Aula Prática - RM do Encéfalo - Cortesia do Prof Ms Leandro Nobesch

1.316 visualizações

Publicada em

Aula Prática - RM do Encéfalo - Cortesia do Prof Ms Leandro Nobesch

Uma aula excelente para estudar as estruturas do encéfalo de uma forma prática e autodidata.

Meus Agradecimentos ao Prof Ms Leandro Nobesch pela Cortesia. ;-)

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.316
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
64
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula Prática - RM do Encéfalo - Cortesia do Prof Ms Leandro Nobesch

  1. 1. Estudo da Anatomia do Encéfalo por meio da Ressonância Magnética Orientações para o estudo: 1. O estudo deve ser realizado no modo de apresentações de slides do power-point (shift+F5); 2. Leia todas as informações da tela, o estudo será feito por animações; 3. Você controla o tempo das animações (informações que surgirão), clicando o botão esquerdo do mouse ou a tecla ENTER; 4. Clique o botão do mouse apenas quando tiver visualizado todas as informações; prestando atenção na tela, devido ao surgimento de novas informações. 5. A figura no canto inferior direito indica a altura do corte realizado. Bom estudo.
  2. 2. Estudo da Anatomia do Encéfalo por meio da Ressonância Magnética SECÇÕES TRANSVERSAIS (“axiais”)
  3. 3. - Observar, inicialmente, a fissura longitudinal do cérebro (linha média);
  4. 4. - Com referência na “linha média”, podemos visualizar: - O seio sagital superior;
  5. 5. -Observar na região lateral: o sulco central (entre os giros pré e pós central). *os giros pinçam o sulco (compare com o sinal de OK). Sulco central Sulco central Giro pré-central Giro pré-central Giro pós-central Giro pós-central
  6. 6. -Localizando o sulco central, podemos delimitar os lobos: FRONTAL e PARIETAL Sulco central Lobo Frontal Lobo Parietal
  7. 7. -Vamos observar os GIROS FRONTAIS: SUPERIOR E MÉDIO. (conforme descermos no corte transversal, visualizaremos o giro frontal inferior) Giro frontal superior (lateralmente a linha média) Giro frontal médio - Observar os giros: pré-central e pós-central. Giro pré-central Giro pós-central
  8. 8. - Corte axial (mais baixo): observe a presença dos ventrículos laterais. Ventrículos laterais
  9. 9. - Observe a linha média, e com base nela, o giro frontal superior (lateralmente) Linha média Giro frontal superior
  10. 10. - Agora: poderemos observar os 3 Giros Frontais: SUPERIOR (já visualizado), MÉDIO E INFERIOR Linha média Giro frontal superior Giro frontal médio Giro frontal Inferior
  11. 11. - Com essas estruturas localizadas, observe: Linha média Giro frontal superior Giro frontal médio Giro frontal Inferior GIRO PRÉ-CENTRAL Giro pré-central Giro pós-central GIRO PÓS-CENTRAL
  12. 12. - Na região posterior, localizaremos o SULCO PARIETOCCIPITAL. Para isso siga a linha média, até a região posterior (local pontilhado) Linha média Giro frontal superior Giro frontal médio Giro frontal Inferior Giro pré-central Giro pós-central Sulco parietoccipital (parecido com um “Y”, ao se juntar com a linha média)
  13. 13. - A região localizada posteriormente ao sulco parietoccipital é o CÚNEO. Linha média Giro frontal superior Giro frontal médio Giro frontal Inferior Giro pré-central Giro pós-central Sulco parietoccipital Cúneo
  14. 14. - Visualizaremos o lóbulo parietal inferior. Linha média Giro frontal superior Giro frontal médio Giro frontal Inferior Giro pré-central Giro pós-central Sulco parietoccipital Cúneo Lóbulo parietal inferior
