Coesão e Coerência

5.632 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.632
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.142
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
90
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Coesão e Coerência

  1. 1. Coesão e coerência    Quando  escrevemos  um  texto,  uma  das  maiores  preocupações é como amarrar a frase seguinte à anterior.  Isso só é possível se dominarmos os princípios básicos de  coesão.  A  cada  frase  enunciadas  devemos  ver  se  ela  mantém  um  vínculo  com  a  anterior  ou  anteriores  para  não  perdermos  o  fio  do  pensamento.  A  coesão,  no  entanto,  não  é  só  esse  processo  de  olharmos  constantemente  para  trás.  É  também  o  de  olhar  para  adiante, ou seja, um termo pode esclarecer-se somente na  frase seguinte.  Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  2. 2.  O  importante  é  cada  enunciado  estabelecer  relações  estreitas com os outros a fim de tornar sólida a estrutura  do texto.  No  entanto,  não  basta  costurar  uma  frase  a  outra  para  dizer  que  estamos  escrevendo  bem.  Além  da  coesão,  é  preciso pensar na coerência. Você pode escrever um texto  coeso sem ser coerente.  Veja o exemplo:  Os problemas de um povo têm de ser resolvido pelo presidente. Este deve ter ideais muito elevados. Esses ideais se concretizarão durante a vigência de seu mandato. O seu mandato deve ser respeitado por todos. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  3. 3.  Não  falta  coesão  a  esse  parágrafo.  Mas  de  que  ele  trata?  Dos  problemas  do  povo,  do  presidente  ou  do  seu  mandato? Embora ele tenha coesão, não tem coerência.  Enquanto  a  coesão  se  preocupa  com  a  parte  visível  do  texto, sua superfície, a coerência se preocupa com o que  se deduz do todo e exige uma concatenação perfeita entre  as  diversas  frases,  sempre  em  busca  de  uma  unidade  de  sentido.  Os problemas de um povo devem ser resolvidos pelo presidente. Este tem a incumbência de ter ideais elevados, de forma a se concretizarem durante seu mandato, que deve ser respeitado por todos. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  4. 4.  Alguns recursos de coesão   1 – Epítetos – é a palavra ou frase que qualifica pessoa ou  coisa.  Ex.:  Glauber Rocha  fez  filmes  memoráveis.  Pena  que  o cineasta mais famoso do cinema brasileiro tenha morrido  tão cedo.  2 – Nominalizações –  Ocorre  nominalização  quando  se  emprega  um  substantivo  que  remete  a  um  verbo  enunciado anteriormente.  Ex.:  Eles  foram  testemunhar  sobre  o  caso.  O  juiz  disse,  porém,  que  tal  testemunho  não  era  válido  por  serem  parentes do assassino. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  5. 5.  3 – Palavras ou expressões sinônimas.  Ex.:  Os quadros  de  Van  Gogh  não  tinham  nenhum valor  em sua época. Houve  telas que serviram até de porta de  galinheiro.  4 – Um termo síntese  Ex.:  O  país  é  cheio  de  entraves  burocráticos.  É  preciso  preencher um sem-número de papéis. Depois, pagar uma  infinidade  de  taxas.  Todas  essas limitações  acabam  prejudicando o importador. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  6. 6.  5 – Pronomes  Ex.:  Vitaminas  fazem  bem  à  saúde,  mas  não  devemos  tomá- las ao acaso.  O  colégio  é  um  dos  melhores  da  cidade.  Seus  dirigentes  se preocupam muito com a educação integral.  Aquele político deve ter um discurso muito convincente.  Ele já foi eleito seis vezes.  Há  uma  grande  diferença  entre  Paulo  e  Maurício.  Este  guarda rancor de todos, enquanto aquele tende a perdoar. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  7. 7.  Durante o passeio de barco, caiu um temporal, que nos assustou bastante.  Chegará amanhã o material de que dependemos para terminar o projeto.  Recuso-me a fazer críticas a uma pessoa a respeito da qual/de quem não tenho informações. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  8. 8.  6 – Numerais  Ex.:  Não se pode dizer que toda a turma esteja preparada. Apenas um terço parece estar dominando o assunto.  