FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS – FGV                   DIRETIVA UDC – ARACAJU/SE               MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS  ...
EMPRESA              FABIANA BARBOSA TAVARES                GRAZIELA OBREGON WEDY          LEONARDO BATISTA AZEVEDO PIMENT...
Histórico•   A Multienge solutions S/A foi fundada em 1952 no município de São    Mateus do Sul, no Paraná, por um grupo d...
PROJETO
OBJETIVO•   Estabelecer um paralelo entre a teoria apresentada na disciplinaFundamentos de Gerenciamentos de Projetos e a ...
ORIGEM DO PROJETO•   O aquecimento do mercado interno nacional, impulsionado pelas    obras do programa federal (PAC) e pe...
ORIGEM DO PROJETO•   No planejamento estratégico (2012-2016) da Multienge, a partir da    análise do modelo SWOT, foi defi...
PRODUTO DO PROJETO
STAKEHOLDERS, REQUISITOS E RESTRIÇÕES  STAKEHOLDERS                                    REQUISITOS                         ...
ESTRUTURA ORGANIZACIONAL•   Estrutura Matricial Forte    o   A corporação possui Know how para realização do projeto, já q...
ESTRUTURA ORGANIZACIONAL                                                          Coord. Contratos                        ...
PROJECT MANAGEMENT OFFICE (PMO)•   Localização do PMO na estrutura organizacional    o   O PMO da Multienge é o coordenado...
PROJECT MANAGEMENT OFFICE (PMO)                                                             Coord. Contratos              ...
FATORES AMBIENTAIS EMPRESARIAIS (FAE)  TIPO                  FAE                  STATUS ATUAL         JUSTIFICATIVA      ...
WORK BREAKDOWN STRUCTURE           (WBS) – ESTRUTURA ANALÍTICA DE PROJETOPROJETOS GESTÃO   DE             DEFINIÇÃO      A...
WORK BREAKDOWN STRUCTURE  (WBS) – ESTRUTURA ANALÍTICA DE PROJETOPROJETOS GESTÃO   DE           MOBILIZAÇÃO   CONSTRUÇÃO & ...
COMO INICIAR                                                               FINALIZAR TAP                            ESTABE...
COMO PLANEJAR                                                                                                  GERENCIAMEN...
COMO EXECUTAR                                                                   ENTREGA                                   ...
COMO MONITORAR E CONTROLAR                                                                               ENTREGA ACEITA, V...
COMO ENCERRAR                                                                     PRODUTO FINAL DO PROJETO                ...
Lista de Atividades•   Pacotes de trabalho    o   Topografia (Fase: Definição de espaço físico)             •   Locação do...
Orçamento                                                                                    Recurso alocado (H)          ...
Orçamento                            Custo do                               Custo do                                      ...
Orçamento              •        Multiplicando a tabela de recursos alocados (Hh) pela tabela do custo do                  ...
ORGANIZAÇÃO DO APO                     NA MULTIENGE•   Na empresa, os ativos de processos    organizacionais são mantidos ...
ANEXOS
ESPAÇO FÍSICO PARA EC-1                          Retornar
ESCRITURA DO TERRENO                       Retornar
LICENÇA AMBIENTAL                    Retornar
PROJETO EXECUTIVO                    Retornar
CRONOGRAMA DE ATIVIDADES                           Retornar
CONTRATOS            Retornar
SUBSISTEMAS              Retornar
PLANTA EC-1              Retornar
ÁREAS DE CONHECIMENTO     PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOSIN     IN – INTEGRAÇÃO;ES     ES – ESCOPO;T      T – TEMPO;Q      ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ARACAJU-TMBAGPJ*0626-2-FGP-MULTIENGE

1.221 visualizações

Publicada em

Fabiana Barbosa Tavares, Graziela Obregon Wedy, Leonardo Batista Azevedo Pimentel, Marcio Rosas Gonçalves.

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Introdução: ok;
    Objetivo: ok;
    Fonte do Projeto: ok;
    Produto do Projeto: ok;
    Stakeholders: ok;
    Restrições: ok;
    Requisitos: ok;
    Estrutura Organizacional: ok;
    Posição do PMO: ok;
    Função do PMO: ok;
    FAEs: ok;
    WBS: ok;
    Como: ok;
    Lista de Atividades: ok;
    Orçamento: ok; solicitou-se 5 pacotes de trabalho.
