SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
SUBSECRETARIA DE ENSINO
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO
INSTITUTO MUNICIPAL HELENA ANTIPOFF
OFICINA VIVENCIAL DE AJUDAS TÉCNICAS

RECURSOS DE ACESSIBILIDADE
AO COMPUTADOR
EDUARDO PAES
PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
CLAUDIA COSTIN
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
REGINA HELENA DINIZ BOMENY
SUBSECRETARIA DE ENSINO
MARIA DE NAZARETH MACHADO DE B. VASCONCELOS
COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO
KATIA NUNES
INSTITUTO MUNICIPAL HELENA ANTIPOFF
JANAINA LARRATE
MARISTELA SIQUEIRA
VERA VAL
OFICINA VIVENCIAL DE AJUDAS TÉCNICAS PARA AÇÃO EDUCATIVA

2
Recursos de Acessibilidade ao
Computador
Para selecionar o recurso de acessibilidade mais
adequado devemos avaliar as habilidades motoras,
visuais, perceptivas e cognitivas do aluno frente as tarefas
a serem realizadas.
Os alunos podem ser divididos em quatro grupo:

1. Alunos que não precisam de recursos especiais
Apresentam
limitações
visuais,
motoras
ou
cognitivas, mas não o suficiente para necessitar de
equipamentos ou adaptações especiais.
2. Alunos que necessitam de adaptações no próprio
corpo
Podem se beneficiar de órteses, ponteiras,
pulseira de peso ou faixas de contenção para restringir os
movimentos dos braços.

Imagem: assistiva.mct.gov.br

Imagem: assistiva.mct.gov.br
3. Alunos que necessitam de modificações no
computador (hardware)
Podem se beneficiar de ajustes nos equipamentos
tradicionais (mouse e teclado) ou utilizar equipamentos
alternativos.
As opções de modificações podem variar de um simples
ajuste no contraste das teclas fazendo uso de etiquetas
até o uso de teclados com base programável.

Imagem: Acervo da Oficina Vivencial
As alternativas para adequação do teclado podem
envolver o uso de:
A) Ajustes na posição do teclado
• Aproximação do teclado para favorecer o alcance;
• Inclinação do teclado para evitar o pressionamento de
teclas desnecessárias ou para favorecer a percepção
das letras;
• Elevação ou rebaixamento ao solo;
• Fixação do teclado
antiderrapente;

usando

tiras

de

velcro

ou
6
B) Colocação de letras adesivas
A ampliação das letras e números do teclado auxilia o
usuário a localizar as teclas com maior facilidade. As
letras podem ter o fundo colorido, destacando as vogais
das consoantes, os números ou as principais teclas.

Imagem: Acervo da Oficina Vivencial

7
C) Configuração das opções de acessibilidade do
sistema operacional
-

Iniciar /Painel de controle/Facilidade de acesso
D) Colmeia para teclado
A colmeia é uma placa confeccionada em acrílico
transparente, onde são feitos furos coincidentes às teclas.
A função dos furos é impedir que o usuário pressione
todas as teclas ao mesmo tempo.

www.aeeufc2013carla.blogspot.com 

www.camargoscomercial.com.br -
E) Teclado alternativos
E1. Teclados reduzidos

www.kerodicas.com
E2. Teclados com teclas ampliadas

Imagem: Acervo da Oficina Vivencial 

assistiva.mct.gov.br 
F) Uso de Teclados Programáveis
Apresentam uma superfície livremente programável onde se pode
definir o layout da área de trabalho do teclado e também ajustar sua
sensibilidade ao toque. Dessa forma pode-se projetar o tamanho da
fonte, os distanciamento entre as teclas, cor, presença de relevos e
inserção de texturas (MEC, 2007).

www.ayudastecnologicas.com 
Já os comando e instruções por meio de um
dispositivo apontador (mouse) podem ser viabilizados
através de:
A) Ajustes na posição ou tamanho do mouse
• Aproximar o mouse para facilitar o acesso;
• Usar um mouse menor para crianças ou pessoas com
nanismo;
• Usar uma base com laterais para restringir a área de
movimentação do mouse;
B) Alterações nas funções do mouse tradicional
• Trocar as funções do clik do mouse para utilizá-lo com
a mão esquerda;
Selecione Iniciar /painel de controle /facilidade de acesso /
alterar funcionamento do mouse / configuração do mouse
• Ajustar outras funções do mouse através da opção de
acessibilidade do Windows;
Selecione Iniciar /painel de controle /facilidade de acesso /
alterar funcionamento do mouse / configuração do mouse
-

Modificar o tamanho e cor da seta;

