SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
O Sistema de Organização e
Gestão da Escola
José Carlos Libâneo
HISTÓRICO
• Década de 30 – Já haviam estudos sobre
gestão escolar
• marcados por uma concepção burocrática,
funcionalista, aproximando a organização
escolar da organização empresarial.
• Década de 80 - Organização do Trabalho
Pedagógico ou Organização do Trabalho
Escolar: enfoque crítico/ captalismo
Concepções de organização e gestão
1- Técnico-científica
2- Autogestionária
3- Democrática-participativa
Técnico científico
Tende a seguir princípios e métodos da administração
empresarial (gestão da qualidade total).
• Prescrição detalhada de funções, acentuando-se a divisão
técnica do trabalho escolar (tarefas especializadas).
• Centralizado no diretor, relações de subordinação em que
uns têm mais autoridades do que outros.
• Ênfase na administração (sistema de normas, regras,
procedimentos burocráticos de controle das atividades), às
vezes descuidando-se dos objetivos específicos da
instituição escolar.
• Comunicação linear (de cima para baixo), baseada em
normas e regras.
• Maior ênfase nas tarefas do que nas pessoas.
Auto gestionária
Responsabilidade coletiva, ausência de direção centralizada,
participação direta e por igual de todos os membros da
instituição.
• Ênfase nas inter-relações mais do que nas tarefas.
• Decisões coletivas, eliminação das formas de exercício de
autoridade e poder.
• Poder coletivo na escola para preparar formas de auto-gestão
no plano político.
• Auto-organização do grupo de pessoas da instituição, por meio
de eleições e alternância no exercício de funções.
• Recusa a normas e sistemas de controle, acentuando-se a
responsabilidade coletiva.
• Crença no poder instituinte
Democrática participativa
Relação orgânica entre a direção e a participação do pessoal da escola.
• Definição de objetos sócio-políticos e pedagógicos da escola, pela
equipe escolar.
• Articulação entre a atividade de direção e participação das pessoas da
escola e das que se relacionam com ela.
• A gestão é participativa mas espera-se, também, a gestão da
participação.
• Qualificação e competência profissional.
• Busca de objetividade no trato das questões da organização e gestão,
mediante coleta de informações reais.
• Acompanhamento e avaliação sistemáticos com finalidade pedagógica:
diagnóstico, acompanhamento dos trabalhos, reorientação dos rumos e
ações, tomada de decisões.
• Todos dirigem e são dirigidos, todos avaliam e são avaliados.
Organização escolar/ cultura
• Depende das experiências subjetivas das
pessoas e de suas interações sociais, dos
significados que as dão às coisas e que são
produzidos e mantidos socialmente. É
construída pelos seus próprios membros.
Cultura – sócio crítica
• Construção social, a partir da Inteligência
subjetiva e cultural das pessoas.
• Essa construção não é um processo livre e
voluntário, mas mediatizado pela realidade
sócio cultural e política mais ampla, incluindo
a influência de forças externas e internas
marcadas por interesses de grupos sociais,
sempre contraditórios e às vezes conflitivos.
• As concepções de gestão escolar refletem
posições políticas, compreensão sobre
homem e sociedade.
• Demandam relações de subordinação e
realização de tarefas
• Diminuem a capacidade de reflexão e
definição sobre seu próprio trabalho,
ocasionando menor grau de envolvimento.
Estrutura organizacional da escola
A estrutura organizacional de escolas se
diferencia conforme a legislação dos Estados e
Municípios.
Setor Técnico
administrativo
Secretaria escolar
Serviços de
zeladoria,
limpeza,vigilância
Multi-meios
(biblioteca,
laboratório,
videoteca).
Conselho de
Escola
Diretor
Assistente de
Direção
e Coordenador
Setor Pedagógico
. Conselho de
Classe
. Coordenação
Professores
Alunos
Pais , comunidade
e APM
Conselho de escola
• O Conselho de Escola tem atribuições consultivas,