  15. 15. - Tente localizar as estruturas que vimos até o momento, nessa imagem em corte axial. Linha média Giro frontal superior Giro frontal médio Giro frontal inferior Giro pré-central Giro pós-central Lóbulo parietal superior Cúneo Sulco parietoccipital
  16. 16. - Agora, vamos observar a região medial. Observe que a linha média está descontínua. - Essa descontinuidade é devido ao CORPO CALOSO Joelho do corpo caloso Esplênio do corpo caloso
  17. 17. - Observe os ventrículos laterais - No interior do ventrículo, é possível visualizar o plexo coróide Ventrículo lateral esquerdo Plexo coróide
  18. 18. - Estudaremos agora os núcleos da base: caudado e lentiforme - O núcleo caudado (cabeça), está localizado lateralmente ao ventrículo lateral. Ventrículo lateral Cabeça do núcleo caudado
  19. 19. - Lateralmente a cabeça do núcleo caudado, está localizada a cápsula interna (perna anterior) - Lateralmente à perna anterior da cápsula interna, está localizado o núcleo lentiforme. Perna anterior da cápsula interna Núcleo lentiforme
  20. 20. - Observe o núcleo caudado e o núcleo lentiforme Núcleo caudado Núcleo lentiforme
  21. 21. - Estudaremos agora os ventrículos: Laterais e IIIº ventrículo Ventrículo lateral esquerdoVentrículo lateral direito IIIº ventrículo
  22. 22. - Lateralmente ao IIIº ventrículo está localizado o TÁLAMO IIIº ventrículo Tálamo
  23. 23. - Lateralmente ao Tálamo, podemos observar a perna posterior da cápsula interna IIIº ventrículo Tálamo Perna posterior da cápsula interna - Lateralmente à perna posterior da cápsula interna está localizado o núcleo lentiforme. Núcleo lentiforme
  24. 24. - Observe: núcleo caudado, cápsula interna, IIIº ventrículo, tálamo e núcleo lentiforme, Núcleo caudado Núcleo lentiforme Cápsula interna Tálamo IIIº ventrículo
  25. 25. - Lateralmente ao núcleo lentiforme, identificamos o LOBO INSULAR. Núcleo lentiforme Lobo insular - Superficialmente ao lobo insular, pode ser delimitado o LOBO TEMPORAL. Lobo temporal
  26. 26. - Posteriormente ao lobo temporal está o LOBO OCCIPITAL Lobo temporal Lobo occipital
  27. 27. - Voltamos para o lobo temporal. Atente-se para o corno temporal do Ventrículo lateral em seu interior. Corno temporal do ventrículo lateral - A região medial ao corno temporal do ventrículo lateral (localizado no lobo temporal) é denominado de HIPOCAMPO. Hipocampo
  28. 28. - Volte a observar IIIº ventrículo e o tálamo. Posteriormente ao IIIº ventrículo é possível localizar a GLÂNDULA PINEAL. Tálamo IIIº ventrículo Glândula pineal
  29. 29. - Em secções mais inferiores, podemos observar os LOBOS: FRONTAL, TEMPORAL E OCCIPITAL. Lobo frontal Lobo temporal Lobo occipital - Reconhecemos uma área mediana. - A região anterior, da área mediana, é o MESENCÉFALO. Mesencéfalo - A região posterior, da área mediana, é o CEREBELO. Cerebelo
  30. 30. - Estudaremos o mesencéfalo. - Reconheça, na região anterior, os PEDÚNCULOS CEREBRAIS. Pedúnculos cerebrais - Reconheça, na região posterior, os COLÍCULOS. Colículos - Anteriormente aos colículos está o AQUEDUTO DO MESENCÉFALO Aqueduto do mesencéfalo
  31. 31. - Observe nessa mesma imagem: CEREBELO, HIPOCAMPO E O CORNO TEMPORAL DO VL. Cerebelo Hipocampo Corno temporal do ventrículo lateral
  32. 32. - Observe nessa mesma imagem: MESENCÉFALO, AQUEDUTO DO MESENCÉFALO, CEREBELO CORNO TEMPORAL DO VENTRÍCULO LATERAL E HIPOCAMPO. Hipocampo Corno temporal do ventrículo lateral Cerebelo Mesencéfalo Aqueduto do mesencéfalo - A região anterior ao mesencéfalo será estudada melhor adiante (observe a região)
  33. 33. - Observe a HIPÓFISE. Hipófise Quiasma óptico N. óptico -Anteriormente à hipófise, pode ser observado o QUIASMA ÓPTICO. -O quiasma é formado pelo cruzamento parcial de fibras do N.ÓPTICO (anteriormente). -O quiasma se continua posteriormente como TRATO ÓPTICO Trato óptico