Recebemos dois telegramas. O primeiro confirmava a sua chegada; o segundo dizia justamente o contrário.  7 – Elipse  Ex.: O ministro foi o primeiro a chegar. (Ele) Abriu a sessão às oito em ponto e (ele) fez então seu discurso emocionado. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  9. 9.  8 – Repetição do nome próprio (ou parte dele).  Ex.:  Lygia Fagundes Telles é uma das principais escritoras brasileiras da atualidade. Lygia é autora de “Antes do baile verde”, um dos melhores livros de contos de nossa literatura.  Luís Inácio Lula da Silva ainda é figura forte nas decisões do Planalto. As opiniões de Lula são sempre consideradas nas reuniões da presidente Dilma. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  10. 10.  9 – Metonímia – é o processo de substituição de uma palavra por outra, fundamentalmente numa relação de contiguidade semântica. semântica  Ex.:  O governo tem se preocupado com os índices de inflação. O Planalto diz que não aceita qualquer remarcação de preço.  Santos Dumont chamou atenção de toda Paris. O Sena curvou-se diante de sua invenção. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  11. 11.  10 – Advérbios pronominais (aqui, ali, lá, aí)  Ex. Não podíamos deixar de ir ao Louvre. Lá está a obra- prima de Leonardo da Vinci: a “Mona Lisa”.  11 – Associação – Na associação, uma palavra retoma outra porque mantém com ela, em determinado contexto, vínculos de significação.  Ex. São Paulo é sempre vítima das enchentes de verão. Os alagamentos prejudicam o trânsito, provocando engarrafamentos de até 200 quilômetros.  Obs. A palavra alagamentos surgiu por estar associada a enchentes. Obs Mas poderia ter sido usada outra, como transtornos, acidentes, transbordamento do Tietê etc. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  12. 12. Exercícios  01 – Utilizando os recursos de coesão, substitua os elementos repetidos quando necessário.  A – O Brasil vive uma guerra civil diária e sem trégua. No Brasil, que se orgulha da índole pacífica e hospitaleira de seu povo, a sociedade organizada ou não para esse fim promove a matança impiedosa e fria de crianças e adolescentes. Pelo menos sete milhões de crianças e adolescentes, segundo estudos do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), vivem nas ruas das cidades do Brasil. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  13. 13. O Brasil vive uma guerra civil diária e sem trégua. No país que se orgulha da índole pacífica e hospitaleira de seu povo, a sociedade organizada ou não para esse fim promove a matança impiedosa e fria de crianças e adolescentes. Pelo menos sete milhões de menores, segundo estudos do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), vivem nas ruas das cidades brasileiras. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  14. 14.  B – A poesia às vezes se impõe por sua própria força. Mesmo quem nunca leu Carlos Drummond de Andrade sabe que ele é um grande poeta. Carlos Drummond de Andrade marcou não só a literatura brasileira, mas também a vida cotidiana de muitas pessoas com suas crônicas publicadas no Jornal do Brasil. A poesia de Carlos Drummond de Andrade também se preocupou com a nossa vida cotidiana. Nesses momentos a poesia de Carlos Drummond de Andrade nos faz refletir sobre sentimentos advindos de certos fatos que, ditos de outra forma, não nos teriam ticado tanto. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  15. 15.  A poesia às vezes se impõe por sua própria força. Mesmo quem nunca leu Carlos Drummond de Andrade sabe que ele é um grande poeta. Drummond marcou não só a literatura brasileira, mas também a vida cotidiana de muitas pessoas com suas crônicas publicadas no Jornal do Brasil. Seus poemas também se preocuparam com a nossa vida diária (o nosso dia-a-dia). Nesses momentos a poesia de drummondiana nos faz refletir sobre sentimentos advindos de certos fatos que, ditos de outra forma, não nos teriam ticado tanto. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  16. 16.  