    APO: ok;
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.221
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
227
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • What is the project about?Define the goal of this projectIs it similar to projects in the past or is it a new effort?Define the scope of this projectIs it an independent project or is it related to other projects?* Note that this slide is not necessary for weekly status meetings
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • * If any of these issues caused a schedule delay or need to be discussed further, include details in next slide.
  • ARACAJU-TMBAGPJ*0626-2-FGP-MULTIENGE

    1. 1. FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS – FGV DIRETIVA UDC – ARACAJU/SE MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS FUNDAMENTOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS TURMA: TMBAGPJ*0626-2Fabiana Barbosa TavaresGraziela Obregon WedyLeonardo Batista Azevedo PimentelMarcio Rosas Gonçalves
    2. 2. EMPRESA FABIANA BARBOSA TAVARES GRAZIELA OBREGON WEDY LEONARDO BATISTA AZEVEDO PIMENTEL MARCIO ROSAS GONÇALVES
    3. 3. Histórico• A Multienge solutions S/A foi fundada em 1952 no município de São Mateus do Sul, no Paraná, por um grupo de imigrantes italianos. Atualmente com 8.000 funcionários distribuídos nas 10 plantas existentes no terrritório nacional, a empresa é destaque na produção de matéria prima para a construção civil (cimento, brita, vergalhões, pré moldados) e celulose. Há 15 anos, com a MULTIAÇO, passou a atuar também no ramo siderúrgico e hoje é responsável por 15% das exportações do setor para o mercado oriental (China principalmente).
    4. 4. PROJETO
    5. 5. OBJETIVO• Estabelecer um paralelo entre a teoria apresentada na disciplinaFundamentos de Gerenciamentos de Projetos e a realidade através dacriação de uma empresa (Multienge) e seu projeto (Engeciclo)abordando pontos principais, tais como:  Origem e finalidade do projeto;  Stakeholders, seus requisitos e imposição de restrições;  Ciclo de vida de projeto (fases, pacotes e entregas);  Grupos de processos de gerenciamento;  Áreas de conhecimento e processos de gerenciamento;  PMO, APO, FAE, EP, TAP;  Estrutura organizacional da empresa, dentre outros.
    6. 6. ORIGEM DO PROJETO• O aquecimento do mercado interno nacional, impulsionado pelas obras do programa federal (PAC) e pelos grandes eventos esportivos que acontecerão no Brasil, fazem da construção civil um ramo estratégico para o sucesso dos empreendimentos. Por outro lado, construir a todo custo é a melhor solução? Utilizar de forma impensada os recursos naturais é o melhor caminho? A Multienge acredita que não e, através do Engeciclo, irá produzir a matéria prima sustentável.
    7. 7. ORIGEM DO PROJETO• No planejamento estratégico (2012-2016) da Multienge, a partir da análise do modelo SWOT, foi definido que investir no projeto ENGECICLO é um dos vetores estratégicos mais importante para a corporação. O T • PRODUÇÃO DE MATÉRIA PRIMA S VERDE P/ C. CIVIL (ENGECICLO) W
    8. 8. PRODUTO DO PROJETO
