O Antigo Regime

1.002 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.002
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Antigo Regime

  1. 1. O ANTIGO REGIMEO ANTIGO REGIME EUROPEU (XV – XVIII)EUROPEU (XV – XVIII)
  2. 2. Características do Antigo Regime Políticas Econômicas Sociais Culturais Absolutismo Capitalismo comercial Mercantilismo: • Monopólios estatais • Metalismo ou bulionismo • Protecionismo • Balança comercial favorável • Colonialismo • Industrialismo Sociedade Estamental • 1° Estado – Clero • 2° Estado – Nobreza • 3° Estado - Povo • Mundo burguês X mundo feudal • O Barroco • Reforma e Contra-reforma • Início do racionalismo moderno
  3. 3. Teóricos do AbsolutismoTeóricos do Absolutismo  Nicolau MaquiavelNicolau Maquiavel (1469 – 1527)(1469 – 1527) emem O PríncipeO Príncipe, a, a conquista econquista e manutenção de ummanutenção de um Estado está acima daEstado está acima da moralidade dosmoralidade dos homens. Um doshomens. Um dos fundadores da teoriafundadores da teoria política moderna.política moderna.
  4. 4. ““Note-se que os homens devem ser mimadosNote-se que os homens devem ser mimados ou exterminados, pois, se podem vingar-seou exterminados, pois, se podem vingar-se de ofensas leves, das graves não conseguemde ofensas leves, das graves não conseguem fazê-lo. Dessa maneira, a ofensa deve ser defazê-lo. Dessa maneira, a ofensa deve ser de tal ordem que não se tema a vingança”.tal ordem que não se tema a vingança”. (Maquiavel – O Príncipe)(Maquiavel – O Príncipe)
  5. 5. Teóricos do AbsolutismoTeóricos do Absolutismo  Thomas Hobbes (1588Thomas Hobbes (1588 – 1679)– 1679) em sua obraem sua obra LeviatãLeviatã, o, o Estado absoluto éEstado absoluto é apresentado comoapresentado como alternativa para tira oalternativa para tira o homem de seu estadohomem de seu estado de barbárie nade barbárie na natureza (“homemnatureza (“homem lobo do própriolobo do próprio homem”)homem”)
  6. 6. Teóricos do AbsolutismoTeóricos do Absolutismo  Jacques Bossuet (1627Jacques Bossuet (1627 – 1704)– 1704) suasua Política segundo aPolítica segundo a Sagrada EscrituraSagrada Escritura legitima a teoria dolegitima a teoria do direito divino dos reisdireito divino dos reis
  7. 7. Teóricos do AbsolutismoTeóricos do Absolutismo  Jean Bodin (1530 – 1596)Jean Bodin (1530 – 1596) A RepúblicaA República. O poder do rei é divino, por isso,. O poder do rei é divino, por isso, inquestionávelinquestionável  Hugo Grotius (1583 – 1645)Hugo Grotius (1583 – 1645) Do Direito da Paz e da GuerraDo Direito da Paz e da Guerra
  8. 8. Absolutismo na FrançaAbsolutismo na França  A Guerra dos Cem Anos (1337 – 1453)A Guerra dos Cem Anos (1337 – 1453)  DinastiaDinastia ValoisValois  Século XVI: Guerras político-religiosas: CatólicosSéculo XVI: Guerras político-religiosas: Católicos (família Guise) X Protestantes (huguenotes)(família Guise) X Protestantes (huguenotes)  24/08/1574: Catarina de Médici, católica, massacra24/08/1574: Catarina de Médici, católica, massacra os huguenotes (Noite de São Bartolomeu)os huguenotes (Noite de São Bartolomeu)  Henrique IV (1589 – 1610) – início da dinastiaHenrique IV (1589 – 1610) – início da dinastia BourbonBourbon  ““Paris bem vale uma missa”Paris bem vale uma missa”  Édito de Nantes (1598) – liberdade de culto aosÉdito de Nantes (1598) – liberdade de culto aos protestantesprotestantes  1610: assassinado1610: assassinado
