Gerenciamento de
Aquisições
TURMA 01 – GERENCIAMENTO DE PROJETOS
FEIRA DE SANTANA – BA
A Empresa e O Projeto

2

Doce Mania
Docemania é uma empresa do ramo de alimentos dedicada a fabricação de Doces, com gran...
A Equipe

ANA DANIELLE DA SILVA CARNEIRO

3

LUIZ CLÁUDIO DE SOUZA SEBASTIÃO

VITOR SILVA LIMA

Doce Mania
WBS – Work Breakdown Structure

4

Projeto Barra de
Chocolate
1.1
Planejamento
de Marketing

1.2
Financeiro

1.3
RH

1.4
P...
Critérios Make or Buy
Item

5
Descrição

1

Criticidade estratégica

2

Restrição de prazo

3

Existência de fornecedores ...
Critérios Make or Buy
ITEM

1

PROJETO
CHOCOLIGHT
Planejamento
de Marketing

MAKE OR
BUY

MAKE

6

CRITÉRIOS

JUSTIFICATIV...
Critérios Make or Buy
ITEM
1.4

1.5

2

2.1

PROJETO
CHOCOLIGHT
Vendas

Pesquisa de
Mercado

Financeiro

Fornecedores

MAK...
Critérios Make or Buy
ITEM
2.2

2.3

PROJETO
CHOCOLIGHT
Orçamentos

Análise
Financeira

MAKE OR
BUY
MAKE

MAKE

8

CRITÉRI...
Critérios Make or Buy
ITEM
3.1

3.2

3.3

3.4

PROJETO
CHOCOLIGHT
Divulgação de
Vagas
Seleção de
Currículos

Entrevistas

...
Critérios Make or Buy
ITEM

3.5

4

4.1

PROJETO
CHOCOLIGHT

Treinamento

Produção

Montagem

MAKE OR
BUY

MAKE

MAKE

BUY...
Critérios Make or Buy
ITEM

4.2

4.3

4.4

4.4

PROJETO
CHOCOLIGHT

Teste Piloto

Teste Industrial

Start

Manutenções

MA...
Mapa de Aquisições
CONCOR.

ITEM A SER
CONTRATADO

1

PUBLICIDADE

2

PESQUISA DE
MERCADO

3

4

5

MONTAGEM

AQUISIÇÕES

...
WBS – Work Breakdown Structure - Revisada

13

Projeto Barra de
Chocolate
1.1
Planejamento
de Marketing

1.2
Financeiro

1...
Registro de Riscos
EVENTO DE RISCO
Prazo na Entrega do Equipamento

14
MOMENTO DA
RESPOSTA AO RISCO

RESPOSTA AO RISCO
Aco...
Registro de Riscos
EVENTO DE RISCO

15
RESPOSTA AO RISCO

MOMENTO DA
RESPOSTA AO RISCO

Linha de ar existente na empresa n...
Aquisição a ser Analisada

16

Para desenvolvimento deste trabalho, escolheremos uma linha do mapa de aquisições, para a q...
Declaração do Trabalho - DT
ITEM

17

DESCRIÇÃO

1.1

Especificações Técnicas

Máquina Empacotadoras com painel de comando...
Declaração do Trabalho - DT
ITEM

18

DESCRIÇÃO

1.6

Prazo da Garantia

Mínimo de 05 anos;

1.7

Suporte e Assistência
Té...
Declaração do Trabalho - DT
ITEM

2.

2.1

2.2

2.3

19

DESCRIÇÃO

Fabricação e Montagem

Projeto

Após concluído o proce...
Declaração do Trabalho - DT
ITEM

2.4

2.5

20

DESCRIÇÃO

Instalação

Após a chegada do equipamento ao local de montagem,...
Critérios Eliminatórios

21

A seguir explicitamos os critérios de avaliação do Contratante quanto ao aceite do Fornecedor...
Critérios Classificatórios

22

A seguir explicitamos os critérios classificatórios das Propostas dos Fornecedores.