    9. 9. STAKEHOLDERS, REQUISITOS E RESTRIÇÕES STAKEHOLDERS REQUISITOS RESTRIÇÕES 1 - ENTREGA DA PLANTA EC-1 EM 12-04-13; 1- NA DATA 12-04-13, EC-1 TERÁ 50% DAACIONISTAS 2 - REDUÇÃO DE 8% DO ORÇAMENTO PREVISTO; CAPACIDADE DE PRODUÇÃO; 3 - CUMPRIR LEGISLAÇÃO AMBIENTAL; 2 - SELEÇÃO DO LOCAL PARA INSTALAÇÃO DA EC-ORGÃOS PÚBLICOS 4 - ESTAR EM DIAS COM A SEC. DA FAZENDA; 1 LEVANDO EM CONSIDERAÇÃO INCENTIVOS 5 - ESTAR DE ACORDO COM AS REGRAS DA DRT; FISCAIS E CONSERVAÇÃO DE VIAS DE ACESSO; 3 - MULTA DIÁRIA NO VALOR DE 0,25% DO ITEM ADQUIRIDO POR ATRASO NA ENTREGA; 6 – PAGAMENTO EM 30 DIAS; 4 – OS MATERIAIS DEVERÃO VIR ACOMPANHADOSFORNECEDORES (EQUIPAMENTOS , 7 – CUSTO DO FRETE PARTILHADO A PARTIR DE 1000 KM; COM CERTIFICADOS ;FERRAMENTAS E MATERIAIS) 8 – MANUTENÇÃO CORRETIVA DE EQUIPAMENTOS PELO 5 – TÉCNICOS DO FABRICANTE DEVERÃO FABRICANTE; ACOMPANHAR A INSTALAÇÃO E PARTIDA DOS EQUIPAMENTOS ROTATIVOS 9 – DISPONIBILIDADE DA EC-1 IGUAL A OUTRAS PLANTASGERÊNCIA DE OPERAÇÃO DA EMPRESA (EC-CA1, EC-CB, EC-BSC); 10 – GERAÇÃO DE EMPREGOS NA REGIÃO; 6 – CANDIDATOS A EMPREGO DEVERÃO TERCOMUNIDADES CIRCUNVIZINHAS 11 – APOIO A PROJETOS CULTURAIS; NÍVEL MÉDIO COMPLETO; 12 – APRESENTAR ATÉ DIA 05-06-12 PROJETO BÁSICO 7 – DESCONTO DE 7% NO VALOR DO ITEM DEPD ENGENHARIA LTDA - RESPONSÁVEL VALIDADO; CONTRATO (IT 2.1 – PROJETO EXECUTIVO) CASOPELA ELABORAÇÃO DO PROJETO 13 – AQUISIÇÃO DE SOFTWARE DE GESTÃO DE NÃO SEJA DISPONIBILIZADO AS LISTA DEEXECUTIVO MATERIAIS DESENVOLVIDO PELA PD ENGENHARIA; MATERIAIS PARA COMPRA; 14 – LISTA DE MATERIAIS POR CONTA DO CONTRATANTE; 15 – APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS DE PROJETODEPARTAMENTO JURÍDICO DA MULTIENGE PARA REGULARIZAÇÃO NOS ORGÃOS PÚBLICOS
    10. 10. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL• Estrutura Matricial Forte o A corporação possui Know how para realização do projeto, já que outras unidades também já foram construídas e atingiu-se os requisitos principais da TAP; o As várias unidades de negócio da empresa fornecerão mão de obra especializada, de vários setores, para compor a equipe de projeto. Com isto, serão reduzidos custos de mobilização e desmobilização de pessoal, além da vantagem da equipe já possuir a cultura organizacional; o O GP designado será o gerente de produção regional (N/NE), que trabalhará exclusivamente no projeto.
    11. 11. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL Coord. Contratos (EC-BSC) Gerente Engenharia (EC-BSC) Coord. Suprimentos Coord. Planejamento (EC-CA1) (EC-CB) Chefe de Operação Líder em SMS (EC-BSC) (MULTIAÇO) Coord. Construção e Depto. Jurídico Montagem Coord. Financeiro/Contábil (SEDE) (EC-CB) (EC-CA1) Coord. Eng. Qualidade Comissionamento (MULTIAÇO) (EC-BSC)Ger. Projetos Coord. ADM/RH Supervisor Logística (GP) (SEDE) (EC-CA1) Coord. de SGI (SEDE)
    12. 12. PROJECT MANAGEMENT OFFICE (PMO)• Localização do PMO na estrutura organizacional o O PMO da Multienge é o coordenador do SGI, lotado na sede da empresa. o Suas principais atribuições no projeto serão: • Garantir a aplicação da metodologia de gerenciamento de projetos – Realização de auditorias do projeto – Já que a corporação é bastante madura na execução de projetos. • Otimização dos recursos que serão compartilhados entre o projeto ENGECICLO e as diversas plantas – ver slide anterior.
