África antes dos europeus:
Império de Mali e Reino do Congo
HISTÓRIA
PROF. MARCELA
7º ANO
O IMPÉRIO MALI
• O Império Mali foi um estado africano localizado no Noroeste
da África, perto do Rio Níger, e que teve se...
Tradição malinesa
• Griots (cantores, músicos e poetas que transmitem histórias e
canções de seu povo) e transmitidas de b...
ECONOMIA MALINESA
• Era o maior produtor de ouro da África.
• Na agricultura cultivavam – milhete, inhame, algodão, feijão...
ADMINISTRAÇÃO E PODER
• O imperador era maior autoridade.
• Uma figura de destaque na corte africana era o griot.
• Havia ...
O MALI E OS PORTUGUESES
• Século XV – o Mali começa a perder territórios para outros reinos.
• Em seu litoral despontou um...
O REINO DO CONGO
O REINO DO CONGO
• No ano 1000, a África, ao sul da Linha do Equador, era habitada por
povos que falavam a língua banto.
• O centro do poder localizava-se em Mbanza Congo, capital, de
onde o Mani Congo (“senhor do Congo”) exercia sua autoridad...
A VIDA ECONÔMICA
• A base da economia do Congo eram a agricultura e o pastoreio.
Os congos cultivavam legumes, verduras, f...
A SOCIEDADE
• A sociedade do Congo era liderada por uma nobreza formada
pelos chefes das principais províncias, além de me...
PARA REFLETIR
OS CONGOS E OS PORTUGUESES
• Os congos viviam com seus costumes quando o capitão
português Diogo Cão chegou a foz do Rio C...
Congo
Vamoslercomatençãoumtrechodacartaescritaem1526
peloreidoCongoaoreidePortugal:
“Dia a dia, os traficantes estão raptando no...
REFERÊNCIA
• Os textos foram extraídos do livro didático HISTÓRIA,
SOCIEDADE E CIDADANIA de Alfredo Boulos Júnior (7 ano)
áFrica antes dos europeus: Império Mali e Reino do Congo
áFrica antes dos europeus: Império Mali e Reino do Congo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

áFrica antes dos europeus: Império Mali e Reino do Congo

11.276 visualizações

Publicada em

-

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.276
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
272
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

áFrica antes dos europeus: Império Mali e Reino do Congo

  1. 1. África antes dos europeus: Império de Mali e Reino do Congo HISTÓRIA PROF. MARCELA 7º ANO
  2. 2. O IMPÉRIO MALI • O Império Mali foi um estado africano localizado no Noroeste da África, perto do Rio Níger, e que teve seu domínio durante os séculos XIII e XIV.
  3. 3. Tradição malinesa • Griots (cantores, músicos e poetas que transmitem histórias e canções de seu povo) e transmitidas de boca em boca, dos mais velhos para os mais jovens.
  4. 4. ECONOMIA MALINESA • Era o maior produtor de ouro da África. • Na agricultura cultivavam – milhete, inhame, algodão, feijão e outros legumes. • No vale do Níger criavam bovinos, ovinos e caprinos • O artesanato era bastante desenvolvido.
  5. 5. ADMINISTRAÇÃO E PODER • O imperador era maior autoridade. • Uma figura de destaque na corte africana era o griot. • Havia também o chefe das forças armadas e o senhor do tesouro.
  6. 6. O MALI E OS PORTUGUESES • Século XV – o Mali começa a perder territórios para outros reinos. • Em seu litoral despontou uma nova ameaça: os portugueses. • Desde o início, o rei de Portugal buscou ganhar a confiança dos soberanos africanos – a “missão de amizade”. • Inicialmente, os traficantes portugueses tentaram eles próprios escravizar as populações da costa africana. Mas, como essas populações resistiram, eles mudaram de tática: começaram a propor ajuda militar a chefes africanos que lutavam entre si.
  7. 7. O REINO DO CONGO
  8. 8. O REINO DO CONGO • No ano 1000, a África, ao sul da Linha do Equador, era habitada por povos que falavam a língua banto.
  9. 9. • O centro do poder localizava-se em Mbanza Congo, capital, de onde o Mani Congo (“senhor do Congo”) exercia sua autoridade, com o auxílio de doze conselheiros, entre os quais estavam os coletores de impostos, os secretários reais, os oficiais militares e os juízes. • Os impostos eram pagos em espécie (sorgo, vinho da palma, metais, frutas, gado, marfim e peles) e em dinheiro. A moeda do Congo era o nzimbu, espécie de concha marinha obtida na Ilha de Luanda. • Exemplo: 1 galinha valia 3.500 nzimbu. 1 vaca cerca de 300.000 nzimbu
  10. 10. A VIDA ECONÔMICA • A base da economia do Congo eram a agricultura e o pastoreio. Os congos cultivavam legumes, verduras, frutas e criavam porcos, bovinos e cabras. • A terra era do conjunto de pessoas que viviam nela. • Os congos teciam pano com fibras de folhas de ráfia, um tipo de palmeira; além disso, forjavam ferro para fazer armas e cobre para fazer joias. • O comércio era intenso. As principais rotas se dirigiam para a capital: de Luanda vinha o nzimbu; alimentos, tecidos de ráfia, cerâmicas e cestos vinham do nordeste; o sal e os peixes vinham da costa. O cobre vinha do sudeste.
  11. 11. A SOCIEDADE • A sociedade do Congo era liderada por uma nobreza formada pelos chefes das principais províncias, além de mercadores, artesãos, soldados e agricultores, que compunham a maioria da população. Havia também os cativos, ainda que em número reduzido.
  12. 12. PARA REFLETIR
  13. 13. OS CONGOS E OS PORTUGUESES • Os congos viviam com seus costumes quando o capitão português Diogo Cão chegou a foz do Rio Congo, em 1483. No primeiro contato, o rei do Congo, talvez por temor das armas de fogo portuguesas, recebeu-os cordialmente. Aproveitando-se disso, os comerciantes portugueses começaram a interferir na politica africana. • em 1505, Nzinga Mbemba converteu-se ao cristianismo e adotou um nome português Affonso. • Após a morte de Affonso I, o reino do Congo declinou e serviu de sementeira para o tráfico de seres humanos. Em 1665, os congos tentaram uma revolta antilusitana, mas foram vencidos por tropas lideradas pelos portugueses, que passaram, então, a dominar o Congo.
  14. 14. Congo
  15. 15. Vamoslercomatençãoumtrechodacartaescritaem1526 peloreidoCongoaoreidePortugal: “Dia a dia, os traficantes estão raptando nosso povo – crianças deste país, filhos de nobres e vassalos, eté mesmo pessoa de nossa família. [...] Essa forma de corrupção e vício está tão difundida que nossa terra acha-se completamente despovoada. [...] É nosso desejo que este reino não seja lugar de tráfico ou transporte de escravos”. a) O que se pode concluir com base na leitura desse documento? b) Que termo o rei utiliza para qualificar o rapto e a escravização de seu povo?
  16. 16. REFERÊNCIA • Os textos foram extraídos do livro didático HISTÓRIA, SOCIEDADE E CIDADANIA de Alfredo Boulos Júnior (7 ano)

×