A descolonização afro

4.549 visualizações

Publicada em

Exercícios - aula 01

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

A descolonização afro

  1. 1. A DESCOLONIZAÇÃO AFRO-ASIÁTICA<br />Denomina-se descolonização o processo, ocorrido, sobretudo nas décadas de 1950-1960, que colocou fim aos impérios coloniais europeus.1- " Foi em 1968 que os Beatles cantaram a famosa música 'Revolution', fazendo sucesso ao som de um instrumento hindu, a cítara, aliada à guitarra elétrica." <br />" (...) E exprimia o novo mundo que se impunha, com ramos americanos, japoneses, africanos e indianos se cruzando, se interpondo no panorama da história contemporânea. A 'mancha branca' que tanto ameaçara os continentes asiático e africano parecia perder a força em contato com a 'sombra' amarela e a preta que, de forma revolucionária, tomava conta da Terra, tentando mudar o mundo(...)." " Nessa década, trinta nações africanas irromperam no cenário mundial. Só nos doze primeiros meses, conhecidos como o 'Ano da África', dezessete países conseguiram sua independência política(...)" (Canêdo, Leticia Bicalho. A DESCOLONIZAÇÃO DA ÁSIA E DA ÁFRICA. 8 ed., São Paulo: Atual, 1992, p. 33). <br />O texto anterior se refere à década de 60 deste século, importantíssima para a descolonização da África. Sabemos, entretanto, que a emergência do continente africano se dá após 1955, sendo a Região do Magrheb, com exclusão da Argélia, a primeira a se tornar independente, em 1956. <br />Qual a importância da Conferência de Bandung (Indonésia) para o início da descolonização da África?<br />Mapas extraídos de H. L. Wesseling. Dividir para dominar: a partilha da África, 1880-1914. São Paulo: Revan/Rio de Janeiro: Ed. da UFRJ, 1998, p. 462-463. (Adaptado).2- Respondam:<br />a) A que processo histórico os mapas acima se referem?<br />b) Quais os interesses dos europeus pela África, nesse período?<br />c) Caracterize o processo de descolonização da África.<br />3- Um professor apresentou os mapas a seguir numa aula sobre as implicações da formação das fronteiras no continente africano. Com base na aula e na observação dos mapas acima, os alunos fizeram três afirmativas:<br />I. A brutal diferença entre as fronteiras políticas e as fronteiras étnicas no continente africano aponta para a artificialidade em uma divisão com objetivo de atender apenas aos interesses da maior potência capitalista na época da descolonização.<br />II. As fronteiras políticas jogaram a África em uma situação de constante tensão ao desprezar a diversidade étnica e cultural, acirrando conflitos entre tribos rivais.<br />III. As fronteiras artificiais criadas no contexto do colonialismo, após os processos de independência, fizeram da África um continente marcado por guerras civis, golpes de estado e conflitos étnicos e religiosos.<br />É verdadeiro apenas o que se afirma em:<br />a) I.<br />b) II.<br />c) III.<br />d) l e ll. e) ll e lll.<br />Fonte: Demétrio Magnoli. O Mundo Contemporâneo. 2002. Pg.88<br />4- O mapa acima representa:<br />a) a criação do Estado Livre de Bangladesh em 1972.<br />b) o domínio britânico sobre o subcontinente indiano no século XIX.<br />c) a repartição da Índia após a emancipação política em 1947.<br />d) o conflito entre os paquistaneses e indianos pelo controle da Caxemira em 1965.5- Associe as colunas.<br />1. Subdesenvolvimento<br />2. Neutralismo<br />3. Neocolonialismo<br />4. Apartheid<br />5. Descolonização<br />( ) Política defendida na conferência de Bandung (1955) por alguns países afro-asiáticos, ante a oposição entre capitalismo e comunismo.<br />( ) Estágio em que se encontram países que têm a maioria das atividades econômicas desenvolvida mediante investimentos de capitais estrangeiros e que ostentam grandes desigualdades sociais.<br />( ) Política que priva os não-brancos de todos os direitos políticos e civis e da maior parte dos direitos humanos.<br />( ) Processo histórico que se traduziu na obtenção gradativa da independência das colônias européias situadas na África e Ásia.<br />A seqüência correta é<br />a) 1 - 2 - 3 - 4.<br />b) 2 - 4 - 3 - 5.<br />c) 1 - 3 - 5 - 4.<br />d) 5 - 3 - 2 - 1.<br />e) 2 - 1 - 4 - 5.<br />6- Reflitam: · " A verdade e o amor sempre venceram. Houve tiranos e assassinos e eles pareciam invencíveis. Mas, no final, sempre caem. Pense nisso...sempre..." . · " A primeira coisa, portanto, é dizer-nos a nós mesmos: Não aceitarei mais o papel de escravo. Não obedecerei às ordens como tais, mas desobedecerei quando estiverem em conflito com minha consciência. O assim chamado patrão poderá surrar-nos e tentar forçar-nos a servi-lo. Direis: Não, não vos servirei por vosso dinheiro ou sob ameaça. Isso poderá implicar sofrimentos. Vossa prontidão em sofrer acenderá a tocha da liberdade que não pode jamais ser apagada" . · " Para triunfar a nossa causa estamos dispostos a derramar o nosso sangue - não o vosso" .<br />Este revolucionário orientou o seu povo a exercer a desobediência civil, que está fundamentada no princípio da ação não violenta.<br />Referimo-nos a:<br />a) Emiliano Zapata.<br />b) Mao-Tsé-Tung.<br />c) Gandhi.<br />d) Nehru.<br />e) Kennedy.<br />

×