A inauguração de Brasília

1.408 visualizações

Publicada em

Trabalho desenvolvido pelos alunos do 5º ano.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.408
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
989
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A inauguração de Brasília

  1. 1. A inauguração de Brasília
  2. 2.  A inauguração de Brasília foi no dia 21 de Abril de 1960.  No momento da inauguração, a cidade não estava totalmente concluída, mas já dispunha de condições mínimas para ser a sede do governo. Ainda havia muito a ser feito, poucos prédios estavam prontos, mas o ato marcou, simbolicamente, a transferência da capital.
  3. 3. Festas, com atividades para crianças e adultos, concerto de música, show pirotécnico, prova automobilística, regata, parada militar com desfile de candangos e máquinas, dentre outras comemorações, marcaram a inauguração de Brasília. Das cerimônias, apenas uma foi restrita, em recinto fechado, a inauguração do Tribunal Federal, as demais foram abertas ao público que se aglomerava na cidade. (Jornal Folha de São Paulo de 23 de abril de 1960)
  4. 4. Brasília, que se tornara o centro do governo brasileiro, causou surpresa nas pessoas que para lá rumaram, com o objetivo de acompanhar aquele momento histórico. A cidade era realmente única, respirava ares de modernidade, os brasileiros não estavam acostumados a ver edifícios tão grandiosos e diferentes, alguns arredondados, com formas curvas e outros que pareciam flutuar na água. A revista O Cruzeiro, em reportagem sobre as comemorações afirmou que: “Quase ninguém acredita no que vê. Os edifícios quase levitando, o ocaso reverberando nas paredes de vidro. No meio da confusão há silêncio, há majestade, há qualquer coisa desabrochando com dignidade de rosa. Brasília é o século XXI”. (Revista O Cruzeiro de 07 de maio de 1960)
  5. 5. Duas relíquias foram “importadas” para a inauguração de Brasília: a cruz da primeira missa no Brasil, trazida de Portugal, e o sino que teria soado na execução de Tiradentes. Brasília, para Juscelino, era a síntese da política desenvolvimentista baseada em um plano de metas que deveria fazer o Brasil crescer 50 anos em 5. Médico e ex-governador de Minas Gerais, JK foi eleito em 1955 pela coligação PSD-PTB, em ambiente político conturbado pelo suicídio de Getúlio Vargas (1882-1954). No governo de JK, o Estado foi o instrumento coordenador do desenvolvimento, estimulando o empresariado nacional e utilizando capitais estrangeiros como principal alavanca de crescimento industrial. A despeito das crises que enfrentou e das distorções econômicas geradas por seu modelo desenvolvimentista, seu governo ainda mantém a aura de um tempo em que o Brasil “dava certo”: nos anos dourados de JK, embalados pela bossa nova, o país abria estradas, investia na indústria automobilística e crescia. 5º Ano Alunas: Helen, Isabel, Mirella e Yasmim. Profª Marcela

×