PRE...
Avaliação Técnica e Preço

23

AF = FP x IP + (10-FP) x IT

IP = VMP / VP

IT = NT / MNT

NT = (7H + 3C) / 10

AF= Avaliaç...
EAP Ponderada
ITEM

DESCRIÇÃO

24
PESO
(%)

1

PROJETO DE FABRICAÇÃO/
MONTAGEM DO EQUIPAMENTO

2

FABRICAÇÃO/MONTAGEM DO
E...
Sistema de Pontuação
ITEM

DESCRIÇÃO

25
PESO
(%)

1

PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO
PRAZOS DE ENTREGAS
CAPACIDADE TÉCNICO...
Documentos de Aquisição

26

Optamos por adotar a modalidade de PROPOSTA para a escolha do Fornecedor do Equipamento a ser...
Meio de Envio do Convite

27

Correspondência direta aos fornecedores pré-cadastrados e divulgação no site da empresa na I...
Tipo de Contrato

28

Forma: CONTRATO FORMAL - ORDEM DE COMPRA, de acordo com Código Civil Brasileiro.
Espécie: COMPRA E V...
Tipo de Concorrência - Fluxograma

29

Receber
Propostas

Habilitar
Propostas

Equalizar
Propostas

Revisar
Propostas

Neg...
Atitudes e Fiscalização

30

Para fiscalizar a execução das atividades foram definidos as seguintes ferramentas:


Inspeç...
Relatórios de
Controle

31

O formulário de Solicitação de Mudança de Projeto
controla os impactos que uma mudança no proj...
Relatórios de
Controle

32

O Relatório Diário é uma ferramenta para
acompanhar todos os eventos relacionados com a
execuç...
Fluxograma – Controle de Contrato

Reunião
Kick off

Auditoria

Diligenciamento

Monitorame
nto dos
Testes

Medições

33

...
Fluxograma – Encerramento do Contrato

Escopo
Finalizado

Publicidade
do
Encerramento
do escopo

Envio de
Boletim de
Mediç...
PGA – PLANO DE GERENCIAMENTO DE AQUISIÇÕES

35

1. Descrição dos processos de Gerenciamento de Aquisições
1.1 - Análise Ma...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Barra de Chocolate

856 visualizações

Publicada em

Titulo: Barra de Chocolate
Alunos:ANA DANIELLE DA,
Cidade: feira de santana
Disciplina: Aquisições
Turma: gerenciamento em projetos FGV
Data:25-01-2014
Hora:23:25
Comentarios:Equipe
Luiz Cláudio de Souza Sebastião
Vitor Silva Lima
Ana Danielle da Silva Carneiro

Professor, obrigada. Este trabalho foi árduo, suado, mas valeu a pena. Aprendemos tanto com ele. Muitas lições aprendidas.
Uma abraço
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
856
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Barra de Chocolate