  34. 34. - Na imagem abaixo, pode ser reconhecido: LOBOS TEMPORAIS, PONTE, IVº VENTRÍCULO E O CEREBELO. Lobos temporais Ponte IVº ventrículo Cerebelo Anteriormente à ponte pode ser encontrada a ARTÉRIA BASILAR a. basilar
  35. 35. Face CerebeloBulbo (medula oblonga) Tonsila do cerebeloCélulas mastóideas Aa. vertebrais - Observamos que nessa região inferior, a presença maior de estruturas anatômicas está na face. - Na região posterior, podemos localizar o CEREBELO. E a TONSILA DO CEREBELO - Localize o BULBO. - Anteriormente ao bulbo estão as ARTÉRIAS VERTEBRAIS. -Observe o espaço aéreo das CÉLULAS MASTÓIDEAS.
  36. 36. Estudo da Anatomia do Encéfalo por meio da Ressonância Magnética SECÇÕES PARAMEDIANAS (sagitais)
  37. 37. - Vamos realizar um estudo sistemático. A secção sagital permite a visualização de muitas estruturas anatômicas. Começaremos localizando o SEIO ESFENOIDAL. - Superiormente ao seio esfenoidal, podemos localizar a HIPOFISE. - Superiormente a hipófise está localizado o QUIASMA OPTICO. Seio esfenoidal Hipófise Quiasma óptico
  38. 38. - Utilizaremos a hipófise (seta vermelha) como referência. Observe que a hipófise está presa por uma haste, denominada de INFUNDIBULO. - Seguindo o infundíbulo podemos localizar o HIPOTALAMO. - Superiormente ao hipotálamo está o TALAMO (de forma ovalada) Infundíbulo Hipotálamo Tálamo
  39. 39. - Localize o tálamo. Superiormente a ele está o FORNICE. - Uma estrutura de grande destaque na secção mediana é o CORPO CALOSO. - Superiormente ao corpo caloso podemos localizar o GIRO DO CINGULO. Corpo caloso Giro do cíngulo Fórnice
  40. 40. - Vamos estudar as partes do corpo caloso: - ROSTRO - JOELHO - TRONCO - ESPLENIO - Inferiormente ao esplênio do corpo caloso está localizada a glândula pineal. Rostro Joelho Tronco Esplênio Gl. pineal
  41. 41. - Nesse momento iremos separar os lobos: frontal, parietal e occipital. - O lobo occipital está acima do cerebelo, é separa do lobo parietal pelo SULCO PARIETOCCIPITAL - Os lobos frontal e temporal estão separados pelo SULCO CENTRAL. Sulco parietoccipital Lobo frontal Lobo parietal Lobo occipital Sulco central
  42. 42. - Já reconhecemos as estruturas do compartimento supratentorial. Lobo frontal Lobo parietal Lobo occipital Corpo caloso Fórnice Hipófise Quiasma óptico Hipotálamo Tálamo Gl. pineal Infundíbulo
  43. 43. - Voltamos para a nossa referência inicial, a hipófise. Observe posteriormente a ela a PONTE. - Superiormente a ponte está o MESENCEFALO. - Inferiormente a ponte localizamos o BULBO. - Observe posteriormente a ponte, o IV VENTRICULO, e o CEREBELO. - A porção do cerebelo, posterior ao bulbo é a TONSILA DO CEREBELO. Hipófise Ponte Mesencéfalo Bulbo IV ventrículo Cerebelo Tonsila do cerebelo
  44. 44. - Vamos visualizar os ventrículos. - O VENTRICULO LATERAL pode ser localizado entre o corpo caloso e o fórnice. - O III VENTRICULO está na na região do diencéfalo (entre o fórnice e o mesencéfalo). - O IV VENTRICULO está localizado entre a ponte e o cerebelo. IV ventrículo III ventrículo Corpo caloso Fórnice Ventrículo lateral Ponte Mesencéfalo Cerebelo
  45. 45. - Estudaremos a região demarcada pelo quadrado (de linhas brancas). - Observe que a comunicação entre o III ventrículo e o IV ventrículo é realizada pelo AQUEDUTO DO MESENCEFALO. - Anteriormente a ponte encontramos a ARTERIA BASILAR. - Entre o lobo occipital e o cerebelo está o SEIO RETO. Aqueduto do mesencéfalo A. basilar Seio reto
