01 aula - Introdução à patologia

3.056 visualizações

Publicada em

Patologia (derivado do grego pathos, sofrimento, doença, e logia, ciência, estudo) é o estudo das doenças. Ela envolve tanto a ciência básica quanto a prática clínica, e é devotada ao estudo das alterações estruturais e funcionais das células, dos tecidos e dos órgãos que estão ou podem estar sujeitos a doenças.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

01 aula - Introdução à patologia

  1. 1. Introdução à Patologia Prof. Esp. Gustavo Pires
  2. 2. Patologia Pathos logia Estudo das doenças
  3. 3. Patologia Causa das doenças Mecanismos que as produzem
  4. 4. Quem é o Patologista? É o profissional que está sempre investigando e pesquisando a doença.
  5. 5. Como o patologista estuda? Através de exame: macroscópico e microscópico (exame anatomopatológico). Biópsia: o tecido examinado retirado de um ser vivo. Necrópsia: o tecido examinado é retirado de um ser morto (Autópsia).
  6. 6. Patologia Geral Comum a todas as profissões relacionadas à saúde
  7. 7. Patologia Específica Doença mais diretamente ligadas ao campo de atuação da profissão.
  8. 8. O que é saúde para a patologia?
  9. 9. Equilíbrio = Homeostase Homeostase = realização das funções celulares no momento certo, no local adequado, na intensidade, frequência e duração adequados.
  10. 10. O que é doença? Perda da Homeostase Capacidade de adaptação Tecido Célula
  11. 11. Qual é a diferença entre sinais e sintomas? Sinais: Qualquer manifestação que possa ser percebida pelos sentidos do observador ou detectada por aparelhos. (Ex.: febre; manchas, vermelhidão, odor etc...) Sintomas: Manifestação subjetiva, ou seja, depende do relato do paciente para que o observador tome conhecimento. Não é possível detectar com aparelho. (Ex.: dor, sensação de ardência, prurido etc).
  12. 12. Qual o grande problema? Manifestações Inespecíficas: semelhantes em doenças de natureza diferentes.
  13. 13. Qual as causas da doença? Uma causa ou várias Causa desconhecida: Idiopática
  14. 14. Agente agressores Alteram as funções fisiológicas do organismo vivo!
  15. 15. Agentes físicos Trauma mecânico, Radiações, Calor, Frio extremos.
  16. 16. Agentes biológicos Vírus, Bactérias, Fungos, Protozoários.
  17. 17. Agentes químicos Direta: combinação (medicamentos) Indireta: produto de metabolização (CCL4)
  18. 18. Reações Imunológicas Processos inflamatórios
  19. 19. Reações Imunológicas Reações anafiláticas
  20. 20. Dados do Centro Nacional de Estatísticas de Saúde dos Estados Unidos com 2.458 casos fatais de choque anafilático, entre 1999 e 2010 Medicamentos Picadas de insetos Alimentos CASOS DE MORTES
  21. 21. Reações Imunológicas Reações anafiláticas
  22. 22. Reações Imunológicas Doenças Autoimunes
  23. 23. Anormalidades Genéticas Malformações congênitas (erros inatos do metabolismo), Anemias falciformes, Síndrome Down. Australiana Madeline Stuart
  24. 24. Desequilíbrios Nutricionais Deficiências protéico- coloricas, Vitaminas.
  25. 25. Agente agressores Radicais Livres: espécies químicas que possuem um e- não pareado na órbita mais externa.
  26. 26. Conceitos Importantes Agentes Exógenos: aqueles que vêm de fora do organismo. Agentes Endógenos: produzidos pelo próprio corpo ou que faça parte do próprio organismo.
  27. 27. Classificação das Doenças Degenerativas (Ex.: Mal de Alzheimer). Genéticas (Ex.: Albinismo).
  28. 28. Classificação das Doenças Inflamatórias (Ex.: Meningite). Neoplásicas Benignas ou Malignas “câncer” (Ex.: Câncer de Mama).
  29. 29. Classificação das Doenças Tóxicas (Ex.: Megacolon tóxico). Traumáticas (Ex.: Politrauma).
  30. 30. Diagnóstico e Prognóstico Diagnosticar: identificar sinais e sintomas de uma doença. Prognóstico: previsão, baseada em conhecimento técnico-científico de uma doença.
  31. 31. História Natural das Doenças Causa 1. Período de Incubação 2. Período Prodrômico 3. Período de Estado Evolução Cura Com Sequelas Sem Sequelas Cronificação Complicação Óbito 1. Não há manifestações clínicas; 2. Há sinais e sintomas inespecíficos, não caracterizando a doença; 3. Há sinais e sintomas característicos da doença.
  32. 32. Obrigado!

×