  1. 1. Gerenciamento de Aquisições TURMA 01 – GERENCIAMENTO DE PROJETOS FEIRA DE SANTANA – BA
  2. 2. A Empresa e O Projeto 2 Doce Mania Docemania é uma empresa do ramo de alimentos dedicada a fabricação de Doces, com grande penetração no mercado regional do Norte e Nordeste do país e conhecida pela alta qualidade de seus produtos. Com o intuito de expandir sua linha de produtos, aumentar seu faturamento e penetrar num nicho em que sua concorrente principal domina, sua diretoria decidiu lançar uma barra de chocolate light, o ChocoLight. O objetivo deste novo projeto é adquirir “know-how” para a fabricação da barra integralmente nas suas dependências, ser de excelente sabor e extrema qualidade, mantendo-se assim o alto nível de seus produtos. Após vários estudos de mercado, a Equipe do Projeto chegou a conclusão de que haveria necessidade da aquisição de uma máquina específica para a fabricação da barra de chocolate, de primordial importância para os objetivos da empresa em fabricar um produto de alto nível de qualidade, dentre outras ações como a adequação de sua área de produção e treinamento de pessoal, além de uma boa campanha de publicidade para o seu lançamento.
  3. 3. A Equipe ANA DANIELLE DA SILVA CARNEIRO 3 LUIZ CLÁUDIO DE SOUZA SEBASTIÃO VITOR SILVA LIMA Doce Mania
  4. 4. WBS – Work Breakdown Structure 4 Projeto Barra de Chocolate 1.1 Planejamento de Marketing 1.2 Financeiro 1.3 RH 1.4 Produção 1.1.1 Briefing 1.2.1 Fornecedores 1.3.1 Divulgação de Vagas 1.4.1 Montagem 1.1.2 Publicidade 1.2.2 Orçamentos 1.3.2 Seleção de Currículos 1.4.2 Teste Piloto 1.1.3 Divulgação 1.2.3 Análise Financeira 1.3.3 Entrevistas 1.4.3 Teste Industrial 1.1.4 Vendas 1.2.4 Recursos 1.3.4 Contratações 1.4.4 Start 1.1.5 Pesquisa de Mercado 1.2.5 Aquisições 1.3.5 Treinamento 1.4.5 Manutenções Doce Mania
  5. 5. Critérios Make or Buy Item 5 Descrição 1 Criticidade estratégica 2 Restrição de prazo 3 Existência de fornecedores confiáveis 4 Necessidade de fornecedores especializados 5 Compartilhamento dos riscos 6 Disponibilidade de recursos e pessoas 7 Controle 8 Análise de custo 9 Análise de Viabilidade econômico-financeira 10 Expertise interna 11 Qualidade dos serviços 12 Confidencialidade Doce Mania
  6. 6. Critérios Make or Buy ITEM 1 PROJETO CHOCOLIGHT Planejamento de Marketing MAKE OR BUY MAKE 6 CRITÉRIOS JUSTIFICATIVA 1, 2, 8, 10 Os trabalhos associadas à estratégia da organização se faz opção por fazer e não por contratar, uma vez que as informações estratégicas são de domínio da Docemania. A análise de custo demonstrou que seria viável e a empresa possui uma equipe qualificada. 1.1 Briefing BUY 3, 8, 11 A Docemania decidiu contratar esta atividade de modo que o seu pessoal de marketing focasse nas atividades estratégicas. Além deste fator a equipe não tem expertise na área de publicidade, pois este não é o seu foco. 1.2 Publicidade BUY 3, 8, 11 No mercado existem fornecedores deste serviço com bastante know-how. 3, 8, 11 A Docemania entende que um projeto de divulgação de um produto ou serviço deve ser realizado por prestadores especializados, pois a imagem do produto é o que vai garantir a aceitabilidade deste produto no mercado. 1.3 Divulgação BUY Doce Mania
  7. 7. Critérios Make or Buy ITEM 1.4 1.5 2 2.1 PROJETO CHOCOLIGHT Vendas Pesquisa de Mercado Financeiro Fornecedores MAKE OR BUY MAKE BUY MAKE MAKE 7 CRITÉRIOS JUSTIFICATIVA 6, 10 A Docemania já possui uma equipe de vendas preparada e treinada. 3, 8, 11 A pesquisa de mercado fornece as informações que norteará as decisões para o plano de marketing. A Docemania não dispõe de pessoas suficientes para coleta destes dados e da expertise necessária. A análise de custo revelou que seria mais viável contratar este serviço. 6, 7, 10, 12 A Docemania dispõe de uma equipe qualificada e que atende aos requisitos necessários para esta função. A Docemania prefere ter o controle destas informações bem como decisões financeiras requerem confidencialidade das informações. 6, 10 A equipe de Compras da Docemania possui vasta experiência em seleção de fornecedores de equipamentos, uma vez que a empresa já fez este tipo de aquisição anteriormente e conhece os fornecedores com o perfil esperado pelo projeto. Doce Mania
