BH-GP39-GEP-ECOMAT

1.967 visualizações

Publicada em

Janaína Simão, Márcia Oliveira, Ricardo Gabriel, Thales Guerra, Vitor Bernis - BH-GP39-GEP-ECOMAT

  • TAP: sugere-se tornar Objetivo SMART mais direto;
    ISH: 'classificação' é o resultado do poder x interesse (observar SH ambientalistas); faltou identificar o quando do SH ambientalistas;
    DReq Produto e Projeto: Ok;
    WBS: Ok;
    D-WBS: Os PT representam o último nível da WBS e são eles que devem ser descritos no D-WBS. Sugere-se que as entregas dos PT não sejam colocadas na WBS;
    DE: OK;
    LVQ: Idem D-WBS;
    SM: OK.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

BH-GP39-GEP-ECOMAT

  1. 1. A EMPRESADisciplina: Gerenciamento em Escopo de ProjetosProfessor: Marco Antônio CoghiTurma: Proj. 39 – IBS FGV BHAlunos:Janaína SimãoMarcia OliveiraRicardo GabrielThales GuerraVitor Bernis
  2. 2. A EMPRESASabendo da crescente necessidade de se conciliardesenvolvimento social e econômico com a preservaçãodo planeta, cada vez mais pessoas têm buscado soluçõessustentáveis para tarefas do dia a dia. Atualmente, asustentabilidade deve ir além de separar o lixo orgânicodo reciclável.
  3. 3. A EMPRESAHoje podemos construir casas modernas com projeto dearquitetura não somente bonito, mas também altamentesustentável que, além de preservar os recursos do meioambiente, ainda prezam pela economia financeira dos seusproprietários e moradores, sem abrir mão do conforto equalidade.Este é o papel da , desenvolver projetos e fazerprodutos para a construção civil, utilizando como matériaprima resíduos das próprias construções.
  4. 4. TERMO DE ABERTURA DO PROJETOPROJETO: EMPRESA : ECOMAT PROJETO : BUILDING CLEAN PRODUTO: TIJOLO ECOLÓGICODESCRIÇÃO:O Building Clean é um projeto de captação de resíduos da construção civil, suaseparação e transformação em matéria prima para a construção de tijolosecológicos.
  5. 5. TERMO DE ABERTURA DO PROJETOJUSTIFICATIVA:A geração de resíduos sólidos na construção civil é grande, podendo representarmais da metade dos resíduos sólidos urbanos. Por exemplo, em uma cidade comoBelo Horizonte, que está em constante expansão imobiliária e projetos para a Copado Mundo de 2014, estes resíduos oriundos da construção civil correspondem aaproximadamente 50% dos resíduos recebidos nos equipamentos públicos (dadosda prefeitura), o que demanda investimentos específicos para reduzir os problemasambientais.A coleta destes resíduos vindos das construções e sua transformação em matériaprima para construção de novos produtos (como por exemplo, tijolos e telhas)poderá reduzir o acúmulo de resíduos sólidos e contribuir para a preservação domeio ambiente. Para reduzirmos continuamente ano a ano o acúmulo destesresíduos, estaremos investindo neste projeto.
  6. 6. TERMO DE ABERTURA DO PROJETOOBJETIVO:Produzir tijolos a partir da captação e transformação de resíduos de materiaisprovenientes da construção civil, atendendo aos requisitos mínimos da ABNT comrelação à qualidade e desempenho e também às exigências dos órgãos ambientais.Que possam ser comercializados a um custo tal que permita que o valor do m² dealvenaria feito com este produto seja de pelo menos 30% menor em relação àalvenaria executada com tijolos cerâmicos convencionais, viabilizando assim afabricação de casas populares pela prefeitura, nos próximos cinco anos, semredução da margem de lucro da empresa e mantendo o nível de satisfação dosclientes.