    13. 13. PROJECT MANAGEMENT OFFICE (PMO) Coord. Contratos (EC-BSC) Gerente Engenharia (EC-BSC) Coord. Suprimentos Coord. PlanejamentoCoord. de SGI (EC-CA1) (EC-CB) (SEDE) Chefe de Operação Líder em SMS (EC-BSC) (MULTIAÇO) Coord. Construção e Depto. Jurídico Montagem Coord. Financeiro/Contábil (SEDE) (EC-CB) (EC-CA1) Coord.Ger. Projetos Eng. Qualidade Comissionamento (GP) (MULTIAÇO) (EC-BSC) Coord. ADM/RH Supervisor Logística (SEDE) (EC-CA1)
    14. 14. FATORES AMBIENTAIS EMPRESARIAIS (FAE) TIPO FAE STATUS ATUAL JUSTIFICATIVA CULTURA, ESTRUTURA E PROCESSOS APO E METODOLOGIAS INTERNO FAVORÁVEL ORGANIZACIONAIS BASTANTE SÓLIDAS INTERNO CANAIS DE COMUNICAÇÃO FAVORÁVEL FORTE ATUAÇÃO DO SPONSOR IDÉIAS DA GERÊNCIA OPERAÇÃO INTERNO CLIMA POLÍTICO DESFAVORÁVEL CONFLITAM C/ MANUTENÇÃO MDO LOCAL COM BAIXO NÍVEL INTERNO RECURSOS HUMANOS DESFAVORÁVEL DE INSTRUÇÃO ESCOLAR OBRAS DO PAC, COPA DO MUNDO EXTERNO CONDIÇÃO DE MERCADO FAVORÁVEL 2014, OLIMPIADAS 2016 NORMAS GOVERNAMENTAIS MUITA BUROCRACIA E DEMORA EXTERNO DESFAVORÁVREL (AMBIENTAIS PRONCIPALMENTE) NA LIBERAÇÃO DE LICENÇAS RODOVIAS E ESTRADAS EM MÁS VIAS DE ACESSO PARA RECEBIMENTO EXTERNO DESFAVORÁVEL CONDIÇÕES, INEXISTÊNCIA DE DE EQUIPAMENTOS FERROVIAS EXTERNO BANCO DE DADOS COMERCIAIS FAVORÁVEL GRANDE LEQUE DE OPÇÕES
    15. 15. WORK BREAKDOWN STRUCTURE (WBS) – ESTRUTURA ANALÍTICA DE PROJETOPROJETOS GESTÃO DE DEFINIÇÃO AQUISIÇÃO DO LICENCIAMENTO DETALHAMENTO PLANEJAMENTO ESPAÇO FÍSICO TERRENO AMBIENTAL de ENGENHARIA DA OBRA IN DEPTO. DEPTO. PROJETO TOPOGRAFIA RECURSOS ES JURIDICO JURIDICO BÁSICO T DEPTO. DEPTO. PROJETO Q GERÊNCIA SMS CRONOGRAMA JURÍDICO FINANÇAS EXECUTIVO RS CS COMUNICAÇÃO COMUNICAÇÃO MATERIAIS ORÇAMENTO RH CO A Obs.: Clicar nos pacotes de entrega
    16. 16. WORK BREAKDOWN STRUCTURE (WBS) – ESTRUTURA ANALÍTICA DE PROJETOPROJETOS GESTÃO DE MOBILIZAÇÃO CONSTRUÇÃO & TESTES DE RECURSOS MONTAGEM OPERACIONAIS IN SUPRIMENTOS FABRICAÇÃO APOIO ES T RECURSOS JATO E PINTURA CONTROLE DE Q HUMANOS QUALIDADE RS MONTAGEM ADM CS PINTURA DE RH ACABAMENTO CONTROLE DE CO QUALIDADE CONTROLE DE A QUALIDADE
    17. 17. COMO INICIAR FINALIZAR TAP ESTABELECER RESTRIÇÕES AOS SHs IDENTIFICAR REQUISITOS MAIS IMPORTANTES DOS SHs SELECIONAR SHs MAIS IMPORTANTES (MATRIZ FORÇA X INTERESSE) IDENTIFICAR SHINCIAR TAP
    18. 18. COMO PLANEJAR GERENCIAMENTO DO PROJETO PLANEJAR AS AQUISIÇÕES PLANO PLANEJAR O GERENCIAMENTO DE RISCOS IDENTIFICAR, ANALISAR E PLANEJAR RESPOSTAS AOS RISCOS PLANEJAR A QUALIDADE PLANEJAR AS COMUNICAÇÕES DETERMINAR ORÇAMENTO A PARTIR DO CRONOGRAMA E DA ESTIMATIVA DOS CUSTOS DESENVOLVER CRONOGRAMA DEFINIR, SEQUENCIAR, ESTIMAR RECURSOS E DURAÇÕES DAS ATIVIDADES CRIAR ESTRUTURA ANALITICA DE PROJETO DEFINIR ESCOPO COLETAR REQUISITOSPROJETO AUTORIZADO (TAP) Obs.: Nesta etapa, a coleta de requisitos é aprofundada.