  8. 8. Critérios Make or Buy ITEM 2.2 2.3 PROJETO CHOCOLIGHT Orçamentos Análise Financeira MAKE OR BUY MAKE MAKE 8 CRITÉRIOS JUSTIFICATIVA 6, 10 A equipe de Compras já tem experiência em Orçamento de equipamentos. A decisão de não contratar estes serviços se deu em função de que estes setores, Compras e financeiro são setores interligados, o feedback seria mais rápido, outro ponto é que as 1, 2, 8, 9, 10 informações são de cunho estratégico, sendo assim, de inteiro domínio da Docemania e como a empresa já fez outras aquisições semelhantes já possui know-how. 2.4 Recursos MAKE/BUY 5, 8, 9 A Docemania dispunha de uma parte do Capital envolvido no projeto de aquisição e fez captação do restante do valor com terceiros. 2.5 Aquisições MAKE/BUY 5, 8, 9 O projeto foi parcialmente financiado pela Docemania e o restante por Instituições Financeiras. MAKE 6, 10 A Docemania possui uma equipe muito bem estruturada e com expertise em Gestão de Recursos Humanos. 3 Recursos Humanos Doce Mania
  9. 9. Critérios Make or Buy ITEM 3.1 3.2 3.3 3.4 PROJETO CHOCOLIGHT Divulgação de Vagas Seleção de Currículos Entrevistas Contratações MAKE OR BUY MAKE BUY BUY/MAKE MAKE 9 CRITÉRIOS JUSTIFICATIVA 6, 10 A divulgação das vagas cabe à Docemania, uma vez que o custo da divulgação é baixo e não demanda muito tempo. 3, 8,11 A decisão de se fazer a triagem dos currículos por pessoal externo se deu por se entender que existe a necessidade de focar no negócio da empresa. No mercado existem fornecedores especializados e com critérios de qualidades que satisfazem e estão alinhados a estratégia de RH da empresa. 3,5,8,10 A entrevista ocorrerá em duas etapas, sendo a primeira por empresas externas especializadas em seleção e o segundo momento da entrevista será com o supervisor direto do setor em que o mesmo vai ser lotado. 6, 10 A responsabilidade da contratação cabe Docemania, uma vez que a mesma não contratação de pessoal técnico. Doce Mania somente terceiriza a a
  10. 10. Critérios Make or Buy ITEM 3.5 4 4.1 PROJETO CHOCOLIGHT Treinamento Produção Montagem MAKE OR BUY MAKE MAKE BUY 10 CRITÉRIOS JUSTIFICATIVA 2, 6, 8, 10 Os treinamentos necessários serão fornecidos pela própria Docemania uma vez que no mercado não existe treinamento de operação do equipamento que será instalado e se terá um controle maior dos prazos para finalização dos mesmos. O fator custo foi levado em consideração uma vez que sairia mais barato fazer com a equipe da própria Docemania. 2, 7, 8,10, 11 O custo da terceirização desta linha de produção não seria viável, uma vez que esta mão-de-obra técnica é muito peculiar e cara. A confidencialidade é um fator importante a ser considerado e com equipe interna se teria um controle maior das informações. 3, 4, 8,10 Na compra do equipamento já vem em contrato que a montagem será feita por um técnico da própria empresa, pois isso implica na garantia do equipamento, caso a empresa opte por terceiros fazer a montagem, esta garantia não teria validade. Doce Mania
  11. 11. Critérios Make or Buy ITEM 4.2 4.3 4.4 4.4 PROJETO CHOCOLIGHT Teste Piloto Teste Industrial Start Manutenções MAKE OR BUY MAKE/BUY MAKE/BUY MAKE MAKE 11 CRITÉRIOS JUSTIFICATIVA 3,4,6 O teste piloto geralmente é feito tanto pelo técnico do fornecedor contratado como pelo pessoal que vai operar o equipamento. Nesta etapa é a oportunidade que a equipe que vai operar a máquina, bem como o pessoal de manutenção da Docemania conhecer o equipamento, suas funcionalidades, requisitos de instalação e os problemas que ocorrer. 3,4,6 O teste industrial geralmente é realizado mais pela equipe já em formação que pelo técnico contratado. O mesmo faz os últimos ajustes se ocorrer. Por esta razão se faz necessário utilizar os dois. 7,10 A equipe já possui expertise em operar o equipamento, e nesta fase onde se inicia mais intensivamente os controles e as observações de operação, o pessoal interno são os mais indicados por estarem diariamente e mais próximos, a tendência é que estes controles sejam mais confiáveis e os feedback mais rápidos. 7,10 A equipe de manutenção precisa está o mais próxima possível, uma vez que se fizer opção por fazer com pessoal externo pode incorrer em prejuízos financeiros gerados por longos períodos de setup da máquina. Doce Mania