-

Diminuir a velocidade do cursor

-

Usar o teclado numérico para
funções do mouse

15
C) Mouse alternativo
C1. Mouse estático de esfera - trackball
A movimentação do mouse é feito pela movimentação da esfera. O
mouse não se desloca;

Imagens: www.clik.com.br 
C2. Mouse sob superfície programável
Mouse que pode ser previamente programado ou
programado livremente;

Imagem: Acervo da Oficina Vivencial
C3. Outros modelos
Os mouse adaptados podem ser controlados por movimento labial,
movimento de cabeça, acionadores, roletes, movimento ocular e
outros;

Imagem: Acervo da Oficina Vivencial

Imagem: assistiva.mct.gov.br
Imagem: assistiva.mct.gov.br
Imagem: bibliotecaets.blogspot.com
Imagens: www.clik.com.br
21
4. Alunos que necessitam de programas especiais
Não conseguem acessar os periféricos, mesmo que
adaptados.
Precisam fazer usos de softwares que
viabilizem o comando sobre o equipamento.

Imagem: Acervo da Oficina Vivencial
A) Teclados Virtuais
São programas que geram a imagem de um teclado na tela do
computador, utilizando-se do sistema de varredura para seleção das
letras e/ou funções do mouse. Geralmente, apresentam predição
de palavras.

Teclado Virtual do Windows

Selecione Iniciar
/programas /acessórios /
acessibilidade / teclado
virtual
B) Software Boardmaker
O Boardmaker é um Software para CAA que possibilita a produção
de pranchas de CAA e de recursos pedagógicos para impressão; e
a produção de pranchas e atividades pedagógicas dinâmicas.
Permite que o computador seja usado por alunos com severo
comprometimento motor através da seleção por varredura.
C) Comunicar com símbolos
É um Software para CAA que possibilita a produção de pranchas de
CAA e de recursos pedagógicos para impressão; e a produção de
pranchas e atividades pedagógicas dinâmicas. O usuário pode a
qualquer momento, ouvir tudo o que escreveu (letras, palavras ou
frases), através do sintetizador de voz em Português Brasileiro de
alta qualidade.
O programa também possui um corretor ortográfico ilustrado que
fornece diversas alternativas ilustradas com símbolos para o erro
encontrado.
D) Tico
Tem como objetivo geral propiciar apoio à comunicação de pessoas com
prejuízos na fala e/ou escrita, devido a alguma desordem motora
permanente ou temporária, permitindo menor desgaste possível através
do uso dinâmico da CAA no computador e em dispositivos móveis. que
consiste em dois aplicativos separados e distintos, mas
complementares.

Aplicativo Tico (2013)- site
www.proyectotico.com ;
Galeria de pictogramas do
Proyecto Tico (Símbolos
ARASAAC ) - site
www.proyectotico.com ;
Alunos que necessitam de programas especiais devido à questões
motoras deverão fazer uso de acionadores para controlar as funções
disponíveis no software.
Existem vários tipos de acionadores, que podem ser usados com a
mão, com o pé, com a cabeça ou qualquer outra parte do corpo que o
aluno consiga controlar.

Acionadores de pressão

image.jpg camargoscomercial.com.br
Microlight.gif clik.com.br
Imagem: www.projetoetm.com.br
Imagem: www.projetoetm.com.br
Outros Acionadores – por voz, sopro, piscar, tração

clik_acion4.gif clik.com.br

Imagem: acervo da Oficina Vivencial
integraswitch1.jpgclik.com.br

Scatir.gif clik.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Henri wallon biografia conceitos
Henri wallon biografia conceitosHenri wallon biografia conceitos
Henri wallon biografia conceitos
Fabiano Santos
 
4.planejamento pedagógico do ensino
4.planejamento pedagógico do ensino4.planejamento pedagógico do ensino
4.planejamento pedagógico do ensino
elannialins
 
Manual secretaria escolar 2
Manual secretaria escolar 2Manual secretaria escolar 2
Manual secretaria escolar 2
Samuel Costa
 

Mais procurados (20)

A Psicomotricidade na Educação Infantil.pptx
A Psicomotricidade na Educação Infantil.pptxA Psicomotricidade na Educação Infantil.pptx
A Psicomotricidade na Educação Infantil.pptx
 
Henri wallon biografia conceitos
Henri wallon biografia conceitosHenri wallon biografia conceitos
Henri wallon biografia conceitos
 
Gestão escolar
Gestão escolarGestão escolar
Gestão escolar
 
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
“Educação socioemocional em sala de aula: o que é, como fazer e em que medida...
 