    19. 19. COMO EXECUTAR ENTREGA REALIZAR AQUISIÇÕES DISSEMINAR INFORMAÇÕES AOS SHs EQUIPE DE PROJETO MOBILIZAR, DESENVOLVER E GERENCIÁ-LAS GARANTIR A QUALIDADE PLANEJADA ORIENTAR E GERENCIAR EXECUÇÃO DOS TRABALHOS CONFORME FORAM PLANEJADOSPLANO DE GERENCIAMENTO DO PROJETO
    20. 20. COMO MONITORAR E CONTROLAR ENTREGA ACEITA, VÁLIDA REALIZAR O CONTROLE INTEGRADO DE MUDANÇAS REPORTAR DESEMPENHO CONTROLAR QUALIDADE CONTROLAR CUSTOS CONTROLAR CRONOGRAMA VERIFICAR E CONTROLAR ESCOPO MONITORAMENTO E CONTROLE DOS RISCOS PUBLICAÇÃO DE RELATÓRIOS GERENCIAISDE ESCOPO, CRONOGRAMA, CUSTOS, QUALIDADE, RISCOS E RECURSO ENTREGA
    21. 21. COMO ENCERRAR PRODUTO FINAL DO PROJETO ENCERRAR AQUISIÇÕES REGISTRAR LIÇÕES APRENDIDAS, IMPACTOS NA MUDANÇA DE PROCESSOS CONTRIBUIÇÃO PARA O APO DA ORGANIZAÇÃO ENCERRAR TODAS AS ATIVIDADES DOS GRUPOS DE PROCESSO OBTER ACEITAÇÃO DA ENTREGAAPRESENTAR A ENTREGA AO CLIENTE/SPONSOR ENTREGA
    22. 22. Lista de Atividades• Pacotes de trabalho o Topografia (Fase: Definição de espaço físico) • Locação dos piquetes para demarcação da área; • Medição da área; • Medição da planicidade do terreno; • Coleta de amostra do solo para análise. o Projeto executivo (Fase: detalhamento de Engenharia) • Elaboração dos isométricos de tubulação e desenhos de estruturas metálicas; • Elaboração das plantas de civil; • Elaboração dos fluxogramas de Engenharia; • Elaboração do padrão e lista de suportes; • Elaboração das listas de materiais. o Suprimentos (Fase: Mobilização de recursos) • Síntese das listas de materiais; • Elaboração da carteira de fornecedores; • Cadastramento de fornecedores; • Fechar contratos de locação e fornecimento (Máquinas, equipamentos, materiais , insumos e ferramentas); • Receber cargas conforme solicitações; • Enviar NFs para financeiro efetuar pagamento. o Fabricação (Fase: Construção & Montagem) • Análise dos documentos executivos (isométricos, desenhos, etc.); • Separação dos materiais de aplicação; • Marcação das peças; • Corte das peças; • Pré-montagem das peças. o Controle de qualidade (Fase: testes operacionais) • Confecção de check list; • Verificação do check list; • Elaboração dos relatórios finais; • Entrega do BOOK FINAL de controle de qualidade.
