Aulão ufsc 2015 - PRÓ UNIVERSIDADE

644 visualizações

Publicada em

AULÃO UFSC 2015

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
644
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulão ufsc 2015 - PRÓ UNIVERSIDADE

  1. 1. QUÍMICA | KAMINSKI QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII
  2. 2. Prof.kaminski@hotmail.com QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII ffaacceebbooookk https://www.facebook.com/prof.kaminsk i
  3. 3. MMOODDEELLOOSS AATTÔÔMMIICCOOSS • Modelo Atômico de Dalton – 1803 • Modelo Atômico de Thomson – 1898 • Modelo Atômico de Rutherford – 1911 • Modelo Atômico de Bohr – 1913 • Modelo Atômico Atual QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII
  4. 4. LLIIGGAAÇÇÃÃOO QQUUÍÍMMIICCAA Metal + Ametal ligação iônica Ex.: NaCl Metal + Hidrogênio ligação iônica Ex.: NaH Ametal + Ametal QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII ligação Covalente Ex.: CO2 Ametal + Hidrogênio ligação Covalente Ex.: HClO4
  5. 5. LLIIGGAAÇÇÃÃOO PPOOLLAARR EE AAPPOOLLAARR Átomos com igual eletronegatividade Ligação Apolar Ex.: Cl2; O3; CS2 Átomos com diferentes eletronegatividades Ligação Polar Ex.: HCl; SO3; CO2 QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII
  6. 6. MMOOLLÉÉCCUULLAA PPOOLLAARR EE AAPPOOLLAARR Momento dipolar, (VR), igual a zero molécula APOLAR QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII
  7. 7. MMOOLLÉÉCCUULLAA PPOOLLAARR EE AAPPOOLLAARR QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII Momento dipolar (VR) ≠ de zero molécula POLAR
  8. 8. MMOOLLÉÉCCUULLAA PPOOLLAARR EE AAPPOOLLAARR Lembre-se: X2; CO2; SO3; CH4; HC; Be e B Moléculas APOLARES QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII
  9. 9. ÁÁCCIIDDOOSS DDEE AARRRRHHEENNIIUUSS QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII Hidrácidos HCl + H2O  H+ + Cl- HCl, HBr, HI  Fortes HF  Moderado Demais  Fracos PPrrooff.. KKAAMMIINNSSKKII
  10. 10. ÁÁCCIIDDOOSS DDEE AARRRRHHEENNIIUUSS QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII Oxiácidos H33 BO33 ----- fraco = 0 H 1ClO2 ----- = 1 moderado H 2 SO4 ----- = 2 forte 1 4 H ClO ----- = 3 muito forte
  11. 11. ÁÁCCIIDDOOSS DDEE AARRRRHHEENNIIUUSS QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII HNO3 ---- ácido Nítrico H2CO3 ---- ácido Carbônico H3BO3 ---- ácido Bórico HClO3 ---- ácido Clórico H2SO4 ---- ácido Sulfúrico H3PO4 ---- ácido Fosfórico H4SiO4---- ácido Silícico Não Como Bolo Claro Só Pão Sírio
  12. 12. NNOOMMEENNCCLLAATTUURRAA QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII ICO OSO PER ... ICO HIPO ...OSO + “O” + “O” + “O ” – “O ” – “O ” – “O ” HHCCllOO44 HHCCllOO33 HHCCllOO22 HHCCllOO
  13. 13. NaOH + H2O  Na+ + OH-BBAASSEESS QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII OOUU HHIIDDRRÓÓXXIIDDOOSS
  14. 14. MMÚÚSSIICCAA SSOOBBRREE ÁÁCCIIDDOOSS EE BBAASSEESS QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII
  15. 15. MMAACCEETTEE terminação do ÁCIDO terminação do SAL QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII perigOSO mosquITO no b ICO do pATO com ÍDRICO não mETO
  16. 16. SSAAIISS IINNOORRGGÂÂNNIICCOOSS QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII TIPOS DE SAIS Neutro Na2SO4 Ácido NaHCO3 Básico MgOHCl Duplo NaKSO4 Hidratado CuSO4.5H2O Alúmen Fe2 (SO4)3. (NH4)2 SO4. 24 H2O
  17. 17. Ácidos Básicos Neutros QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII Anfóteros Peróxidos Superóxidos CO2 CaO Al2O3 CO; NO; N2O Pb3ODuplos 4 -1 H2O2 CaO4 -1/2 +8/3 ÓÓXXIIDDOOSS
  18. 18. TTEERRMMOOQQUUÍÍMMIICCAA EXOtérmica ENDOtérmica QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII
  19. 19. CCOOIISSAASS EEXXOOTTÉÉRRMMIICCAASS Coisas exotérmicas me passam na cabeça Vou logo dizendo antes que eu esqueça Coisas bem malucas como DH, DH, DH HR é maior do que HP Acreditem no KAMINSKI isso é pra valer Um exemplo disso é a combustão. Se o DH é negativo, calor de reação é positivo. Fenômeno exotérmico é liberar muito calor, calor. No gráfico decresce a energia Quanto menor o valor da entalpia Mais espontânea é a reação. QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII
  20. 20. CCIINNÉÉTTIICCAA QQUUÍÍMMIICCAA Fatores que influenciam a velocidade da reação: No geral, para aumentarmos a velocidade de uma reação devemos: Temperatura: Aumentar Pressão: Aumentar ________ Superfície de contato: Aumentar ______ Luz: ________________________ ______ eletricidade: Aumentar ______________ Natureza dos reagentes: ______________ Estado Físico: Catalisador: Concentração: Energia de ativação: ______________________ QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII Aumentar Inorgânicos Gasoso Diminui a energia de ativação Aumenta Diminui
  21. 21. EEQQUUIILLÍÍBBRRIIOO QQUUÍÍMMIICCOO Aumentar a temperatura: Favorece a reação Endotérmica Aumentar a Pressão: Favorece o lado de menor Volume Aumentar Concentração dos Reagentes: Favorece os Produtos Aumentar Concentração dos Produtos: Favorece os Reagentes Adicionar catalisador: Não desloca o Equilíbrio QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII
  22. 22. FFUUNNÇÇÕÕEESS OORRGGÂÂNNIICCAASS AABBEERRTTAA QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII HHIIDDRROOCCAARRBBOONNEETTOO AALLCCAANNOO AALLCCEENNOO AALLCCIINNOO FFEECCHHAADDAA AALLIICCÍÍCCLLIICCAA AARROOMMÁÁTTIICCAA C e H
  23. 23. FFUUNNÇÇÕÕEESS OOXXIIGGEENNAADDAASS ÁÁLLCCOOOOLL EENNOOLL FFEENNOOLL AALLDDEEÍÍDDOO CCEETTOONNAA QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII ÁÁCCIIDDOO CCAARRBBOOXXÍÍLLIICCOO ÉÉSSTTEERR ÉÉTTEERR C C C C H H H H H H H H O O
  24. 24. FFUUNNÇÇÕÕEESS NNIITTRROOGGEENNAADDAASS AMINA AMIDA NITRO COMPOSTO NITRILO QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII CC OO CC NN HH HH HH HH
  25. 25. QUÍMICA | KAMINSKI QQUUÍÍMMIICCAA || KKAAMMIINNSSKKII DISCIPLINA | PROFESSOR

×