4.planejamento pedagógico do ensino
4.planejamento pedagógico do ensino4.planejamento pedagógico do ensino
4.planejamento pedagógico do ensino
 
Ppt avaliação
Ppt avaliaçãoPpt avaliação
Ppt avaliação
 
Psicomotricidade - 1
Psicomotricidade - 1Psicomotricidade - 1
Psicomotricidade - 1
 
Manual secretaria escolar 2
Manual secretaria escolar 2Manual secretaria escolar 2
Manual secretaria escolar 2
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 
PSICOLOGIA ESCOLAR
PSICOLOGIA ESCOLARPSICOLOGIA ESCOLAR
PSICOLOGIA ESCOLAR
 
Prática educativa, pedagogia e didática
Prática educativa, pedagogia e didáticaPrática educativa, pedagogia e didática
Prática educativa, pedagogia e didática
 
O pedagogo e a educação não-formal
O pedagogo e a educação não-formalO pedagogo e a educação não-formal
O pedagogo e a educação não-formal
 
Psicomotricidade
PsicomotricidadePsicomotricidade
Psicomotricidade
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky
Vygotsky
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
 
Jogo, brinquedo e brincadeira na perspectiva histórico-cultural
Jogo, brinquedo e brincadeira na perspectiva histórico-culturalJogo, brinquedo e brincadeira na perspectiva histórico-cultural
Jogo, brinquedo e brincadeira na perspectiva histórico-cultural
 
Psicologia E EducaçãO
Psicologia E EducaçãOPsicologia E EducaçãO
Psicologia E EducaçãO
 
Tipos de avaliacao
Tipos de avaliacaoTipos de avaliacao
Tipos de avaliacao
 
Inteligências múltiplas
Inteligências múltiplasInteligências múltiplas
Inteligências múltiplas
 

Semelhante a Recursos de Acessibilidade ao Computador

Apresentação tecnologia assistiva
Apresentação tecnologia assistivaApresentação tecnologia assistiva
Apresentação tecnologia assistiva
Fernando Sebenello
 
Artigo revista tecnologia_assistiva
Artigo revista tecnologia_assistivaArtigo revista tecnologia_assistiva
Artigo revista tecnologia_assistiva
barbaragratao
 
Artigo revista tecnologia_assistiva
Artigo revista tecnologia_assistivaArtigo revista tecnologia_assistiva
Artigo revista tecnologia_assistiva
barbaragratao
 
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Rita Brito
 
Lousa uso manutenção
Lousa uso manutençãoLousa uso manutenção
Lousa uso manutenção
ntemsv
 
Lousa uso manutenção
Lousa uso manutençãoLousa uso manutenção
Lousa uso manutenção
paulaops
 
Montagem Lousa Digital
Montagem Lousa DigitalMontagem Lousa Digital
Montagem Lousa Digital
mariocz
 
Introdução à utilização de openFrameworks para o desenvolvimento de aplicaçõ...
Introdução à utilização de openFrameworks para  o desenvolvimento de aplicaçõ...Introdução à utilização de openFrameworks para  o desenvolvimento de aplicaçõ...
Introdução à utilização de openFrameworks para o desenvolvimento de aplicaçõ...
Christopher Cerqueira
 

Semelhante a Recursos de Acessibilidade ao Computador (20)

Apresentação tecnologia assistiva
Apresentação tecnologia assistivaApresentação tecnologia assistiva
Apresentação tecnologia assistiva
 
Capitulo1
Capitulo1Capitulo1
Capitulo1
 
Deficiência Visual
Deficiência VisualDeficiência Visual
Deficiência Visual
 
Apostila impress
Apostila impressApostila impress
Apostila impress
 
Apostila impress
Apostila impressApostila impress
Apostila impress
 
Software de Autoria e Educação Matemática
Software de Autoria e Educação MatemáticaSoftware de Autoria e Educação Matemática
Software de Autoria e Educação Matemática
 
Artigo revista tecnologia_assistiva
Artigo revista tecnologia_assistivaArtigo revista tecnologia_assistiva
Artigo revista tecnologia_assistiva
 
Artigo revista tecnologia_assistiva
Artigo revista tecnologia_assistivaArtigo revista tecnologia_assistiva
Artigo revista tecnologia_assistiva
 
Br Office Impress Apostila
Br Office Impress ApostilaBr Office Impress Apostila
Br Office Impress Apostila
 
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
 
Ctrl + Kids - Apresentação do Curso Regular
Ctrl + Kids - Apresentação do Curso RegularCtrl + Kids - Apresentação do Curso Regular
Ctrl + Kids - Apresentação do Curso Regular
 
