Revolução Francesa

2.452 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.452
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revolução Francesa

  1. 1. Revolução Francesa - 1789 Por JanainaAz
  2. 2. Antecedentes• Entraves ao capitalismo: laços de servidão, corporações de ofício e o Absolutismo.• Guerras: dos 7 Maria Antonieta anos (Inglaterra) e dos Estados Unidos.• Desastres econômicos• Difusão do pensamento Iluminista. Rei Luis XVI
  3. 3. Situação social• Primeiro Estado: clero (alto clero: elementos provenientes de famílias nobres / baixo clero: tinham o padrão de vida semelhante as camadas populares se identificando com sua causa.)• Segundo Estado: nobreza ( nobreza palaciana - 4 mil junto a corte/ nobreza provincial - vive dos privilégios feudais / nobreza de toga- burgueses que ganharam ou compraram títulos nobiliárquicos)• Terceiro Estado: burguesia e povo
  4. 4. Crise Econômica• Crise devido ao déficit financeiro• Turgot (fisiocrata): tentativa de taxar o 1º e o 2º Estado• Necker: exposição pública da receita e despesas reais• “Methuen francês”: falência do setor manufatureiro• Crise climáticaTENTATIVA DO REI RESOLVER A CRISE: Convocação dos Estados Gerais em 05 de maio de 1789 desejoso de aumentar os impostos do 3° Estado. Palácio de Versalhes, à direita e Convocação da Assembléia dos Estados Gerais em maio de 1789, à esquerda
  5. 5. As jornadas revolucionárias (1789)• Juramento da sala do jogo da péla: Fazer uma Constituição para a França• Tomada da Bastilha: 14/07/1789• Grande medo: perseguição e abolição da servidão• Transferência do rei para Versalhes• Predominância da burguesia na condução do processo.• Fica pronta a Constituição em 1791. Tomada da Bastilha
  6. 6. 3- Palácio Real – os jardins e cafés à sua volta eram locais de manifestações durante a Revolução. Destruído em 1871 e hoje 9- Archevêchê – restaurado 1ª Sede da As. 5- Palácio da Constituinte de1- Praça Luis XV 1789 – cena da Justiça. Passa a execução da funcionar como rainha Maria tribunal da Antonieta na Justiça em 1789 guilhotina e foi sede do Parlamento no séc. XIV 6- Hotel de Ville 2- Palácio de 4- Pont-Neuf – Tuileires – foi corta o rio Sena. prisão de Luis XVI e sua 8- Igreja de família. Notre Dame 7- Bastilha – virou simbolo da Rev. Ao cair nas mãos do povo em 14/07/1789 10- Monsoléu para personagens ilustres.
  7. 7. Tomada da Bastilha – 14 de julho de 1789
  8. 8. Direitos do Homem•o respeito peladignidade da pessoahumana;•a liberdade e igualdadedos cidadãos perante alei•o direito à propriedadeindividual•a liberdade depensamento e de opinião
  9. 9. Constituição Francesa de 1791: Monarquia Constitucional• Fim do absolutismo e estabelecimento de umamonarquia constitucionalSociedade - igualdade jurídica, abolição da tortura,manutenção da escravidão nas colônias francesas.Economia - não intervenção do Estado na economia,proibição de greves.Religião - garantia-se liberdade religiosa, separação entreEstado e Igreja, nacionalização dos bens do clero.Política - divisão dos poderes em: Executivo, Legislativoe Judiciário, divisão dos cidadãos em ativos (que tinhamum limite mínimo de renda para votar) e os passivos (queeram pobres e não podiam votar)
  10. 10. “MORTE AO TRAIDOR”• O rei não aceita perder o poder e conspira contra a revoluçãoestabelecendo contato com os nobres fugidos e os reis Áustria e Prússia.• Julho de 1791 - tentativa frustrada do rei fugir.• Primeira Coligação anti-francesa derrotada na batalha de Valmy em20/09/1792• Fim da monarquia constitucional , julgamento e execução do rei LuísXVI em 21/01/1793• Principais forças revolucionárias: Girondinos, Jacobinos e Planície• Estabelecimento da Convenção Nacional, de maioriajacobina,com o objetivo de fazer uma nova Constituiçãopara a França que fica pronta em12/07/1793.• Fase do terror: Comitê da Salvação Pública e o TribunalRevolucionário tendo como principal líder Robespierre
  11. 11. Marat ROBESPIERRE Saint JustGeorges-Jacques Danton
  12. 12. Uma nova Constituição• A nova Constituição foi promulgada pelos jacobinos e era mais democrática pois estabelecia do voto universal.• No governo Robespierre toma as seguintes medidas: abolição da escravidão nas colônias, fim dos privilégio feudais, tabelamento dos preços, ensino gratuito e obrigatório, divisão de terras, assistência aos indigentes, criação do Museu do Louvre, da Escola Politécnica e do Conservatório, novo hino: a Marselhesa, novo calendário.• Execução de Danton - representante da ala mais moderada e contra o Terror faz Robespierre perder o apoio dos sans- culottes.• Revolucionários se dividem enfraquecendo o movimento e reabrindo o caminho do comando à alta burguesia conservadora do Pântano.
  13. 13. Diretório• Em 09 de Termidor de 1794 a alta burguesia dá o golpe e toma o poder.• Robespierre, Saint-Just e outros são guilhotinados.• Reação Termidoriana: o Pântano lidera a Convenção, a alta burguesia volta ao poder e põe fim as conquistas jacobinas.(Constituição do ano III – 1795)• Poder Legislativo: duas Câmaras Conselho dos 500 e o Conselho dos Anciãos.• Poder Executivo: 5 diretores eleitos pelo Legislativo.(Diretório)
  14. 14. O Consulado• Golpe do 18 de brumário de 1799: Napoleão, Sieyès e Ducos• Nova Constituição estabelecendo Napoleão como Primeiro Cônsul pelo prazo de dez anos além dos poderes ditatoriais.• Segunda Coligação contra a França, integrada por Áustria, Rússia e Turquia.• Criação do Banco da França e o Código Civil
  15. 15. O Império• 1804 - Promulgação da Constituição do ano XII aprovada por plebiscito substituindo o Consulado pelo Império.• Coroação de Napoleão em Notre-Dame sob o título de Napoleão I, Imperador dos Franceses.• 1805 - Terceira Coligação (Grã- Bretanha, Rússia, Suécia e Áustria)• 1806 - Confederação do Reno: apoio dos príncipes alemães.• Tratado de Tilsit: aliança franco-russa em prejuízo da Prússia e da Inglaterra.• Bloqueio Continental contra a Inglaterra.
  16. 16. Decadência do Império • Fracasso do Bloqueio Continental: enfraquecimento econômico das áreas bloqueadas por Napoleão. • Quebra dos acordos da Rússia com Napoleão e posterior invasão em 1812 ( perda de                                                                                                         cerca de 500 000 soldados).
  17. 17. Derrota de Napoleão• Sexta coligação: batalha de Leipzig• Desterro em Elba• Luís XVIII: Terror Branco• O governo de Cem Dias• Sétima Coligação: derrota na Batalha de Waterloo• Congresso de Viena - 1814/1815 ( Inglaterra, Áustria, Rússia e Prússia) Masternich
  18. 18. CONGRESSO DE VIENA

×