 3.3 Avaliação Make 3.4 Documentação Make 4 Lote Piloto 4.1 Criação do Processo Make 4.2 Fabricação do Lote Make 4.3 Aprovação do Lote Make 4.4 Documentação Make 5 Fabricação de Lote de Produção 5.1 Aplicar Processos Make 5.2 Produzir Lote Make 5.3 Documentação dos processos Make 5.4 Validar Processos Make 6 Distribuição 6.1 Selecionar Distribuidora Make 6.2 Distribuir Buy 7 Armazenamento 7.1 Definição do local de armazenamento Make 7.2 Verificar alterações necessárias Make 7.3 Realizar as alterações necessárias Make 7.4 Aprovar as alterações Make 8 Encerramento 8.1 Documentação das lições aprendidas Make 8.2 Verificar orçado X realizado Make 8.3 Liberação para produção Make 8.4 Evento com clientes estratégicos Make
  5. 5. Fluxograma de Iniciação
  6. 6. Fluxograma de Planejamento
  7. 7. Fluxograma de Execução
  8. 8. Fluxograma de Monitoramento & Controle
  9. 9. Fluxograma de Encerramento

×