deliberativas e fiscais em questões definidas na
legislação estadual ou municipal e no Regimento
Escolar.
• Sua composição tem uma certa proporcionalidade
de participação dos docentes, dos especialistas em
educação, dos funcionários, dos pais e alunos,
observando-se, em princípio, a paridade dos
integrantes da escola.
Direção
• O diretor coordena, organiza e gerencia todas
as atividades da escola.
• O assistente de diretor desempenha as
mesmas funções na condição de substituto
eventual do diretor.
Setor técnico administrativo
• Secretaria Escolar
• Zeladoria
• Vigilância
• Multimeios
Setor Pedagógico
• coordenador pedagógico - prestar assistência
pedagógico-didática
• orientador educacional - relacionamento escola-
pais-comunidade
• Conselho de Classe ou Série - ações preventivas e
corretivas em relação ao rendimento dos alunos,
ao comportamento discente, às promoções e
reprovações
Instituições Auxiliares
• APM reúne os pais de alunos, o pessoal
docente e técnico-administrativo e alunos
maiores de 18 anos
• Grêmio Estudantil é uma entidade
representativa dos alunos criada pela lei
federal n.7.398/85
Corpo Docente
LEI Nº 9.394, DE 20 DE DEZEMBRO DE
1996.
(Redação dada pela Lei nº 12.014, de 2009)
TÍTULO VI
Dos Profissionais da Educação
Art. 61. Consideram-se profissionais da educação escolar
básica os que, nela estando em efetivo exercício e tendo
sido formados em cursos reconhecidos, são:
I – professores habilitados em nível médio ou superior
para a docência na educação infantil e nos ensinos
fundamental e médio;
II – trabalhadores em educação portadores de diploma de
pedagogia, com habilitação em administração,
planejamento, supervisão, inspeção e orientação
educacional, bem como com títulos de mestrado ou
doutorado nas mesmas áreas;
III – trabalhadores em educação, portadores de diploma
de curso técnico ou superior em área pedagógica ou afim.
IV - profissionais com notório saber reconhecido pelos
respectivos sistemas de ensino, para ministrar conteúdos
de áreas afins à sua formação ou experiência profissional,
atestados por titulação específica ou prática de ensino em
unidades educacionais da rede pública ou privada ou das
corporações privadas em que tenham atuado,
exclusivamente para atender ao inciso V do caput do art.
36 (Incluído pela lei nº 13.415, de 2017)
V - profissionais graduados que tenham feito
complementação pedagógica, conforme disposto pelo
Conselho Nacional de Educação. (Incluído pela lei nº
13.415, de 2017)
• Art. 64. A formação de profissionais de educação para
administração, planejamento, inspeção, supervisão e
orientação educacional para a educação básica, será feita em
cursos de graduação em pedagogia ou em nível de pós-
graduação, a critério da instituição de ensino, garantida, nesta
formação, a base comum nacional.
• Art. 65. A formação docente, exceto para a educação
superior, incluirá prática de ensino de, no mínimo, trezentas
horas.
• Art. 66. A preparação para o exercício do magistério superior
far-se-á em nível de pós-graduação, prioritariamente em
programas de mestrado e doutorado.
• Parágrafo único. O notório saber, reconhecido por
universidade com curso de doutorado em área afim, poderá
suprir a exigência de título acadêmico.
• Art. 67. Os sistemas de ensino promoverão a valorização
dos profissionais da educação, assegurando-lhes, inclusive
nos termos dos estatutos e dos planos de carreira do
magistério público:
I - ingresso exclusivamente por concurso público de
provas e títulos;
II - aperfeiçoamento profissional continuado, inclusive
com licenciamento periódico remunerado para esse fim;
III - piso salarial profissional;
IV - progressão funcional baseada na titulação ou
habilitação, e na avaliação do desempenho;
V - período reservado a estudos, planejamento e
avaliação, incluído na carga de trabalho;
VI - condições adequadas de trabalho