  12. 12. Mapa de Aquisições CONCOR. ITEM A SER CONTRATADO 1 PUBLICIDADE 2 PESQUISA DE MERCADO 3 4 5 MONTAGEM AQUISIÇÕES FINANCIAMENTO 12 REF. EAP VENDOR LIST ORÇAMENTO PRAZO 1.1.2 MIDIA’S NEOLD PUBLICITY 50.000,00 2 MESES 1.1.5 PESQUIZZAR METRICS Ibopii 12.000,00 1 MÊS 1.4.1 CARGA PESADA MONTATEC WELDMONT 360.000,00 60 DIAS 1.2.5 FLOWPACK PROJECTA XYZ 150.000,00 2 DIAS 1.3.4 BANCO X FEIRA BANCO FINABANK 300.000 15 DIAS Doce Mania
  13. 13. WBS – Work Breakdown Structure - Revisada 13 Projeto Barra de Chocolate 1.1 Planejamento de Marketing 1.2 Financeiro 1.3 RH 1.4 Produção 1.1.1 Briefing 1.2.1 Fornecedores 1.3.1 Divulgação de Vagas 1.4.1 Montagem 1.1.2 Publicidade 1.2.2 Orçamentos 1.3.2 Seleção de Currículos 1.4.2 Teste Piloto 1.1.3 Divulgação 1.2.3 Análise Financeira 1.3.3 Entrevistas 1.4.3 Teste Industrial 1.1.4 Vendas 1.2.4 Recursos 1.3.4 Contratações 1.4.4 Start 1.1.5 Pesquisa de Mercado 1.2.5 Aquisições 1.3.5 Treinamento Pacote BUY 1.4.5 Manutenções Pacote MAKE Doce Mania
  14. 14. Registro de Riscos EVENTO DE RISCO Prazo na Entrega do Equipamento 14 MOMENTO DA RESPOSTA AO RISCO RESPOSTA AO RISCO Acompanhar as monitoramento. entregas através de Contratação Adotar critérios de seleção mais rigorosos Se a escolha do fornecedor selecionado como verificar quem já usa o pela equipe do projeto foi a mais Seleção equipamento e se possível acompanhar o vantajosa equipamento em funcionamento. Conferir os laudos e certificados que Equipamento ser entregue com o material comprovem que a mesma foi construída Contratação fora da especificação em aço grau sanitário. Contratar uma empresa sem Know How Pesquisar no mercado para pesquisa de mercado Equipamento não atingir as expectativas de produtividade PQ Colocar uma multa contratual para o não Teste Industrial cumprimento das especificações. Verificar na seleção do fornecedor esta Fornecedor detém o monopólio da venda prática, quais são as peças e consumíveis, Seleção de peças de reposição e consumíveis. vida útil e preço. Doce Mania
  15. 15. Registro de Riscos EVENTO DE RISCO 15 RESPOSTA AO RISCO MOMENTO DA RESPOSTA AO RISCO Linha de ar existente na empresa não atender a demanda da máquina. A Seleção Checar junto a equipe responsável todos equipe de projeto não ter feito o Orçamento estes dados antes do pedido da máquina. dimensionamento correto do consumo de Contrato ar comprimido. Doce Mania
  16. 16. Aquisição a ser Analisada 16 Para desenvolvimento deste trabalho, escolheremos uma linha do mapa de aquisições, para a qual desenvolveremos as análises e documentos a seguir. CONCOR. 3 ITEM A SER CONTRATADO MONTAGEM REF. EAP VENDOR LIST ORÇAMENTO PRAZO 1.4.1 CARGA PESADA MONTATEC WELDMONT 360.000,00 60 DIAS As atividades referentes a esta aquisição compreendem: 1-Projetar completa e detalhadamente o equipamento a ser adquirido; 2-Fabricar/Montar o equipamento; 3-Transportar o equipamento com segurança até a fábrica; 4-Montar o equipamento nas instalações do comprador; 5-Testar/Validar o equipamento. Doce Mania
  17. 17. Declaração do Trabalho - DT ITEM 17 DESCRIÇÃO 1.1 Especificações Técnicas Máquina Empacotadoras com painel de comando CLP que possibilite regulagens para 100 tipos diferentes de programações de peso, com alta precisão na pesagem final do produto. Linha de Empacotadora por peso com até 04 balanças, que trabalhe com sistema de pesagem totalmente individual. Sistema de Escova e Painéis, adaptáveis a qualquer tipo de Formadora Automática, podendo trabalhar no Sistema Automático ou SemiAutomático, garantindo a realização de alta produção. Estrutura em aço carbono com tratamento anticorrosivo e pintura em epóxi. Equipado com fotocélula. Sistema pneumático a seco. Quadro fixo. Interface "touch screen". Desbobinador automático . Esteira coletora; 1.2 Capacidade Nominal 200 pacotes por minuto (mínimo); 1.3 Sistema Datador Datador Hotstump contendo: Data de fabricação, validade, lote e horário; 1.4 Outras Características Pacote – 50x200mm / Bobina – 440x330mm 1.5 Qualidade Requerida O equipamento a ser fornecido deverá ter tecnologia moderna, ser de alto desempenho econômico e energético e atender às Normas Ambientais Doce Mania