C – Todos ficam sempre atentos quando se fala de mais um casamento de Elizabeth Taylor. Casadoura inveterada, Elizabeth Taylor já está em seu oitavo casamento. Agora, diferentemente das vezes anteriores, o casamento de Elizabeth Taylor foi com um home do povo que Elizabeth Taylor encontrou numa clínica para tratamento de alcoólatras, onde ela também estava. Com toda pompa, o casamento foi realizado na cada do cantor Michael Jackson e a imprensa ficou proibida de assistir ao casamento de Elizabeth Taylor com um homem do povo. Ninguém sabe se será o último casamento de Elizabeth Taylor. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  17. 17.  Todos ficam sempre atentos quando se fala de mais um casamento de Elizabeth Taylor. Casadoura inveterada, ela já está em sua oitava união. Agora, diferentemente das vezes anteriores, Liz Taylor casou-se com homem do povo que [elipse] encontrou numa clínica para tratamento de alcoólatras, onde ela também estava. Com toda pompa, a cerimônia foi realizada na casa do cantor Michael Jackson e a imprensa ficou proibida de assistir ao enlace da famosa atriz com um homem comum. Ninguém sabe se será o seu último casamento. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  18. 18.  02 – Identifique no texto a seguir todos os termos que retomam as palavras em itálico.  A – Em outubro de 1839 Paris ainda possuía a mesma mística embriagadora que Chopin experimentara ao chegar lá em setembro de 1831. A ausência de 11 meses só servira para aumentar seu apaixonado fascínio pela magnífica metrópole espraiada ao longo das sinuosas margens do Sena. Paris havia-se tornado a amante de Chopin muito antes de ele conhecer Mme. Sand e durante vários anos subsequentes suas afeições ficaram divididas entre as duas. Ambas a adoravam, do mesmo modo que eram, por sua vez, cultuadas por ele, e ambas eram essenciais à sua existência. Com a saúde debilitada, o jovem músico não podia sobreviver ao estímulo de uma sem o amparo da outra. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  19. 19.  Paris – lá ; magnífica metrópole espraiada ao longo das sinuosas margens do Sena; Paris; uma (em “sem o estímulo de uma”).  Chopin – seu (apaixonado fascínio); Chopin; ele (conhecer); suas (afeições); o (adoravam); por ele; sua (experiência); o jovem músico.  Mme. Sand – outra (em “sem o amparo da outra”).  Paris e Mme. Sand – as duas; ambas; elas (“eram cultuadas”); sua (“por sua vez”). Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  20. 20.  03 - Para cada frase abaixo, redija uma segunda, utilizando o recurso de coesão sugerido entre parênteses.  A - Um dos graves problemas das metrópoles são os meios de locomoção. (palavra sinônima ou quase sinônima)  B - Ayrton Senna foi um dos grandes esportistas brasileiros. (epíteto)  C - Não se pode comparar São Paulo com o Rio de Janeiro. (uso de pronomes)  D - O crescimento desordenado degrada qualquer cidade. (nominalização) Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  21. 21.  A – Um dos graves problemas das metrópoles são os meios de locomoção. Os transportes são em número insuficiente para a população. Além disso, muitos ônibus não oferecem a menor segurança aos passageiros.  B – Ayrton Senna foi um dos maiores esportistas brasileiros. Todo o mundo lamentou quando o grande campeão de Fórmula 1 perdeu a vida em Ímola. Até hoje ele continua insubstituível. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  22. 22. C – Não se pode comparar São Paulo com o Rio de Janeiro. Esta é mais bonita que aquela. Mas todos concordam que ambas são importantes economicamente para o país. D – O crescimento desordenado degrada qualquer cidade. Essa degradação começa com o surgimento de grandes favelas. Como se disseminam sem nenhum controle, vão pouco a pouco ocupando parte do espaço urbano. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com
  23. 23.  04 - Para cada item do exercício anterior, acrescente uma terceira frase que dê continuidade ao seu pensamento, utilizando um recurso de coesão a sua escolha. Redação – Prof. João Mendonça Blog - http://profjcmendonca.blogspot.com

×