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação InfantilDiretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil
Carina
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
appfoz
 
03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar
Joao Balbi
 
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Elisa Maria Gomide
 

Mais procurados (20)

Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escola
 
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação InfantilDiretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil
 
Gestão democrática na escola: princípios norteadores da educação.
Gestão democrática na escola: princípios norteadores da educação.  Gestão democrática na escola: princípios norteadores da educação.
Gestão democrática na escola: princípios norteadores da educação.
 
Oficina de Planejamento
Oficina de PlanejamentoOficina de Planejamento
Oficina de Planejamento
 
O papel da didática na formação do professor
O papel da didática na formação do professorO papel da didática na formação do professor
O papel da didática na formação do professor
 
Slide de didática
Slide de didáticaSlide de didática
Slide de didática
 
Projeto politico pedagogico
Projeto politico pedagogicoProjeto politico pedagogico
Projeto politico pedagogico
 
Gestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola públicaGestão democrática na escola pública
Gestão democrática na escola pública
 
Didática
DidáticaDidática
Didática
 
OPGEAENE AULA 4: Planejamento, organização e gestão escolar
OPGEAENE  AULA 4: Planejamento, organização e gestão escolarOPGEAENE  AULA 4: Planejamento, organização e gestão escolar
OPGEAENE AULA 4: Planejamento, organização e gestão escolar
 
Tendência progressista libertária
Tendência progressista libertáriaTendência progressista libertária
Tendência progressista libertária
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
 
03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar
 
Tendências Pedagógicas
Tendências PedagógicasTendências Pedagógicas
Tendências Pedagógicas
 
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
Aula01 org.e metodologia-ed.inf-2013-2
 
Pedagogia tecnicista
Pedagogia tecnicistaPedagogia tecnicista
Pedagogia tecnicista
 
O sistema de organização
O sistema de organizaçãoO sistema de organização
O sistema de organização
 
Políticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da EducaçãoPolíticas Públicas da Educação
Políticas Públicas da Educação
 
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
9.A construção do projeto político pedagógico da escola como prática de gestã...
 
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em LibâneoTeorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
Teorias pedagógicas modernas revisitadas com base em Libâneo
 

Semelhante a Gestão escolar aula 2- Professora Andréa

Ppp o sistema de organização e gestã da escola (1)
Ppp  o sistema de organização e gestã da escola (1)Ppp  o sistema de organização e gestã da escola (1)
Ppp o sistema de organização e gestã da escola (1)
Pibid Letras Português Ufal
 
Gestão da educação escolar unieubra
Gestão da educação escolar   unieubraGestão da educação escolar   unieubra
Gestão da educação escolar unieubra
unieubra
 

Semelhante a Gestão escolar aula 2- Professora Andréa (20)

Slides gestão escolar
Slides gestão escolarSlides gestão escolar
Slides gestão escolar
 
Libâneo
LibâneoLibâneo
Libâneo
 
Formação dos Conselhos Escolares!
Formação dos Conselhos Escolares!Formação dos Conselhos Escolares!
Formação dos Conselhos Escolares!
 
Ppp o sistema de organização e gestã da escola (1)
Ppp  o sistema de organização e gestã da escola (1)Ppp  o sistema de organização e gestã da escola (1)
Ppp o sistema de organização e gestã da escola (1)
 
Ldb gestão
Ldb gestãoLdb gestão
Ldb gestão
 
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
12. Pensamento pedagógico e gestão escolar na história da educação = Prof. Dr...
 
Órgãos Colegiados: Conselho de Classe
Órgãos Colegiados:   Conselho de ClasseÓrgãos Colegiados:   Conselho de Classe
Órgãos Colegiados: Conselho de Classe
 
Ppp iv encontro
Ppp   iv encontroPpp   iv encontro
Ppp iv encontro
 
Politico
PoliticoPolitico
Politico
 
Vertentes fundamentais de gestão escolar
Vertentes fundamentais de gestão escolarVertentes fundamentais de gestão escolar
Vertentes fundamentais de gestão escolar
 
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianosGestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
Gestão Escolar: enfrentando os desafios cotidianos
 
06 gest edu_esc
06 gest edu_esc06 gest edu_esc
06 gest edu_esc
 
Gestão da educação escolar unieubra
Gestão da educação escolar   unieubraGestão da educação escolar   unieubra
Gestão da educação escolar unieubra
 
Projeto político pedagógico
Projeto político pedagógicoProjeto político pedagógico
Projeto político pedagógico
 
Sistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolarSistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolar
 
Apresentação video resolução 2958-2016 e proc de eleição colegiado escolar
Apresentação video   resolução 2958-2016 e proc de eleição colegiado escolarApresentação video   resolução 2958-2016 e proc de eleição colegiado escolar
Apresentação video resolução 2958-2016 e proc de eleição colegiado escolar
 
Cap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democraticaCap 3 gestao_democratica
Cap 3 gestao_democratica
 
1. programa mais educação sp
1. programa mais educação sp1. programa mais educação sp
1. programa mais educação sp
 
OPGEAENE AULA 7: Coordenação e acompanhamento dos processos de ensino e de a...
OPGEAENE  AULA 7: Coordenação e acompanhamento dos processos de ensino e de a...OPGEAENE  AULA 7: Coordenação e acompanhamento dos processos de ensino e de a...
OPGEAENE AULA 7: Coordenação e acompanhamento dos processos de ensino e de a...
 