  18. 18. Declaração do Trabalho - DT ITEM 18 DESCRIÇÃO 1.6 Prazo da Garantia Mínimo de 05 anos; 1.7 Suporte e Assistência Técnica O fornecedor deverá dar suporte técnico durante a vigência da garantia e assistência técnica no local de instalação do equipamento. 1.8 Treinamentos O fornecedor deverá dar treinamento básico para a equipe de operadores do Comprador e especializado para a equipe de manutenção. 1.9 Manutenção O fornecedor se comprometerá em treinar a equipe de manutenção interna da empresa contratante, fornecendo as literaturas necessárias, bem como esquema elétrico do equipamento, treinamento em softwares e o que ocorrer. 1.10 Entrega / Montagem Montagem e instalação na área de produção do Comprador, sito à rua Jovelina, 350, bairro da Feira, Feira de Santana - BA. Doce Mania
  19. 19. Declaração do Trabalho - DT ITEM 2. 2.1 2.2 2.3 19 DESCRIÇÃO Fabricação e Montagem Projeto Após concluído o processo de Contratação e expedido o Pedido de Fornecimento, o Fornecedor apresentará ao Comprador, no prazo estipulado no Cronograma, o projeto de montagem completo e detalhado do equipamento a ser fornecido, devidamente assinado pelo(s) responsável(eis) técnicos do Fornecedor para a devida aprovação e autorização de fabricação/montagem do equipamento. Fabricação e Montagem O Fornecedor fabricar/montará o equipamento de acordo com o projeto e especificações aprovados. Após concluída a montagem o Fornecedor notificará ao Comprador a finalização desta fase para que o mesmo faça as devidas verificações que julgar importantes antes do envio e transporte do mesmo. Transporte Por conta e risco do Fornecedor o equipamento será transportado ao local de montagem nas dependências da fábrica do Comprador comunicando ao Comprador as datas de saída e chegada ao destino do equipamento. Doce Mania
  20. 20. Declaração do Trabalho - DT ITEM 2.4 2.5 20 DESCRIÇÃO Instalação Após a chegada do equipamento ao local de montagem, sob a supervisão dos responsáveis técnicos do Fornecedor e com autorização expressa do Comprador, serão iniciados os serviços de montagem do equipamento no local apropriado na fábrica, sob a coordenação do Fornecedor. Testes e Validações Concluída a fase de montagem do equipamento se iniciarão a fase de testes, verificações e validações de funcionamento do equipamento, sob a fiscalização dos representantes do Comprador. Doce Mania
  21. 21. Critérios Eliminatórios 21 A seguir explicitamos os critérios de avaliação do Contratante quanto ao aceite do Fornecedor, sendo que o não atendimento a qualquer dos itens abaixo ensejarão a eliminação do Fornecedor do processo de seleção das Propostas. Definimos como Contratante a Docemania e Fornecedor as empresas que prestarão serviço.  CADASTRO COM O CONTRATANTE: A empresa interessada no fornecimento deverá se cadastrar junto ao Comprador informando os dados gerais de cadastro solicitados em um formulário enviado via e-mail mediante solicitação/resposta ao Comprador.  REGULARIDADE JURÍDICO-FISCAL: O Fornecedor deverá comprovar sua habilitação juridico-fiscal através da comprovação de regularidade junto ao INSS, FGTS, Recita Federal/ Dívida Ativa, Junta Comercial (Contrato Social ou última alteração), receita Estadual e Municipal (de sua sede).  QUALIFICAÇÃO ECONÔMICA: Balanço patrimonial exigível no último exercício financeiro. Deverá ainda comprovar capital social de, no mínimo, 10% do valor do futuro contrato (Proposta)  DECLARAÇÕES: O Fornecedor deverá apresentar declaração, assinada por seus responsáveis técnicos, de estar ciente de todas as circunstâncias em que serão fornecidos os equipamentos/serviços e de que recebeu todas as informações necessárias ao perfeito entendimento do objeto do fornecimento.  VISITA DE RECONHECIMENTO: O fornecedor deverá apresentar junto com a sua Proposta o Atestado de Visita fornecido pelo Comprador atestando de que o mesmo vistoriou o local onde será entregue o equipamento e de todas as circunstâncias para realizar o fornecimento e montagem do mesmo.  ATESTADO TÉCNICO: O Fornecedor deverá apresentar Atestado de que realizou fornecimento semelhante ao solicitado aqui e de que concluiu o fornecimento/serviço em sua totalidade. Doce Mania