  9. 9. Absolutismo na FrançaAbsolutismo na França Luís XIII (1610 – 1643)Luís XIII (1610 – 1643)  Cardeal Richelieu (1° ministro)Cardeal Richelieu (1° ministro)  consolidou oconsolidou o absolutismo, perseguiu protestantes e levou aabsolutismo, perseguiu protestantes e levou a França a intervir na Guerra dos Trinta Anos (1618-França a intervir na Guerra dos Trinta Anos (1618- 1648)1648)  Oposição dos Habsburgos (Carlos V, Espanha eOposição dos Habsburgos (Carlos V, Espanha e SIRG)SIRG)  Guerra dos Trinta Anos (1618 – 1648): reis católicosGuerra dos Trinta Anos (1618 – 1648): reis católicos X reis protestantes. Habsburgos derrotados (1648 –X reis protestantes. Habsburgos derrotados (1648 – Paz de Westfália)Paz de Westfália)
  10. 10. Cardeal Richelieu
  11. 11. Absolutismo na FrançaAbsolutismo na França Luís XIV (1643 – 1715) – o “Rei Sol”Luís XIV (1643 – 1715) – o “Rei Sol”  ““O Estado sou eu”O Estado sou eu”  1661: morte do Cardeal Mazzarino1661: morte do Cardeal Mazzarino  Palácio de VersalhesPalácio de Versalhes  Jean Baptiste Colbert (ministro das finanças):Jean Baptiste Colbert (ministro das finanças): fiscalismo e industrialismofiscalismo e industrialismo  1685: Édito de Nantes revogado (“um rei, uma lei,1685: Édito de Nantes revogado (“um rei, uma lei, uma fé”)uma fé”)  Monarquia X huguenotes: prejuízos para aMonarquia X huguenotes: prejuízos para a economiaeconomia  Guerras externas e finanças em criseGuerras externas e finanças em crise
  12. 12. Cardeal Mazzarino Luís XIV
  13. 13. Absolutismo na FrançaAbsolutismo na França Luís XV (1715 – 1774)Luís XV (1715 – 1774)  Enormes gastos com a corte em VersalhesEnormes gastos com a corte em Versalhes  déficit orçamentáriodéficit orçamentário Luís XVI (1774 – 1792)Luís XVI (1774 – 1792)  Aumento dos gastosAumento dos gastos  População descontentePopulação descontente  Gastos com a Guerra dos Sete Anos (1756 – 1763) eGastos com a Guerra dos Sete Anos (1756 – 1763) e com a Independência dos EUA (1776 – 1781)com a Independência dos EUA (1776 – 1781)  1789: Revolução Francesa: a burguesia no poder1789: Revolução Francesa: a burguesia no poder
  14. 14. O Absolutismo na InglaterraO Absolutismo na Inglaterra  Aspectos GeraisAspectos Gerais  Burguesia X monarquia (Tudor, Stuart): osBurguesia X monarquia (Tudor, Stuart): os monopólios reaismonopólios reais  Cria condições para a Revolução IndustrialCria condições para a Revolução Industrial do XVIII, pois fortalece a burguesiado XVIII, pois fortalece a burguesia
  15. 15. O Absolutismo na InglaterraO Absolutismo na Inglaterra  1215: Magna Carta: poderes reais submetidos ao1215: Magna Carta: poderes reais submetidos ao Parlamento (nobreza)Parlamento (nobreza)  Guerra dos Cem Anos (1337 – 1453)Guerra dos Cem Anos (1337 – 1453)  Guerra da Duas Rosas (1455 – 1485)Guerra da Duas Rosas (1455 – 1485)  Henrique VII (Tudor)Henrique VII (Tudor)  Henrique VIII (1509 – 1547)Henrique VIII (1509 – 1547)  1534: Atos de1534: Atos de Supremacia: a Igreja AnglicanaSupremacia: a Igreja Anglicana
  16. 16. João sem Terra ratifica a Magna Carta
  17. 17. O Absolutismo na InglaterraO Absolutismo na Inglaterra Elizabeth I (1558 – 1603)Elizabeth I (1558 – 1603)  Política colonialista. Oposição à EspanhaPolítica colonialista. Oposição à Espanha  1584: Sir Walter Raleigh funda a Virgínia1584: Sir Walter Raleigh funda a Virgínia (colonização da América)(colonização da América)  1588: vence a “Invencível Armada”1588: vence a “Invencível Armada”  1603: morre1603: morre  fim da dinastia Tudor e início dafim da dinastia Tudor e início da dinastia Stuartdinastia Stuart Jaime I (1603 – 1625) – Dinastia Stuart. Rei daJaime I (1603 – 1625) – Dinastia Stuart. Rei da Escócia e primo de Elizabeth. Ele e seu sucessorEscócia e primo de Elizabeth. Ele e seu sucessor Carlos I (1625 – 1648): perseguição aos puritanosCarlos I (1625 – 1648): perseguição aos puritanos  as 13 colônias da América do Norteas 13 colônias da América do Norte

×