Linux Educacional
Linux EducacionalLinux Educacional
Linux Educacional
 
Lousa uso manutenção
Lousa uso manutençãoLousa uso manutenção
Lousa uso manutenção
 
Apostila sistema operacional cor capa ficha 2011 02 04
Apostila sistema operacional cor capa ficha 2011 02 04Apostila sistema operacional cor capa ficha 2011 02 04
Apostila sistema operacional cor capa ficha 2011 02 04
 
Design de Interfaces e Acessibilidade: você está fazendo isso errado... até a...
Design de Interfaces e Acessibilidade: você está fazendo isso errado... até a...Design de Interfaces e Acessibilidade: você está fazendo isso errado... até a...
Design de Interfaces e Acessibilidade: você está fazendo isso errado... até a...
 
Lousa uso manutenção
Lousa uso manutençãoLousa uso manutenção
Lousa uso manutenção
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Montagem Lousa Digital
Montagem Lousa DigitalMontagem Lousa Digital
Montagem Lousa Digital
 
Introdução à utilização de openFrameworks para o desenvolvimento de aplicaçõ...
Introdução à utilização de openFrameworks para  o desenvolvimento de aplicaçõ...Introdução à utilização de openFrameworks para  o desenvolvimento de aplicaçõ...
Introdução à utilização de openFrameworks para o desenvolvimento de aplicaçõ...
 
De brito mp_reatech_case
De brito mp_reatech_caseDe brito mp_reatech_case
De brito mp_reatech_case
 