  22. 22. Critérios Classificatórios 22 A seguir explicitamos os critérios classificatórios das Propostas dos Fornecedores.  PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO: O fornecedor deverá apresentar preços para todos os itens cotados em acordo com os praticados no mercado. Serão excluídas as propostas que apresentarem preços alternativos ou que não atendam à DT. As condições de pagamentos serão também avaliadas de acordo com as conveniências do Comprador.  PRAZOS DE ENTREGAS: Os prazos de entrega não deverão ultrapassar aqueles estabelecidos na DT. Reduções de prazos serão avaliadas e consideradas na composição final das Propostas.  CAPACIDADE TÉCNICO-OPERACIONAL: Comprovação através de Atestados ou Certidões de empresas de direito público ou privado que comprovem que o fornecedor realizou fornecimentos/entregas/serviços semelhantes em quantidades, prazos e valores ao objeto desta Aquisição.  QUALIFICAÇÃO DOS RESP. TÉCNICOS E EQUIPE OPERACIONAL: Relação da equipe técnica designada para este eventual fornecimento contendo o nome, profissão, cargo, registros profissionais, curriculos e demais informações que comprovem a experiência dos mesmos na execução/condução de serviços semelhantes.  CERTIFICAÇÕES: A empresa deverá apresentar laudo de Inspeção e Calibração do INMETRO do sistema de balança do equipamento, laudo e/ou documento comprobatório que o aço utilizado nos componentes que terão contato direto com o produto e seja de aço inoxidável grau sanitário. Obs.: Serão utilizados os critérios a seguir para avaliação e classificação final das propostas. Doce Mania
  23. 23. Avaliação Técnica e Preço 23 AF = FP x IP + (10-FP) x IT IP = VMP / VP IT = NT / MNT NT = (7H + 3C) / 10 AF= Avaliação Final; FP= Fator de Ponderação (a ser estabelecido pelo GP); IP= Índice de Preço; IT= Índice Técnico IP = Índice de Preço; VMP = Valor da Menor Proposta; VP = Valor da Proposta em exame IT= Índice Técnico; NT= Nota Técnica da Proposta em exame; MNT= Valor da Maior Nota Técnica NT= Nota Técnica; H= Pontuação no Critério Histórico; C= Pontuação no Critério Certificação CRITÉRIO HISTORICO DE FORNECIMENTO ( H ) Fornecedor apresentou até 3 atestados no ultimo ano: Pontuação H1=5 Fornecedor apresentou até 5 atestados no ultimo ano: Pontuação H2=10 CRITÉRIO DE CERTIFICAÇÃO ( C ) Fornecedor apresentou o Laudo de Calibração da Balança: Pontuação C1=5 Fornecedor apresentou doc. comprobatório do aço utilizado no equipamento: Pontuação C2=2 Obs.: Os critérios classificatórios (Avaliação Técnica e Preço) não serão divulgados aos proponentes para evitar questionamentos futuros Doce Mania
  24. 24. EAP Ponderada ITEM DESCRIÇÃO 24 PESO (%) 1 PROJETO DE FABRICAÇÃO/ MONTAGEM DO EQUIPAMENTO 2 FABRICAÇÃO/MONTAGEM DO EQUIPAMENTO 40 3 TRANSPORTE DO EQUIPAMENTO 4 5 5 QUANTIDADE PLAN CRITÉRIO (%) EXEC. AVANÇO FÍSICO (PxQxC) PLAN. 1 Desenhado: 100 5 1 Mecânica: 50 20 1 Eletro-eletrônico: 50 20 10 1 Na fábrica: 100 10 INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO 35 1 Completo: 100 35 TESTES E VALIDAÇÕES 10 1 Testado: 100 10 Doce Mania EXEC.
  25. 25. Sistema de Pontuação ITEM DESCRIÇÃO 25 PESO (%) 1 PREÇO E CONDIÇÕES DE PAGAMENTO PRAZOS DE ENTREGAS CAPACIDADE TÉCNICO-OPERACIONAL QUALIFICAÇAO DOS RESP. TÉCNICOS E EQUIPE OPERACIONAL CERTIFICAÇÕES NOTA NOTA MÉDIA MÉDIA 25 5 NOTA 15 4 FORNECEDOR C 20 3 FORNECEDOR B 30 2 FORNECEDOR A 10 Doce Mania MÉDIA
  26. 26. Documentos de Aquisição 26 Optamos por adotar a modalidade de PROPOSTA para a escolha do Fornecedor do Equipamento a ser adquirido. Justificativa: A opção pela Proposta (ou RFP) se deve ao fato de a escolha do Fornecedor não se basear apenas no preço. Os aspectos técnicos-operacionais serão também avaliados, além da experiência do mesmo, conforme constante na DT. Buscamos com isso permitir tambem que o Fornecedor possa oferecer eventuais sugestões acerca do equipamento a ser adquirido e das condições para seu fornecimento e montagem e com isso otimizar a análise do processo. Doce Mania
  27. 27. Meio de Envio do Convite 27 Correspondência direta aos fornecedores pré-cadastrados e divulgação no site da empresa na Internet Justificativa: Conforme procedimentos da empresa já largamente adotados nos processos de aquisições, optamos por enviar aos potenciais fornecedores a nossa intenção em adquirir o equipamento. Este meio nos permite préselecionar aqueles fornecedores cadastrados e que apresentaram bom desempenho em processos anteriores nas aquisições. Como se trata de um equipamento de importante aspecto técnico-operacional e cujos fornecedores são em pequena quantidade na região, estaremos também divulgando em nosso site a intenção desta aquisição esperando atingir fornecedores em outras regiões do país. Poderemos também fazer pesquisas via internet de potenciais fornecedores deste item. Doce Mania