    23. 23. Orçamento Recurso alocado (H) Duração (h) COMUM/PRÁTICO MULTI PROCESSO CALDEIREIRO OU TÉC. QUALIDADE SOLDA/PINTURA INSPETOR VS/LP ENCARREGADO ENGENHEIRO JATISTA/IND. INSPETOR DE ENCANADOR SUPERVISOR Pacote de MONTADOR SOLDADOR AJUDANTE ANDAIMES PINTOR Trabalho Fabricação 1408 1 2 8 80 20 0 0 80 4 4 2Jato e pintura 704 1 1 1 0 0 0 6 10 2 0 1 Montagem 880 1 4 15 120 30 24 0 100 4 4 2 Pintura de 352 0 0 1 0 0 0 12 10 1 0 1acabamento Controle de 1760 1 1 0 0 0 0 0 0 6 4 3 Qualidade
    24. 24. Orçamento Custo do Custo do Recurso Recurso recurso recurso (R$/Hh) (R$/Hh) ENGENHEIRO 120,00 TÉC. QUALIDADE 38,00 SUPERVISOR 85,00 CALDEIREIRO/ENCANADOR 32,00INSPETOR DE SOLDA/PINTURA 76,00 PINTOR JATISTA/INDUSTRIAL 23,00 INSPETOR VS/LP 72,00 MONTADOR DE ANDAIMES 20,00 ENCARREGADO 47,00 AJUDANTE PRÁTICO/COMUM 17,00SOLDADOR MULTI PROCESSO 43,00
    25. 25. Orçamento • Multiplicando a tabela de recursos alocados (Hh) pela tabela do custo do recurso alocado (R$/Hh) temos a tabela do custo (R$). Esta tabela traz resultados de custo do recurso por pacote e o custo do pacote.RECURSO X CALDEIREIRO OU SOLDADOR MULTI MONTADOR PINTOR AJUDANTE INSPETOR DE INSPETOR ENGENHEIRO SUPERVISOR ENCARREGADO TÉC. QUALIDADE SOMA PACOTE ENCANADOR PROCESSO ANDAIMES JATISTA/IND. COMUM/PRÁTICO SOLDA/PINTURA VS/LP Fabricação R$ 168.960,00 R$ 239.360,00 R$ 529.408,00 R$ 3.604.480,00 R$ 1.210.880,00 R$ - R$ - R$ 1.914.880,00 R$ 428.032,00 R$ 405.504,00 R$ 107.008,00 R$ 8.608.512,00Jato e pintura R$ 84.480,00 R$ 59.840,00 R$ 33.088,00 R$ - R$ - R$ - R$ 97.152,00 R$ 119.680,00 R$ 107.008,00 R$ - R$ 26.752,00 R$ 528.000,00 Montagem R$ 105.600,00 R$ 299.200,00 R$ 620.400,00 R$ 3.379.200,00 R$ 1.135.200,00 R$ 422.400,00 R$ - R$ 1.496.000,00 R$ 267.520,00 R$ 253.440,00 R$ 66.880,00 R$ 8.045.840,00 Pintura de R$ - R$ - R$ 16.544,00 R$ - R$ - R$ - R$ 97.152,00 R$ 59.840,00 R$ 26.752,00 R$ - R$ 13.376,00 R$ 213.664,00acabamentoControle de R$ 211.200,00 R$ 149.600,00 R$ - R$ - R$ - R$ - R$ - R$ - R$ 802.560,00 R$ 506.880,00 R$ 200.640,00 R$ 1.870.880,00 Qualidade SOMA R$ 570.240,00 R$ 748.000,00 R$ 1.199.440,00 R$ 6.983.680,00 R$ 2.346.080,00 R$ 422.400,00 R$ 194.304,00 R$ 3.590.400,00 R$ 1.631.872,00 R$ 1.165.824,00 R$ 414.656,00 R$ 19.266.896,00
    26. 26. ORGANIZAÇÃO DO APO NA MULTIENGE• Na empresa, os ativos de processos organizacionais são mantidos pelo setor de SGI em formato digital e disponibilizáveis para consulta através do site corporativo.• No site, o usuário faz consulta ao APO, além de contribuir com o mesmo no final de cada projeto desenvolvido em que fez parte da EP.
    27. 27. ANEXOS
    28. 28. ESPAÇO FÍSICO PARA EC-1 Retornar
    29. 29. ESCRITURA DO TERRENO Retornar
    30. 30. LICENÇA AMBIENTAL Retornar
    31. 31. PROJETO EXECUTIVO Retornar
    32. 32. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES Retornar
    33. 33. CONTRATOS Retornar
    34. 34. SUBSISTEMAS Retornar
    35. 35. PLANTA EC-1 Retornar
    36. 36. ÁREAS DE CONHECIMENTO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOSIN IN – INTEGRAÇÃO;ES ES – ESCOPO;T T – TEMPO;Q Q – QUALIDADE;RS RS – RISCO;CS CS – CUSTO;RH RH – RECURSO HUMANO;CO CO – COMUNICAÇÃO;A A – AQUISIÇÕES. Retornar

    ×