  7. 7. TERMO DE ABERTURA DO PROJETOREQUISITOS: • Que toda a equipe alocada no projeto possua capacitação técnicanecessária para desenvolvimento do tijolo ecológico; • Que o tijolo ecológico produzido tenha baixo custo de produção para quepossa também ser comercializado a um custo inferior ao de seus concorrentes; • Que o tijolo ecológico atenda a todas as especificações mínimas exigidaspela ABNT. • Que o manejo e uso dos resíduos da construção civil estejam de acordocom a cartilha para Residuos sólidos fornecido pela Sinduscon e também de acordocom o Manual de Manejo e gestão de resíduos da construção civil, fornecido peloMinistério do Meio Ambiente.
  8. 8. TERMO DE ABERTURA DO PROJETODESIGNAÇÃO:Ricardo Gabriel da ECOMAT fica designado como gestor do Building Clean para:• Gerir os recursos financeiros alocados e aprovados para este projeto;• Aplicar-se para que o Building Clean possa ser apresentado a diretoria em 4 meses;• Habilitar acesso às informações necessárias para a equipe do projeto;
  9. 9. TERMO DE ABERTURA DO PROJETOLISTA DE MILESTONES:• Até 03∕mar∕12 – RFP aos principais fornecedores do mercado;• Até 30 ∕mar∕12 – aquisição de maquinários e infraestrura;• Até abril∕12: contratação e capacitação de recursos humanos;• Maio∕12: lançamento do novo produto no mercadoORÇAMENTO:Deve ser gerenciado o orçamento de R$ 250.000,00 para o BuildingClean.RISCOS:• Captação lenta dos resíduos;• Resíduos coletados estarem contaminados com material orgânico;• Acesso ao mercado de construção;• Distribuição do produto;
  10. 10. ISH - IDENTIFICAÇÃO DOSSTAKEHOLDERS
  11. 11. ISH - IDENTIFICAÇÃO DOSSTAKEHOLDERS
  12. 12. DE - DECLARAÇÃO DE ESCOPO
  13. 13. DE - DECLARAÇÃO DE ESCOPO
  14. 14. DE - DECLARAÇÃO DE ESCOPO
  15. 15. DE - DECLARAÇÃO DE ESCOPO
  16. 16. DE - DECLARAÇÃO DE ESCOPO
  17. 17. DE - DECLARAÇÃO DE ESCOPO
  18. 18. DE - DECLARAÇÃO DE ESCOPO
  19. 19. D-REQ - PROJETO
  20. 20. D-REQ - PRODUTO
  21. 21. WBS
  22. 22. D-WBSFase: Gerenciamento de ProjetosEntrega: PGP
  23. 23. D-WBSFase: ColetagemEntrega: Matéria Prima
  24. 24. D-WBSFase: DesenvolvimentoEntrega: Especificação Técnica
  25. 25. D-WBSFase: FabricaçãoEntrega: Protótipo Tijolo Ecológico
  26. 26. D-WBSFase: Marketing e QualidadeEntrega: Certificação
  27. 27. D-WBSFase: EncerramentoEntrega: Tijolo Verde
  28. 28. LVQ – LISTA DE VERIFICAÇÃO DA QUALIDADE ENTREGA DA CRITÉRIO DEID FASE C.C. PT DESCRIÇÃO ENTREGA DO PT OK FASE VALIDAÇÃO Documentação do escopo do PGE - Planejamento Boas práticas do 1.1 Plan.de Projeto /Escopo projeto do Escopo PMBoK GERENCIAMENTO Monitoramento e controle/ Registro de solicitações de Relatório de Boas práticas do1 PGP 1.2 DE PROJETOS Controle de Alterações modificações no projeto alterações do projeto PMBoK Registro de aceites de entregas Monitoramento e controle/ Boas práticas do 1.3 que acontecem dentro dos Relatório de Aceite Verificação do projeto PMBoK pacotes das fases e das fases. Levantamento geográfico e demográfico com os principais Especificações dos pontos de aquisição de resíduos, 2.1 LOGISTICA Mapa de rota de principais pontos de para a partir destas informações coletagem aquisição de resíduos gerar a melhor rota para a sua MATERIA coletagem.2 COLETAGEM PRIMA A partir da definição dos pontos de coletagem, serão adquiridas Lista dos Manual de 2.2 ESTRUTURA as caçambas para os pontos equipamentos especificações ténicas indicados e os caminhões para necessários de caçambas recolhimento das mesmas.