Slides 1º encontro Fortalecimento Conselho Escolar - EM Profª. Rosa Maria Ma...
Slides 1º encontro Fortalecimento Conselho Escolar -  EM Profª. Rosa Maria Ma...Slides 1º encontro Fortalecimento Conselho Escolar -  EM Profª. Rosa Maria Ma...
Slides 1º encontro Fortalecimento Conselho Escolar - EM Profª. Rosa Maria Ma...
 

Mais de Professora Florio (8)

Projeto sala de leitura- Osasco 2018
Projeto sala de leitura- Osasco 2018Projeto sala de leitura- Osasco 2018
Projeto sala de leitura- Osasco 2018
 
Gadotti paulo freire
Gadotti   paulo freireGadotti   paulo freire
Gadotti paulo freire
 
Texto autor Tomaz tadeu_documentos de identidade
Texto autor Tomaz tadeu_documentos de identidadeTexto autor Tomaz tadeu_documentos de identidade
Texto autor Tomaz tadeu_documentos de identidade
 
Aula 2 definições
Aula 2   definiçõesAula 2   definições
Aula 2 definições
 
Aula 1 plano de currículos e programas
Aula 1   plano de  currículos e programasAula 1   plano de  currículos e programas
Aula 1 plano de currículos e programas
 
Pausa
PausaPausa
Pausa
 
No aeroporto,
No aeroporto,No aeroporto,
No aeroporto,
 
Perfil
Perfil Perfil
Perfil
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 

Último (20)

13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoQuestões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 