  46. 46. - Essa imagem é de uma secção paramediana (observe no canto inferior esquerdo o local da secção). Vamos estudar com mais detalhes a região demarcada pelo quadrado. - Localize o corpo caloso. Na região anterior e inferior ao corpo caloso está a CABEÇA DO NUCLEO CAUDADO. Corpo caloso Cabeça do núcleo caudado
  47. 47. - Inferiormente ao núcleo caudado, pode ser localizada a ARTERIA CAROTIDA INTERNA. Cabeça do núcleo caudado A. Carótida interna
  48. 48. - Entre o núcleo caudado e o esplênio do corpo caloso podemos localizar o TALAMO. - Inferiormente ao tálamo está o MESENCEFALO. - Inferiormente ao mesencéfalo está localizada a PONTE. Cabeça do núcleo caudado Esplênio do corpo caloso Tálamo Mesencéfalo Ponte
  49. 49. - Estudaremos a região demarcada pelo quadrado (de linhas brancas). Ênfase no lobo temporal. - Vamos localizar o corno temporal do ventrículo lateral Corno temporal do ventrículo lateral - A área inferior ao corno temporal é a região do HIPOCAMPO. Hipocampo
  50. 50. - Observe nessa imagem os lobos: FRONTAL, PARIETAL, OCCIPITAL E TEMPORAL. Lobo frontal Lobo parietal Lobo occipital Lobo temporal - Nessa imagem, entre os lobos frontal, parietal e temporal é possível visualizar o LOBO INSULAR. Lobo insular Cerebelo
  51. 51. Estudo da Anatomia do Encéfalo por meio da Ressonância Magnética SECÇÕES FRONTAIS (coronais)
  52. 52. - Localize a linha média (fissura longitudinal do cérebro). Linha média - Seguindo lateralmente a linha média, observaremos os GIROS FRONTAIS: SUPERIOR, MÉDIO e INFERIOR. Giro frontal superior Giro frontal médio Giro frontal inferior
  53. 53. - Localize a linha média (fissura longitudinal do cérebro). Linha média - A perda de continuidade da linha média é devido a presença do CORPO CALOSO. Corpo caloso - Superiormente ao corpo caloso está o GIRO DO CÍNGULO. Giro do cíngulo - Inferiormente ao corpo caloso está o VENTRÍCULO LATERAL. Ventrículo lateral Lobo temporal Lobo frontal
  54. 54. Giro frontal superior Linha média Giro frontal médio Giro frontal inferior - Localize a linha média (fissura longitudinal do cérebro). - Seguindo lateralmente a linha média, observaremos os GIROS FRONTAIS: SUPERIOR, MÉDIO e INFERIOR.
  55. 55. Giro frontal superior Linha média Corpo caloso Giro do cíngulo Ventrículo lateral Giro frontal médio Giro frontal inferior - Localize o CORPO CALOSO. - Superiormente ao corpo caloso está GIRO DO CÍNCULO. - Inferiormente ao corpo caloso está VENTRÍCULO LATERAL.
  56. 56. Giro frontal superior Linha média Corpo caloso Giro do cíngulo Ventrículo lateral Núcleo caudado Cápsula interna Núcleo lentiforme Giro frontal médio Giro frontal inferior - Lateralmente ao ventrículo lateral, observe o NÚCLEO CAUDADO. - Lateralmente o núcleo caudado está a CÁPSULA INTERNA. - Lateralmente a cápsula interna encontramos o NÚCLEO LENTIFORME.
  57. 57. Giro frontal superior Linha média Corpo caloso Giro do cíngulo Ventrículo lateral Núcleo caudado Cápsula interna Núcleo lentiforme Lobo temporal Lobo insular Giro frontal médio Giro frontal inferior - Lateralmente ao núcleo lentiforme, localize o LOBO INSULAR. - Inferiormente ao giro frontal inferior está o LOBO TEMPORAL.
  58. 58. - Localize o SEIO ESFENOIDAL - Superiormente ao seio esfenoidal está a HIPÓFISE. - Superiormente a hipófise está o QUIASMA ÓPTICO. Quiasma óptico Hipófise Seio esfenoidal A. Carótida interna - Lateralmente a hipófise observamos as aa. CARÓTIDAS INTERNAS.
  59. 59. - Observe as estruturas anatômicas Seio sagital superior Linha média Cerebelo Giro do cíngulo Ventrículo lateral Hipocampo IV ventrículo Tonsila do cerebelo Bulbo
  60. 60. Lobo parietal Sulco parietoccipital Lobo occipital Cerebelo - Observe as estruturas anatômicas

×