  29. 29. LVQ – LISTA DE VERIFICAÇÃO DA QUALIDADE CRITÉRIO DEID FASE ENTREGA DA FASE C.C. PT DESCRIÇÃO ENTREGA DO PT OK VALIDAÇÃO Procedimentos de Captação, seleção e Listagem de selação e 3.1 PESSOAL treinamento de pessoal. funcionários treinamento de pessoal da Ecomat Elaboração da composição de Qcomp - Quadro de materiais para o Boas práticas da Ed. 3.2 ENG. QUIMICA composição de desenvolvimento da matéria Pini Ref. 4344 materiais prima do tijolo. Boas práticas da Ed. ESPECIFICAÇÃO3 DESENVOLVIMENTO Elaboração da quantidade de Pini Ref. 4344 TÉCNICA Qcomp - Quadro de matéria prima necessária e Manual de 3.3 ENG.CIVIL especificação e outras misturas para a produção especificação técnica medida de materiais dos tijolos. dos materiais utilizados Elaboração da instrução de IPC - Instrução de Procedimentos 3.4 ENG.MECANICA processos de fabricação dos Processos de básicos de produção tijolos. produção dos tijolos da Ecomat Elaboração de planilha de custos Tabelas de 3.5 CUSTOS de materiais X Tijolos Planilha de Custos Orçamento da produzidos. Ecomat
  30. 30. LVQ – LISTA DE VERIFICAÇÃO DA QUALIDADE ENTREGA DA CRITÉRIO DEID FASE C.C. PT DESCRIÇÃO ENTREGA DO PT OK FASE VALIDAÇÃO Procedimento para Definição do tipo de processo de Contrato de seleção e contratação 4.1 AQUISIÇÕES produção e aquisição dos equipamentos de fornedores da equipamentos necessários. Ecomat Execução das etapas do processo de produção: trituração, Especificações técnicas PROTOTIPO 4.2 PRODUÇÃO Corpos de prova peneiramento, mistura, prensagem de produção4 FABRICAÇÃO TIJOLO e secagem. ECOLOGICO Normas Definição de todos os Regulamentadoras do procedimentos de segurança, Procedimentos de Ministério do Trabalho 4.3 SEGURANÇA inclusive relação dos equipamentos segurança Procedimentos Básicos de proteção necessários. de Segurança da Ecomat Procedimentos Ecomat Desenvolvimento de videos, para desenvolvimento 5.1 PROPAGANDA folders e toda documentação de Apreentação de material para propaganda do produto do projeto. marketing Realização de todos os ensaios e testes de qualidade para Lista de informações norma ABNT NBR 5.2 SIMULAÇÃO identificação das características técnicas 15270:3 MARKETING E5 CERTIFICAÇÃO técnicas do produto. QUALIDADE Elaboração de toda a documentação técnica final, a partir das informações técnicas norma ABNT NBR 5.3 INSPEÇÃO obtidas com a realização dos Laudo técnico 15270:1 ensaios, informando as recomendações e restrições quanto a utilização do produto.
  31. 31. LVQ – LISTA DE VERIFICAÇÃO DA QUALIDADE ENTREGA DA CRITÉRIO DEID FASE C.C. PT DESCRIÇÃO ENTREGA DO PT OK FASE VALIDAÇÃO Elaboração de videos e folders Padronização Ecomat APRESENTAÇÃO DO 6.1 para serem distribuidos e Folders para elaboração de PROJETO apresentados aos clientes. folders Atualização das lições aprendidas Boas práticas do 6.2 LIÇÕES APRENDIDAS do projeto e de toda _ PMBoK documentação do projeto.6 ENCERRAMENTO TIJOLO VERDE Apresentação em seminário dos benefícios do tijolo ecológico, Procedimentos Ecomat através de demonstrações de Seminário de para desenvolvimento 6.3 MARKETING estruturas fabricadas com a apresentação para o de material para utilização deste produto, a mercado marketing diferenciação dele com os demais existentes no mercado.