Gestão escolar aula 2- Professora Andréa

  • 1. O Sistema de Organização e Gestão da Escola José Carlos Libâneo
  • 2. HISTÓRICO • Década de 30 – Já haviam estudos sobre gestão escolar • marcados por uma concepção burocrática, funcionalista, aproximando a organização escolar da organização empresarial. • Década de 80 - Organização do Trabalho Pedagógico ou Organização do Trabalho Escolar: enfoque crítico/ captalismo
  • 3. Concepções de organização e gestão 1- Técnico-científica 2- Autogestionária 3- Democrática-participativa
  • 4. Técnico científico Tende a seguir princípios e métodos da administração empresarial (gestão da qualidade total). • Prescrição detalhada de funções, acentuando-se a divisão técnica do trabalho escolar (tarefas especializadas). • Centralizado no diretor, relações de subordinação em que uns têm mais autoridades do que outros. • Ênfase na administração (sistema de normas, regras, procedimentos burocráticos de controle das atividades), às vezes descuidando-se dos objetivos específicos da instituição escolar. • Comunicação linear (de cima para baixo), baseada em normas e regras. • Maior ênfase nas tarefas do que nas pessoas.
  • 5. Auto gestionária Responsabilidade coletiva, ausência de direção centralizada, participação direta e por igual de todos os membros da instituição. • Ênfase nas inter-relações mais do que nas tarefas. • Decisões coletivas, eliminação das formas de exercício de autoridade e poder. • Poder coletivo na escola para preparar formas de auto-gestão no plano político. • Auto-organização do grupo de pessoas da instituição, por meio de eleições e alternância no exercício de funções. • Recusa a normas e sistemas de controle, acentuando-se a responsabilidade coletiva. • Crença no poder instituinte
  • 6. Democrática participativa Relação orgânica entre a direção e a participação do pessoal da escola. • Definição de objetos sócio-políticos e pedagógicos da escola, pela equipe escolar. • Articulação entre a atividade de direção e participação das pessoas da escola e das que se relacionam com ela. • A gestão é participativa mas espera-se, também, a gestão da participação. • Qualificação e competência profissional. • Busca de objetividade no trato das questões da organização e gestão, mediante coleta de informações reais. • Acompanhamento e avaliação sistemáticos com finalidade pedagógica: diagnóstico, acompanhamento dos trabalhos, reorientação dos rumos e ações, tomada de decisões. • Todos dirigem e são dirigidos, todos avaliam e são avaliados.
  • 7. Organização escolar/ cultura • Depende das experiências subjetivas das pessoas e de suas interações sociais, dos significados que as dão às coisas e que são produzidos e mantidos socialmente. É construída pelos seus próprios membros.
  • 8. Cultura – sócio crítica • Construção social, a partir da Inteligência subjetiva e cultural das pessoas. • Essa construção não é um processo livre e voluntário, mas mediatizado pela realidade sócio cultural e política mais ampla, incluindo a influência de forças externas e internas marcadas por interesses de grupos sociais, sempre contraditórios e às vezes conflitivos.
  • 9. • As concepções de gestão escolar refletem posições políticas, compreensão sobre homem e sociedade. • Demandam relações de subordinação e realização de tarefas • Diminuem a capacidade de reflexão e definição sobre seu próprio trabalho, ocasionando menor grau de envolvimento.
  • 10. Estrutura organizacional da escola A estrutura organizacional de escolas se diferencia conforme a legislação dos Estados e Municípios.
  • 11. Setor Técnico administrativo Secretaria escolar Serviços de zeladoria, limpeza,vigilância Multi-meios (biblioteca, laboratório, videoteca). Conselho de Escola Diretor Assistente de Direção e Coordenador Setor Pedagógico . Conselho de Classe . Coordenação Professores Alunos Pais , comunidade e APM
  • 12. Conselho de escola • O Conselho de Escola tem atribuições consultivas, deliberativas e fiscais em questões definidas na legislação estadual ou municipal e no Regimento Escolar. • Sua composição tem uma certa proporcionalidade de participação dos docentes, dos especialistas em educação, dos funcionários, dos pais e alunos, observando-se, em princípio, a paridade dos integrantes da escola.
  • 13. Direção • O diretor coordena, organiza e gerencia todas as atividades da escola. • O assistente de diretor desempenha as mesmas funções na condição de substituto eventual do diretor.
  • 14. Setor técnico administrativo • Secretaria Escolar • Zeladoria • Vigilância • Multimeios
  • 15. Setor Pedagógico • coordenador pedagógico - prestar assistência pedagógico-didática • orientador educacional - relacionamento escola- pais-comunidade • Conselho de Classe ou Série - ações preventivas e corretivas em relação ao rendimento dos alunos, ao comportamento discente, às promoções e reprovações
  • 16. Instituições Auxiliares • APM reúne os pais de alunos, o pessoal docente e técnico-administrativo e alunos maiores de 18 anos • Grêmio Estudantil é uma entidade representativa dos alunos criada pela lei federal n.7.398/85
  • 18. LEI Nº 9.394, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1996. (Redação dada pela Lei nº 12.014, de 2009)
  • 19. TÍTULO VI Dos Profissionais da Educação Art. 61. Consideram-se profissionais da educação escolar básica os que, nela estando em efetivo exercício e tendo sido formados em cursos reconhecidos, são: I – professores habilitados em nível médio ou superior para a docência na educação infantil e nos ensinos fundamental e médio; II – trabalhadores em educação portadores de diploma de pedagogia, com habilitação em administração, planejamento, supervisão, inspeção e orientação educacional, bem como com títulos de mestrado ou doutorado nas mesmas áreas;
  • 20. III – trabalhadores em educação, portadores de diploma de curso técnico ou superior em área pedagógica ou afim. IV - profissionais com notório saber reconhecido pelos respectivos sistemas de ensino, para ministrar conteúdos de áreas afins à sua formação ou experiência profissional, atestados por titulação específica ou prática de ensino em unidades educacionais da rede pública ou privada ou das corporações privadas em que tenham atuado, exclusivamente para atender ao inciso V do caput do art. 36 (Incluído pela lei nº 13.415, de 2017) V - profissionais graduados que tenham feito complementação pedagógica, conforme disposto pelo Conselho Nacional de Educação. (Incluído pela lei nº 13.415, de 2017)
  • 21. • Art. 64. A formação de profissionais de educação para administração, planejamento, inspeção, supervisão e orientação educacional para a educação básica, será feita em cursos de graduação em pedagogia ou em nível de pós- graduação, a critério da instituição de ensino, garantida, nesta formação, a base comum nacional. • Art. 65. A formação docente, exceto para a educação superior, incluirá prática de ensino de, no mínimo, trezentas horas. • Art. 66. A preparação para o exercício do magistério superior far-se-á em nível de pós-graduação, prioritariamente em programas de mestrado e doutorado. • Parágrafo único. O notório saber, reconhecido por universidade com curso de doutorado em área afim, poderá suprir a exigência de título acadêmico.
  • 22. • Art. 67. Os sistemas de ensino promoverão a valorização dos profissionais da educação, assegurando-lhes, inclusive nos termos dos estatutos e dos planos de carreira do magistério público: I - ingresso exclusivamente por concurso público de provas e títulos; II - aperfeiçoamento profissional continuado, inclusive com licenciamento periódico remunerado para esse fim; III - piso salarial profissional; IV - progressão funcional baseada na titulação ou habilitação, e na avaliação do desempenho; V - período reservado a estudos, planejamento e avaliação, incluído na carga de trabalho; VI - condições adequadas de trabalho