Recursos de Acessibilidade ao Computador

  • 1. PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO INSTITUTO MUNICIPAL HELENA ANTIPOFF OFICINA VIVENCIAL DE AJUDAS TÉCNICAS RECURSOS DE ACESSIBILIDADE AO COMPUTADOR
  • 2. EDUARDO PAES PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CLAUDIA COSTIN SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO REGINA HELENA DINIZ BOMENY SUBSECRETARIA DE ENSINO MARIA DE NAZARETH MACHADO DE B. VASCONCELOS COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO KATIA NUNES INSTITUTO MUNICIPAL HELENA ANTIPOFF JANAINA LARRATE MARISTELA SIQUEIRA VERA VAL OFICINA VIVENCIAL DE AJUDAS TÉCNICAS PARA AÇÃO EDUCATIVA 2
  • 3. Recursos de Acessibilidade ao Computador Para selecionar o recurso de acessibilidade mais adequado devemos avaliar as habilidades motoras, visuais, perceptivas e cognitivas do aluno frente as tarefas a serem realizadas. Os alunos podem ser divididos em quatro grupo: 1. Alunos que não precisam de recursos especiais Apresentam limitações visuais, motoras ou cognitivas, mas não o suficiente para necessitar de equipamentos ou adaptações especiais.
  • 4. 2. Alunos que necessitam de adaptações no próprio corpo Podem se beneficiar de órteses, ponteiras, pulseira de peso ou faixas de contenção para restringir os movimentos dos braços. Imagem: assistiva.mct.gov.br Imagem: assistiva.mct.gov.br
  • 5. 3. Alunos que necessitam de modificações no computador (hardware) Podem se beneficiar de ajustes nos equipamentos tradicionais (mouse e teclado) ou utilizar equipamentos alternativos. As opções de modificações podem variar de um simples ajuste no contraste das teclas fazendo uso de etiquetas até o uso de teclados com base programável. Imagem: Acervo da Oficina Vivencial
  • 6. As alternativas para adequação do teclado podem envolver o uso de: A) Ajustes na posição do teclado • Aproximação do teclado para favorecer o alcance; • Inclinação do teclado para evitar o pressionamento de teclas desnecessárias ou para favorecer a percepção das letras; • Elevação ou rebaixamento ao solo; • Fixação do teclado antiderrapente; usando tiras de velcro ou 6
  • 7. B) Colocação de letras adesivas A ampliação das letras e números do teclado auxilia o usuário a localizar as teclas com maior facilidade. As letras podem ter o fundo colorido, destacando as vogais das consoantes, os números ou as principais teclas. Imagem: Acervo da Oficina Vivencial 7
  • 8. C) Configuração das opções de acessibilidade do sistema operacional - Iniciar /Painel de controle/Facilidade de acesso
  • 9. D) Colmeia para teclado A colmeia é uma placa confeccionada em acrílico transparente, onde são feitos furos coincidentes às teclas. A função dos furos é impedir que o usuário pressione todas as teclas ao mesmo tempo. www.aeeufc2013carla.blogspot.com  www.camargoscomercial.com.br -
  • 10. E) Teclado alternativos E1. Teclados reduzidos www.kerodicas.com
  • 11. E2. Teclados com teclas ampliadas Imagem: Acervo da Oficina Vivencial  assistiva.mct.gov.br 
  • 12. F) Uso de Teclados Programáveis Apresentam uma superfície livremente programável onde se pode definir o layout da área de trabalho do teclado e também ajustar sua sensibilidade ao toque. Dessa forma pode-se projetar o tamanho da fonte, os distanciamento entre as teclas, cor, presença de relevos e inserção de texturas (MEC, 2007). www.ayudastecnologicas.com 
  • 13. Já os comando e instruções por meio de um dispositivo apontador (mouse) podem ser viabilizados através de: A) Ajustes na posição ou tamanho do mouse • Aproximar o mouse para facilitar o acesso; • Usar um mouse menor para crianças ou pessoas com nanismo; • Usar uma base com laterais para restringir a área de movimentação do mouse;
  • 14. B) Alterações nas funções do mouse tradicional • Trocar as funções do clik do mouse para utilizá-lo com a mão esquerda; Selecione Iniciar /painel de controle /facilidade de acesso / alterar funcionamento do mouse / configuração do mouse
  • 15. • Ajustar outras funções do mouse através da opção de acessibilidade do Windows; Selecione Iniciar /painel de controle /facilidade de acesso / alterar funcionamento do mouse / configuração do mouse - Modificar o tamanho e cor da seta; - Diminuir a velocidade do cursor - Usar o teclado numérico para funções do mouse 15
  • 16. C) Mouse alternativo C1. Mouse estático de esfera - trackball A movimentação do mouse é feito pela movimentação da esfera. O mouse não se desloca; Imagens: www.clik.com.br 
  • 17. C2. Mouse sob superfície programável Mouse que pode ser previamente programado ou programado livremente; Imagem: Acervo da Oficina Vivencial
  • 18. C3. Outros modelos Os mouse adaptados podem ser controlados por movimento labial, movimento de cabeça, acionadores, roletes, movimento ocular e outros; Imagem: Acervo da Oficina Vivencial Imagem: assistiva.mct.gov.br
  • 22. 4. Alunos que necessitam de programas especiais Não conseguem acessar os periféricos, mesmo que adaptados. Precisam fazer usos de softwares que viabilizem o comando sobre o equipamento. Imagem: Acervo da Oficina Vivencial
  • 23. A) Teclados Virtuais São programas que geram a imagem de um teclado na tela do computador, utilizando-se do sistema de varredura para seleção das letras e/ou funções do mouse. Geralmente, apresentam predição de palavras. Teclado Virtual do Windows Selecione Iniciar /programas /acessórios / acessibilidade / teclado virtual
  • 24. B) Software Boardmaker O Boardmaker é um Software para CAA que possibilita a produção de pranchas de CAA e de recursos pedagógicos para impressão; e a produção de pranchas e atividades pedagógicas dinâmicas. Permite que o computador seja usado por alunos com severo comprometimento motor através da seleção por varredura.
  • 25. C) Comunicar com símbolos É um Software para CAA que possibilita a produção de pranchas de CAA e de recursos pedagógicos para impressão; e a produção de pranchas e atividades pedagógicas dinâmicas. O usuário pode a qualquer momento, ouvir tudo o que escreveu (letras, palavras ou frases), através do sintetizador de voz em Português Brasileiro de alta qualidade. O programa também possui um corretor ortográfico ilustrado que fornece diversas alternativas ilustradas com símbolos para o erro encontrado.
  • 26. D) Tico Tem como objetivo geral propiciar apoio à comunicação de pessoas com prejuízos na fala e/ou escrita, devido a alguma desordem motora permanente ou temporária, permitindo menor desgaste possível através do uso dinâmico da CAA no computador e em dispositivos móveis. que consiste em dois aplicativos separados e distintos, mas complementares. Aplicativo Tico (2013)- site www.proyectotico.com ; Galeria de pictogramas do Proyecto Tico (Símbolos ARASAAC ) - site www.proyectotico.com ;
  • 27. Alunos que necessitam de programas especiais devido à questões motoras deverão fazer uso de acionadores para controlar as funções disponíveis no software. Existem vários tipos de acionadores, que podem ser usados com a mão, com o pé, com a cabeça ou qualquer outra parte do corpo que o aluno consiga controlar. Acionadores de pressão image.jpg camargoscomercial.com.br Microlight.gif clik.com.br
  • 30. Outros Acionadores – por voz, sopro, piscar, tração clik_acion4.gif clik.com.br Imagem: acervo da Oficina Vivencial