  32. 32. SM – SOLICITAÇÃO DE MUDANÇAS Número da SM Data da Abertura Solicitante 00001 xx/xx/xxxx Prefeitura Endereço de E-mail DDD Telefone xxx xxxx-xxxx Descrição da mudança solicitada Solicitamos a modificação das dimensões do tijolo e que o mesmo fique com as suas dimensões com o dobro das especificadas na documentação do projeto. Justificativa da solicitação Os tijolos maiores permitirão o levantamento de paredes com maior velocidade, devido ao tamanho maior das peças quando comparadas aos tijolos convencionais, o que também permitirá que as paredes sejam erguidas com alinhamento mais definido; Assinatura do solicitante
  33. 33. SM – SOLICITAÇÃO DE MUDANÇAS PARECER DO GP Impactos identificados – Escopo do projeto Alteração na fase de Desenvolvimento do produto, pois todas as especificações técnicas (química, mecânica e civil) do produto deverão ser alteradas. Na fase de Fabricação a demanda por mão de obra será alterada, necessitando de mais pessoas capacitadas e maquinário capaz de produzir os tijolos na nova dimensão. Na fase de Qualidade novos testes e simulações deverão ser desenvolvidos para que o produto possa passar nos testes de qualidade e receber a aprovação para uso no mercado. Impactos identificados – Tempo do projeto A modificação nas dimensões de tijolos não modificarão as atividades para a fabricação dos tijolos, com isso o tempo necessário para a produção não sofrerá impactos significativos. Impactos identificados – Custo do projeto A modificação nas dimensões dos tijolos reduzirá a produção diária de tijolos para a metade. Com isso, será necessário comprar novos maquinários para manter o nível de produção diária e que possa continuar atendendo a demanda pelo produto. Impactos identificados – Qualidade do projeto A modificação nas dimensões do produto irá alterar a fase de Qualidade, pois novas pesquisas deverão ser feitas, novos testes elaborados e simulações realizadas a fim de manter o padrão de qualidade do produto.
  34. 34. SM – SOLICITAÇÃO DE MUDANÇAS Impactos identificados – Recursos Humanos do projeto Novos funcionários deverão ser contratados e capacitados para operar os novos maquinários. Impactos identificados – Comunicações do projeto As modificações nas dimensões do tijolo deverão ser comunicadas aos outros stakeholders do projeto, com o objetivo de divulgar e esclarecer dúvidas e ter a aprovação das mudanças. Impactos identificados – Riscos do projeto Não atender a produção diária de tijolos, atrasando a demanda pelo produto. Faltar matéria prima disponível para fazer a mistura, já que o novo tijolo exigirá mais matéria prima disponível a tempo para fabricar os tijolos. Faltar matéria prima disponível na construção civil ou a mesma não vir separada ou dentro das normas para reutilização de resíduos da construção civil. Impactos identificados – Aquisições do projeto A produção de tijolos com dimensões maiores que as definidas no projeto reduzirá a produção diária para metade, com isso a aquisição de novos maquinários será necessária. Impactos identificados – outros projetos correntes Ausente Data, Nome, Assinatura do GP 03/03/2012 – Dr. Ricardo Gabriel Parecer do Sponsor ou CCB Parecer Dr. Ricardo Gabriel Data, Nome do autorizador, Assinatura 03/03/2012 – Parecer Dr. Ricardo Gabriel

×