Parnasianismo

18.028 visualizações

Publicada em

0 comentários
15 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.028
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
40
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.028
Comentários
0
Gostaram
15
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parnasianismo

  1. 1. Parnasianismo<br />Arsgratiaartis<br />
  2. 2. MOMENTO HISTÓRICO europeu<br />O final do século XIX caracteriza-se por uma grande transformação nos meios de produção. O avanço da industrialização torna possível um crescimento econômico jamais experimentado; o uso da energia elétrica e do petróleo acelera o desenvolvimento das fábricas. <br />
  3. 3. Momento histórico europeu<br />Por um lado, a burguesia consolida seu poder, aumenta seus lucros e fortalece suas posições políticas. De outro lado, vítima da exploração, o proletariado: excluído do processo econômico e submetido a condições de trabalho desumanas em troca de salários baixíssimos.<br />
  4. 4. Momento histórico europeu<br />Movimentos filosóficos como o positivismo e o marxismo somam-se aos científicos, como o darwinismo, para emprestar uma visão menos idealizada do mundo, mais objetiva e distanciada do dogmatismo religioso.<br />
  5. 5. Momento histórico brasileiro<br />No Brasil, os movimentos abolicionista e republicano ganhavam corpo e conquistavam importantes objetivos sociais e políticos: o fim da escravidão e a proclamação da República.<br />
  6. 6. Momento histórico brasileiro<br />O país alinha-se ao pensamento europeu, separa a Igreja do Estado, organiza o sistema judiciário do país e estabelece um regime de maior participação popular.<br />A pátria, Pedro Paulo Bruno, 1919<br />
  7. 7. ESTÉTICA PARNASIANA<br />Apesar de ser contemporâneo ao Realismo e ao Naturalismo, a estética parnasiana diferencia-se ideologicamente por não se preocupar com a temática social ou mesmo com a reflexão sobre o homem e sua condição.<br />
  8. 8. ESTÉTICA PARNASIANA<br />O racionalismo traduz-se em objetivismo, em rejeição aos excessos românticos e em crítica ao sentimentalismo. A arte não era um simples entretenimento, mas a busca da beleza, a arte pela arte.<br />
  9. 9. Estética parnasiana<br />O poeta, alienado socialmente, inspira-se na Antiguidade Clássica, na mitologia greco-latina como uma forma de negar os princípios do Romantismo e garantir prestígio entre as camadas mais letradas do Brasil.<br />
  10. 10. Estética parnasiana<br />O artificialismo é uma de suas principais características, valorizando excessivamente a forma (os sonetos, as rimas ricas, a métrica perfeita), ostentando um nível vocabular refinado e grande rigor gramatical.<br />
  11. 11. Estética parnasiana<br />O nome Parnasianismo tem origem na Grécia antiga: segundo a lenda, Parnaso é o nome de um monte da Fócida, consagrado a Apolo e às musas. É o monte onde nasceu Castália, a musa inspiradora dos poetas. <br />
  12. 12. Estética parnasiana<br />É uma arte excessivamente descritiva, cheia de adjetivos e imagens poéticas elaboradas. O objetivo maior é o culto à forma na busca de atingir a perfeição.<br />
  13. 13. Estética parnasiana<br />A mulher no Parnasianismo é vista com objetividade, contrapondo-se às idealizações românticas. Desta forma, a sensualidade e o amor carnal eram cultivados pelos parnasianos.<br />
  14. 14. AUTORES PARNASIANOS<br />O Parnasianismo fez bastante sucesso em sua época, estendendo-se da década de 80 do século XIX até a Semana de Arte Moderna em 1922. Foi a poesia “oficial” do Brasil durante longas décadas.<br />
  15. 15. Autores parnasianos<br />
  16. 16. Autores parnasianos<br />
  17. 17. Autores parnasianos<br />

×