  28. 28. Tipo de Contrato 28 Forma: CONTRATO FORMAL - ORDEM DE COMPRA, de acordo com Código Civil Brasileiro. Espécie: COMPRA E VENDA, de acordo com a Lei 10.406/2002. Tipo: PREÇO GLOBAL - PREÇO FIXO. Justificativa: Para a forma de Contrato Formal, que pressupõe o atendimento ao CCB, a formalização se coloca importante pela responsabilidade da aquisição e para tentar afastar os riscos advindos dela. Na Compra e Venda buscamos a formalização da transferência do domínio (propriedade) da aquisição, após devidamente finalizado o processo (inclusive os devidos pagamentos ao fornecedor). Como o Comprador não detém conhecimento e especialização para o processo total deste item de aquisição, julgamos como adequada a contratação por Preço Global, que delega ao fornecedor a entrega de todo o processo finalizado, assumindo os riscos do fornecimento, vez que a DT está razoavelmente detalhada. Doce Mania
  29. 29. Tipo de Concorrência - Fluxograma 29 Receber Propostas Habilitar Propostas Equalizar Propostas Revisar Propostas Negociação Emitir Ordem de Serviço Integração, Qualidade e Stakeholders Formalizar proposta comercial ao Fornecedor Comunicar o resultada da concorrência Negociação Doce Mania
  30. 30. Atitudes e Fiscalização 30 Para fiscalizar a execução das atividades foram definidos as seguintes ferramentas:  Inspeções e auditorias para acompanhar se as especificações estão sendo seguidas e o prazo será cumprido;  Controle de mudanças no projeto;  Controle de correspondências entre as partes;  Contratação de empresa para realizar o Controle de Qualidade de Projeto do equipamento que está sendo adquirido;  Acompanhamento do andamento das atividades através da emissão de Relatório Diário. Doce Mania
  31. 31. Relatórios de Controle 31 O formulário de Solicitação de Mudança de Projeto controla os impactos que uma mudança no projeto poderá provocar. Neste relatório temos os seguintes campos: - Informações da Solicitação: data da solicitação, solicitante, email e telefone para contato e demandante; - Identificação do Projeto: Serviço que será alterado, descrição e objetivos da solicitação, impactos e ganhos no projeto; - Informações Adicionais: campo para auxiliar no entendimento da demanda; - Preenchimento Exclusivo da Contratante: parecer técnico, avaliação da solicitação e assinatura do gerente de Planejamento; - Documentações de Suporte: documentos e/ou arquivos anexos a solicitação. Doce Mania
  32. 32. Relatórios de Controle 32 O Relatório Diário é uma ferramenta para acompanhar todos os eventos relacionados com a execução do projeto, desde a assinatura do contrato até o seu encerramento. Neste relatório temos os seguintes campos: - Informações do Relatório: data do relatório, prazo contratual, decorrido e restante, pluviometria e relação de mão de obra e equipamentos que estão sendo utilizadas pela Contratada; - Descrição das Atividades: relato de todas as atividades executadas e todos o eventos que ocorreram e podem impactar no projeto; - Campos de Assinatura: campo em que as partes firmam a verdade sobre os fatos relatados no Relatório Diário. Doce Mania
  33. 33. Fluxograma – Controle de Contrato Reunião Kick off Auditoria Diligenciamento Monitorame nto dos Testes Medições 33 Controle Integrado de Mudanças Claims NÃO ACEITAR ESCOPO VALIDAR QUALIDADE SIM Doce Mania APROVAÇÃO
  34. 34. Fluxograma – Encerramento do Contrato Escopo Finalizado Publicidade do Encerramento do escopo Envio de Boletim de Medição Emissão de Fatura e Documenta ção Legal 34 Pagamento do Produto NÃO Verificação de Obrigações Legais Pendências SIM Doce Mania Emissão de TRD
  35. 35. PGA – PLANO DE GERENCIAMENTO DE AQUISIÇÕES 35 1. Descrição dos processos de Gerenciamento de Aquisições 1.1 - Análise Make or Buy 1.2 - Elaboração da DT e dos critérios e avaliação de fornecedores 1.3 - Emissão de Pedidos 1.4 - Acompanhamento de pedidos 1.5 - Seleção de fornecedores 1.6 - Elaboração de contratos; 1.7 - Administração de contratos 1.8 - Encerramento de contratos 2. – Avaliação de fornecedores 3. - Responsabilidade no Gerenciamento das Aquisições 4. - Responsabilidade pelos processos, assim como pelo plano e sua atualização Doce Mania

×